1. ArchDaily
  2. Micro Housing

Micro Housing: O mais recente de arquitetura e notícia

Microrresidências na China: "tiny houses" como solução para cidades densas

De acordo com a publicação das Nações Unidas, "As Cidades do Mundo em 2018", estima-se que, "em 2030, as áreas urbanas deverão abrigar 60% das pessoas em todo o mundo, e uma em cada três pessoas viverá em cidades com pelo menos meio milhão de habitantes. " Além disso, entre 2018 e 2030, estima-se que o número de cidades com 500.000 habitantes ou mais deverá crescer 23% na Ásia. A China, maior economia da Ásia, tem um PIB (PPC) de US $ 25,27 trilhões, e está se expandindo rapidamente, tanto econômica quanto demograficamente.

Com cada vez mais trabalhadores migrantes chegando às grandes cidades chinesas, tornou-se cada vez mais difícil encontrar um lugar acessível para morar. Algumas pessoas decidem se mudar dos centros urbanos e suportam o longo tempo de deslocamento, enquanto outras procuram soluções de design criativas para transformar sua casa, um espaço minúsculo, em uma casa funcional, que atenda às suas necessidades diárias.

Cortesia de Hey! CheeseCortesia de CL StudioCortesia de Weiqi JinCortesia de Hey! Cheese+ 18

"Tiny Houses": o que significa reduzir o sonho da casa própria

O sonho de construir uma casa em um jardim com cerquinha branca parece não ser mais tão apelativo quanto outrora. Entre crises econômicas e habitacionais, o sonho da casa própria está cada dia mais distante do alcance do cidadão comum de classe média, uma retração global que resultou consequentemente em um acanhamento do próprio espaço habitável. Neste contexto, o movimento 'Tiny Houses' vem ganhando força no cenário internacional. Mas esta apologia ao espaço mínimo tem feito arquitetos e autoridades do mundo todo levantarem uma série de questões, perguntando se estas 'micro-arquiteturas' seriam capazes de resolver as questões mais urgentes em relação ao acesso à propriedade ou se servem apenas para glorificar e mercantilizar condições precárias de moradia.

Cortesia de thebearwalkCortesia de KleinCortesia de thebearwalk© Federico Villa+ 10

Esqueça as casas na árvore: casas no penhasco são o futuro

Nas grandes cidades ao redor do mundo, terrenos edificáveis são muito disputados. Ao mesmo tempo, uma tendência contínua de migração urbana levou à escassez de habitação, inspirando uma variedade de soluções inovadoras por parte de arquitetos e designers. A empresa sueca Manofactory levou, literalmente, as soluções de habitação a um novo nível, questionando por que precisamos construir sempre no nível do solo. 

Muitos animais, incluindo pássaros, constroem seus ninhos em árvores, sob telhas ou em fendas de rochas acima do solo. Os seres humanos já constroem caixas de nidificação simples para os pássaros viverem, fazendo a Manofactory questionar por que não podemos construir caixas de nidificação para nós mesmos - uma casa simples com vários quartos, janelas e proteção climática. Visando as empenas rochosas de penhascos em todo o norte da Escandinávia, a empresa projetou o Nestinbox - uma pequena casa de madeira com estrutura metálica que é fixada nas empenas dos penhascos.

Nestingbox inspira-se em caixas de nidificação para oferecer uma solução inovadora para combater à crise imobiliária. Cortesia de ManofactoryO interior organizado em torno de três pavimentos oferece espaços para uma vida compacta e funcional. Cortesia de ManofactoryA fachada é revestida com tábuas horizontais de madeira para reduzir a altura percebida do edifício. Cortesia de ManofactoryUma das fachadas Nestinbox pode não ter janelas, permitindo a combinação de várias unidades. Cortesia de Manofactory+ 6

Vídeo: Construção do projeto de micro-apartamentos modulares em Nova Iorque

[Em Nova Iorque] há este problema matemático: 1,8 milhões de pequenas famílias e apenas um milhão de apartamentos adequados. -- Mimi Hoang, diretora do escritório  nArchitects

No ano passado, o nArchitects lançou um vídeo que deu início ao desenvolvimento do projeto vencedor do concurso adAPT NYC, chamado Carmel Place (anteriormente My Micro NY). O concurso buscava resolver a necessidade de apartamentos pequenos em Nova Iorque. Agora, em um vídeo recém-lançado, o escritório conta a história completa da torre de micro apartamentos.

© Pablo Enriquez© Pablo Enriquez© Pablo Enriquez© Pablo Enriquez+ 26

Travelbox: vivendo em uma caixa

Com o objetivo de viajar sem gastar muito, os arquitetos do Juust projetaram uma pequena "Travelbox" [caixa de viagens] que reúne tudo o que é preciso para essas jornadas - bicicleta, cama, mesa, cadeira e uma despensa. Construída em madeira e revestida de alumínio, a organização inteligente dos espaços proporciona o conforto do lar onde quer que a vida lhe levar.

"Em sua posição fechada, a Travelbox é sólida, eficiente e adequada para suportar os inevitáveis balanços de uma viagem internacional. Chegando a seu destino, a Travelbox pode se desdobrar e se transformar instantaneamente em uma confortável casa", afirmam os arquitetos.

© Juust© Juust© Juust© Juust+ 9

Primeiros "microapartamentos" pré-fabricados de Nova Iorque serão concluídos ainda este ano

Com área aproximada de 25 metros quadrados, as unidades do conjunto My Micro NY, projetado pelo escritório nARCHITECTS, são as opções mais recentes de moradias reduzidas no mercado imobiliário de Nova Iorque. As unidades modulares serão fabricadas na indústria Brooklyn Navy Yard e empilhadas em Kips Bay ainda antes de julho. Os primeiros moradores devem ocupar as unidades até o final do ano.

Atualmente a lei de zoneamento de Nova Iorque estabelece um mínimo de 37m² por unidade residencial, porém essa norma não foi aplicada no caso de My Micro NY para que as unidades tivesse um preço mais acessível. O mercado imobiliário inflacionado tem, há muito tempo, colocado empecilhos no caminho daqueles que estão em busca de um apartamento na cidade, particularmente solteiros e estudantes com orçamentos limitados. My Micro NY oferecerá 55 apartamentos individuais divididos em 9 pavimentos, com pé-direito variando de 2,7 a 3 metros, pequenas varandas e área de despensa.

Veja algumas imagens do projeto, a seguir.