Microrresidências na China: "tiny houses" como solução para cidades densas

Microrresidências na China: "tiny houses" como solução para cidades densas

De acordo com a publicação das Nações Unidas, "As Cidades do Mundo em 2018", estima-se que, "em 2030, as áreas urbanas deverão abrigar 60% das pessoas em todo o mundo, e uma em cada três pessoas viverá em cidades com pelo menos meio milhão de habitantes. " Além disso, entre 2018 e 2030, estima-se que o número de cidades com 500.000 habitantes ou mais deverá crescer 23% na Ásia. A China, maior economia da Ásia, tem um PIB (PPC) de US $ 25,27 trilhões, e está se expandindo rapidamente, tanto econômica quanto demograficamente.

Com cada vez mais trabalhadores migrantes chegando às grandes cidades chinesas, tornou-se cada vez mais difícil encontrar um lugar acessível para morar. Algumas pessoas decidem se mudar dos centros urbanos e suportam o longo tempo de deslocamento, enquanto outras procuram soluções de design criativas para transformar sua casa, um espaço minúsculo, em uma casa funcional, que atenda às suas necessidades diárias.

Cortesia de Hey! CheeseCortesia de CL StudioCortesia de Weiqi JinCortesia de Hey! Cheese+ 18

Divisórias para aumentar a transparência de pequenos espaços

Em Pequim, a designer de interiores Luo Xiuda foi convidada para reformar uma residência de 43m², de forma a criar uma micro unidade habitacional. Antes da reforma, a unidade consistia em um quarto convencional com uma sala de estar. Com 43 metros quadrados, o espaço foi segmentado em um quarto, sala, cozinha e banheiro, através de três divisórias. O banheiro antigo era escuro e estreito, com saneamento precário, e a área molhada do chuveiro se estendia pelo banheiro.

Cortesia de Weiqi Jin
Cortesia de Weiqi Jin
Cortesia de Weiqi Jin
Cortesia de Weiqi Jin

Como primeira etapa da renovação, a designer decidiu remover todas as divisórias existentes e propôs um conceito de banheiro em caixa. Uma estante de livros transparente foi então instalada e uma plataforma funcional configurada, formando um novo layout espacial.

Cortesia de Weiqi Jin
Cortesia de Weiqi Jin

Após a remoção de todos os móveis existentes, a oportunidade de reorganizar o espaço atual e adicionar novas divisórias surgiu. A designer utilizou uma cortina ao lado da penteadeira como meio de separação, de forma a garantir a privacidade do cômodo à noite. O banheiro, como um todo, foi instalado no espaço em forma de caixa.

Cortesia de Weiqi Jin
Cortesia de Weiqi Jin

Conectando o exterior ao interior para uma melhor comunicação visual

A Qisi Design foi contratada para renovar uma pequena casa com um quintal. A casa está localizada no andar térreo de um edifício histórico de conservação na Huaihai Road, em Xangai. Após anos de subdivisão das propriedades, a casa agora tem apenas 25 metros quadrados. Com a reforma, o novo proprietário espera transformá-la em uma unidade de aluguel de curto prazo.

Cortesia de Hey! Cheese
Cortesia de Hey! Cheese

O projeto integrou o pátio ao espaço interno, para obter mais área útil, além da possibilidade de estender as atividades para o exterior, de forma a estabelecer uma conexão geral do espaço. A composição considerou o "eixo de atividades" como a linha principal do projeto, onde diversas tarefas podem acontecer.

Antes da reforma, o nível do terreno havia sido levantado 45 cm, sendo que apenas a área do banheiro estava na elevação original do lote, cota zero. No projeto, os arquitetos optaram por manter a altura do piso da área da cozinha e rebaixaram a altura do piso da sala e do banheiro para a cota original.

Cortesia de Hey! Cheese
Cortesia de Hey! Cheese

O mezanino abriga o quarto, e devido à limitação da altura do piso, o colchão foi disposto diretamente no solo. Os móveis fixos foram alocados ao lado da cama, enriquecendo o uso do mezanino, além de criar uma área útil de armazenamento, que não atrapalha o pavimento inferior.

Cortesia de Hey! Cheese
Cortesia de Hey! Cheese
Cortesia de Hey! Cheese
Cortesia de Hey! Cheese

Embutindo armários nas paredes para maximizar o espaço de armazenamento

O projeto se refere a reforma de um antigo apartamento com 22 metros quadrados de área e 3,30 metros de altura. Devido ao alto preço das residências em Taipei, os espaços habitacionais acessíveis aos jovens, se tornaram cada vez mais escassos no decorrer da última década. Neste caso, o cliente e o arquiteto concordaram que o espaço interno deveria ser liberado, com o mobiliário principal disposto discretamente, para garantir que a experiência a longo prazo fosse confortável.

Cortesia de CL Studio
Cortesia de CL Studio

Como a cliente viaja para fora do país frequentemente a trabalho, ao voltar para casa, tudo que ela precisa é de um banho quente e uma boa noite de sono. Portanto, um banheiro equipado e uma cozinha compacta tornaram-se os principais programas do projeto.

Cortesia de CL Studio
Cortesia de CL Studio

Em primeiro lugar, o chuveiro foi substituído por uma banheira, e a máquina de lavar foi transferida para a cozinha. Os arquitetos também ajustaram o projeto do banheiro para abrir espaço para um aquecedor de água, e uma porta de correr com um espelho, que não só facilita a manutenção, mas também amplia o espaço visualmente.

Cortesia de CL Studio
Cortesia de CL Studio
Cortesia de CL Studio
Cortesia de CL Studio

A área de tatames e o armário junto à janela fazem pleno uso dos nichos internos e também proporcionam um amplo espaço de armazenamento. O corrimão de aço das escadas aumenta a penetração visual, e a parede inferior abriga uma televisão e dois armários ocultos, para armazenamento de sapatos. Há também duas mesas de madeira junto à parede da sala de estar, que podem configurar uma longa mesa de bar, que otimiza o espaço da sala e, se combinadas na outra direção formam uma mesa de jantar. 

Cortesia de CL Studio
Cortesia de CL Studio

Traduzido por Rafaella Bisineli.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Miao, Scarlett. "Microrresidências na China: "tiny houses" como solução para cidades densas" 18 Set 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/947326/micro-residencias-na-china-tiny-houses-como-solucao-para-cidades-densas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.