Arquitetura Chinesa

  1. ArchDaily
  2. Países
  3. China

Projetos mais recentes em China

Últimas notícias em China

SOM inaugura sede do campus da Alibaba em Xangai

Skidmore, Owings & Merrill (SOM) inaugurou uma sede dinâmica, controlada pelo usuário, para o campus do distrito de Xuhui da empresa multinacional chinesa de tecnologia Alibaba, em Xangai. Localizado em um dos principais distritos de artes e inovação da cidade, o novo local transforma o típico edifício da sede “de dentro para fora”, destacando a “colaboração e criatividade” da empresa. O edifício foi projetado para se assemelhar a uma nuvem, simbolizando a presença digital da empresa na nuvem, bem como os céus inovadores do setor de tecnologia.

Como os espaços arquitetônicos podem ser para todos?

A essência da democracia é o autogoverno e a autonomia do povo, com base em seus próprios direitos. Suas características são demonstradas na igualdade e na participação. Se democracia significa um modo de vida pública mais equitativo na arquitetura, então esse modo de vida depende da homogeneização da estrutura espacial do edifício, com espaços públicos abertos, transparentes e com diversas funções. Também é possível argumentar que o nascimento, a manutenção e o desaparecimento da democracia ocorreram no espaço público.

Vencedores do Prêmio UIA 2030: contribuições da arquitetura para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Na décima primeira sessão do Fórum Urbano Mundial em Katowice, Polônia, a União Internacional de Arquitetos (UIA), juntamente com a UN-HABITAT, anunciou os vencedores do Prêmio UIA 2030. Buscando reconhecer contribuições da arquitetura para a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e a Nova Agenda Urbana, esta edição premiou obras da Alemanha, Hong Kong, Argentina, Bangladesh e China dentre um total de 125 projetos de 40 países. As obras premiadas demonstram qualidade de projeto e alinhamento com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Zaha Hadid Architects vence concurso para o novo Jinghe New City Culture & Art Centre na China

Zaha Hadid Architects (ZHA) foi nomeado o vencedor de um concurso internacional para projetar o Jinghe New City Culture & Art Center na província de Shaanxi, China. O projeto faz parte da Jinghe New City, uma área que cresce como um centro de ciências e tecnologia com novos institutos de pesquisa científica que são movidos pela consciência ambiental. A arquitetura combina com a paisagem circundante, ecoando os vales esculpidos pelo rio Jinghe através das montanhas e paisagens da província de Shaanxi.

As cidades mais populosas do mundo em 2022

Atualmente, metade da população mundial vive em cidades, segundo os últimos relatórios da ONU-Habitat, e as previsões mostram que esse número deve aumentar para dois terços da população até 2050. Essa realidade intensifica exponencialmente os desafios urbanísticos, tornando mais evidente do que nunca a necessidade de transformação de nossas cidades. Anualmente, a estimativa da população mundial avalia o crescimento das cidades e o número de moradores que vivem em áreas metropolitanas para que as tendências globais sejam analisadas. Em 2022, a lista dos 20 países mais populosos manteve-se semelhante à edição de 2021, com ligeira alteração em números e posições. Tóquio manteve o status de maior cidade do mundo, com 37 milhões de habitantes, enquanto Delhi e Xangai seguiram em segunda e terceira posições.

O futuro da arquitetura contemporânea chinesa: cultura cívica para uma nova sociedade?

Um novo tipo de arquitetura que se distingue por características regionais únicas surgiu em meados da década de 1990, quando, na China, os arquitetos começaram a projetar independentemente dos institutos administrados pelo governo. Os principais arquitetos chineses desta época conseguiram coletivamente produzir um corpo de trabalho arquitetônico único quando muitos edifícios construídos ao redor do mundo não estavam mais enraizados em seu lugar e cultura.

Os 25 edifícios mais altos do mundo atualmente em construção

Em resposta aos desafios globais das cidades densas e à incapacidade de atender os 7,8 bilhões de pessoas do mundo que vivem e trabalham em áreas urbanas congestionadas, os arquitetos vêm explorando a tipologia de arranha-céus há décadas, integrando espaços comerciais e serviços públicos dentro de edifícios residenciais para oferecer aos moradores uma experiência all-inclusive.

Prêmio UIA 2030 anuncia lista de finalistas

A International Union of Architects (UIA), em parceria com a UN-HABITAT, anunciou os Finalistas Regionais da primeira etapa do Prêmio UIA 2030. O prêmio bienal, que está em sua edição inaugural, homenageia o trabalho de arquitetos que contribuem para a Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável e Nova Agenda Urbana por meio de projetos construídos que demonstram qualidade de design e alinhamento com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Brasil e Portugal têm patrimônio cultural em lista de sítios ameaçados

O World Monuments Fund divulgou sua lista World Monuments Watch 2022, uma seleção de 25 sítios em todo o mundo que possuem grande importância cultural e patrimonial, mas estão enfrentando ameaças econômicas, políticas ou naturais. A seleção deste ano destaca questões globais como mudanças climáticas, turismo desenfreado, sub-representatividade e recuperação após crises, exigindo planos de preservação imediatos.

GMP Architects vence concurso para projetar a nova sede da Xiaomi em Pequim

O escritório Gerkan, Marg and Partners (gmp Architects) venceu a concorrência para projetar a nova sede da fabricante mundial de celulares Xiaomi na Changping Future Science City, em Pequim. Batizada de “Mi Cube”, o projeto reflete a filosofia da empresa (tecnologia inteligente, design minimalista) através de uma arquitetura que combina uma fachada geométrica e estruturada com uma sequência de espaços internos dinâmica e multifacetada.