Para um futuro equitativo: Dia Internacional da Mulher 2021

Para um futuro equitativo: Dia Internacional da Mulher 2021

Mais um ano e mais um Dia Internacional da Mulher. Embora recentemente o debate sobre gênero tenha recebido considerável atenção, a batalha pela equidade está longe de acabar. Mesmo no século XXI, a arquitetura ainda pode ser uma profissão desafiadora para as mulheres. No entanto, o progresso está acontecendo e, em 2020, Yvonne Farrell e Shelley McNamara se tornaram a 4ª e 5ª mulheres a receber o prêmio Pritzker desde a sua criação em 1979.

Sem limitar nossa cobertura do tema ao dia 8 de março, o ArchDaily reconhece todos os dias a força feminina que está moldando o ambiente construído em todo o mundo. Na verdade, Mulheres na Arquitetura é um dos principais pilares da nossa estratégia de conteúdo. Este ano, para o Dia Internacional da Mulher, o ArchDaily decidiu apresentar uma semana inteira de conteúdo dedicado, com entrevistas exclusivas e editoriais instigantes. Junte-se a nós e conheça mulheres que estão se destacando no universo da arquitetura, do design e do ambiente construído.

Sesc Pompéia / Lina Bo Bardi. Imagem © Nelson KonYvonne Farrell e Shelley McNamara. Cortesia de Grafton ArchitectsTecelãs na escadaria Bauhaus, 1927. De cima para baixo: Gunta Stölzl (esquerda), Ljuba Monastirskaja (direita), Grete Reichardt (esquerda), Otti Berger, (direita), Elisabeth Müller (suéter estampado claro), Rosa Berger (escuro camisola), Lis Beyer-Volger (centro, colarinho branco), Lena Meyer-Bergner (esquerda), Ruth Hollós (extrema direita) e Elisabeth Oestreicher. Imagem © T. Lux Feininger; coleção do Bauhaus-Archiv BerlinMulher em uma olaria - Madagascar. Imagem via Shutterstock / Por Damian Ryszawy+ 25

Por que ainda é importante falarmos sobre "mulheres arquitetas"?

Porque, querendo ou não, ainda existe um desequilíbrio de gênero na profissão. O ambiente construído destinado a todos ainda não é concebido por todos. É verdade que os números variam de uma sociedade para outra, mas essa preocupação ainda é onipresente, e nos encontramos – em um mundo que supostamente elogia a igualdade – falando sobre disparidade de gênero, igualdade de salários, oportunidades e representação, para citar apenas algumas questões. A maioria de nós não conheceu, durante nossa formação, muitos exemplos de mulheres arquitetas para além de alumas "arquitetas-estrelas". Embora existam muitas mulheres que se destacaram nos campos da arquitetura e do urbanismo, a maioria nunca recebeu o devido reconhecimento ou visibilidade. Cada geração precisa ter figuras inspiradoras para admirar, e a nossa em particular precisa entender que existem muitas profissionais que abriram o caminho e muito mais mulheres com as quais podemos nos identificar.

Ilustração de @cipriastudio Marzia Iacono e Anna Lisa Pruiticiarello | Itália. Imagem © MMW
Ilustração de @cipriastudio Marzia Iacono e Anna Lisa Pruiticiarello | Itália. Imagem © MMW

No dia da mulher, não se trata de fazer com que elas se sintam "especiais". 

Enquanto parte dele visa celebrar as conquistas lideradas por mulheres, outra parte trata de destacar aquelas que estão trilhando caminhos próprios – definindo sua própria noção de sucesso – e compartilhando suas ideias e visões. Além disso, esta ocasião visa incentivar as mulheres a terem uma voz mais ativa na esfera da arquitetura e urbanismo. No final das contas, as mulheres representam mais da metade da população global, e dificultar sua inclusão na profissão limita as qualidades de nosso ambiente construído. Na verdade, o Dia da Mulher também é um meio de sublinhar a persistente questão da discriminação. Ainda há muito progresso a ser feito para alcançar a igualdade de gênero na profissão, e como a igualdade só é alcançada através da luta por nossos próprios direitos, nosso combate consistirá em ajustar narrativas históricas, reconhecer as conquistas, mostrar novos rostos e novas iniciativas multidisciplinares e, ainda, apresentar ferramentas e conceitos que podem ajudar a diminuir a lacuna de gênero.

Uma vez que a igualdade é estabelecida em nível mundial, podemos começar a mudar as narrativas das mulheres na arquitetura.

St. Joseph’s College, 1975. Imagem cortesia de Women’s School of Planning and Architecture Records, Sophia Smith Collection, Smith College (North Hampton, Massachusetts)
St. Joseph’s College, 1975. Imagem cortesia de Women’s School of Planning and Architecture Records, Sophia Smith Collection, Smith College (North Hampton, Massachusetts)

Do lançamento do hercity, uma plataforma da UN-Habitat que envolve mulheres em processos de desenvolvimento urbano, à cobertura do Women Leaders in Planning, esta semana, o ArchDaily vai mergulhar nos principais tópicos envolvendo esta questão. E para celebrar este 8 de março de 2021, reunimos uma seleção de artigos publicados ao longo dos anos.

Ajustando narrativas históricas

Claire Bataille e Paul Ibens, ca. 1968. Arquivo de Claire Bataille e Paul Ibens Design, coleção Instituto Flamengo de Arquitetura, Coleção Comunidade Flamenga © Paul Lambert. Imagem cortesia de Wiki Women Design. Imagem © Paul Lambert
Claire Bataille e Paul Ibens, ca. 1968. Arquivo de Claire Bataille e Paul Ibens Design, coleção Instituto Flamengo de Arquitetura, Coleção Comunidade Flamenga © Paul Lambert. Imagem cortesia de Wiki Women Design. Imagem © Paul Lambert

Como a evolução do papel da mulher na sociedade mudou o ambiente construído?

Wiki Women Design: Desvendando as contribuições de designers femininas belgas na Wikipedia

Dez arquitetas desprestigiadas pela história

Documentário City Dreamers destaca quatro mulheres arquitetas que repensaram a cidade

A obra frequentemente esquecida de Denise Scott Brown

Explorando desafios / apresentando ferramentas

Nas oficinas, as mulheres aprendem juntas os princípios básicos da construção civil. Cortesia de Arquitetura da Periferia / Portal Aprendiz
Nas oficinas, as mulheres aprendem juntas os princípios básicos da construção civil. Cortesia de Arquitetura da Periferia / Portal Aprendiz

A Arquitetura precisa reconhecer, além do papel social, os debates sobre raça e gênero

Como eliminar disparidades de gênero na arquitetura, de acordo com nossos leitores

6 Iniciativas que empoderam as mulheres nos setores da arquitetura e construção

ONU-Habitat promove planejamento inclusivo e igualdade de gênero através da tecnologia

Como seriam as cidades pensadas pelas mulheres? O caso de Barcelona

Três filmes mostram sete arquitetas redefinindo o papel das mulheres na arquitetura

Destacando mulheres no campo disciplinar

Ilustração de Matri-Archi (tectura). Imagem © Kizzy Memani, Phathu Nembilwi
Ilustração de Matri-Archi (tectura). Imagem © Kizzy Memani, Phathu Nembilwi
Ilustração de Matri-Archi (tectura). Imagem © Kizzy Memani, Phathu Nembilwi
Ilustração de Matri-Archi (tectura). Imagem © Kizzy Memani, Phathu Nembilwi

Monocle 24 explora mulheres no urbanismo

Um olhar para o futuro: quais os próximos passos do movimento feminino na arquitetura?

Um novo modelo urbano para outro projeto de sociedade: uma entrevista com Tainá de Paula

Mulheres na fotografia de arquitetura

Mulheres no ArchDaily refletem sobre o futuro da arquitetura

Destacando novos rostos, novas ideias

Tiffany Brown com alunos. Cortesia de 400 Forward
Tiffany Brown com alunos. Cortesia de 400 Forward

Capacitando arquitetas e estudantes afro-americanas: conversa com Tiffany Brown, fundadora do 400 Forward

Educação espacial e o futuro das cidades africanas: uma entrevista com Matri-Archi

Conversa com Anastasia El Rouss: arquiteta, ativista e fundadora da ONG Watch(ée)

Julia Gamolina sobre rejeitar a misoginia na arquitetura e no urbanismo

Celebrando conquistas

Solstice Arts Center / Grafton Architects. Imagem © Ros Kavanagh
Solstice Arts Center / Grafton Architects. Imagem © Ros Kavanagh

Uma introdução a sete mulheres influentes e inovadoras da Bauhaus

5 Mulheres que estão mudando a cara da Arquitetura

12 Mulheres premiadas na arquitetura nos últimos 12 meses

Conheça um nova geração de arquitetas que lidera escritórios em todo o mundo

Equidade na representação

The High Line em Nova York, um dos projetos pelos quais Elizabeth Diller é conhecida. Imagem © Iwan Baan
The High Line em Nova York, um dos projetos pelos quais Elizabeth Diller é conhecida. Imagem © Iwan Baan

As mulheres da HKS: arquitetas e pesquisadoras projetando cidades resilientes

Construindo comunidades: as mulheres da Sasaki projetando futuros mais sustentáveis e inclusivos

"Arquitetura pode curar": Katie Swenson do MASS Design Group sobre construir juntos a equidade

Leia outros artigos nesta pasta do MeuArchDaily criada pela autora.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Harrouk, Christele. "Para um futuro equitativo: Dia Internacional da Mulher 2021" [On Achieving An Equal Future: International Women’s Day 2021 ] 08 Mar 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/958087/para-alcancar-um-futuro-equitativo-dia-internacional-da-mulher-2021> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.