Matheus Pereira

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

12 Tutoriais de pós-produção para melhorar drasticamente seus renders

Em tempos de grande esforço comercial, onde cada vez mais, ideias em Arquitetura parecem inclinar-se a representação hiperrealista, na tentativa de convencer seus clientes (ou júri, no caso de concursos de arquitetura) de que a futura execução trará tamanha qualidade quanto a fantasia da imagem, os renderings assumem alto grau de importância na apresentação dos projetos.

Por esta perspectiva, é comum que anualmente haja novas atualizações, bem como o surgimento de novos programas especializados em renderizações, ferramentas capazes de atingir resultados tão impressionantes que chegam a confundir as imagens finais com fotografias, cruzando o irreal com a noção de ultra realidade. 

Casa W3 Sul / LAB606

© Joana França© Joana França© Joana França© Joana França+ 70

Brasília, Brasil
  • Arquitetos: LAB606
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  240
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2012

Muros, grades e a necessidade de romper barreiras urbanas e sociais

No desenho urbano contemporâneo, a ordenação espacial, mobilidade, demanda a novas conexões e ainda os limites assumido entre os espaços público e privado, têm apresentado cada vez mais enfoque nas discussões ligadas ao futuro das cidades mundiais, e em mesma proporção, no território brasileiro. Neste modelo, em decorrência do crescimento exacerbado, certas estruturas construídas têm provocado barreiras urbanas, evidenciando obstáculos.

Favela Paraisópolis x Edifício Penthouse. Image © Tuca Vieiravia Flickr Dan CipollaFavela Panorama com o Parque Cidade Jardim ao fundo. Image © Tuca Vieira via El País<a href='https://www.flickr.com/photos/gaf/2939701043/in/photolist-KDQ6W-dQoe4S-48GoFy-b7WpSH-bwhVjb-48GodA-8qFKxo-b7Wp6p-b7WogB-bKcF22-5tLJGK-7MzL7S-48Cn2v-cdj97s-48CmP2-48Cnbe-48CmUK-9XrTbj-cPTQrh-FJ5NSr-bwhW4U-48CmXF-muRrRB-cuXJnu-bwhWuo-3JPg4u-bVWMoz-3JJVCv-3JPcXf-cdj8to-oJAApo-bqscCv-FFLRpu-9G5g8w-FFLQLL-EUG9aK-5Tf61q-VDNTQL-5Tf5Bq-CEAvRn-FpQgW3-FpQm7s-VDNThm-smm1dS-tq627Z-tpVyCy-p1Q3Lx-oJAJ2s-oJzVsA-5TaHNX'>©  via Flickr Gabriel de Andrade Fernandes </a> Licença CC BY-SA 2.0. ImageMuseu Brasileiro da Escultura+ 7

Casa Canal / Studio MK27 - Marcio Kogan + Lair Reis

© Fran Parente© Fran Parente© Fran Parente© Fran Parente+ 49

  • Arquitetos: Studio MK27
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1115
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Artefacto, Jader Almeida

Casa Pátio / Arquea Arquitetos

© Federico Cairoli
© Federico Cairoli

© Federico Cairoli© Federico Cairoli© Federico Cairoli© Federico Cairoli+ 21

Pinhais, Brasil
  • Arquitetos: Arquea Arquitetos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  250
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018

Madeira carbonizada: a técnica tradicional japonesa cada vez mais popular no mundo

Ancestral, vernacular e minimalista, três palavras que possivelmente podem definir o Japão, país que têm servido de base inventiva e tecnológica a inúmeras culturas.

Nas últimas décadas, as tecnologias populares japonesas parecem ter invadido o mundo, não apenas na área tecnológica, como geralmente associado, mas também, nas áreas técnicas e artísticas. Na arquitetura, a apropriação de diferentes materialidades e técnicas construtivas ganhou notoriedade, como reinvenção do processo,  caso da carbonização da madeira em fachadas.

Residência RT / Jacobsen Arquitetura. Image © Pedro KokCasa de Chá Chapéu / A1 Architects. Image via A1 ArchitectsResidência Meijendel / VVKH architecten. Image © Christian van der KooyRefúgio na Floresta / Uhlik architekti. Image © Jan Kudej+ 11

Estruturas geodésicas: como funcionam e onde podem ser aplicadas

Dificilmente você passou por seu curso de Arquitetura sem ver ou mesmo ajudar a construir uma geodésica. Tratam-se de estruturas definidas a partir de uma malha composta por uma rede de polígonos – geralmente triângulos em aço, madeira ou bambu – que, tridimensionalizados, conformam espaços. Pela amarração das arestas (barras) e tridmensionalização da peça, este modelo apresenta resistência e leveza estrutural pela distribuição uniforme do peso próprio ao solo. Do ponto de vista técnico-estrutural, esta cúpula é uma estrutura composta por uma série de barras similares, que a partir de triângulos, criam uma superfície semi-esférica. Na complexa composição, a resistência e a leveza são atingidas a partir da distribuição uniforme dos esforços.

Biosfera de Montreal / Buckminster Fuller. Image via Flickr Dan SorensenResidência geodésica / Ecoproyecta. Image © SuperlumenConjunto Nacional / David Libeskind. Image © Revista Acrópole n° 238 (CC BY-NC-ND 4.0). Via Arquivo ArqDomo das Visões 3.0 / Atelier Kristoffer Tejlgaard. Image © Atelier Kristoffer Tejlgaard, Helle Arensbak and Jonathan Bisagni+ 13

Tube Houses: 15 projetos que reinterpretam as estreitas residências vietnamitas

Em cidades como Hanói e Saigon, no Vietnã, não é de se estranhar se estiver caminhando pela rua e avistar casas com fachadas suspreendentemente estreitas em contraste ao empilhamento de três a cinco pavimentos, com aberturas para ventilação e entrada da luz natural apenas na fachada frontal. Essas são as popularmente conhecidas, Tube Houses (ou Casas Tubo). Tradicionalmente, de acordo com histórias da cultura popular antiga, este modelo habitacional apresentava tal configuração em prol do cálculo de impostos com base na área da fachada, mas a verdadeira razão é o melhor aproveitamento do solo, possibilitando um maior número de lotes em uma mesma quadra.

No entanto, os resquícios do passado são agora reinterpretados através de projetos desenvovidos por arquitetos contemporâneos vietnamitas. Fachadas arcaicas dão lugar a soluções inovadoras; também recebem poço de luz para iluminação e ventilação natural; pátios e jardins interior; incorporação de vegetação nos diferentes ambientes; meio níveis, etc; possibilitando projetos com espaços de altíssima qualidade. Pensando nisso, reunimos um conjunto de 15 projetos de Tube Houses acompanhadas de seus respectivos cortes que certamente irão te surpreender. Veja a seguir:

Bancadas de concreto: brutalismo na cozinha

Foi-se o tempo em que a cozinha enquanto área dedicada aos serviços, seguindo o tradicional sistema da tripartição residencial burguesa, eram projetadas como espaços isolados e fechados. Hoje, cada vez mais, os projetos buscam integrá-la enquanto espaço aos demais cômodos da casa e criar certa interação entre seus moradores. A partir disso, a escolha de seus materiais e revestimento também mudou e os tradicionais revestimentos cerâmicos e pedras aplicadas em suas superfícies, deram espaço à novos materiais.

Nathalie ArtaxoDaniela Mac AddenPedro Napolitano PrataPedro Napolitano Prata+ 15

Como são montados os jardins verticais?

Há cerca de trinta anos o paisagista francês Patrick Blanc tornou-se pioneiro na implantação de jardins verticais em Paris e posteriormente, em outras cidades pelo mundo. Por meio da criação de estruturas verticais capazes de comportar e nutrir espécies vegetais, o sistema permite que espécies possam crescer e ainda reduzir consideravelmente a temperatura interna de edifícios quando instaladas em suas fachadas, possibilitando expansão de áreas verdes pela inversão de suas áreas, do solo (horizontal) às empenas (vertical).

A prática de Blanc trouxe um conjunto de ações posteriores, reconhecendo os valores dos espaços verdes e sua contribuição às políticas sociais, ambientais e urbanas.

Clássicos da Arquitetura: Auditório Cláudio Santoro / Gian Carlo Gasperini, Plínio Croce e Roberto Aflalo

© Haruo Mikami© Haruo Mikami© Haruo Mikami© Haruo Mikami+ 20

Descrição enviada pela equipe de projeto. Inaugurado em março de 1979, esse edifício é um dos principais espaços culturais do município de Campos do Jordão. Desde sua inauguração, é a sede do tradicional Festival de Inverno da cidade.

O partido arquitetônico é apoiado no forte conceito do sistema estrutural, com quatro pilares periféricos que apoiam uma cobertura quadrada de concreto aparente. Os pilares são travados por vigas na cobertura, que formam nervuras em diagonal e funcionam também como rebatedores acústicos para o auditório.

Clássicos da Arquitetura: Teatro Oficina / Lina Bo Bardi e Edson Elito

© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon+ 40

O Teatro Oficina Uzyna Uzona, popularmente conhecido como Teatro Oficina, localizado na Rua Jaceguai, no bairro da Bela Vista, em São Paulo, foi fundado na década de 1960, mais especificamente em 1958 por José Celso Martinez Correa, agindo como um teatro manifesto, marcado por grandes espetáculos entre expressões teatrais, apresentações de música, dança e performances.

Entre as diferentes décadas, o teatro revolucionou seus espetáculos cênicos de modo que a arquitetura colaborou para o acontecimento e permitiu que a dramaticidade dos espetáculos tivesse contato mais próximo ao público. A ideia inclusive foi pautada por Teat(r)o oficina, focando-se no ato, ou seja, na incorporação e diversidade de meios artísticos e espetáculos. Em uma de suas citações, o arquiteto Edson Elito, que posteriormente veio a desenvolver a reforma do Teatro, relata sua visão:

Projetando com baixo custo: 6 instalações urbanas e pavilhões construídos com paletes reciclados

Comumente utilizados como suportes de armazenamento para mercadorias em estoques de supermercados e feiras livres, os paletes tem como característica a versatilidade, e após inutilização em sua função primária é cada vez mais comum sua reutilização para outros fins, sobretudo como matéria-prima para a criação de mobiliários e decks, colaborando ativamente para a diminuição da quantidade de resíduos descartados. No entanto, indo além dos tradicionais móveis comumente destacados em tutoriais DIY no youtube, estas estruturas vem ganhando espaço como principal materialidade na construção de arquiteturas efêmera, a exemplo de pequenos pavilhões e instalações urbanas, de modo que as peças de pequenas dimensões podem ser empilhadas e unidas umas às outras de maneiras e padrões diversos. 

Bloco por bloco: 9 projetos que mostram a versatilidade do piso de tijolos

Frequentemente reconhecido como um dos materiais construtivas mais difundidos em todo o mundo, o tijolo é sem dúvidas tão versátil quanto de fácil aplicação e com baixo custo. Compondo estruturas e fechamentos nos projetos, é um material de fácil utilização, pouca manutenção e considerável resistência,  graças a sua forma de produção e disponibilidade de mão de obra no mercado. No entanto, embora componha em grande parte superfícies verticais, também apresenta excelentes propriedades quando aplicados em superficies horizontais, como é o caso dos pisos.

Práticas sustentáveis: 4 projetos com soluções inovadoras

A sustentabilidade em arquitetura pode apresentar conceitos e aplicações muito abrangentes e no que diz respeito a adotar práticas no processo de projeto, muitas podem ser as possibilidades. Estratégias sustentáveis são fundamentais para que o desenvolvimento projetual concilie os pilares econômico, ecológico, e sobretudo, do impacto de bem-estar para aqueles que utiizarão o espaço materializado. Pensando nisso, realizamos um compilado de quatro projetos em diferentes tipologias que apropriam-se de métodos inovadores para a concepção de construções que destacam-se por suas práticas sustentáveis. Confira a seguir:

Cortesia de Earthship Biotecture / TagmaMaíra AcayabaCortesia de Earthship Biotecture / Tagma© Tim Griffith+ 8