Como incorporar jardins e hortas em projetos residenciais

Como incorporar jardins e hortas em projetos residenciais

Os jardins internos podem contribuir com importantes benefícios para a vida doméstica, variando da beleza estética à melhoria da saúde e da produtividade. Pesquisas mostraram que plantas nos interiores das edificações ajudam a eliminar os poluentes do ar, os chamados de compostos orgânicos voláteis (COV), liberados de colas, móveis, roupas e solventes, conhecidos por causar doenças. Eles também aumentam as percepções subjetivas de concentração e satisfação, bem como medidas objetivas de produtividade. Jardins internos podem até reduzir o uso de energia e os custos devido à menor necessidade de circulação de ar. Esses benefícios complementam as óbvias vantagens estéticas de um jardim bem projetado, tornando o jardim interno um recurso residencial atraente em várias frentes.

Courtesy of TAA DESIGN © BK © Rafael Gamo Hydroponic gardening. Image © Needpix user naidokdin + 42

© Hiroyuki Oki
© Hiroyuki Oki

No entanto, os jardins internos exigem muitas condições para garantir que cresçam sem problemas. Essas condições também variam dependendo do tipo de planta que está sendo cultivada e dos métodos em que são exibidas. Para abordar essas considerações, compilamos abaixo uma lista introdutória de requisitos, tipos de plantas mais comuns e configurações espaciais.

© Rafael Gamo
© Rafael Gamo

Requisitos

Luz: As plantas precisam de luz para fazer a fotossíntese, crescer e sobreviver. Sem luz, as plantas podem não crescer completamente, não produzem flores ou frutas e podem até morrer. Essa consideração é particularmente importante para jardins internos, que, mesmo próximos a uma janela, podem não receber luz adequada nos meses de inverno. Assim, os jardins internos precisarão de sistemas de iluminação específicos para garantir o crescimento máximo.

© Charis Solomou
© Charis Solomou

A maioria das plantas crescem melhor com 14 a 16 horas de luz e ao menos seis horas de escuridão por dia. No entanto, como as plantas possuem fotorreceptores que absorvem apenas comprimentos de onda específicos da luz, as lâmpadas comuns não atendem a esse requisito. As lâmpadas de descarga de alta intensidade (HID) e os sistemas fluorescentes compactos são as fontes luminosas ideais para jardins internos, fornecendo a quantidade propício de brilho e intensidade para o crescimento das plantas. As luzes fluorescentes e as lâmpadas incandescentes podem não emanar luz suficiente, tornando-as melhores para plantas domésticas individuais, em vez de jardins inteiros. Obviamente, os requisitos de luz variam dependendo das plantas que estão sendo cultivadas.

© Derek Swalwell
© Derek Swalwell

Umidade: Jardins internos costumam sofrer com baixa umidade, o que pode fazer as plantas murcharem e as folhas tornarem-se marrons. Enquanto as plantas tendem a florescer com 50% ou mais de umidade, os níveis de umidade interna, principalmente no inverno, podem ficar entre 10 e 20%. As soluções para esse problema podem variar desde a operação de um umidificador, até a nebulização diária, até mesmo colocar uma bandeja de água ao lado do jardim.

© Charis Solomou
© Charis Solomou

Temperatura: A maioria das plantas prosperará sob temperaturas que variam de 18 a 24 graus Celsius.

Courtesy of K59atelier
Courtesy of K59atelier

Profundidade do solo: a profundidade do solo varia muito, dependendo da planta que está sendo cultivada. Normalmente, entre 45 a 50 centímetros de solo é suficiente para a maioria das plantas, embora esse número possa cair para menos de 40 ou atingir até 90 centímetros. Dependendo da planta, espécies com raízes mais rasas também podem precisar ser colocadas em estacas ou presas a uma treliça.

© Edward Hendricks
© Edward Hendricks

Água: As plantas cultivadas em recipientes tendem a secar mais rapidamente do que as plantas cultivadas naturalmente no solo. Portanto, é imperativo que os jardins internos sejam regados adequadamente, mas sem excessos. Para garantir que as plantas sejam regadas de maneira consistente, alguns projetistas e proprietários recorrem a soluções como sistemas de irrigação por gotejamento em ambientes internos, hidroponia ou vasos de rega automática.

Hydroponic gardening. Image © Needpix user naidokdin
Hydroponic gardening. Image © Needpix user naidokdin

Os sistemas de rega interna por gotejamento aguam as plantas em um temporizador, tornando-as altamente consistentes e relativamente fáceis de usar. No entanto, com canos conectando as plantas, isso tende a ficar bastante feio. Vasos e floreiras com rega automática mantêm um reservatório recarregável e, como o nome sugere, regam suas plantas automaticamente. Ao contrário dos sistemas de rega por gotejamento em ambientes fechados, não há tubos e torneiras externos à vista. Uma variação esteticamente interessante no pote de rega automática é o recipiente empilhável de rega automática, que se torna essencialmente um pequeno jardim vertical com um sistema de rega automático oculto. Outra opção esteticamente interessante é o jardim hidropônico, que elimina o solo da equação e fornece água e nutrientes diretamente às plantas. Esta solução pode usar recipientes menores, facilita o crescimento mais rápido das plantas e diminui a probabilidade de infecções de plantas, tornando-o uma escolha popular.

Self-watering container. Image © Flickr user Gavin Anderson
Self-watering container. Image © Flickr user Gavin Anderson

Independentemente do tipo de sistema de rega utilizado, a drenagem também é sempre uma consideração importante. Sem drenagem adequada, as raízes podem apodrecer em condições excessivamente úmidas. Esse requisito significa apenas que as floreiras devem sempre ter orifícios de drenagem e bandejas de gotejamento.

© Derek Swalwell
© Derek Swalwell

Plantas e espécies comuns

© Shinkenchiku Sha
© Shinkenchiku Sha

Os jardins podem servir a diferentes propósitos em uma casa, seja puramente estético ou para fornecer alimentos, como frutas e legumes. Obviamente, dependendo do uso pretendido, diferentes plantas serão mais eficazes. Considerações como iluminação, rega e temperatura também podem afetar as escolhas das espécies.

Aloe Vera plant. Image © Pexels user Himesh Mehta
Aloe Vera plant. Image © Pexels user Himesh Mehta

Plantas comuns em interiores: Planta Aranha, Aloe Vera, Ficus benjamina, Planta Jade.

Vegetais comuns: Beterraba, Cenoura, Ervas, Couve, Alface, Cogumelos.

Flores: Hibisco, Flor de Flamingo, Clivia miniata, várias orquídeas.

Orchid plants. Image © Flickr user ProFlowers
Orchid plants. Image © Flickr user ProFlowers

Sistemas de suporte

© Rafael Gamo
© Rafael Gamo

Há uma variedade de projetos de jardins diferentes que foram inovados ao longo do tempo. Dependendo dos metros quadrados disponíveis e do estilo do interior, os projetistas devem escolher as opções que acentuam os diferentes aspectos da casa e permitem melhor uso do espaço.

Camas Elevadas

© Paul Sebesta
© Paul Sebesta
© Frank Lynen
© Frank Lynen
Courtesy of TAA DESIGN
Courtesy of TAA DESIGN

Jardins Verticais

© BK
© BK
© Murray Frederick
© Murray Frederick
© Rafael Gamo
© Rafael Gamo
© Rafael Gamo
© Rafael Gamo
© Alejandro Sanchez
© Alejandro Sanchez

Floreiras em camadas

Courtesy of TAA DESIGN
Courtesy of TAA DESIGN
Courtesy of TAA DESIGN
Courtesy of TAA DESIGN
Courtesy of TAA DESIGN
Courtesy of TAA DESIGN

Vasos separados

© Adria Goula
© Adria Goula
© Jose Hevia
© Jose Hevia
© Jose Hevia
© Jose Hevia
© Adria Goula
© Adria Goula

Jardins murados, elevados e subterrâneos

Courtesy of Ivan Priatman
Courtesy of Ivan Priatman
© Chendra Cahyadi
© Chendra Cahyadi
© Chendra Cahyadi
© Chendra Cahyadi
© Lorena Darquea
© Lorena Darquea
© Charis Solomou
© Charis Solomou
Sobre este autor
Cita: Cao, Lilly. "Como incorporar jardins e hortas em projetos residenciais" [How to Incorporate Gardens in Home Design] 26 Fev 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/932291/como-incorporar-jardins-e-hortas-em-projetos-residenciais> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.