Dima Stouhi

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Arquitetura do Leste Europeu: estruturas urbanas excêntricas

Este artigo faz parte da série colaborativa “Arquitetura do Leste Europeu: 50 Edifícios que Definiram uma Era”, desenvolvida em parceria entre o The Calvert Journal e o ArchDaily. Celebrando alguns dos principais ícones da arquitetura do leste europeu, publicaremos periodicamente uma lista com cinco projetos construídos no então Bloco de Leste.

A história da arquitetura: Grécia antiga

Cortesia de ArchDaily - Danae Santibáñez
Cortesia de ArchDaily - Danae Santibáñez

Até onde os registros escritos alcançam, o que se sabe é que a “pré-história” é um período que vai de 35.000 à 3.000 anos a.C. no Oriente Médio e 2.000 a.C. na Europa Ocidental. Pelo que é possível observar, os construtores da antiguidade tinham uma profunda compreensão das necessidades humanas e como lidar com as condições ambientais através da arquitetura em sua forma mais primitiva. Nos primórdios, famílias e tribos viviam em cabanas construídas a base de ossos e peles de animais. Milhares de anos de passaram até que o homem passasse a construir estruturas mais robustas utilizando pedras e tijolos de barro, assumindo formas prismáticas e dotadas de aberturas para iluminação e ventilação natural.

Ao longo dos próximos meses, publicaremos aqui no ArchDaily uma série de pequenos artigos sobre a história da arquitetura e como ela evoluiu até assumir a forma como à conhecemos hoje. Nesta semana, regressamos a um dos períodos mais importantes e influentes da história da humanidade: a Grécia antiga; mais especificamente os períodos egeu, arcaico, clássico e helenístico.

"O cinema trará a próxima grande contribuição à arquitetura": uma entrevista com Spirit of Space

Apesar das imagens estáticas serem o meio mais comum para representar um projeto, alguns arquitetos optam por convidar o público a experienciar a arquitetura de modo mais imersivo. Desde 2006, o Spirit of Space, estúdio de cinema especializado em arquitetura, vem envolvendo os espectadores em curtas-metragens de obras concebidas por arquitetos de renome mundial, como Peter Zumthor, Steven Holl, Daniel Libeskind e Jeanne Gang. A equipe multidisciplinar do estúdio combina recursos visuais com trilhas sonoras criadas especialmente para os filmes, transformando o percurso fílmico em uma experiência multissensorial.

De cenário a protagonista: o papel da arquitetura no design de videogames

Recentemente, perguntamos aos nossos leitores qual cenário de videogame os impressionava mais em termos de imagem ou visualização e por quê. Recebemos centenas de respostas, as quais apontavam nas mais variadas direções, deixando claro que não há um consenso ou um elemento unânime responsável pelo sucesso de um jogo entre os nossos leitores. Fato é que, o ambiente virtual é a chave para o sucesso ou o fracasso de um sistema de simulação baseado na experiência do usuário.

A arquitetura de um ambiente virtual, representa muito mais do que um mero pano de fundo de uma cidade imaginária ou a representação de um cenário existente, ela é, na verdade, um componente fundamental capaz de transportar os usuários para dentro do jogo, transcendendo os limites entre realidade e virtualidade – e adicionando uma dose extra de adrenalina.

(CUIDADO: os vídeos e imagens apresentados neste artigo podem provocar convulsões em pessoas com epilepsia fotossensível)

A história da arquitetura: do Neolítico à Mesopotâmia e Egito Antigo

Até onde chega os antigos registros escritos da história da humanidade, a “pré-história” pode ser estabelecida em um período de tempo que vai de 35.000 a.C. até 3000 a.C. no caso do Oriente Médio e até 2000 a.C. na Europa Ocidental. Segundo o que foi possível observar, os construtores de outrora detinham um profundo conhecimento à respeito das condições ambientais e das necessidades físicas do ser humano em sua busca por abrigo. Inicialmente organizados em grupos ou tribos, humanos utilizavam estruturas construídas com pele e ossos de animais para se proteger da chuva e do sol, do frio e do calor assim como das ameaças do mundo exterior. Milhares de anos se passaram e as cabanas primitivas evoluíram para se tornarem estruturas complexas construídas em paredes de tijolos ou com solo compactado, assumindo formas geométricas pontuadas por aberturas responsáveis pela ventilação e iluminação natural dos espaços interiores. 

Ao longo dos próximos meses, você poderá acompanhar aqui no ArchDaily uma série de pequenos artigos sobre a história da humanidade em busca de abrigo e como o habitat primitivo evoluiu para se transformar na arquitetura como a conhecemos hoje. Durante esta primeira semana, dedicaremos um pouco do nosso tempo para refletir sobre as estruturas das primeiras civilizações conhecidas pela humanidade: as Aldeias Neolíticas, a Mesopotâmia e o Antigo Egito.

Como os espaços de trabalho evoluíram de cubículos para cafeterias

Cortesia de Herman Miller
Cortesia de Herman Miller

O ano é 1985, você está arrumando sua maleta para ir ao escritório onde fica sentado atrás de uma prancheta para desenhar. Avance para 2020, e você estará tendo uma teleconferência com toda a equipe em um café do outro lado da rua. Relativamente, pouco mudou; o trabalho ainda deve ser concluído até o final do dia, apenas com um cenário diferente.

Atualmente, os funcionários procuram algo mais do que apenas um emprego atrás de uma mesa. Eles querem trabalhar em um espaço dinâmico e inspirador que agregue valor ao seu conhecimento e promova o seu bem-estar físico e mental. Mas esse não era o caso um século atrás. Veja como os escritórios evoluíram ao longo dos anos e o que podemos esperar do futuro.

Universidade Obafemi Awolowo: um passeio pelo campus mais fascinante da África

The Library 1966. Imagem Cortesia de The Arieh Sharon Digital ArchiveThe Campus. Imagem Cortesia de  The Arieh Sharon Digital ArchiveThe Secretariat 1968. Imagem Cortesia de  The Arieh Sharon Digital ArchiveThe Assembly Hall 1970 . Imagem Cortesia de  The Arieh Sharon Digital Archive+ 7

Desde os mais renomados institutos de tecnologia da América do Norte a projetos residenciais no Oriente Médio, a ideologia da Bauhaus se espalhou pelo mundo junto com seus principais pensadores, exilados após o fechamento da instituição com a ascensão do nazismo no final dos anos trinta na Alemanha. Sua influência na arquitetura e no design podem ser vistos pelos quatro cantos do mundo, projetos e edifícios construídos são testemunhas do prestígio da escola de Dessau e Weimar. Enquanto a maioria dos projetos em “estilo Bauhaus” apenas reproduz a linguagem universal proposta pela escola, alguns poucos exemplos em particular, combinaram a teoria da Bauhaus com princípios de design local, resultando em uma arquitetura universal entretanto, profundamente enraizada na cultural e no clima específico do lugar onde está inserida.

Este artigo foi desenvolvido através de uma colaboração entre o ArchDaily e a Arieh Sharon Organization. Todas as imagens históricas que ilustram a matéria foram gentilmente cedidas pela Arieh Sharon Org.

Conjunto habitacional na Hungria vira inspiração para instalações urbanas

O bairro residencial Haszkovó, na cidade de Veszprém, na Hungria, foi visto como um projeto fracassado: "cinza, triste e sem alma". No entanto, essa estrutura fria conseguiu abrigar 20 mil habitantes, funcionando como uma "cidade" dentro da cidade

Por ocasião da Veszprém Design Week, um projeto colaborativo assinado por Edward Crooks, Point Supreme, Supervoid, MAIO e Paradigma Ariadné, convidou os visitantes a mudar a percepção e o estado atual de Haszkovó, criando cinco propostas de mobiliário urbano, que fossem vibrantes, portáveis e duráveis.

© Balázs Danyi© Balázs Danyi© Balázs Danyi© Balázs Danyi+ 57

Arranha-céu em Deli propõe purificar a atmosfera da capital Indiana

De acordo com um relatório da OMS de novembro de 2019, os residentes de Deli, capital da Índia, respiram cerca de 25 vezes mais ar tóxico que o limite permitido, diminuindo suas taxas de expectativa de vida. Despoluir a atmosfera se tornou um desafio na maioria dos países com economias em crescimento. Um estudo realizado pelo estúdio de arquitetura Studio Symbiosis analisou várias soluções para enfrentar essa ameaça aos moradores da capital indiana.

Aũra, a solução de projeto do estúdio, é uma torre de "purificação do ar" que tem como objetivo oferecer às pessoas uma atmosfera pura e respirável usando princípios da aerodinâmica.

© Studio Symbiosis Architects© Studio Symbiosis Architects© Studio Symbiosis Architects© Studio Symbiosis Architects+ 18

Bloco de apartamentos da Interbau, de Oscar Niemeyer, pelas lentes de Bahaa Ghoussainy

Para a Feira Internacional dos Construtores de 1957, que ocorreu em Berlim, Oscar Niemeyer projetou o bloco de apartamentos da Interbau, um edifício modernista apoiado sobre uma série de pilares em forma de V. Apresentando as típicas janelas em fita da arquitetura da época, a fachada é interrompida por duas passarelas que conectam o bloco à torre de circulação vertical.

O fotógrafo de arquitetura libanês Bahaa Ghoussainy explorou o edifício em sua mais recente série de fotografias, destacando a relação entre a uniformidade do bloco e a natureza dinâmica da geometria dos apoios. Veja, a seguir:

© Bahaa Ghoussainy© Bahaa Ghoussainy© Bahaa Ghoussainy© Bahaa Ghoussainy+ 16

Sala de concertos projetada pela OPEN Architecture em Pequim impressiona pela estrutura em concreto armado

O aguardado projeto Chapel of Sound, do escritório OPEN Architecture, está em obras e sua estrutura já está praticamente concluída.

Com inauguração prevista para meados de 2020, o projeto inclui um anfiteatro semi-externo, um palco externo e plataformas de observação com vistas para a paisagem rural montanhosa da Grande Muralha de Jinshanling.

© OPEN© OPEN© OPEN© OPEN+ 5

“Arquitetura é uma extensão da vida”: uma entrevista com Balkrishna Doshi

A independência da Índia mudou o modo como o país passou a ser percebido pelo resto do mundo. A evolução trouxe consigo importantes perguntas para arquitetos e urbanistas, como por exemplo, como resolver as disparidades econômicas e ambientais, ou como difundir entre a população a compreensão do potencial dos recursos e culturas locais.  

Em uma nova e extensa entrevista em vídeo produzida pelo Louisiana Channel, Balkrishna Doshi, vencedor do Prêmio Pritzker, comenta como se tornou um arquiteto premiado, suas crenças e cultura tradicionais hindus e a vida contemporânea na Índia.

Assista a seguir (em inglês).

Mobiliário público de madeira combina tecnologia CNC com energia renovável

O estúdio de arquitetura e design Hello Wood desenvolveu uma linha de mobiliário de exterior "inteligente" para institutos educacionais e espaços públicos. As duas peças de mobiliário, Fluid Cube e City Snake, reintroduzem estruturas públicas modulares de maneira contemporânea e sustentável.

© Hello Wood© Hello Wood© Hello Wood© Hello Wood+ 12

Por que ocupar Marte se tornou uma questão de projeto?

Marte faz parte do imaginário das pessoas há décadas, servindo de tema a ficções literárias e cinematográficas que fascinaram diferentes gerações. Também tem sido objeto de desejo de ambiciosos empresários como Elon Musk e Jeff Bezos, que iniciaram uma corrida bilionária para ocupar o planeta vermelho. Mas a humanidade tem mesmo o direito de colonizar Marte? E, caso positivo, a quem interessa essa ambiciosa tarefa? 

Restauro de antiga igreja na Coreia conecta Deus, natureza e seres humanos

A Igreja Changtteul é um antigo local de culto em Gyeonggi-do, Coreia do Sul, cujo nome remete à imagem de "uma moldura contendo uma janela". Nesse sentido, o caráter do edifício é definido por sua série de janelas, proporcionando aos visitantes uma experiência única de luz e paisagens emolduradas.

Os arquitetos Hanyoung Jang e Hanjin Jang, do estúdio minorormajor, utilizaram as janelas de Changtteul como metáfora para seu partido projetual. A dupla explora o elemento arquitetônico a partir de duas perspectivas: a "janela entre o homem e Deus" e "a janela entre o homem e a natureza".

© studio minorormajor© studio minorormajor© studio minorormajor© studio minorormajor+ 20