Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Samuel Ludwig

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Clássicos da Arquitetura: Colônia Güell / Antoni Gaudí

A Colônia Güell foi uma colônia operária localizada em Santa Coloma de Cervelló, atualmente uma cidade com cerca de 7.000 habitantes, a 20 km de Barcelona. A área era um subúrbio industrial que cresceu rapidamente em meados da virada do século 20. Em 1898, Antoni Gaudi foi contratado pelo Conde Eusebi Güell que queria oferecer um local de culto para o subúrbio em expansão, construindo uma igreja. O edifício nunca foi realmente concluído por dificuldades financeiras. Quando a obra foi interrompida em 1915, somente a cripta estava completa. Ainda assim, é classificada pela UNESCO como patrimônio mundial. Em 2002, uma restauração foi realizada pelo arquiteto Antonio González Moreno, tendo sido amplamente criticado por supostamente desrespeitar a obra de Gaudi.

© Samuel Ludwig © Samuel Ludwig © Samuel Ludwig © Samuel Ludwig + 13

10 projetos de Alvar Aalto que mostram a abrangência de sua obra

Alvar Aalto nasceu em Alajärvi, na região central da Finlândia, e cresceu em Jyväskylä. Após a conclusão de seus estudos na Universidade de Tecnologia de Helsinki, fundou seu próprio escritório em Jyväskylä em 1923. Embora muitos de seus primeiros projetos sejam exemplos do "Classicismo Nórdico", após casar-se com a arquiteta Aino Marsio-Aalto, sua obra assume a estética modernista. De edifícios cívicos a casas de cultura, centros universitários, os dez projetos compilados aqui - construídos entre 1935 e 1978 - celebram a abrangência da obra de Aalto.

Clássicos da Arquitetura: Pavilhão Suíço / Le Corbusier

Em 1930, Le Corbusier foi encarregado de projetar um alojamento para os estudantes suíços na Cité Internationale Universitaire de Paris, que tradicionalmente eram alojados em estúdios de má qualidade na região do Quartier Latin. O pavilhão suíço deveria fornecer 50 leitos, cozinhas e sanitários comuns em cada andar, escritórios e habitação para o diretor, e uma área comum para servir como sala de jantar ou hall.
No início, o arquiteto e Pierre Jeanneret, seu parceiro na época, recusaram-se a assumir o projeto devido a tensões com a Suíça após a manipulação da proposta dos arquitetos para a concurso da Liga das Nações. Por fim, no entanto, acabaram por aceitar o projeto e trabalhar com um orçamento muito limitado, e o projeto tornou-se o somatório dos princípios modernos de Le Corbusier, forçando-o a concentrar-se na habitação antes de tudo.

© Samuel Ludwig © Samuel Ludwig © Samuel Ludwig © Samuel Ludwig + 10

Clássicos da Arquitetura: Parque Güell / Antoni Gaudí

O Parque Güell foi projetado por Antoni Gaudí a pedido do conde Eusebi Güell, que almejava construir um parque elegante para os aristocratas de Barcelona. O conde havia previsto a construção de um empreendimento habitacional que tiraria proveito das vistas da área e do ar fresco. No entanto, apenas duas casas foram concluídas. O próprio Gaudí habitava uma delas, projetada pelo arquiteto Francesc Berenguer em 1904, e que agora funciona como um museu exibindo alguns dos trabalhos de Gaudí. O parque é uma atração turística em Barcelona, conhecido por seu famoso terraço e sua entrada icônica, ladeada por dois edifícios de Gaudí.

© Samuel Ludwig © Samuel Ludwig © Samuel Ludwig © Samuel Ludwig + 6

Sky House de Kikutake: onde o Metabolismo e Le Corbusier se encontram

Neste artigo, primeiramente publicado em Australian Design Review como "The Meeting of East and West: Kikutake and Le Corbusier", Michael Holt descreve a fertilização cruzada de ideias que ajudou a difundir o movimento Metabolista japonês, focando em como os ideais de Le Corbusier foram cruciais para um dos projetos mais enigmáticos do movimento, Kiyonori Kikutake's Sky House.

A casa do arquiteto japonês Kiyonori Kikutake, de 1958, permanece como um projeto exemplar que define a agenda metabolista mas, mais significativamente, reforça a ideia de que uma habitação unifamiliar pode ser ideologicamente recursiva e estratégica. Kikutake, entretanto, não deixa de ter um precedente pouco provável no renomado Le Corbusier.

Os dois arquitetos estabeleceram ordem e método de trabalho em seus menores projetos - Kikutake em Sky House e Le Corbusier em Villa Savoye (1929) - e desenvolveram suas ideias através de relatos escritos (o Manifesto Metabolista de Kikutake, 1960, e o Manifesto Purista de Le Corbusier, anterior ao trabalho construído, em 1918). Por fim, cada um leva suas ideias ao nível urbano, KIkutake através de Tower-Shaped Community Project (1959) e Le Corbusier em Chandigarh, Índia (1953). Para localizar a origem da influência, é necessário primeiro examinar a posição de Le Corbusier como figura representativa do Congresso Internacional de Arquitetura Moderna (CIAM).

Continue lendo para saber mais sobre esta improvável relação de influência

Feliz aniversário Alvar Aalto!

“Tornar mais humana a arquitetura significa fazer fazer uma arquitetura melhor e alcançar um funcionalismo muito mais amplo que o puramente técnico."

Clássicos da Arquitetura: Convento de La Tourette / Le Corbusier

O terreno apresenta um acentuado declive e poderosas vistas. Cada uma das cem células possui um balcão virado ao exterior, com as áreas comunais abaixo e o claustro contínuo em volta da cobertura. O edifício é materializado em concreto armado aparente, com superfícies envidraçadas em três das quatro faces externas.

© Fernando Schapochnik © Fernando Schapochnik © Fernando Schapochnik © Fernando Schapochnik + 48