Repensando os espaços de ensino: soluções e estratégias para os desafios do futuro

Repensando os espaços de ensino: soluções e estratégias para os desafios do futuro

Como resposta às medidas de distanciamento social e o consequente fechamento das escolas, arquitetos e arquitetas do mundo todo estão se mobilizando, desenvolvendo e propondo soluções práticas que possam permitir um retorno às salas de aula de forma tranquila e segura. Escritórios como o CetraRuddy, Cooper Robertson e WXY estão entre aqueles que propõem um considerável aumento das atividades ao ar livre além de uma reorganização dos espaços didáticos como estratégias para mitigar as chances de contágio entre os alunos quando chegar a hora de voltar para a escola.

Ainda que a busca por construir melhores relações entre espaços interiores e exterior esteja na natureza da própria arquitetura, este importante fundamento nunca esteve tão em moda como agora. A seguir apresentaremos três projetos de intervenções que nos fará repensar os nossos atuais espaços de ensino, propondo soluções e estratégias para os desafios do futuro.

Back to School Facilities Tool Kit. Image © LAB Tool KitEdible Academy at the New York Botanical Garden — The Bronx, New York . Image Courtesy of Cooper RobertsonLyford Cay international Baccalaureate School - Nassau, Bahamas . Image Courtesy of Cooper RobertsonThe Choice School - Calicut, India. Image Courtesy of CetraRuddy+ 7

Aprendizagem acontece em qualquer lugar

CetraRuddy

The Choice School - Calicut, India. Image Courtesy of CetraRuddy
The Choice School - Calicut, India. Image Courtesy of CetraRuddy

Recentemente, o CetraRuddy — escritório de arquitetura com sede em Nova Iorque — foi escolhido para desenvolver o projeto de uma escola de ensino fundamental e médio com capacidade para até 2.500 alunos na cidade de Calicut, Índia. Depois do sucesso do projeto piloto inaugurado em 2016 na cidade de Thiruvalla, no sul do país, os arquitetos têm se dedicado a desenvolver e aperfeiçoar seu modelo de “educação Inclusiva”.

Partindo da ideia de que o “aprendizado acontece em todo o lugar” —e não apenas nas salas de aula—, o projeto do novo campus em Calicut apresenta uma solução inovadora, baseada em um modelo de educação inclusiva e integral. Construído em etapas e em construção desde o início de 2018, o projeto do CetraRuddy para a The Choice School de Calicut “é um edifício de portas abertas para a comunidade, um protótipo de escola concebido para inspirar e incentivar as crianças a assumirem um papel ativo em sua própria formação”. Como parte desta empreitada, o escritório novaiorquino está prestes a inaugurar mais um campus no qual eles aplicam estes mesmos princípios. A nova escola que está sendo construída como parte um um empreendimento de uso-misto em Staten Island, Nova Iorque, incorpora uma pequena fazenda orgânica em sua cobertura além de espaços didáticos em meio à floresta.

No retorno às escolas, atividades didáticas fora da sala de aula serão uma obrigação

Cooper Robertson

Edible Academy at the New York Botanical Garden — The Bronx, New York . Image Courtesy of Cooper Robertson
Edible Academy at the New York Botanical Garden — The Bronx, New York . Image Courtesy of Cooper Robertson

Outro escritório que defende a importância das atividades extraclasse é o Cooper Robertson, principalmente neste momento de retomada pós-pandemia. Priorizando salas de aula com melhores condições de iluminação e ventilação natural, o último projeto desenvolvido pelo escritório americano com sede em Nova Iorque para a Lyford Cay International Baccalaureate School em Nassau, Bahamas, está conformado por “um edifício longo e estreito, onde todas as salas de aula contam com duas frentes além de espaços cobertos abertos que funcionam como um elemento de conexão entre o interior e o exterior”. Além disso, o campus também conta com salas de aula ao ar livre. Outras elementos fundamentais deste projeto incluem portas basculantes capazes de abrir completamente os espaços das salas de aula, uma solução testada anteriormente no projeto do edifício da Edible Academy, construído pelo Cooper Robertson no Jardim Botânico da cidade de Nova Iorque.

Lyford Cay international Baccalaureate School - Nassau, Bahamas . Image Courtesy of Cooper Robertson
Lyford Cay international Baccalaureate School - Nassau, Bahamas . Image Courtesy of Cooper Robertson

Promover a ventilação cruzada, espaços didáticos ao ar livre além de espaços intermediários que promovam a conexão entre o interior e exterior são estratégias pensadas primeiramente no bem-estar e na saúde física e mental dos alunos. Importantes questões a se considerar em um projeto como este incluem:

  • Conforto, saúde e segurança dos alunos, ventilação e iluminação natural abundantes além de espaços que comportem as novas regras de distanciamento social.
  • Incorporação de estratégias passivas de projeto que possam resultar em um menor consumo de energia, minimizando a dependência dos sistemas de condicionamento de ar.
  • Soluções que incluam espaços de aprendizado informais e melhores relações entre os ambientes abertos e fechados, incluindo alternativas de fechamento e abertura para garantir condições de conforto ao longo do ano e estratégias para maximizar a iluminação e ventilação natural de todos os espaços.

Kit básico de volta às aulas

WXY architecture + urban design

Back to School Facilities Tool Kit. Image © PRNewsfoto/Brooklyn Laboratory Charter Sch
Back to School Facilities Tool Kit. Image © PRNewsfoto/Brooklyn Laboratory Charter Sch

Trabalhando em parceria com o Brooklyn Laboratory Charter Schools (LAB), a Gensler, PBDW, PSF Projects, SITU e a Urban Projects Collaborative (UPC), o WXY architecture desenvolveu recentemente um “guia básico de volta às aulas”, uma espécie de roteiro que “descreve e exemplifica as principais soluções possíveis para adaptar e preparar os espaços de ensino para um retorno seguro e tranquilo às salas de aula pós-pandemia.” Englobando as novas regras de distanciamento social e requisitos de saúde e segurança, o guia disponibilizado pelo WXY será uma importante ferramenta de auxílio aos gestores e escolas, contribuindo com um retorno às salas de aula de forma segura e tranquila tanto para os alunos e professores quanto para os seus funcionários e familiares.

Back to School Facilities Tool Kit. Image © LAB Tool Kit
Back to School Facilities Tool Kit. Image © LAB Tool Kit

Soluções propostas no guia incluem:

  • Estratégias para mapear o percurso de casa até a escola: o primeiro conjunto de propostas se concentra no processo de controle dos alunos e funcionários na chegada à escola.
  • Outros dados importantes apresentados no guia incluem estratégias para adaptar os espaços de sala de aula segundo as novas normas de distanciamento social. Este segundo conjunto de soluções concentra-se no mapeamento prático e viável de salas de aula e espaços comuns e como adaptá-los para um retorno às salas de aula de forma segura e saudável. 

Convidamos você a conferir a cobertura do ArchDaily relacionada ao COVID-19, ler nossas dicas e artigos sobre Produtividade ao trabalhar em casa e aprender sobre as recomendações técnicas para criar uma arquitetura saudável em seus futuros projetos. Além disso, lembre-se de revisar os conselhos e informações mais recentes sobre COVID-19 no site da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Harrouk, Christele. "Repensando os espaços de ensino: soluções e estratégias para os desafios do futuro" [Reconsidering School Design: Indoor and Outdoor Learning as a Solution for a Healthy Future] 24 Ago 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/946033/repensando-os-espacos-de-ensino-solucoes-e-estrategias-para-os-desafios-do-futuro> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.