Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Gili Merin

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Clássicos da Arquitetura: Biblioteca da Universidade de Cottbus / Herzog & de Meuron

No topo de uma colina solitária em meio a um platô residencial genérico em Brandenburg, Alemanha, está a estrutura branca leitosa da Biblioteca da Universidade de Cottbus (IKMZ), projetada pelo dupla de arquitetos Herzog e de Meuron. Concluída em 2004, a biblioteca tornou-se um marco instantâneo para a universidade, a cidade e a região; O edifício, ícone inovador, contemporâneo e, sobretudo, ocidental, encapsulou a progressiva democratização do conhecimento que se esforçava para seguir a queda da Cortina de Ferro na antiga Deutsche Demokratische Republik - DDR, bem como a promessa de um futuro melhor através da perspectiva do ensino superior e modernização.

via Wikiarquitectura © Gili Merin © Gili Merin via Wikiarquitectura + 25

Clássicos da Arquitetura: Capela Saint Benedict / Peter Zumthor

A capela Saint Benedict, localizada na vila de Sumvitg, Graubünden, foi projetada pelo arquiteto reconhecido pelo Pritzker, Peter Zumthor, em 1988. O modesto exterior da capela encapsula a beleza e a simplicidade das obras de Zumthor, enquanto o interior exibe sua artesania incomparável.

Clássicos da Arquitetura: Escola Nacional de Arte de Cuba / Ricardo Porro, Vittorio Garatti, Roberto Gottardi

"Cuba vai poder dizer que tem a mais bela academia de artes do mundo."- Fidel Castro (1961)

A Escola Nacional Cubana de Artes, originalmente idealizadas por Fidel Castro e Che Guevara em 1961, é talvez a maior conquista arquitetônica da Revolução Cubana. O projeto inovador das escolas, que visam trazer instrução cultural à nação, encapsulou a visão radical e utópica da Revolução. Infelizmente, o entusiasmo idealista da nação durou pouco e as Escolas rapidamente caíram em desuso, sendo levadas à decadência antes mesmo de estarem concluídas. Hoje, após quase quatro décadas de negligência, os arquitetos retornaram para tentar fazer que essas escolas abandonadas voltem à sua glória pretendida.

Escola de Balé por Vittorio Garatti. Imagem © John Loomis: Revolution of Forms Implantação. Image © John Loomis: Revolution of Forms Escola de Dança Moderna por Ricardo Porro. Imagem © Adrián MALLOL i MORETTI Escola de Artes Plásticas por Ricardo Porro. Imagem © Norma Barbacci/World Monuments Fund + 64

Clássicos da Arquitetura: Ville Radieuse / Le Corbusier

via land8.com
via land8.com

Ville Radieuse (Cidade Radiante) foi um plano urbano não construído de Le Corbusier, apresentado pela primeira vez em 1924 e publicado no livro homônimo em 1933. Projetado para conter meios eficientes de transporte, bem como uma abundância de espaços verdes e luz solar, a cidade do futuro de Le Corbusier não só almejava oferecer uma vida melhor aos residentes, mas contribuir para criar uma sociedade melhor. Embora radical, rigorosa e quase totalitária na sua ordem, simetria e padronização, os princípios propostos por Le Corbusier tiveram extensa influência sobre o planejamento urbano moderno, levando ao desenvolvimento de novas tipologias de habitação de alta densidade.

via land8.com via land8.com © FLC/Adagp, Paris, 2007 via land8.com + 14

Clássicos da Arquitetura: Centro de Imprensa e Difusão Shizuoka / Kenzo Tange

"Os arquitetos hoje tendem a depreciar-se, consideram-se como não mais que cidadãos comuns, sem o poder de reformar o futuro." - Kenzo Tange

Construído em 1967, o Centro de Imprensa e Difusão Shizuoka é um dos edifícios mais emblemáticos do arquiteto japonês Kenzo Tange. A torre foi a primeira realização espacial das ideias metabolistas de Tange, de estruturas com crescimento estrutural de inspirações orgânicas, desenvolvidas no final dos anos 1950. A edificação é muito mais significativa do que seu tamanho relativamente pequeno sugeriria, encapsulando os conceitos da nova ordem Metabolista em arquitetura e planejamento urbano que prevaleceu no pós Segunda Guerra Japonês.

Mais sobre este ícone do metabolismo a seguir ....

David Chipperfield inagura exposição na Neue Nationalgalerie em Berlim

© Gili Merin
© Gili Merin

A Neue Nationalgalerie de Mies van der Rohe, em Berlim, entrou recentemente em uma nova fase com a abertura da intervenção de David Chipperfield - um prólogo ao iminente restauro da obra de Mies que o renomado arquiteto britânico está prestes a realizar. Concluída em 1968, a galeria foi o último projeto de Mies e sua obra prima final; por quase cinquenta anos ninguém ousou tocá-la - até agora. Para marcar esse acontecimento, uma grande instalação site-specific foi criada por Chipperfield numa tentativa de envolver Mies numa experiência espacial (ou talvez um último e apologético tributo ao mestre do século XX) momentos antes de embarcar numa missão que, em última instância, transformará o legado do arquiteto modernista.

© Gili Merin © David von Becker © David von Becker © David von Becker + 13

Uma jornada fotográfica por Zollverein: a transformação de uma paisagem pós-industrial

Paisagens e espaços urbanos abandonados sempre atraíram exploradores aventureiros em busca de uma espiada num mundo de uma distopia industrial decadente. Este desejo pode ser realizado ao se visitar o complexo Zollverein em Essen, Alemanha: outrora a maior mina de carvão da Europa, Zeche Zollverein foi transformada no decorrer de 25 anos em um paraíso arquitetônico. Contribuições de Rem Koolhaas, Norman Foster e SANAA foram incluídas ao parque de 100 hectares; oprimido em sua complexidade, a propriedade inclui canos enferrujados, fornos colossais de carvão e altas chaminés, convidando mais de 500.000 pessoas por dia a ter uma visão da era dourada da indústria pesada europeia.

Junte-se a nós para uma jornada fotográfica através deste playground da era da máquina, a seguir…

O Tanque de Água Reflexivo na Fábrica de Coquefação. Imagem © Gili Merin A Escola de Administração e Design de Zollverein por SANAA. Imagen © Gili Merin © Gili Merin © Thomas Mayer_Archive + 28

Bunker nazista é transformado em galeria de arte e residência

Numa capital cultural como Berlim, onde lojas "pop-up" surgem em armazéns abandonados, marcas locais emergem de lojas invadidas e boates realizam festas em usinas de energia, não é estranho que uma galeria de arte se estabelecesse num casulo de concreto quase indestrutível. Este é o caso do "Berlin Bunker", no coração do "descolado" bairro Mitte.

Monolítico e simétrico, decorado apenas com singelas linhas de janelas verticais em suas quatro fachadas idênticas, este abrigo nazista contra ataques aéreos é uma relíquia do passado alemão. No entanto, um olhar mais atento para além de suas linhas duras revela algo inesperado: jardins exuberantes e um apartamento de luxo coroam a severa estrutura. Esta é a residência de Christian Boros, um colecionador de arte cuja coleção particular está armazenada e exposta nas profundezas do bunker.

© NOSHE Trabalho de Thomas Ruff. Imagem © NOSHE © Ailine Liefeld for Freunde von Freunden © NOSHE + 33

Studio PEZ e Zarhy Architects vencem concurso para projetar o novo distrito jurídico de Jerusalém

O Studio PEZ, em colaboração com Zarhy Architects, venceu a competição internacional para projetar o Complexo do Distrito Jurídico de Jerusalém, Israel. O novo complexo de 40.000 m² será o novo ícone arquitetônico da cidade, segundo Daniel Zarhy e Pedro Peña Jurado, do Studio PEZ.

A proposta vencedora - "City of Justice" - foi elogiada pelo júri por ser "viva, interessante, e [...] concebida com muita atenção aos detalhes." Ao reinterpretar a tipologia do tribunal de justiça e dividir o programa em diferentes volumes, os arquitetos não apenas evitaram uma aparência monolítica e alcançaram uma escala humana, como também permitiram que o projeto seja executada em etapas, uma característica que agradou o júri. 

O Distrito Judiciário é parte do atual boom na construção civil na capital israelense, que inclui também uma torre de Daniel Libeskind e a Biblioteca Nacional de Herzog & de Meuron. Saiba mais sobre o projeto vencedor a seguir.

Cortesia de Studio PEZ e Zarhy Architects Cortesia de Studio PEZ e Zarhy Architects Cortesia de Studio PEZ e Zarhy Architects Cortesia de Studio PEZ e Zarhy Architects + 18

Os projetos do OfficeUS: 15 clássicos da arquitetura

Respondendo ao tema Absorbing Modernity, proposto por Rem Koolhaas, o OfficeUS - pavilhão nacional dos EUA nesta Bienal de Veneza - lançou um escritório experimental de arquitetura que tem como missão revisitar, repensar e reavaliar mil projetos estadunidenses do século passado. O Giardini foi transformado em um escritório multidisciplinar dirigido pelos seis "sócios" que foram escolhidos a dedo para o trabalho. Encarregados da tarefa de produzir modelos, desenhos e participar de oficinas e palestras durante a Bienal, os sócios e seus colaboradores em Veneza e em todo o mundo visam "construir uma agenda para a futura produção da arquitetura."

Focando sobretudo na arquitetura "exportada", os projetos variam de usinas nucleares a embaixadas americanas, tipologias residenciais e museus e estão expostos nas paredes do pavilhão acompanhados por livretos informativos.

Veja a segui 15 dos projetos que fazem parte da pesquisa do OfficeUS.

© Liao Yusheng Os projetos do OfficeUS: 15 clássicos da arquitetura © Flickr user Strocchi Os projetos do OfficeUS: 15 clássicos da arquitetura + 20

MVRDV expõe série de mobiliário "Vertical Village" na Semana de Design de Milão

O escritório MVRDV, em colaboração com a fabricante de móveis belga Sixinch, projetou uma série de móveis lúdicos que imagina um antídoto para o crescimento urbano genérico e espraiado das maga-cidades do leste asiático. Cada uma das 77 grandes almofadas da "Vertical Village" - atualmente em exposição na Semana de Design de Milão - assume a forma de pequenas e densas residências, alternativas coloridas para o skyline horizontal das metrópoles asiáticas, formado por blocos residenciais.

"A Vertical Village - uma observação do crescimento descontrolado das cidades asiáticas, que levou ao desaparecimento de conjuntos urbanos na escala humana, leva os designers a desenvolver um modelo de cidade habitável que promova um crescimento para cima: uma vila vertical composta por pequenos núcleos residenciais que garantam as relações humanas e, ao mesmo tempo, proporcionem espaço para áreas verdes e lugares de encontro. A instalação é composta por 77 grandes almofadas na forma de pequenas casas, todas diferentes."

Bienal de Veneza 2014: Israel explora o tema "Urburb", uma paisagem nem urbana nem suburbana

Nem urbano nem suburbano, o Urburb é um mosaico fragmentado de cem anos de planejamento moderno em Israel: cidades jardim do início do século XX, habitação social da metade do século, tipologias residenciais em altura das duas últimas décadas. Estas mutações residenciais dominam a paisagem israelense contemporânea, expandindo e substituindo texturas existentes em um ciclo repetitivo e interminável.

High rise residential buildings in Jerusalem. Image © Gili Merin / The Israeli Pavilion 2014 Uma Ville Radieuse contemporânea: "Hadera Park" by Mann-Shinar Architects 2010. Imagem por Oren Eldar / Pavilhão Israelense de 2014 Printing on sand . Image © Edith Kofsky / The Israeli Pavilion 2014 Construction site, Netanya. Image © Edith Kofsky / The Israeli Pavilion 2014 + 10

Peter Zumthor: sete observações pessoais sobre "Presença em Arquitetura"

Conhecido por sua qualidade incomparável perícia, o laureado do Pritzker 2009 e vencedor da Medalha de Ouro do Prêmio RIBA em 2013, Peter Zumthor, foi recentemente convidado a palestrar na Escola de Arquitetura da Universidade de Tel Aviv. Em uma palestra intitulada "Presença em Arquitetura - Sete Observações Pessoais", Zumthor compartilhou algumas das inspirações por trás de seus maiores projetos, dando-nos uma visão sobre sua atmosfera poética, mental, e (alguns podem dizer) "quase divina".

Os Sete Pontos de Zumthor sobre "Presença", a seguir...

Saint Benedict Chapel. Image Courtesy of Felipe Camus http://www.archdaily.com/419367/. Image Courtesy of Felipe Camus Brauder Klaus Field Chapel. Image © Samuel Ludwig © Jose Fernando Vazquez + 20

Revelados os planos de reconstrução do Palácio de Cristal em Londres

ATUALIZAÇÃO: Segundo as discussões em curso, a cidade de Londres e o ZhongRong Group, da China, finalmente revelaram os planos para a réplica do Palácio de Cristal, anunciando uma competição para encontrar "o melhor, não o maior" arquiteto para assumir o projeto.

O Prefeito de Londres, Boris Johnson disse: "O maravilhoso Palácio de Crista de Paxton sinalizava a inovação no século XIX, capturando o espírito da invenção, moldando Londres e o mundo para as próximas gerações. Desde que o icônico edifício foi destruído, o enigma sobre o que fazer com o terreno não foi resolvido". Até o momento.

Dê uma olhada nas imagens e outras informações, a seguir...

Feliz Aniversário Eduardo Souto de Moura!

Hoje, 25 de julho, Eduardo Souto de Moura comemora 61 anos. Com mais de 60 edifícios construídos em todo o mundo, Souto de Moura é conhecido pelo seu consciente uso das cores e materiais. Embora seja frequentemente descrito como um arquiteto "messiânico", de Moura interpreta originalmente, e de acordo com o local, o estilo moderno de Mies van Der Rohe.

Nascido em Porto, Souto de Moura frequentou a Escola de Belas Artes do Porto, onde estudou escultura, e posteriormente se transferiu para arquitetura na Universidade do Porto - uma decisão tomada após um encontro com o artista Donald Judd. Quando ainda era estudante, Souto de Moura estagiou no escritório de Álvaro Siza, onde continuou a trabalhar por mais cinco anos, até abrir seu próprio escritório em 1980, um conselho de Siza. Embora seu primeiro grande projeto tenha sido o Centro Cultural do Porto, o início de sua carreira inclui principalmente casas para clientes privados. Mais tarde, Souto de Moura começou a ser contratado para projetar edifícios públicos maiores, como o Estádio Municipal de Braga (2004), a Torre Burdo (2007) e a Casa das Histórias Paula Rego (2008)

Feliz Aniversário Eduardo Souto de Moura! Feliz Aniversário Eduardo Souto de Moura! Feliz Aniversário Eduardo Souto de Moura! Feliz Aniversário Eduardo Souto de Moura! + 5

Uma Jornada Fotográfica através do Vale de Zumthor

Nosso amigo e fotógrafo de arquitetura Felipe Camus embarcou recentemente em uma peregrinação arquitetônica pelo vale do Reno. Localizado na região Graubünden, na Suíça, o vale possui muitas das obras mais importantes do arquiteto premiado com o Pritzker, Peter Zumthor, todas em um raio de 60 quilômetros. Nascido na região, Zumthor fez os projetos relacionando-os à suas localizações e tempos, prestando especial atenção aos detalhes e materiais. Como resultado, as obras espelham suas habilidades inigualáveis e integridade.

Junte-se a nós para este Guia especial de Arquitetura que inclui um mapa detalhado, fotos e descrições de algumas das obras de Peter Zumthor, a seguir...

Courtesy of Felipe Camus Courtesy of Felipe Camus Courtesy of Felipe Camus Courtesy of Felipe Camus + 137