1. ArchDaily
  2. Cartografia

Cartografia: O mais recente de arquitetura e notícia

"Mapa Corona nas Periferias": cartografia mapeia iniciativas de combate ao COVID-19

Está no ar o Mapa Corona nas Periferias, uma iniciativa digital do Instituto Marielle Franco e do canal Favela em Pauta. O mapa digital visibiliza iniciativas solidárias de combate ao COVID-19 em espaços de vulnerabilidade social como favelas, comunidades, quilombos ou territórios sertanejos.

98 Mil mapas antigos em alta resolução para download gratuito

Os amantes de história e geografia ficarão impressionados com os incríveis mapas antigos do banco de dados David Rumsey Map Collection. A página conta com mais de 98 mil mapas e imagens que abrangem um período que vai do século XVI ao XXI e ilustram a América, Europa, Ásia, África, o Pacífico, o globo como um todo e também os corpos celestes.

Cortesia de David Rumsey Map CollectionCortesia de David Rumsey Map CollectionCortesia de David Rumsey Map CollectionCortesia de David Rumsey Map Collection+ 8

Portal GeoSampa disponibiliza mapa de toda a cidade de São Paulo em 3D

A Prefeitura de São Paulo acaba de disponibilizar a cartografia 3D de toda a cidade no Portal GeoSampa. A nova ferramenta possibilita visualizar edificações, árvores, obras de engenharia, entre outras geometrias, tridimensionalmente no mapa. O conteúdo também está disponível para download.

Mapas do Brasil revelam áreas praticamente desertas do território nacional

Com base no Censo de 2010, o Nexo Jornal desenvolveu uma série de cartografias do Brasil que revelam porções do território densamente ocupadas e urbanizadas, outras praticamente desertas. Para o levantamento, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE divide o país em cerca de 13 milhões de quadrados de aproximadamente 40 mil m² e contabiliza o número de habitantes em cada um deles.

CCSP | Cartografia de Usos: desdobramentos

A partir do tema Em projeto, da 11ª Bienal de Arquitetura, o escritório SIAA Arquitetos Associados reflete sobre a possibilidade de outras relações entre o projeto arquitetônico, o espaço edificado e sua ocupação pelo público ao longo do tempo, seja ela prevista ou não. Para tal, utiliza como base de sua reflexão, e não por acaso, o edifício do Centro Cultural São Paulo, criado pelos arquitetos Eurico Prado Lopes e Luiz Telles. Após um período de imersão sobre os diversos usos que esse espaço prevê e possibilita, a presente exposição traz um registro gráfico elaborado pelos arquitetos da SIAA, que

Exposição: CCSP | Cartografia de usos

A partir do tema Em projeto, da 11ª Bienal de Arquitetura, o escritório SIAA Arquitetos Associados reflete sobre a possibilidade de outras relações entre o projeto arquitetônico, o espaço edificado e sua ocupação pelo público ao longo do tempo, seja ela prevista ou não. Para tal, utiliza como base de sua reflexão, e não por acaso, o edifício do Centro Cultural São Paulo, criado pelos arquitetos Eurico Prado Lopes e Luiz Telles. Após um período de imersão sobre os diversos usos que esse espaço prevê e possibilita, a presente exposição traz um registro gráfico elaborado pelos arquitetos da SIAA, que

Oficina Internacional TransLAB.URB + Urbanismo Vivo - Taller de Caminata Sensorial, Cartografia Afectiva y Co Creación

Como parte das atividades do lançamento do Projeto "Corredor Sur - Montevideo / Porto Alegre / Buenos Aires" o coletivo autônomo TransLAB.URB (Porto Alegre) se junta com a iniciativa Urbanismo Vivo (Buenos Aires) para levar até o Uruguay alguns pontos que são trabalhados em escala local e em grandes encontros internacionais, relacionados com Placemaking, Cidades Para As Pessoas, um Urbanismo na escala humana e as possibilidades de atuação em rede, dentro de uma ótica regional, integrando cidades do sul da América do Sul.

Junto com a FADU - Faculdade de Arquitetura, Design e Urbanismo da UDELAR - Universidade da República do

Exposição "Cartografias das Territorialidades Culturais" - SESC Campo Limpo e Escola da Cidade

A Escola da Cidade – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, por meio do seu Conselho Científico, em parceria com o Sesc Campo Limpo promove a partir do dia 02 de setembro, em Campo Limpo, a exposição "Cartografias das Territorialidades Culturais", fruto da pesquisa que está sendo desenvolvida para esta unidade do Sesc, com a coordenação dos professores Pedro Sales e Pedro Vada.

Manual de mapeamento coletivo: recursos cartográficos para processos territoriais de criação coletiva

Iconoclasistas, formado por Julia Risler e Pablo Ares, elabora projetos que combinam arte gráfica, mapas criativos e pesquisa coletiva a partir do desenho de ferramentas que estimulam a reflexão crítica para impulsionar práticas de resistência e transformação.

Apresentamos a seguir o Manual de mapeamento coletivo. Recursos cartográficos críticos para processos territoriais de criação colaborativa, publicado em 2013, onde a equipe sistematiza e compartilha metodologias, recursos e dinâmicas para a auto-organização de mapeamentos.

Mapas antigos mostram por que inventar coisas pode ser uma má ideia

É difícil imaginar um mundo inexplorado. Hoje, GPS e mapas de satélite nos guiam pelas cidades, sejam familiares ou novas, enquanto as técnicas de varredura e mapeamento estão gradualmente tirando último ar de mistério em relação aos territórios ainda inexplorados do planeta. No entanto, a elaboração de mapas nos séculos XVI e XVII era uma arte, ainda que bastante incerta e repleta de lacunas.

Derivas e Cartografias Afetivas c/ TransLAB.URB na programação oficial da Virada Sustentável 2017 | Porto Alegre

Derivas e Cartografias Afetivas c/ TransLAB.URB na programação oficial da Virada Sustentável 2017 | Porto Alegre

Exercício de percepção espacial no ambiente urbano. As dinâmicas propostas tem como objetivo ampliar nossa percepção sobre a cidade que, muitas vezes, passa despercebida. A ideia básica é escolhermos um território onde trabalharemos duas abordagens:

Explore o Google Earth através de seus traços

Land Lines, um novo experimento do Google Chrome que explora os dados de imagens de satélite coletados pelo Google Maps permite que qualquer pessoa crie contornos cartográficos com simples gestos. Projetado para detectar linhas visuais dominantes a partir de um conjunto de dados de milhares de imagens, os usuários podem simplesmente "desenhar" ou "arrastar" o dedo ou o mouse "para criar uma infinita linha de rios, rodovias e linhas costeiras."

Hezbolago: uma nova cartografia fluvial de São Paulo

Novo mapa hidrográfico da cidade de São Paulo

No final de 2014 foi divulgada a notícia de que as obras do monotrilho da Zona Leste de São Paulo foram paralisadas porque durante a sua execução os engenheiros descobriram a existência do córrego da Mooca, uma das dezenas de corpos d’água retificados, tubulados e enterrados sob o solo paulistano.

Sintomático da pouca importância conferida à base natural da cidade, o episódio faz lembrar que uma vez tamponados, os córregos partilham do mesmo destino que toca às demais infraestruturas urbanas. Se sua transformação acontece com algum planejamento e projeto, depois da execução muito raramente é gerado registro que possa ser consultado com facilidade por outros projetistas (e muito menos pela sociedade como um todo).

Intervenções temporárias no Rio de Janeiro ganham cartografia detalhada

Está no ar o site “Intervenções temporárias no Rio de Janeiro”, elaborado pelo Laboratório de Intervenções Temporárias e Urbanismo Tático (LabIT), do PROURB-FAU/UFRJ. Este é um projeto 100% acadêmico que disponibiliza o mapeamento de intervenções temporárias na cidade do Rio de Janeiro, permitindo que qualquer pessoa possa pesquisar, manter-se informada e indicar novas intervenções que estejam acontecendo ou que já tenham ocorrido na cidade.

O objetivo do site, que tambem está disponível em inglês e espanhol, é aprofundar as relações entre as intervenções temporárias e os espaços coletivos da cidade, construindo uma cartografia do temporário disponível de forma interativa, oferecendo infinitos tipos de busca e permitindo entender quais espaços da cidade são apropriados e de que forma, possibilitando aproximações e comparações entre eles.

Rice University cria mapa interativo que mostra a evolução do Rio de Janeiro de 1500 até hoje

O Rio de Janeiro é "uma cidade de camadas múltiplas e contraditórias, ao mesmo tempo expostas e ocultas por suas belezas e complexa topografia", comenta Sandra Jovchelovitch, professora da London School of Economics and Political Science. Exibindo alguns dos monumentos naturais e construídos mais emblemáticos do mundo e, simultaneamente, um mar de favelas que ocupa a geografia acidentada da cidade, o Rio de Janeiro é, sem dúvida uma "cidade maravilhosa" repleta de contradições e desigualdades.

Mas como ela se tornou o que é hoje? É isto que o novo projeto de cartografia da Rice University tenta elucidar. "A plataforma imagineRio é um atlas interativo que ilustra a evolução social e urbana do Rio de Janeiro ao longo de toda a história da cidade, como existiu e como foi frequentemente imaginada", afirma a descrição do projeto.

TED Talk: Mapas felizes

A maioria de nós passa boa parte do tempo na cidade, assim, dedicamo-nos a encontrar um meio de fazer com que nossa vida nela seja o mais eficiente possível. Um claro exemplo disso é a grande quantidade de aplicativos com mapas que nos  ajudam a encontrar o caminho mais rápido para ir de um ponto a outro. No entanto, se planejássemos nossas viagens pela cidade de outra forma, poderíamos ser mais felizes?

É precisamente disso que trata esta interessante TED Talk com o pesquisador Daniele Quercia, que nos apresenta seus "Mapas Felizes". Saiba o que ele tem a dizer sobre o assunto assistindo ao vídeo acima.

Escola da Cidade promove a exposição "Vou Voltar: Cartografias de lá e de cá"

Escola da Cidade exibe, de 03 a 29 de novembro de 2015, a exposição "Vou Voltar - cartografias de lá e de cá", das artistas Mariana Vaz e Mirella Marino. Organizada em torno da pesquisa das condições de vida e de histórias de personagens reais, residentes na capital paulista e no sertão dos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará, a exposição traz a público textos, fotografias e vídeos, mostrando uma leitura subjetiva desses espaços e chamando atenção para os dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílio - PNAD 2012 - do IBGE que atestam um saldo praticamente nulo de migração do Nordeste para o Sudeste brasileiros. As fotografias e relatos das personagens entrevistadas ilustram diferentes realidades socioeconômicas, assim como um universo cambiante de valores e de identidades inéditos na história recente do país.