1. ArchDaily
  2. União Europeia

União Europeia: O mais recente de arquitetura e notícia

Prêmio Mies van der Rohe 2022 divulga lista de projetos finalistas

A Comissão Europeia e a Fundação Mies van der Rohe anunciaram recentemente a uma segunda lista de projetos indicados ao Prêmio Mies van der Rohe de 2022. Isso significa que, com estas 85 novas obras selecionadas, a lista completa de participantes para o Prêmio Mies van der Rohe de 2022 conta atualmente com 532 projetos de arquitetura realizados nos últimos 2 anos e meio. Deste total sairá a lista de 40 finalistas, a qual será anunciada em janeiro de 2022. Os projetos vencedores, por sua vez, serão revelados apenas em abril do próximo ano, com a cerimônia de premiação prevista para ser realizada durante o seguinte mês de maio.

Kirkkonummi Library (Fyyri) - Finland ©Tuomas Uusheimo. Image Courtesy of EU Mies AwardHarbor Building Belgium ©Karin Borghouts. Image Courtesy of EU Mies AwardPatio of the Faculty of Fine Arts Spain ©Jesús Granada. Image Courtesy of EU Mies AwardAlbania - VIlla Mara ©Genti Onuzi. Image Courtesy of EU Mies Award+ 10

Preparando as cidades para o pior cenário: os desafios urgentes das mudanças climáticas

O recente agravamento das mudanças climáticas e os decorrentes desastres naturais que cada dia mais frequentemente assolam o nosso planeta, juntamente com a contínua exploração predatória dos recursos naturais e os poucos esforços que têm sido feitos para diminuir a emissão de gases do efeito estufa, levantam uma preocupação crescente sobre o futuro da vida nas cidades. Para além de todos os esforços necessários para minimizarmos o agravamento das mudanças climáticas em curso, se faz iminente que comecemos a pensar e desenvolver estratégias que nos permitam preparar nossas cidades para os inevitáveis desafios que estão chegando, como aumento dos níveis das marés e das inundações por um lado, e a seca e o calor extremo de outro. Pensando nisso, o artigo a seguir nos convida a pensar e refletir como poderíamos construir cidades mais resilientes, permitindo que as mesmas se adaptem e se transformem em resposta aos desafios do futuro.

Bryggervangen and Sankt Kjeld’s Square in Copenhagen. Imagem © SLAThe Oasys by Mask Architects. Imagem Cortesia de Genc Design StudioLinear park regenerates Mexico City's historic Grand Canal. Imagem © Onnis LuquQunli Stormwater Wetland Park in Chinaby Turenscape. Imagem Cortesia de Turenscape+ 7

Poder público e iniciativa privada de diversos países incentivam transição para energias limpas

Com cada vez mais atenção para a crise climática, poder público e empresas privadas de diferentes partes do mundo estão apoiando a transição para a energia limpa. O estado da Califórnia, nos EUA, exigirá painéis solares e baterias de armazenamento em todos os novos edifícios, num movimento que visa estabelecer uma rede de energia 100% limpa. Ao mesmo tempo, em todos os demais estados dos EUA, edifícios de escolas públicas serão adaptados para operar com energia verde. Na Europa, a UE lançou um apelo para estabelecer um grupo de trabalho de energias renováveis que ajudará a definir as diretrizes para alcançar a meta de pelo menos 300 GW de energia eólica produzida por turbinas localizadas no mar e 40 GW de energia oriunda da movimentação das marés até 2050. Ao mesmo tempo, a gigante IKEA anunciou que começará a vender energia renovável para residências na Suécia.

Via Creative CommonsFoto de <a href="https://unsplash.com/@abbiebernet?utm_source=unsplash&utm_medium=referral&utm_content=creditCopyText">Abbie Bernet</a> on <a href="https://unsplash.com/s/photos/los-angeles?utm_source=unsplash&utm_medium=referral&utm_content=creditCopyText">Unsplash</a>. Imagem Los AngelesDiscovery Elementary School, Escolas Públicas de Arlington; Arlington, Virginia / VMDO Architect. Imagem © Alan Karchmer; Lincoln Barbour & VMDO ArchitectsLoja da IKEA na Áustria. Imagem © zoomVP/querkraft architekten+ 5

New European Bauhaus abre chamada de ideias para o futuro do ambiente construído

Em setembro passado, a União Europeia lançou a New European Bauhaus, uma iniciativa destinada a transformar o ambiente construído em algo mais sustentável e com maior valor social. O projeto, moldado por meio de um processo de co-design sem precedentes, convida agora arquitetos, estudantes, especialistas e cidadãos a compartilhar ideias, exemplos e desafios que ajudarão a definir as etapas concretas do movimento.

Transformação de 530 habitações por Lacaton & Vassal + Frédéric Druot + arquitetura Christophe Hutin. Imagem © Philippe RuaultPonte Pedonal e Ciclo Lille Langebro de WilkinsonEyre. Imagem © Rasmus HjortshõjCopenHill Energy Plant and Urban Recreation Center by BIG. Imagem © Rasmus HjortshõjAuditório e Centro de Congressos Plasencia by Selgascano. Imagem © Iwan Baan+ 7

Após Brexit, arquitetos britânicos não serão mais reconhecidos na União Europeia

O Architects Registration Board, que é o órgão responsável pelo licenciamento e registro dos arquitetos do Reino Unido anunciou recentemente que os arquitetos não têm mais validação automática de suas qualificações nos países da União Europeia após o Brexit.

Prêmio EU Mies van der Rohe 2022 divulga lista de obras selecionadas

O Prêmio da União Europeia para a Arquitetura Contemporânea, Prêmio Mies van der Rohe, acaba de anunciar as primeiras 449 obras para concorrer na sua edição de 2022. Selecionados em 279 cidades de 41 países, os projetos foram nomeados por especialistas europeus independentes, associações nacionais de arquitetura e pelo Comitê Consultivo do Prêmio.

Copenhill/ Dinamarca ©Rasmus Hjortshoj. Imagem cortesia do Prêmio Mies van der RoheRequalificação da Frente Marítima da Cidade da Horta / Portugal ©Filipe Goncalves. Imagem cortesia do Prêmio Mies van der RoheBiblioteca Central de Oslo / Noruega ©EINAR ASLAKSEN. Imagem cortesia do Prêmio Mies van der RoheGudlaug Baths / Islândia ©Ragnar Th Sigurðsson_Arctic Images. Imagem cortesia do Prêmio Mies van der Rohe+ 15

A dimensão política da arquitetura: ativismo e desenho

A inércia da política e da governança em um momento no qual grandes mudanças sociais estão ocorrendo em um ritmo cada vez mais rápido - sem falar na insatisfação com o processo de tomada de decisão - abre espaço para ações de baixo para cima, ativismo e esforços ousados. Diante de tantos exemplos de ativismo social, os arquitetos têm ferramentas para construir suas próprias posições? A arquitetura tem o poder de alterar o status quo?

Rem Koolhaas e Eurolab lançam chamada de ideias para redesenhar a marca da União Europeia

O fundador do OMA, Rem Koolhaas, está trabalhando em parceria com Stephan Petermann e o artista Wolfgang Tillmans na chamada de ideias para o redesenho da marca da União Européia, justamente em um momento em que a UE sofre com a pressão da crescente onda de movimentos nacionalistas de extrema direita. Composta por um conjunto de artistas e especialistas em comunicação de toda a Europa, a equipe do "Eurolab" apresentará os primeiros resultados desta iniciativa no próximo Fórum da Cultura Européia no dia 3 de junho de 2018.

O Eurolab acredita que, embora a UE seja um projeto que visa a paz, a cooperação e a solidariedade, ela não é vista como uma organização positiva e progressista pela maioria dos cidadãos europeus. À medida que o apoio ao nacionalismo e à extrema-direita cresce em toda a Europa, o Eurolab tem a difícil tarefa de descobrir por que a ideia de uma Europa unificada está sendo ofuscada pelos movimentos separatistas. Mais além de identificar as questões que cercam este desdém pela UE, o Eurolab procura desenvolver uma nova linguagem de comunicação, perguntando-se “como a cooperação e a solidariedade entre as nações podem ser melhor expressas”.

Rem Koolhaas fala sobre a possível saída do Reino Unido da União Europeia

Em uma recente entrevista com a BBC, Rem Koolhaas criticou a campanha que promove a saída do Reino Unido da União Europeia, para a qual os britânicos votarão amanhã, dia 23 de junho. Refletindo sobre o tempo que passou na Architectural Association (AA) de Londres nos anos 60 e 70, Koolhaas teme que a defesa da saída seja apenas uma nostalgia do passado.

Se observarmos os argumentos para sair, podemos perceber que isso é um movimento de pessoas que querem fundamentalmente mudar a Inglaterra para o que ela supostamente era antes.

Design Liberland: Concurso para o masterplan de uma nova nação europeia

Em abril, o "terceiro menor estado soberano" do mundo foi fundado: Liberland. Estabelecido em uma pequena porção de terra em função de uma disputa de fronteiras entre a Croácia e a Sérvia, o novo país fundado sobre os princípios do libertarianismo está atualmente lutando por reconhecimento internacional. Apesar destes desafios, a micro-nação europeia está buscando ideias através de um concurso mundial de projetos para o masterplan de seu território de sete quilômetros quadrados. Patrik Schumacher, do escritório Zaha Hadid Architects, é um dos muitos especialistas convidados a avaliar as propostas enviadas.

"Em vez de esquemas puramente fantásticos ou artísticos, Liberland busca propostas radicalmente criativas, porém maduras, para uma cidade-nação de alta densidade do século XXI, responsiva à sua rede social contemporânea avançada", afirma o edital do concurso.

A lista completa dos vencedores do Prêmio Nacional RIBA

Church Walk, N16 by David Mikhail © Crocker
Church Walk, N16 by David Mikhail © Crocker

O Royal Institute of British Architects (RIBA) divulgou os vencedores do Prêmio RIBA 2013, uma lista com 52 exemplos de excelência em design do Reino Unido e da União Européia que vão competir no prestigiado RIBA Stirling Prize. Os vencedores deste anos são oriundos de escritórios de diversos tamanhos, e os projetos abrangem todas as escalas, desde uma capela muito bem trabalhada no quintal de uma casa de Edimburgo até o inovador Museu da Ferrari na Itália. Notavelmente, um terço dos vencedores do Reino Unido são projetos de edifícios educacionais.

Os 43 projetos do Reino Unido que venceram o Prêmio RIBA são:

Campanha “30 km/h – por ruas mais habitáveis!”, na União Europeia

Os países membros da União Européia (UE) contam com a Iniciativa Ciudadana Europea, um órgão que recebe propostas dos cidadãos sobre legislações que melhorariam sua qualidade de vida. Recentemente e através desta iniciativa, quatro organizações espanholas apresentaram um projeto para estabelecer como velocidade máxima 30 km/h em zonas urbanas residenciais.