10 coisas para se fazer após o cansaço das entregas finais

10 coisas para se fazer após o cansaço das entregas finais

Encarar as inúmeras responsabilidades, entregas e posicionamentos a serem assumidos durante um semestre acadêmico é, por vezes, um desafio. Para muitos estudantes, torna-se um tormento, onde a crise de estresse pode tomar conta. No entanto, como futuras arquitetas e arquitetos, é imprescindível que a constante busca por melhores resultados e soluções projetuais conciliadas ao orquestrar as inúmeras tarefas auxiliem no treinamento da futura carreira profissional.

Com a difícil tarefa de apresentar uma gama de projetos de maneira convincente somado a poucas horas de sono, várias xícaras de café e em alguns casos, a rotina como estagiário, o fim do semestre pode parecer a luz no fim do túnel, onde o cansaço e a oportunidade para colocar os projetos pessoais em dia se encontram.  Para ajudar aqueles mais esforçados e aqueles na busca por tarefas desintoxicantes da relação mais direta com a arquitetura, compilamos dez tarefas que ajudarão ocupar sua rotina de férias após o fim do semestre acadêmico.

1. Viaje e conheça novas cidades e arquiteturas

Refúgio em Finca Aguy / MAPA. Image © Leonardo Finotti
Refúgio em Finca Aguy / MAPA. Image © Leonardo Finotti

Quando pensamos em férias, certamente o primeiro item que virá a sua mente é escolher bons destinos de viagens, a partir da oportunidade de conhecer novas cidades, culturas e, sobretudo, paisagens. Mas, enquanto futuro arquiteto, a tarefa pode ser mais complexa. Escolher uma cidade, Estado ou país com arquiteturas projetadas por consagrados nomes da arquitetura, traçado urbano histórico ou mesmo com representativos projetos ainda em construção podem ser o start para o retiro e refinamento da bagagem cultural.

Mas, indo além dos retiros e tours já consolidados, buscar por novas cidades, ainda que menores em densidade, pode ser uma excelente escolha. Tomemos como exemplo a cidade de Cataguases – pequeno município brasileiro pertencente ao estado de Minas Gerais, que concentra população com pouco mais de 70 mil habitantes e que ficou conhecida por reunir uma série de significativas obras artístico-culturais ligadas à produção modernista brasileira a partir do século XX. Apesar do pequeno perímetro geográfico, conta com simbólico e potencial patrimônio arquitetônico moderno brasileiro, com obras de Francisco Bolonha, irmãos MM Roberto e Oscar Niemeyer.

2. Participe de concursos

Se você é daqueles que não gosta de perder tempo, participar de concursos pode ser uma excelente opção para intensificar a busca por novos desafios arquitetônicos e aumentar o número de projetos no portfólio.

Anualmente são criados e promovidos uma densidade de concursos de arquitetura –  nacionais e internacionais – dedicados especialmente para estudantes, que além da possibilidade em promover novas discussões acadêmicas e da produção contemporânea em conjunto a  temáticas sociais, econômicas e ambientais, permite ainda, desenvolver novas competências, desde formar uma equipe até o desenvolvimento gráfico que por vezes foge dos tradicionais métodos de apresentações universitárias.

3. Repense seus antigos projetos

Durante o semestre acadêmico é comum que pelo curto tempo para desenvolvimento somado a intensa quantidade de entregas, os projetos não assumam resultados esperados pelos estudantes.

Posto isso, aproveite o tempo livre das férias e refaça seus projetos. Repense-os! Certifique-se das soluções propostas, materialidade, fluxos, resultados técnicos, entre outros quesitos. Em seguida, detalhe seus desenhos bidimensionais e produza modelos físicos, maquetes eletrônicas e renderings. Com o resultado finalizado, insira-o em seu portfólio e envie o mesmo para os melhores escritórios de arquitetura de sua cidade.

4. Visite exposições

Exposição SOM: Engenharia x [Arte + Arquitetura]. Image © Laurian Ghinitoiu
Exposição SOM: Engenharia x [Arte + Arquitetura]. Image © Laurian Ghinitoiu

É comum que o perfil de arquitetos e futuros profissionais do nicho da arquitetura e urbanismo adquiram competências que extrapolem estes campos e que vão além, da arte ao design, da fotografia ao cinema. Sendo assim, aproveite as férias e crie roteiros culturais de museus e galerias, visitando uma gama de exposições e adquirindo um novo repertório com relação direta ou indireta à arquitetura.

5. Aproveite para ler novos livros

Guia de livros da Bauhaus. Image © ArchDaily
Guia de livros da Bauhaus. Image © ArchDaily

No início do semestre, é comum que docentes apresentem uma lista de livros, artigos e teses a serem lidas durante os meses seguintes e que atuarão como embasamento ao desenvolvimento projetual e teórico. Com a extensa lista a ser completada em algumas semanas para preparação e inicialização projetual e das provas, é comum que estudantes sacrifiquem leituras nas quais têm interesse, como a biografia de determinado arquiteto, temas correlatos a arquitetura ou temas de interesse a sua especialização, por exemplo. Com os trabalhos concluídos e tempo livre, aproveite para realizar estas leituras tão aguardadas!

6. Assista documentários focados em arquitetura e urbanismo

Documentários buscam reproduzir num menor tempo e com uma gama de detalhes e emoções a magnitude de determinadas arquiteturas, perfis e em muitos casos, problemáticas enfrentadas. Sob esta ótica, documentários especializados em arquitetura e cidades são por vezes elementos midiáticos capazes de reproduzir as dificuldades enfrentadas durante a produção de arquitetos, contando com a opinião de diversos nomes em pauta e críticos e, sobretudo, livre da rigidez assumida em artigos, revelando detalhes anteriormente não contados.

7. Desbrave a cidade e fotografe-a ou desenhe!

Conhecer a cidade, suas entranhas e reentrâncias, edifícios e histórias particulares de cada um deles é tarefa necessária para qualquer futuro arquiteto e não há nada melhor do que realizar isto de maneira não predefinida - sem roteiro -  em busca de surpresas. Nossa dica é que você coloque na mochila sua câmera, sketchbook e canetas, garrafa d'água e vista-se com roupas confortáveis. Escolha um determinado bairro ou região de sua cidade e vá caminhar, focado em observar os edifícios e espaços urbanos a partir das relações criadas junto aos pedestres. Depois, registre tudo, pela fotografia ou desenhos.

8. Atualize seu portfólio

Talvez essa seja a hora de parar um pouco e organizar toda sua produção durante o último ano. Acredite, é melhor ir fazendo isso aos poucos do que acumular vários anos de trabalho em uma última noite antes de uma entrevista de emprego. Já fizemos alguns posts com dicas valiosas sobre como melhorar o seu portfólio e conseguir a atenção dos contratantes naquele estágio ou emprego desejado. Compilamos também, os melhores portfólios enviados por nossos leitores. Inspire-se neles e valorize todo o seu trabalho duro!

9. Cuide de você e de sua casa

Cortesia de Living Architecture
Cortesia de Living Architecture

Todos sabemos que as entregas finais e maquetes realizadas nas últimas semanas certamente te deixou repleto de cola nos dedos e palma das mãos, causando agonia e um sentimento de aflição. Então, acalme-se, com um tempo livre agora você já pode pegar uma lixa de unha e ficar tentando desempregar a cola das mãos. E finalmente você terá tempo livre para arrumar a tremenda bagunça que seu quarto se encontra. Não adianta esconder ou fingir que está tudo organizado. Sabemos muito bem que há papéis por todos os lados, materiais de maquetes jogados sobre a bancada, rolos de papéis para modelos físicos e pilhas de folhas com resumos para as provas. Esse é o momento para organizar tudo e voltar ter o controle de seu espaço, afinal, em breve você deverá organizar um espaço muito maior, o urbano.

10. Durma!

Deixamos para o final a dica mais importante e tão aguardada por você: durma! Sabemos que o estresse e cansaço do cotidiano de um semestre acadêmico somado ao grande número de entregas, muitas vezes te impossibilita de ter o tempo mínimo de sono para a saúde humana. Tão pouco, reconhecemos que estudar Arquitetura e Urbanismo é tarefa desgastante e considerada um dos cursos com maior índice de estresse. Então aproveite, durma bastante e descanse o corpo e a mente, afinal, você é merecedor(a).

Sobre este autor
Cita: Matheus Pereira. "10 coisas para se fazer após o cansaço das entregas finais" 13 Dez 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/907423/10-coisas-para-se-fazer-apos-o-cansaco-das-entregas-finais> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.