Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Fotografia

Fotografia: O mais recente de arquitetura e notícia

Anunciados os finalistas do Architectural Photography Awards 2019

O Architectural Photography Awards 2019 divulgou a lista de finalistas de suas seis categorias, que compreendem exterior, interior, sentido de espaço, edifícios em uso, mobile (fotos feitas com celular), e portfólio. Patrocinado pela Sto e apoiado pelo World Architecture Festival (WAF), o prêmio deste ano contou com quase dois mil inscritos de 42 países.

Série de fotografias apresenta New Créteil, o experimento moderno no interior da França

© Robin Leroy © Robin Leroy © Robin Leroy © Robin Leroy + 16

New Créteil foi um programa de urbanização realizado nos anos setenta na França. O objetivo era construir na cidade de Créteil, localizada cerca de 6 km a sudeste de Paris, novos edifícios de apartamentos e instalações públicas, como prefeitura, hospital e tribunal. Em uma série chamada See the New Créteil, o fotógrafo Robin Leroy documenta essa cidade que leva aos limites alguns preceitos da arquitetura moderna.

Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia pelas lentes de Manuel Sá

© Manuel Sá
© Manuel Sá

Projetado pelo arquiteto vencedor do Prêmio Pritzker 2006, Paulo Mendes da Rocha, o Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia (MuBE), concluído em 1995, no bairro Jardim Europa, em São Paulo, é uma das obras mais emblemáticas da Arquitetura Contemporânea Paulistana.

{CURA} WORKSHOP de Fotografia de Arquitetura com Ana Mello

Seja um registro fugaz ou um registro profissional, as pessoas nunca fotografaram tanto uma época como nos dias de hoje. O celular, quase uma extensão do corpo, faz diversas ligações entre nós, o tempo e o espaço, e é através dessa fotografia diária que documentamos nosso tempo. Como um exercício de procura e escolhas, o workshop de fotografia de celular vai abordar as relações entre fotografia de rua e fotografia de arquitetura, incluindo um passeio até o Sesc 24 de Maio, em São Paulo.

Existem conceitos que norteiam uma boa fotografia independente do seu tema, outros que se aplicam mais à

Série fotográfica registra os cemitérios verticais hiperdensos de Hong Kong

Hong Kong tem um dos skylines mais impressionantes do mundo: arranha-céus contemporâneos se elevam em meio às montanhas e ao porto, casas antigas aninhadas entre estruturas futuristas, luzes de neon, paisagens quase distópicas. Mas entre as inúmeras arquiteturas notáveis de Hong Kong, seus espaços dedicados à morte não encontram paralelo em nenhuma outra parte do mundo.

Ao longo de cinco anos, o fotógrafo de arquitetura Finbarr Fallon registrou os cemitérios hiperdensos de Hong Kong, explorando a geometria sublime de suas covas e jazigos escalonados em uma série intitulada "Dead Space".

© Finbarr Fallon © Finbarr Fallon © Finbarr Fallon © Finbarr Fallon + 12

Tons de cinza em Londres: série de fotografias explora o brutalismo britânico

A arquitetura brutalista está desaparecendo da cidade de Londres. No princípio, essas estruturas eram percebidas como rebeldes e desajustadas, posteriormente, no entanto, este estilo se tornou o mais recorrente dentre os edifícios comerciais e governamentais do pós-guerra. Atualmente, com as demandas do mercado imobiliário e o domínio da arquitetura contemporânea, essas monumentais estruturas acinzentadas de concreto estão pouco a pouco desaparecendo.

O arquiteto e fotógrafo Grégoire Dorthe desenvolveu a paixão pela fotografia durante o serviço militar, quando percebeu que, através de suas imagens, era capaz de congelar momentos e preservar o que será perdido com o tempo. Em sua série fotográfica intitulada Brutal London, o fotógrafo suíço registra as formas brutas e as qualidades gráficas da arquitetura brutalista da cidade, antes que esses edifícios sejam para sempre perdidos.

© Grégoire Dorthe © Grégoire Dorthe © Grégoire Dorthe © Grégoire Dorthe + 53

Brutalismo e Abandono: Santa Paula Iate Clube pelas lentes de Guilherme Pucci

O fotógrafo especializado em arquitetura Guilherme Pucci compartilhou conosco seu ensaio da garagem de barcos que integra o complexo Santa Paula Iate Clube, projetada pelo arquiteto João Batista Vilanova Artigas no início da década de 1960 e fechada em meados de 1980. Atualmente, o edifício, um dos ícones da arquitetura moderna paulistana, localizado na beira da Represa Guarapiranga, na Zona Sul da cidade de São Paulo, encontra-se em estado de mal conservação e abandono.

Filarmônica de Berlim, pelas lentes de Bahaa Ghoussainy

A Filarmônica de Berlim de Hans Scharoun é um dos edifícios mais importantes construídos durante o século XX na capital alemã. A estrutura de estilo expressionista, com sua fachada em cores vivas, é a primeira desse tipo projetada pelo renomado arquiteto alemão, além de ser seu edifício mais famoso. O projeto de Scharoun interpreta ritmo e música como arquitetura, tanto conceitual como fisicamente.

O fotógrafo de arquitetura Bahaa Ghoussainy explora a arquitetura única de Scharoun destacando a dramática geometria angular da sala de concertos, a vibrante fachada em tons de amarelo e o singular jogo de linhas e formas.

© Bahaa Ghoussainy © Bahaa Ghoussainy © Bahaa Ghoussainy © Bahaa Ghoussainy + 19

Motéis / Hotéis - Entre estranhamentos e familiaridades

O estímulo visual que disparou a presente pesquisa[1] foi a insinuante ambiguidade da letra m/h. Menos glamorosos que os de beira de estrada, os motéis hotéis são um convite econômico para uma experiência de realização sexual. Para dar conta de sua complexidade tanto material como intangível, o trabalho se constrói como uma ficção. Assim, a narradora inventou nos motéis hotéis um potencial de revelar outras partes componentes dela própria ‑ como se estes lugares, por também serem ambíguos e incógnitos, permitissem este encontro. Num processo simultâneo de libertação e frustração, as múltiplas narradoras se agenciam.

Abertura: Rooms, etc.

A entrada é uma esquina. O escritório, um museu.
O banheiro, cemitério. O quintal é Deserto.
No estar, um castelo. No salão, o banquete.
Em um porão, o vulcão. O teatro, o jardim, a piscina
e a torre.


ROOMS, etc. reúne 7 projetos de arquitetura do escritório italiano Salottobuono, apresentados, aqui, por meio de fotografias de maquetes realizadas por Louis De Belle, Giaime Meloni, Fabrizio Vatieri e Giorgio De Vecchi.

A mostra, feita em conjunto com CLUBE, se dedica a três problemas que atravessam essa produção: limites, arquétipos e representação.

Dividida entre 7 ambientes – cômodos, aposentos –, ROOMS, etc. transforma um espaço compartilhado de trabalho

Workshop Foto de Arquitetura e Cidades, com Joana França (BsB)

Atualmente, o setor de arquitetura é um importante espaço para atuação de fotógrafos. Acreditando que novas técnicas e um direcionamento de visão corretos possam trazer um diferencial aos interessados na fotografia de arquitetura e cidades, a Linda Laranja Fotografia promove em Florianópolis o Workshop Foto de Arquitetura e Cidades, com a arquiteta e fotógrafa brasiliense Joana França.

O Workshop terá duração de até oito horas, divididas em duas partes: teoria e prática. Na parte teórica, serão abordados temas como luz, composição, tratamento de imagem, equipamento, figuras humanas, fotografia aérea e mercado,

O mundo plural e digital da mostra In Pixels invade a Casa Tegra

In Pixels é a nova exposição da artista visual Thammy Tales e do fotógrafo Rodrigo Albertini, com curadoria de Chico Cortez. Sobre a seleção de 16 obras que compõem a mostra, o curador diz que “são partes da existência desses artistas singulares, testemunhas contemporâneas de um mundo plural e tecnológico”.

In PIxels inaugura na Casa Tegra (Rua Oscar Freire 1009), no dia 08 de agosto, das 17h às 21h. A exposição fica em cartaz até 25 de agosto, com visitação gratuita de segunda-feira a domingo, das 10h às 20h.

Juntos na exposição In Pixels, Thammy Tales e Rodrigo

Tribunal de Justiça de Paris projetado por Renzo Piano, pelas lentes de Marwan Harmouche

O fotógrafo de arquitetura Marwan Harmouche compartilhou conosco imagens do novo Tribunal de Justiça de Paris, projetado por Renzo Piano Building Workshop. Situado no extremo norte de Paris, o projeto reagrupa várias instalações anteriormente espalhadas pela capital, tornando-se o maior complexo judiciário da Europa.

© Marwan Harmouche © Marwan Harmouche © Marwan Harmouche © Marwan Harmouche + 14

L’Arbre Blanc de Sou Fujimoto, pelas lentes de Laurian Ghinitoiu

© Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu + 25

No início deste ano, o projeto L'Arbre Blanc foi concluído em Montpellier, França. Projetado por Sou Fujimoto, Nicolas Laisné, Manal Rachdi e Dimitri Roussel, a estrutura em forma de árvore apresenta varandas em balanço que se projetam a partir de seu "tronco" para todas as direções. Com sua silhueta incomum, o edifício já é um marco na paisagem de Montpellier e vem atraindo muitos turistas.

Cidade Inversa

Cidade Inversa utiliza a morfologia urbana da região central de São Paulo e distritos adjacentes, como principal estrutura e matéria prima, prestando suporte para criação de um novo espaço tempo. Um espaço tempo que nos permite explorar e desconstruir a cidade que conhecemos.

Cursos livres Escola da Cidade 2o. semestre – inscrições abertas

CURSOS LIVRES ESCOLA DA CIDADE – SEGUNDO SEMESTRE DE 2018

A Escola da Cidade abre inscrições para os Cursos Livres oferecidos no segundo semestre de 2019. Os cursos abordam temáticas variadas – como dança, teatro, fotografia, gênero, diagramas, sustentabilidade, história, violência, democracia e geoprocessamento – sempre articulados a questões de arquitetura, urbanismo e cidade.

Inscrições abertas até 16 de agosto

Para inscrições e informações mais detalhadas sobre os cursos acesse ec.edu.br

A atuação de José Luís Sert na América Latina: trânsitos e projetos.
Ministrado pela arquiteta e urbanista Dinalva Derenzo Roldan
24 de setembro a 29 de outubro, terças-feiras, 20h30 às 22h30

A cidade como invenção.
Ministrado

Fotógrafo registra as transformações sociais e físicas de Xangai

Xangai é uma cidade cheia de contradições. Sob os arranha-céus e complexos contemporâneos escondem-se casas e estabelecimentos comerciais antigos que estão gradualmente desaparecendo. As ruas que estão sendo varridas atraíram a atenção de fotógrafos do mundo todo - alguns interessados na relação entre o novo e o antigo, outros nos distritos históricos e seu significado cultural.

O fotógrafo canadense Greg Girard, que passou boa parte de sua carreira na Ásia, examinou as transformações sociais e físicas da cidade chinesa e publicou um livro de fotografias intitulado “Phantom Shanghai”.

© Greg Girard © Greg Girard © Greg Girard © Greg Girard + 29