De estruturas vazias a parques interativos: a evolução dos estacionamentos

De estruturas vazias a parques interativos: a evolução dos estacionamentos

Em teoria, as vagas de estacionamento têm apenas uma função: estacionar um carro com segurança até que ele seja usado novamente e, em termos de projeto, as garagens são flexíveis e simples, exigindo intervenções mínimas. No entanto, os estacionamentos hoje em dia não são mais considerados espaços de função única. Quanto mais vazio o local, mais potencial ele tem para integrar funções adicionais. Arquitetos e urbanistas redefiniram os estacionamentos tradicionais, acrescentando instalações recreativas e comerciais à estrutura. Em vez de uma planta típica com marcações amarelas e brancas no chão, agora estamos vendo estruturas convidativas que incorporam fachadas verdes e playgrounds na cobertura, com lava-carros, cafeterias e áreas de trabalho / estudo.

© Nelson Garrido/1111Lincoln Road Shot reimpresso com permissão de MBeach1, LLLPVeranda Car Park em Rotterdam, Holanda. Imagem © Paul de Ruiter Architects by Rien van RijthovenPagoda House I/O Architects . Imagem © Assen EmilovOpen Platform e JAJA Architects vencem a competição para projetar o primeiro estacionamento de madeira da Dinamarca. Imagem© JAJA Architects + Open Platform+ 25

Embora as vagas de estacionamento sejam frequentemente esquecidas, elas têm uma grande influência na forma como as pessoas respondem aos espaços por onde dirigem. A menos que o motorista encontre um amplo estacionamento vazio, uma enorme fila de carros é formada cada vez que alguém deseja estacionar. Sendo assim, esses espaços podem ser muito prejudiciais para o humor se não forem bem projetados, com fardos que incluem estar rodeado por um grande número de colunas, não ter espaço suficiente para mudar a direção do carro ou para os pedestres caminharem ao lado do carro, etc.

Park'n'Play by JAJA Architects. Imagem Cortesia de JAJA Architects
Park'n'Play by JAJA Architects. Imagem Cortesia de JAJA Architects

Em termos de padronização, não existem regras universais que se apliquem a todas as nações. No entanto, existem várias semelhanças em termos de espaçamento, dimensões, orientação e infográficos. Listras brancas e amarelas são frequentemente pintadas no piso para demarcar o contorno das zonas de estacionamento e instruções de direção. Para uma melhor visibilidade, as linhas estendem-se até às paredes circundantes a uma altura de aproximadamente 1 metro. Os tetos são tão importantes como as paredes e o chão, razão pela qual as saliências são sempre levadas em consideração ao conceber um espaço de estacionamento.

Dimensões de vaga para um carro

  • Comprimento mínimo do estacionamento individual:> 5 m
  • Largura mínima do estacionamento individual: ~ 2,30 m
  • Largura mínima do estacionamento individual para deficientes:> 3,50 m
  • Altura mínima do estacionamento único:> 2,15 m (até 2,40 m para caminhões)

Cortesia de Ernst Neufert Architect's Data
Cortesia de Ernst Neufert Architect's Data

Layouts de estacionamento e suas dimensões

© ArchDaily
© ArchDaily

Tipo de estacionamento: paralelo

© ArchDaily
© ArchDaily

Tipo de estacionamento: vagas oblíquas de 30° em via de mão única

© ArchDaily
© ArchDaily

Tipo de estacionamento: vagas oblíquas de 45° em via de mão única

© ArchDaily
© ArchDaily

Tipo de estacionamento: vagas de 90° em via de mão dupla

© ArchDaily
© ArchDaily

Tipo de estacionamento: corredor duplo de 45° em vias de mão única idênticas

© ArchDaily
© ArchDaily

Tipo de estacionamento: corredor duplo de 45° em vias de mão única opostas

© ArchDaily
© ArchDaily

Tipo de estacionamento: corredor duplo de 60° em vias de mão única idênticas

© ArchDaily
© ArchDaily

Tipo de estacionamento: corredor duplo de 90° em vias de mão dupla idênticas

Embora exista um plano em andamento para substituir os carros por veículos elétricos, bicicletas e transportes públicos ecológicos, o mundo ainda não alcançou essa meta de forma completa e definitiva. Em vez disso, os prédios de estacionamento adotaram novas funções para aproveitar o espaço vazio e fornecer funções complementares aos usuários. Open Platform (OP) e JAJA Architects, junto com Rama Studio e Søren Jensen Engineers estão projetando o primeiro estacionamento construído em madeira da Dinamarca.

Open Platform e JAJA Architects vencem a competição para projetar o primeiro estacionamento de madeira da Dinamarca. Imagem© JAJA Architects + Open Platform
Open Platform e JAJA Architects vencem a competição para projetar o primeiro estacionamento de madeira da Dinamarca. Imagem© JAJA Architects + Open Platform

Outro projeto da JAJA Architects é o Park'n'Play, que transforma a cobertura de um estacionamento em um espaço urbano vivo com equipamentos esportivos e lúdicos.

Park'n'Play by JAJA Architects. Imagem © Rasmus Hjortshøj
Park'n'Play by JAJA Architects. Imagem © Rasmus Hjortshøj

THIRD NATURE projetou uma solução para os problemas urbanos modernos: inundações, estacionamento e falta de espaços verdes, com seu projeto, POP-UP, um espaço verde com estacionamento e reservatório de água.

Estrutura All-In-One Resolve Inundações, Estacionamento e Falta de Espaço Verde nas Cidades. Cortesia da imagem de THIRD NATURE
Estrutura All-In-One Resolve Inundações, Estacionamento e Falta de Espaço Verde nas Cidades. Cortesia da imagem de THIRD NATURE

Layouts de estacionamento e suas dimensões fazem parte do livro Ernst Neufert Architect's Data

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Stouhi, Dima. "De estruturas vazias a parques interativos: a evolução dos estacionamentos" [From Empty Grids to Interactive Playgrounds: Parking Lots and their Evolving Identities] 06 Mai 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/961094/de-estruturas-vazias-a-parques-interativos-a-evolucao-dos-estacionamentos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.