Pagina inicial

Conheça a história por trás da nova identidade da nossa marca

Saiba mais

Arquitetura Cazaquistanês

  1. ArchDaily
  2. Países
  3. Cazaquistão

Projetos mais recentes em Cazaquistão

Últimas notícias em Cazaquistão

As influências orientais que moldaram a arquitetura soviética na Ásia Central

Após o fim da Segunda Guerra Mundial e com a clamorosa vitória dos Aliados sobre a Alemanha Nazista, a União Soviética se consolidou como uma das principais potências emergentes junto aos Estados Unidos, ampliando seu limites e expandindo sua influência e domínio sobre um vasto território da Europa Central à Ásia. Ao longo da segunda metade do século XX, em um período marcado por uma vaidosa disputa ideológica contra os EUA, a União Soviética utilizou a arquitetura como uma ferramenta para estabelecer uma aparente uniformidade e concordância sobre um território ocupado extremamente diverso e policromático. Neste contexto, procurava-se combater as especificidades locais em favor da supremacia de uma nova sociedade unificada e homogênea. No entanto, na prática, a arquitetura se mostrou suscetível a adaptações e influências locais—principalmente nos distantes territórios ocupados pela URSS na Ásia Central. Dito isso, este artigo ilustrado com fotografias de Roberto Conte e Stefano Perego procura analisar as especificidades e desdobramentos da arquitetura soviética em um território historicamente excluído das principais narrativas modernas, revelando todas as nuances de seu patrimônio construído e a variedade de tons de suas paisagens urbanas.

Cazaquistão em ascensão: arquitetura moderna tomando forma

O ambiente construído do Cazaquistão é definido por uma história complexa. Como uma república constitucional com um patrimônio cultural diversificado, a arquitetura do país inclui tradições contrastantes, desde a integração de edifícios com a paisagem até o contrário. Hoje, uma mistura de torres e monumentos futuristas fala de um legado arquitetônico atípico, e uma série de projetos modernos mostra como os arquitetos estão trabalhando para construir uma nova narrativa para o país.

Fundamental e Omega projetam "Torre do Sol" sobre o rio Ishim no Cazaquistão

Os escritórios Fundamental Architects e Omega Render, com sede em Roterdã, projetaram um icônico arranha-céu e uma ponte sobre o rio Ishim, no Cazaquistão. Feito para o maior empreendedor do país, o BI GROUP, o prédio de uso misto de 75.000 metros quadrados está situado no coração de Astana. Chegando a uma altura de 121 metros sobre o rio Ishim, o edifício está prestes a abrigar residências, escritórios, hotéis e funções comerciais como um centro de infra-estrutura.

6 cidades de importância política construídas do zero

Sob a ameaça do fim da hegemonia de 1046 anos do Cairo como capital do Egito, mês passado o governo do Egito anunciou suas intenções de criar uma nova capital, ainda a ser nomeada, a leste do Cairo. A promessa da "Nova Cairo", com uma escala absurda de mais de 700 quilômetros quadrados, atraiu manchetes ao redor do mundo; um empreendimento de 45 bilhões de dólares em habitação, comércio, marcos emblemáticos - entre os quais um parque temático maior que a Disneylândia - projetados para atrair turistas de todas as partes do globo. E é claro, os planos incluem a promessa de residências para, pelo menos, 5 milhões de residentes, com um vasto número de escolas, hospitais e edifícios religiosos e comunitários que uma cidade moderna requer, fazendo a nova capital do Egito a maior cidade planejada da história.

AS+GG vence competição para EXPO 2017 em Astana

O escritório com sede em Chicago Adrian Smith + Gordon Gill Architecture (AS+GG) foi eleito vencedor da competição para a Exposição Mundial de 2017 em Astana, Cazaquistão. Selecionado dentre 105 participantes, que incluíam Coop Himmelb(l)au, Zaha Hadid Architects e UNStudio, o projeto de 173 hectares de AS+GG toma o mote da Expo "Future Energy" (Energias Futuras) e propõe a "primeira cidade da Terceira Revolução Industrial".

"Tree in the House": uma casa de vidro que oferece uma experiência única

Localizada nos arredores de Almaty, a maior cidade do Cazaquistão (e até 1997 sua capital), o projeto "Tree in the House" (Árvore na casa) foi concebido por A.Masow Design Studio para duas pessoas em um terreno privado. O projeto se resume a um cilindro de vidro com quatro pavimentos e uma escada em caracol. A casa inclui uma árvore em seu centro, abdicando de sua intimidade em favor de uma experiência de vida única.

Escritórios de renome competem para projetar a Expo 2017 no Cazaquistão

Zaha Hadid Architects, Coop Himmelb(l)au, UNStudio, e Snøhetta são alguns dos 45 escritórios pré-selecionados para projetar a Expo 2017 em Astana, Cazaquistão. Cada escritório, selecionado dentre mais de 100 ao redor do mundo, enviou sua própria interpretação do tema da Expo: "Future Energy". Em setembro deste ano o júri anunciará qual destas diferentes visões melhor representa a primeira feira mundial que o país recebe.

Carregando... Pode demorar alguns segundos