Jardins verticais, treliças, estantes e vasos de flores: integrando a vegetação em ambientes internos

Jardins verticais, treliças, estantes e vasos de flores: integrando a vegetação em ambientes internos

Tropical Forest / Tayone Design StudioJardins verticais, treliças, estantes e vasos de flores: integrando a vegetação em ambientes internosSan Diego Garage Conversion / Losada Garcia Architects + Prismatica + ModernGrannyFlatApartamento KTS / Triplex Arquitetura+ 19

Nem todo projeto arquitetônico pode incorporar um projeto paisagístico, considerar um jardim ou acesso a uma ampla área verde. Espaços menores precisam de estratégias mais criativas para incorporar a vegetação. Independentemente do contexto, as plantas oferecem benefícios em todos os tipos de espaços, como a regulação da temperatura interna, uma opção de produção sustentável em menor escala do que uma estufa, além de suas qualidades estéticas. Neste artigo, apresentamos 4 estratégias simples e uma seleção de exemplos para incorporar plantas em espaços de pequena escala.

Vasos

Disponíveis em uma ampla variedade de formas, materiais e tamanhos, os vasos de plantas podem ser sobrepostos ou pendurados para economia de espaço ainda maior. Embora qualquer material seja adequado para vasos internos, há alguns fatores a serem considerados para o desenvolvimento ideal das plantas:

  • Ao contrário da crença popular, a maioria das plantas pode crescer bem em vasos menores que o diâmetro de sua copa. Embora o tamanho maior ofereça mais conforto radicular, uma relação diâmetro, profundidade e copa será importante principalmente para árvores, não para plantas domésticas.

  • A escolha do material afeta especialmente a temperatura das raízes. Por exemplo, vasos plásticos expostos ao sol direto aquecem muito mais do que um pote feito de material poroso, como argila ou cerâmica. Em casos muito raros (como orquídeas), uma planta precisa de um material específico para crescer.

  • A mistura adequada de substratos de crescimento será a chave para manter o grau certo de umidade. Plantas diferentes devem ter condições de solo típicas de seu ambiente natural; diferentes Proporções de solo folhoso, turfa, perlita ou areia são necessárias para recriar suas condições ideais de umidade nas raízes. Se o solo ficar turvo com a irrigação, a porosidade deve ser aumentada com areia ou perlita.

  • Existem também vasos com auto-rega geralmente feitos de fibra de vidro, que funcionam com um reservatório de água oculto em seu interior e tubos de absorção. Eles são úteis apenas para plantas que necessitam de irrigação frequente e para facilitar as tarefas de manutenção.

Para ver mais exemplos dessa tipologia, visite a categoria de produtos 'Vasos de plantas' na Architonic.

House Buiksloterham / NEXT architects

House Buiksloterham / NEXT architects
House Buiksloterham / NEXT architects

My House - The Mental Health House / Austin Maynard Architects

My House - The Mental Health House / Austin Maynard Architects
My House - The Mental Health House / Austin Maynard Architects

Bathyard Home / Husos Architects

Bathyard Home / Husos Architects
Bathyard Home / Husos Architects

Kliburn Warehouse / Dyvik Kahlen

Kliburn Warehouse / Dyvik Kahlen
Kliburn Warehouse / Dyvik Kahlen

San Diego Garage Conversion / Losada Garcia Architects + Prismatica + ModernGrannyFlat

San Diego Garage Conversion / Losada Garcia Architects + Prismatica + ModernGrannyFlat
San Diego Garage Conversion / Losada Garcia Architects + Prismatica + ModernGrannyFlat

Estantes e expositores

Outra opção é projetar estantes para colocar plantas ao longo das paredes. Uma estante para plantas é diferente de uma estante para livros ou objetos, pois requer mais espaço, ar e luz. São úteis para criar um ambiente mais controlado e homogeneizar as condições de cuidado da planta:

  • A temperatura ideal para uma planta, dependendo da espécie, fica normalmente entre 15° e 25 °C.

  • Distintas espécies têm diferentes requisitos de luz. Normalmente, aquelas que se destacam por suas cores mais vivas precisam de mais luz do que aquelas com folhas mais verdes, que costumam ser mais resistentes a condições desfavoráveis.

  • As plantas em interiores tendem a ter menos luz natural disponível. É importante conhecer os requisitos de luz e sombra de uma espécie para escolher o local correto dentro de uma sala. É sempre aconselhável evitar a exposição prolongada à luz solar direta para evitar danos.

Para ver mais exemplos dessa tipologia, visite a categoria de produtos 'Expositores de flores' no Architonic.

Lido 501 Apartment / Atelier Aberto Arquitetura

Lido 501 Apartment / Atelier Aberto Arquitetura
Lido 501 Apartment / Atelier Aberto Arquitetura

Apartamento POSSAMAI / Sbardelotto Arquitetura + Atelier Aberto Arquitetura

Apartamento POSSAMAI / Sbardelotto Arquitetura + Atelier Aberto Arquitetura
Apartamento POSSAMAI / Sbardelotto Arquitetura + Atelier Aberto Arquitetura

Tropical Forest / Tayone Design Studio

Tropical Forest / Tayone Design Studio
Tropical Forest / Tayone Design Studio

Apartment AMRA7 / Piratininga Arquitetos Associados + Bruno Rossi Arquitetos

Apartment AMRA7 / Piratininga Arquitetos Associados + Bruno Rossi Arquitetos
Apartment AMRA7 / Piratininga Arquitetos Associados + Bruno Rossi Arquitetos

Greenhouse Orchid Punta del Este / Mateo Nunes Da Rosa

Greenhouse Orchid Punta del Este / Mateo Nunes Da Rosa
Greenhouse Orchid Punta del Este / Mateo Nunes Da Rosa

Treliças

Treliças são uma reinterpretação da tradicional parreira, símbolo do campo, e uma forma clássica de vegetação suspensa. As treliças são uma solução fácil e leve para incorporar vegetação em paredes, escadas, divisões interiores ou exteriores, suspensas ou no solo. Eles requerem especificamente plantas trepadeiras, geralmente com folhas verdes e fáceis de cuidar:

  • Existem dois tipos de trepadeiras ideais para este tipo de estrutura: as trepadeiras com caule volúvel (que se envolve em torno de um suporte) e as com raízes aéreas (pequenas raízes na superfície que aderem a um suporte). Há também outros tipos de escaladores que se organizam em torno do suporte usando suas folhas ou caules (como cipós).

  • Tal como acontecem com outros suportes, a poda é muito importante para dar-lhes um sentido de crescimento (poda de formação) e para o seu correto desenvolvimento (poda de limpeza). Certifique-se de que a poda não seja feita em qualquer momento, mas sempre em seu estágio menos ativo.

  • É importante considerar que as trepadeiras normalmente não precisam de muita rega; é mais comum morrerem por excesso do que por falta de água.

Para ver mais exemplos desta tipologia, visite a categoria de produtos 'Treliças' no Architonic.

Bite to Eat / HAO Design

Madreselva Building / Vicca Verde

Sky Green Residential & Retail Tower / WOHA

Jardins verticais

Embora um pouco mais complexo de se desenvolver e mais comum em fachadas ou grandes extensões de parede, as jardins verticais fazem parte de uma tendência crescente em todo o mundo para diferentes tipos de projetos. O sistema é semelhante ao anterior, baseado em cabos, jardineiras verticais ou treliças para o crescimento das trepadeiras, embora a busca seja por volume e possam incorporar uma diversidade maior de espécies. Em pequenos interiores, eles podem ser adicionados como uma moldura ou em paredes específicas com a iluminação correta:

  • Em geral, existem duas maneiras de construir uma parede verde: transplantar pequenas plantas para uma estrutura vertical (ou seja, construir a parede com base no suporte) ou escolher espécies trepadeiras complementares (construir a parede direcionando a planta).

  • O tipo de parede e seu volume dependerão do substrato escolhido para o plantio (por exemplo, solto ou em lâminas) e da estrutura (por exemplo, plantadeira, bolsos, esteira ou fiação).

  • Tanto para esta como para as anteriores é muito importante ter em consideração a quantidade de luz natural disponível e a possibilidade de incorporar iluminação artificial para auxiliar o crescimento das plantas, bem como o sistema de rega adequado à escala e estrutura da sua parede.

Para ver mais exemplos dessa tipologia, visite a categoria de produtos 'Jardins verticais' no Architonic.

Apartamento KTS / Triplex Arquitetura

Apartamento KTS / Triplex Arquitetura
Apartamento KTS / Triplex Arquitetura

Apartamento 309 / CoDA arquitetos

Apartamento 309 / CoDA arquitetos
Apartamento 309 / CoDA arquitetos

Cobertura Tatiana Leite / Julliana Camargo Arquitetos

Cobertura Tatiana Leite / Julliana Camargo Arquitetos
Cobertura Tatiana Leite / Julliana Camargo Arquitetos

Independentemente do método, a biofilia é certamente uma das melhores tendências do nosso tempo. Seja qual for o espaço, a planta ou o seu volume, é preciso tempo e dedicação para entender os cuidados de que precisa e seu comportamento. Um conhecimento que, sem dúvidas, será valioso nas próximas décadas.

Este artigo é parte da série Ideias para Casa, em que exploramos assuntos relacionados à vida doméstica a partir de dicas, soluções e ideias para melhorar sua residência. Como sempre, o ArchDaily está aberto a contribuições de nossos leitores; se você quiser enviar um artigo ou projeto, entre em contato.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Piñeiro, Antonia . "Jardins verticais, treliças, estantes e vasos de flores: integrando a vegetação em ambientes internos" [Green Walls, Trellises, Flower Displays and Plant Pots: Integrating Vegetation Indoors] 13 Set 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/967319/paredes-verdes-trelicas-estantes-e-vasos-de-flores-integrando-a-vegetacao-em-ambientes-internos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.