Arquitetura Chinesa

  1. ArchDaily
  2. Países
  3. China

Projetos mais recentes em China

Últimas notícias em China

Aedas projeta Garden City em Xangai

Aedas revelou seu projeto para um empreendimento de uso misto em Shanghai, um edifício médio de alta densidade que compreende vários blocos de escritórios, espaços comerciais e um hotel conectado por uma extensa rede de espaços públicos. Uma espinha de circulação central que percorre todo o local conecta os diversos programas e, em conjunto com uma série de espaços verdes, recria a atmosfera do tecido urbano orgânico.

Arquitetura efêmera: inovação, experimentação e entretenimento

Além do “turismo de experiência” e da arquitetura de entretenimento, construções efêmeras e temporárias também podem ser um terreno fértil para se testar novas ideias, soluções e tecnologias. Assumindo uma ampla variedade de diferentes tipologias e formas, desde estruturas emergenciais a instalações lúdicas, estruturas temporárias têm a capacidade de nos projetar no futuro, questionando as regras estabelecidas além de pôr à prova novas tecnologias e sistemas construtivos. Ainda assim, a arquitetura temporária muitas vezes é vista como um passo atrás em relação à sustentabilidade, por isso, a seguir discutiremos alguns dos principais valores da arquitetura efêmera seja como um veículo de experimentação de novas soluções e tecnologias seja como uma oportunidade para engajar comunidades.

Stefano Boeri Architetti combina arquitetura, agricultura e estética em novo projeto em Xangai

Stefano Boeri Architetti combinou o conceito de Floresta Vertical e Fazenda da indústria agrícola em seu mais recente trabalho, intitulado "Fazenda Vertical Urbana de Brightfood". O projeto explorou uma nova forma de produção urbana nas áreas metropolitanas, combinando vegetação, produção de alimentos e estética em uma estrutura de 110 mil metros quadrados. Além de suas características ecológicas, o novo complexo agrícola urbano oferece espaços comerciais e de escritórios na vibrante cidade de Xangai.

Museu de Arte Pudong projetado pelo Atelier Jean Nouvel abre ao público

O monumental museu revestido de granito do Atelier Jean Nouvel, no distrito de Pudong em Xangai, agora está finalizado e aberto aos visitantes. Rotulado como um "domínio" pelo escritório de arquitetura, o Museu de Arte de Pudong ocupa um amplo terreno de quase 40.000 m² nas margens do rio Huangpu, e oferece aos visitantes um espaço voltado para a cultura, cercado pelo rio e por uma paisagem com grandes árvores.

Carlo Ratti Associati revela o primeiro 'arranha-céu fazenda' do mundo em Shenzhen

O escritório CRA-Carlo Ratti Associati mescla arquitetura e agricultura urbana na recém-inaugurada Torre Jian Mu em Shenzhen, China. O edifício de 218 metros de altura incorpora uma fazenda hidropônica vertical em grande escala em toda a sua fachada, cultivando vegetais que pode alimentar até 40 mil pessoas por ano. A torre de 51 andares também incluirá escritórios, habitação, um supermercado e uma praça de alimentação com jardins internos para recreação e encontros sociais.

MAD divulga imagens para o Museu de Ciência e Tecnologia de Hainan na China

MAD Architects revelou sua proposta de projeto para o Museu de Ciência e Tecnologia de Hainan, na China. Previsto para começar no final de agosto de 2021 e ser concluído e inaugurado em 2024, o Museu de Ciência e Tecnologia de Hainan é o segundo grande projeto público da empresa em Hainan, depois do Cloudscape, inaugurado em abril de 2021. Unindo natureza e tecnologia, o projeto, localizado na costa oeste da cidade, se tornará um “importante local de ciência e uma grande atração turística para o porto de livre comércio de Hainan”.

Safdie Architects retoma os conceitos do Habitat 67 em três novos projetos

Já um clássico da arquitetura, o projeto Habitat '67, de Safdie Architects, representa uma visão altamente influente de um modelo de habitação urbana voltado para a comunidade, inspirado na natureza e, ao mesmo tempo, um exemplo crítico das possibilidades de pré-fabricação. Cinquenta anos após o projeto do Habitat '67, Safdie ainda está explorando essa visão de vida urbana, desenvolvendo mais o conceito com projetos como Altair Residences, Corner Tower e Habitat Qinhuangdao. Enraizados no lema do arquiteto — "um jardim para todos", os novos projetos privilegiam os terraços ao ar livre, a luz natural e a ventilação, bem como os espaços comuns.

A China é hoje o país que mais investe em projetos de infraestrutura cultural

Acompanhando as últimas notícias e relatórios sobre o setor de construção civil na China, percebemos que a paisagem construída do país está mudando radicalmente. De acordo com o Cultural Infrastructure Index, relatório publicado recentemente pela AEA Consulting, a China ou mais especificamente, a cidade de Shenzhen, é atualmente a líder mundial em investimentos em projetos de infraestruturas culturais. Apenas no ano passado foram anunciados 10 novos projetos culturais na cidade, todos eles desenvolvidos por alguns dos mais renomados escritórios de arquitetura do mundo. Por outro lado, as autoridades chinesas aprovaram no mês passado uma nova regulamentação que proíbe a construção de edifícios com mais de 500 metros de altura, marcando o fim de uma era—a China atualmente conta com 10 dos 20 edifícios mais altos do mundo.

Cidades dentro de cidades: as Chinatowns ao redor do mundo

A atual geografia humana de nosso planeta foi moldada ao longo dos séculos através de intensos processos migratórios e intercâmbios culturais. O constante movimento de bens e pessoas pelos quatro cantos do globo, inteiras comunidades que ao se afastar de seus lugares de origem levaram consigo traços de sua cultura e sociedade, acabou finalmente por influenciar o processo de desenvolvimento da arquitetura e construção de cidades ao redor do mundo. Isso significa também que,  no processo de estabelecimento em um novo território, muitas destas comunidades costumam reproduzir seus antigos padrões que geralmente, resultam na formação de pequenos enclaves que muito de distinguem das cidades onde se encontram.

Sou Fujimoto projeta torre flutuante em Shenzhen, China

O estúdio japonês Sou Fujimoto Architects revelou o projeto vencedor do New City Centre Landmark, uma torre flutuante monumental na baía do distrito de Qianhaiwan, em Shenzhen. A torre proposta tem 268 metros de altura e consiste em 99 elementos individuais, como torres conectadas a um plano horizontal rígido na parte superior, desaparecendo gradualmente à medida que descem. Trata-se, simultanemante, de uma única torre e também um conjunto de diversas torres, simbolizando o futuro das sociedades na era da diversidade.

Carregando... Pode demorar alguns segundos