Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Arquitetura pós-desastre: 10 exemplos inspiradores

Arquitetura pós-desastre: 10 exemplos inspiradores
Br adtopic resiliency banner

Após um desastre natural ou um conflito, a arquitetura desempenha um papel fundamental não apenas na reconstrução da infraestrutura perdida, mas também na necessidade de conforto e segurança para os afetados. Uma arquitetura pós-desastre bem-sucedida deve atender tanto à necessidade de abrigo imediato a curto prazo quanto às necessidades de reconstrução e estabilidade a longo prazo. Oito anos após o terremoto de 2010 no Haiti, os desalojados continuam residindo em abrigos temporários sem acesso adequado a encanamentos e eletricidade, revelando a importância crítica de atender às necessidades de longo prazo após desastres e conflitos.

Abaixo, você verá 10 exemplos de arquiteturas pós-desastre, desde propostas de baixo custo em um curto prazo, até aquelas que reconstroem comunidades inteiras do zero:

Pop-Up Places of Worship. Imagem Cortesia de Lucas Boyd and Chad Greenlee Vila Verde. Imagem © Suyin Chia Soma City Home-For-All. Imagem © Koichi Torimura Catedral Cardboard. Imagem © Bridgit Anderson + 10

Propostas de Curto Prazo

Tentative / Designnobis

Tentative. Imagem Cortesia de Designnobis
Tentative. Imagem Cortesia de Designnobis

"Tentative" é um abrigo de emergência compacto, que se adapta a qualquer tipo de terreno ou clima. Composto por painéis isolantes, o telhado permite coletar água, fornecer iluminação e ventilação. O piso é feito de material reciclado e funciona como isolante térmico. Quando compactado, o abrigo é facilmente transportável, pois tem apenas 30 centímetros de altura, chegando a 2,5 metros de altura quando está em tamanho real.

Shiftpod / Christian Weber

Shiftpod. Imagem via Advanced Shelter Systems
Shiftpod. Imagem via Advanced Shelter Systems

Inspirado pelos hexayurts no Burning Man, Christian Weber projetou o Shiftpod, uma barraca refletora, isolada e à prova de vento que também inclui kits de primeiros socorros e filtros de água. Sua empresa, a Advanced Shelter Systems Inc. (ASSI), doou os Shiftpods para refugiados na Grécia e pessoas sem-teto no Havaí. "Nosso objetivo é criar kits para que os indivíduos possam carregar um abrigo com possibilidade de filtragem de água e tudo mais necessário para uma família de quatro pessoas sobreviver por 30 dias", diz Weber. "E para construir sistemas destinados a até 1.600 pessoas [que podem ser armazenados] em um contêiner."

Weaving a Home / Abeer Seikaly

Weaving a Home. Imagem Cortesia de Abeer Seikaly
Weaving a Home. Imagem Cortesia de Abeer Seikaly

O abrigo de emergência conceitual de Abeer Seikaly é composto de "tubos plásticos de alta resistência que são tecidos como uma membrana elástica e estrutural". As tubulações ocas permitem o acesso a serviços como aquecimento, eletricidade ou água corrente. Seikaly descreve poeticamente seu projeto: "Os refugiados tiram de suas casas o que podem e se estabelecem em terras desconhecidas, muitas vezes começando com nada mais do que uma tenda para chamar de lar ... Nesse espaço, os refugiados encontram uma pausa para seus mundos turbulentos, um lugar para tecer a tapeçaria de suas novas vidas".

Pop-Up Places of Worship / Lucas Boyd and Chad Greenlee

Pop-Up Places of Worship. Imagem Cortesia de Lucas Boyd and Chad Greenlee
Pop-Up Places of Worship. Imagem Cortesia de Lucas Boyd and Chad Greenlee

Os estudantes Lucas Boyd e Chad Greenlee projetaram uma proposta de igrejas emergentes, sinagogas e mesquitas para aqueles que fogem de conflitos em campos de refugiados. Eles acreditam que "mesmo sabendo que os locais de culto não são configurados como uma necessidade básica para a sobrevivência biológica de um indivíduo, eles representam um aspecto fundamental da vida e da identidade de um coletivo". Boyd e Greenlee criaram espaços sagrados mínimos, mas facilmente reconhecíveis. Locais de culto emergentes incorporam a importância de focar nas necessidades emocionais dos desabrigados, em vez de um simples refúgio físico.

Propostas de médio prazo

Catedral Cardboard / Shigeru Ban

Catedral Cardboard. Imagem © Bridgit Anderson
Catedral Cardboard. Imagem © Bridgit Anderson

A Catedral de Shigeru Ban cria um espaço para a comunidade e um senso de familiaridade para os moradores de Christchurch, Nova Zelândia, após o terremoto de 2011. Agindo como uma substituta temporária para a catedral anglicana de 1864, a edificação tem um expectativa de vida de 50 anos e é tratada como a estrutura mais resistente à terremotos em Christchurch. Ela foi criada a partir de tubos de papelão e recipientes de aço. Shigeru Ban elogia as qualidades dos tubos reciclados em caso de desastres, afirmando que "a força do edifício não tem nada a ver com a força do material. Até mesmo os terremotos podem destruir edifícios de concreto com muita facilidade, mas edifícios de papel não".

Propostas a longo prazo

Reconstrução Vila Jintai / Rural Urban Framework

Reconstrução Jintai. Imagem via Rural Urban Framework
Reconstrução Jintai. Imagem via Rural Urban Framework

Após o terremoto de Sichuan em 2008, onde se estima que 80% dos edifícios da área afetada foram destruídos, posteriores deslizamentos de terra na área da vila de Jintai também causaram danos a casas recém-construídas. A reconstrução de Jintai incluiu vinte e duas casas e um centro comunitário, com o objetivo de reconstruir uma comunidade e elevar sua autoestima. O projeto mostra como a arquitetura pós-desastre pode ser usada como uma oportunidade para melhorar as condições existentes. A reconstrução da Vila Jintai demonstra novos usos de materiais locais, um telhado verde escalonado, tecnologias de biogás e espaço para criação de galinhas e porcos com foco no desenho sustentável.

Complexo Habitacional Vila Verde / ELEMENTAL

Vila Verde. Imagem © Suyin Chia
Vila Verde. Imagem © Suyin Chia

Depois que a cidade de Constitución no Chile foi atingida por um terremoto em 2010, a maioria de seus edifícios foi destruída. O estúdio de arquitetura ELEMENTAL, dirigido por Alejandro Aravena, foi responsável pela criação de um plano diretor para abrigar os desalojados. Vila Verde foi preenchida com "casas pela metade" de dois pavimentos, permitindo que a outra metade fosse construída pelos moradores. Isso foi criado com a intenção de que os usuários construam casas mais adequadas para suas particularidades do que aquelas construídas pelos fundos do governo. Vila Verde representa uma forma inovadora de abordar uma solução a longo prazo para habitações de baixo custo.

Soma City HOME-FOR-ALL / Toyo Ito & Associates + Klein Dytham architecture

Soma City Home-For-All. Imagem © Koichi Torimura
Soma City Home-For-All. Imagem © Koichi Torimura

A iniciativa Home for All foi desenvolvida após o terremoto e tsunami de Tohoku em 2011 a fim de construir pequenos centros comunitários àqueles que vivem em abrigos temporários. Devido a preocupações com o nível de radiação, as crianças foram proibidas de brincar ao ar-livre então, Home for All Soma foi concebida. A edificação foi projetada à imagem de um grande chapéu de palha, mantido à tona pelas árvores, criando a impressão de que as crianças brincam em um parque aberto. A estrutura destaca a importância de gerar áreas comunitárias que atendam ao público, com foco nas experiências lúdicas das crianças do jardim de infância.

Refeitório Amatrice / Stefano Boeri Architetti

Refeitório Amatrice. Imagem © Paolo Rosselli
Refeitório Amatrice. Imagem © Paolo Rosselli

Em 2016, um terremoto atingiu a Itália central e causou a perda de centenas de vidas, especialmente na pequena cidade de Amatrice. Com a ajuda de arquitetos como Renzo Piano e Stefano Boeri Architetti, em poucas semanas uma infraestrutura para longo prazo pode ser construída. Stefano Boeri comentou que os esforços mostraram que "mesmo em uma emergência, é possível entregar coisas de qualidade que são feitas para durar". Ele mostra o poder da colaboração na criação de uma arquitetura pós-desastre, com doações recebidas de toda a Itália.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Shen, Yiling. "Arquitetura pós-desastre: 10 exemplos inspiradores" [10 Inspiring Examples of Post-Disaster Architecture] 24 Jul 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/921700/arquitetura-pos-desastre-10-exemplos-inspiradores> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.