i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Leed

Certificado WELL: Uma ajuda arquitetônica para a saúde e bem estar humano

07:00 - 4 Abril, 2017
Certificado WELL: Uma ajuda arquitetônica para a saúde e bem estar humano, Sede da Symantec. Cortesia de Little
Sede da Symantec. Cortesia de Little

A arquitetura evolui continuamente para atender às demandas da sociedade. Recentemente, um esforço global para combater a mudança climática e alcançar a eficiência energética ideal em edifícios trouxe padrões como BREEAM e LEED para o centro da discussão. No entanto, à medida que a análise científica e a conscientização da saúde mental humana aumentou, os arquitetos são mais uma vez obrigados a colocar as pessoas centro do processo de projeto. Esta tendência crescente levou ao desenvolvimento do WELL Building Certification - considerada o primeiro certificado do mundo focado exclusivamente na saúde e no bem-estar humano.

Sede da Symantec. Cortesia de Little Sede da Symantec. Cortesia de Little Sede da Symantec. Cortesia de Little Sede da Symantec. Cortesia de Little +16

Leonardo DiCaprio, ecoturismo e Blackadore Caye: Um novo padrão para edifícios verdes

21:00 - 30 Janeiro, 2016
Leonardo DiCaprio, ecoturismo e Blackadore Caye: Um novo padrão para edifícios verdes, Blackadore Caye, um eco-resort de luxo proposto para a ilha de Leonardo DiCaprio na costa do Belize. Imagem © McLennan Design via The New York Times
Blackadore Caye, um eco-resort de luxo proposto para a ilha de Leonardo DiCaprio na costa do Belize. Imagem © McLennan Design via The New York Times

Em abril de 2015, o New York Times publicou uma matéria sobre a recente compra de Blackadore Caye - uma pequena ilha na costa de Belize que passou por significante degradação ambiental e erosão - por Leonardo DiCaprio. Patrono de uma série de projetos ambientais, DiCaprio se associou a Paul Scialla, CEO da plataforma imobiliária Delos, para criar um eco-resort que pretende ser um modelo de última geração em termos de empreendimento turístico ambientalmente responsável. Os planos do empreendimento incluem construir uma série de acomodações flutuantes para hóspedes, 48 villas privadas (que variam de 5 a 15 milhões de dólares), equipamentos para saúde e bem estar, além de uma área de conservação. O projeto está sendo divulgado como um empreendimento que atende às ambiciosas normas de construção verde e padrões sustentáveis do Living Building Challenge e do WELL Building Standard®.

Muitos leitores da Revista Times ironicamente notaram na seção de comentários que os jatos privados, o envio de materiais de construção e os recursos diários para o desenvolvimento da ilha traz consigo altos custos ambientais e sociais que superam em muito os esforços de conservação associados ao resort. Por outro lado, alguns dos que comentaram na reportagem apontaram que o desenvolvimento vai empregar mão de obra local e salvar a ilha de completa degradação. A discussão em torno dos prós e contras do empreendimento de 'eco-turismo' não é algo novo, e certamente não é algo que será facilmente resolvido.

Mas além da (importante) discussão dos impactos do eco-turismo, o empreendimento levanta questões sobre o surgimento de um novo padrão de mercado alternativo de edifícios sustentáveis, que propositalmente objetivam transformar a indústria da construção, definindo metas mensuráveis para os efeitos ambientais e sociais dos locais que vivemos e trabalhamos.

Steven Holl divulga proposta para o Museu de Arte e Biblioteca de Shenzhen

21:00 - 2 Janeiro, 2016
Steven Holl divulga proposta para o Museu de Arte e Biblioteca de Shenzhen , © Steven Holl Architects
© Steven Holl Architects

O escritório Steven Holl Architects divulgou sua proposta para uma nova biblioteca publica e museu localizados em uma área em desenvolvimento de Shenzhen, China. Buscando criar um espaço público com dois edifícios conectados por baixo do nível da praça, a volumetria se baseia em três subtrações. Embora a proposta tenha recebido o maior número de votos do júri, as autoridades municipais preferiram dar prosseguimento a outro projeto

© Steven Holl Architects © Steven Holl Architects © Steven Holl Architects © Steven Holl Architects +22

Abertas as inscrições para o CONEFEC: 1° Congresso Nacional de Eficiência em Edifícios

18:00 - 21 Dezembro, 2015
Abertas as inscrições para o CONEFEC: 1° Congresso Nacional de Eficiência em Edifícios

Estão abertas as inscrições para o CONEFEC- 1° Congresso Nacional de Eficiência em Edifícios. O Congresso foi criado pela crença de que podemos desafiar o pessimismo atual e transformar o mercado da construção civil com práticas mais eficientes, viáveis, sustentáveis e inovadoras.

ASH + ASH / Hennebery Eddy Architects

11:00 - 25 Novembro, 2015
ASH + ASH / Hennebery Eddy Architects, © Josh Partee
© Josh Partee

© Josh Partee © Josh Partee © Josh Partee © Josh Partee +22

Primeira obra de Steven Holl na América Latina é premiada pela Sociedad Colombiana de Arquitectos

21:00 - 5 Outubro, 2015
Primeira obra de Steven Holl na América Latina é premiada pela Sociedad Colombiana de Arquitectos, © Steven Holl Architects
© Steven Holl Architects

Atualmente em construção, a primeira obra de Steven Holl na América Latina, o futuro edifício de doutoramento das faculdades de Ciências Econômicas, Direito, Ciências Poóiticas e Sociais da Universidade Nacional (UNAL), foi eleita pela Sociedad Colombiana de Arquitectos como um dos melhores projetos urbanísticos do país.

"[O edifício] fará com que a Colômbia tenha uma visão inovadora com critérios de vanguarda em temas de infraestrutura", informou a Agência de Notícias da universidade sobre a recente premiação.

Saiba mais detalhes sobre o edifício, a seguir.

© Steven Holl Architects © Steven Holl Architects © Steven Holl Architects © Steven Holl Architects +7

Conclusão do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava é anunciada para segundo semestre deste ano

18:00 - 21 Julho, 2015
Conclusão do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava é anunciada para segundo semestre deste ano, © Paul Clemence
© Paul Clemence

© Paul Clemence © Paul Clemence © Paul Clemence © Paul Clemence +11

A construção do Museu do Amanhã de Santiago Calatrava está encaminhada e em vias de ser concluída. Localizado no Pier Mauá, no Rio de Janeiro, o museu tem cerca de 15mil metros quadrados de área construída que, juntamente com os jardins, áreas de lazer externas, ciclovias e um espelho d'água, totalizam 30.000m². O térreo do edifício incluirá uma loja, um auditório, salas para exposições temporárias, um restaurante, escritórios para a administração e espaços de pesquisa e atividades educacionais. O pavimento superior, conectado ao térreo através de rampas, contará com salas para exposições permanentes, um café e mirantes com vistas panorâmicas.

A arquitetura precisa de consciência social

15:00 - 29 Junho, 2015
A arquitetura precisa de consciência social, Quinta Monroy, por ELEMENTAL. Cortesia de ELEMENTAL
Quinta Monroy, por ELEMENTAL. Cortesia de ELEMENTAL

Nos últimos anos, o mundo da arquitetura viu um aumento significativo no interesse por projetos com consciência social; da sustentabilidade à habitação social, de espaços públicos a projetos para áreas afetadas por desastres, a arquitetura está começando a enfrentar alguns dos maiores desafios humanitários de nosso tempo. Mas, apesar de sua popularidade, o projeto de interesse público é ainda apenas uma atividade marginal na arquitetura, presa a projetos existentes ou praticada por um seleto grupo de pessoas. Neste breve ensaio originalmente publicado na Metropolis Magazine, a editora-chefe da Metropolis, Susan Szenasy, argumenta que, em vez de trabalhar na periferia, "o impulso para melhorar as condições de vida de todos deveria estar no centro da arquitetura e do design contemporâneos."

Em um ensolarado final de semana de abril, um grupo de designers comprometidos, apaixonados e realizados e seus colaboradores das Américas e de outras partes se reuniram no centro de Detroit para falar sobre projetos socialmente responsáveis. Era a 15ª conferência Structures for Inclusion. O organizador, Bryan Bell, é o arquiteto por trás da organização sem fins lucrativos Design Corps, e o espírito por trás do programa SEED (Social Economic Environmental Design).

Utopia Arkitekter selecionado para projetar centro de viagens em Uppsala, Suécia

21:00 - 14 Dezembro, 2014
Utopia Arkitekter selecionado para projetar centro de viagens em Uppsala, Suécia, Cortesia de Utopia Arkitekter
Cortesia de Utopia Arkitekter

O escritório sueco Utopia Arkitekter foi selecionado para projetar o novo centro de viagens em Uppsala após seu "edifício escultural" vencer o concurso de projetos organizado pela prefeitura de Estocolmo. Contando com um centro de viagens, um centro de ginástica e um restaurante nos pavimentos inferiores, e escritórios nos superiores, o edifício pretende alcançar a certificação LEED Platinum. O projeto incorpora a bicicleta como importante meio de transporte, oferecendo aos usuários diversas infraestruturas para o ciclismo urbano, incluindo vestiários e chuveiros, além de proporcionar uma troca confortável do transporte sobre duas rodas para os trens. 

Mais informações, a seguir.

Cortesia de Utopia Arkitekter Cortesia de Utopia Arkitekter Corte. Cortesia de Utopia Arkitekter Cortesia de Utopia Arkitekter +12

Edifício comercial em Dubai é eleito o "mais sustentável do mundo"

20:00 - 9 Setembro, 2013
Edifício comercial em Dubai é eleito o "mais sustentável do mundo", © Vía Verdaus.com
© Vía Verdaus.com

O edifício The Change Iniciative (TCI) em Dubai, Emirados Árabes Unidos, recebeu 107 do total de 110 pontos do certificado LEED, o que faz dele o "edifício mais sustentável do mundo". O prédio de 4.000m² - que oferece "soluções sustentáveis" a seus clientes - recebeu o certificado LEED Platina com a pontuação mais alta já alcançada por um edifício, superando o recorde anterior de 105 pontos.

Porque o LEED não funciona na África Rural e o que funcionará

20:00 - 14 Junho, 2013
Porque o LEED não funciona na África Rural e o que funcionará, Centro de Ensino adornado com milhares de tampas de garrafas plásticas; Cortesia de  Charles Newman do blog Afritekt
Centro de Ensino adornado com milhares de tampas de garrafas plásticas; Cortesia de Charles Newman do blog Afritekt

Originalmente publicado no site Intercono arquiteto norte-americano residente na África Charles Newman, credenciado pela LEED discute os percalços da cerificação nas regiões rurais da África. Newman que atualmente trabalha para o International Rescue Comitte em Bukavu e na República Democrática do Congo como Gestor de Reconstrução Comunitária, se dedica à integração da sustentabilidade em comunidades ao redor do mundo. Pira saber mais sobre seu trabalho e suas viagens, acesse seu blog Afritekt

Quando em uma pequena cidade do sual da República Democrática do Congo em meados de 2012, um colega me abordou pedindo orientações para uma proposta ampla na área da saúde que ele estava elaborando. Uma porção do financiamento seria destinada à construção de centenas de clínicas através do Congo e ele mencionou que o doador estaria muito interessado em qualificações de edificação "verde". Sabendo que eu era um Profissional Credenciado do LEED, ele indagou como poderíamos incorporar tais critérios no design dos projetos a serem feitos. Lancei algumas diretrizes gerais, como o emprego de materiais locais - reciclados, se possível -  agregando infraestruturas existentes, ventilação natural, etc. Ele apontou algumas questões, e então começou a esquadrinhar um pouco mais. "E quanto ao sistema de pontuação da LEED? Seria possível aplicá-lo à nossa estratégia"?

Minha resposta foi franca: "Na verdade, não. O LEED não funciona aqui na África rural".

LEED significa Leadership in Energy and Environmental Design (em português algo como Liderança em Energia e Design Ecológico), e se tornou o mais padrão mais reconhecido para edificação "verde" em por volta de 30 países pelo mundo. O LEED funciona como uma pontuação que avalia edifícios em termos de design, construção e performance. Cem pontos é o máximo possível. 40 pontos garantem o título de "Certificado"; 50 o grau Prata; 60, Ouro; e 80, Platina. O sistema de avaliação é dividido em sete categorias, tais como Implantação Ecológica, Eficiência Hídrica e Qualidade Ambiental Interna. A maior parte dos pontos funciona quantitativamente, enquanto outros, como os créditos por Inovação em Design, compreendem explanação e interpretação. O LEED se tornou amplamente empregado no mundo por bons motivos: a construção dentro dos padrões LEED fundamentalmente reduz a pegada de carbono de uma edificação, criando um produto potencialmente lucrativo financeiramente (e de modo responsável).

Projetos sustentáveis em ascensão enquanto o LEED fica para trás

20:00 - 3 Abril, 2013
O edifício de escritórios com 188 metros de Schmidt Hammer Lassen, no centro de Varsóvia, LEED Ouro
O edifício de escritórios com 188 metros de Schmidt Hammer Lassen, no centro de Varsóvia, LEED Ouro

O LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) tem sido um termo comum no vocabulário dos arquitetos desde 1998. Desenvolvido pelo US Green Building Council, fornece uma classificação para o projeto, construção e operação de edifícios de alta eficiência, casas e bairros. LEED trouxe um novo significado para o termo Projeto Verde e tornou isso uma prioridade para criar estruturas ecológicas. Foi bem sucedido no lançamento de ideais projeto verde em nossas mentes, mas 15 anos após sua criação, seria ele necessário para o crescimento das Edificações Sustentáveis?

Leia mais após o intervalo.

425 Park Avenue: a proposta do OMA

17:00 - 14 Novembro, 2012
425 Park Avenue: a proposta do OMA, Vista a partir do edifício Pepsi Cola © Cortesia de OMA
Vista a partir do edifício Pepsi Cola © Cortesia de OMA

Academia de Ciências da California / Renzo Piano

08:00 - 23 Maio, 2012
Academia de Ciências da California / Renzo Piano, © Tim Griffith
© Tim Griffith

© Tim Griffith

Jardim Botânico VanDusen / Perkins+Will

20:00 - 3 Abril, 2012
Jardim Botânico VanDusen / Perkins+Will, © Cortesia de Perkins+Will
© Cortesia de Perkins+Will