Decks de madeira em espaços públicos: pisos nobres para o convívio coletivo

Decks de madeira em espaços públicos: pisos nobres para o convívio coletivo

Sørenga Sjøbad / LPO arkitekter. Image © Tove LaulutenThe Floating Island / OBBA & Dertien12. Image © Kyungsub ShinBostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa PhotographyPaprocany Lake Shore Redevelopment / RS + Robert Skitek. Image © Tomasz Zakrzewski+ 23

Os pavimentos em madeira caracterizam-se pelo calor de sua aparência, pela sua textura rica ao tato e pelas tonalidades naturais que variam de acordo com a origem das suas peças, mudando com o clima e com o passar do tempo. No exterior, as superfícies de madeira são amplamente utilizadas para criar terraços e áreas de estar, aproveitando as suas qualidades para reunir confortavelmente as pessoas em pisos mais macios e acolhedores. Sendo construídos com peças modulares, os decks de madeira podem facilmente gerar topografias artificiais, moldando espaços públicos criativos e eficazes para descanso, esportes, brincadeiras e encontros coletivos.

Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa Photography
Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa Photography

Embora hoje existam soluções alternativas para a construção deste tipo de superfícies exteriores –como peças compósitas ou outras que misturem madeira e componentes plásticos–, o tabuleiro básico de madeira serrada é geralmente construído sobre uma estrutura de armação fixada ao solo por meio de suportes pontuais. Esses suportes são geralmente construídos de concreto e fixados à madeira através de prendedores metálicos ou parafusos. A estrutura, separada do nível do solo para evitar o contato com sua umidade natural, é composta por uma série de vigas perpendiculares unidas por pregos, parafusos ou placas de metal, localizadas na distância necessária para suportar as placas que irão compor a superfície. .

Ao trabalhar com madeira natural, todos os componentes de madeira precisam ser envernizados e protegidos contra chuva, sol, insetos e uso frequente. Além disso, caso a estrutura seja levantada diretamente sobre o solo, é possível adicionar gravilha para melhorar a drenagem do terreno ou aplicar herbicidas que impeçam o crescimento de ervas daninhas.

Reveja, a seguir, uma série de projetos que utilizaram decks de madeira em espaços públicos, com diferentes objetivos funcionais e estéticos.

Şışhane Park / SANALarc

“Localizada entre o extremo sudoeste de Beyoglu e a movimentada rodovia Tarlibasi, seu projeto visa recuperar a participação de moradores e visitantes nos espaços naturais do ambiente urbano, como um espaço público alternativo ao adensamento da cidade”.

Şışhane Park / SANALarc. Image © Olivve Wimmer
Şışhane Park / SANALarc. Image © Olivve Wimmer
Şışhane Park / SANALarc. Image © Olivve Wimmer
Şışhane Park / SANALarc. Image © Olivve Wimmer
Şışhane Park / SANALarc. Image © Olivve Wimmer
Şışhane Park / SANALarc. Image © Olivve Wimmer

Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ

“A passarela vai além de ser um elemento urbano infraestrutural que serve apenas para passar, e define um ponto de encontro e atração pública em uma relação sensível com o seu entorno. (...) Um novo espaço urbano é gerado para vivenciar diferentes formas de lazer, aproveitando os contextos sociais, geográficos e históricos desta localização única. "

Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa Photography
Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa Photography
Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa Photography
Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa Photography
Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa Photography
Bostanlı Footbridge & Sunset Lounge / Studio Evren Başbuğ. Image © ZM Yasa Photography

The Floating Island / OBBA & Dertien12

“São vários espaços com diferentes formas e figuras no meio do caminho linear, onde as pessoas podem descansar em silêncio. Os visitantes podem se bronzear debruçados nas cordas inclinadas ou descansar nas grandes redes de cordas olhando as nuvens no céu. Além disso, eles podem sentar-se no limite e aliviar o estresse olhando para a água que flui calmamente, lendo livros ou refletindo sobre si mesmos sentados sozinhos no espaço circular."

The Floating Island / OBBA & Dertien12. Image © Kyungsub Shin
The Floating Island / OBBA & Dertien12. Image © Kyungsub Shin
The Floating Island / OBBA & Dertien12. Image © Kyungsub Shin
The Floating Island / OBBA & Dertien12. Image © Kyungsub Shin
The Floating Island / OBBA & Dertien12. Image © Kyungsub Shin
The Floating Island / OBBA & Dertien12. Image © Kyungsub Shin

Root Bench / Yong Ju Lee Architecture

"A estrutura de metal com base de concreto sustenta a forma geral como a estrutura principal, e um deck de madeira a cobre. [...] Além de sugerir a forma completa do círculo, o Root Bench se funde com a grama e confunde o limite entre instalação artificial e ambiente natural. Ao comunicarem entre si, os visitantes podem sentir-se à vontade no espaço de descanso e ao mesmo tempo desfrutar da obra de arte. Também funciona perfeitamente como mobiliário com três alturas diferentes: cadeira de criança (250 mm), cadeira de adulto (450 mm ) e mesa (750 mm). "

Root Bench / Yong Ju Lee Architecture. Image © Yong Ju Lee Architecture
Root Bench / Yong Ju Lee Architecture. Image © Yong Ju Lee Architecture
Root Bench / Yong Ju Lee Architecture. Image © Kyungsub Shin
Root Bench / Yong Ju Lee Architecture. Image © Kyungsub Shin
Root Bench / Yong Ju Lee Architecture. Image © Kyungsub Shin
Root Bench / Yong Ju Lee Architecture. Image © Kyungsub Shin

Sørenga Sjøbad / LPO arkitekter

“O cais é uma estrutura de concreto revestida de madeira, com 190 metros de comprimento por 28 de largura. Pesa 4.650 toneladas e mede cerca de 3700 metros quadrados. O parque e o passeio são projetados universalmente no que diz respeito à materialidade, a encosta de transição de rampa e as opções de orientação".

Sørenga Sjøbad / LPO arkitekter. Image © Tove Lauluten
Sørenga Sjøbad / LPO arkitekter. Image © Tove Lauluten
Sørenga Sjøbad / LPO arkitekter. Image © Tove Lauluten
Sørenga Sjøbad / LPO arkitekter. Image © Tove Lauluten
Sørenga Sjøbad / LPO arkitekter. Image © Tove Lauluten
Sørenga Sjøbad / LPO arkitekter. Image © Tove Lauluten

Paprocany Lake Shore Redevelopment / RS + Robert Skitek

“Antes do investimento, este terreno era apenas vegetação rasteira à beira da rua; apesar dos valores paisagísticos, encontrava-se totalmente abandonado. Nas primeiras semanas após a sua inauguração, apesar do tempo desfavorável, o passeio tornou-se um local frequentemente visitado. Rapidamente se tornou um espaço utilizado como espaço público e um novo ponto de encontro ”.

Paprocany Lake Shore Redevelopment / RS + Robert Skitek. Image © Tomasz Zakrzewski
Paprocany Lake Shore Redevelopment / RS + Robert Skitek. Image © Tomasz Zakrzewski
Paprocany Lake Shore Redevelopment / RS + Robert Skitek. Image © Tomasz Zakrzewski
Paprocany Lake Shore Redevelopment / RS + Robert Skitek. Image © Tomasz Zakrzewski
Paprocany Lake Shore Redevelopment / RS + Robert Skitek. Image © Tomasz Zakrzewski
Paprocany Lake Shore Redevelopment / RS + Robert Skitek. Image © Tomasz Zakrzewski

Leituras Recomendadas

Encontre mais espaços públicos com superfícies de madeira nesta pasta do MyArchDaily.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Franco, José Tomás. "Decks de madeira em espaços públicos: pisos nobres para o convívio coletivo" [Deck de madera en espacios públicos: Suelos nobles para el encuentro colectivo] 06 Nov 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/950266/decks-de-madeira-em-espacos-publicos-pisos-nobres-para-o-convivio-coletivo> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.