O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. 30 anos sem Luis Barragán: 30 arquitetos compartilham sua obra favorita do arquiteto mexicano

30 anos sem Luis Barragán: 30 arquitetos compartilham sua obra favorita do arquiteto mexicano

30 anos sem Luis Barragán: 30 arquitetos compartilham sua obra favorita do arquiteto mexicano
30 anos sem Luis Barragán: 30 arquitetos compartilham sua obra favorita do arquiteto mexicano, Los Clubes - Quadra San Cristóbal e Fonte dos Amantes / Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores
Los Clubes - Quadra San Cristóbal e Fonte dos Amantes / Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores

Torres de Satélite / Luis Barragán + Mathias Goeritz. Image © Rodrigo Flores Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores Casa Gilardi / Luis Barragán. Image © Eduardo Luque Casa Gilardi / Luis Barragán. Image © Eduardo Luque + 16

22 de novembro de 1988 representa uma data muito marcante dentro do campo arquitetônico. Foi quando um dos arquitetos mais importantes para a história da arquitetura mexicana e do mundo morreu na Cidade do México. Luis Barragán Morfín, nascido em Guadalajara e formado em engenharia civil, deixou um extenso legado traduzido em textos, conferências, edifícios, residências, jardins ainda vivos até hoje, que foram incorporados por alguns dos arquitetos mais influentes do cenário internacional. O trabalho de Luis Barragán, representa anos de pesquisa, mas, sobretudo, de contemplação, de ver o mundo com sensibilidade e de continuar reescrevendo o que nos pareceria óbvio.

Sem dúvidas, o legado de Luis Barragán representa algo tão complexo e atemporal que continua a inspirar e surpreender arquitetos de todas as gerações. É por isso que, 30 anos depois de sua morte, compilamos os depoimentos de alguns dos arquitetos contemporâneos mais representativos do México que compartilharam conosco qual a obra mais importante de Luis Barragán em seu trabalho e por quê. Continue lendo para conhecer os depoimentos completos.

Casa-Estudio

Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores
Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores

Javier Senosian

"De todas as obras de Barragán, quase todas me comovem. No entanto, o mais importante para mim é a Casa-Estudio. Uma vez eu fui vê-la e conversamos em seu estúdio com música clássica ao fundo, alguém comentou que o concreto era um material frio, cinza, sujo e triste, Barragán olhou para ele de uma forma muito sublime e assentiu... sobretudo triste. Quando saímos, era inevitável sentir-me em um estado de transe, as memórias que tenho da Casa-Estúdio são sempre de serenidade."

Alberto Kalach

"Para mim, toda a obra de Barragán é relevante, desde a mais funcionalista, muitas lições são guardadas. Sua própria casa é uma verdadeira obra-prima, é um lugar onde tudo mantém harmonia absoluta e a partir do momento que você entra, é transportado para um estado de paz e serenidade".

Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores
Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores

Tatiana Bilbao

"Barragán foi muitas coisas, mas o que eu mais gosto no trabalho dele é aquele momento em que me lembra que era um ser humano." Aquela janela em seu quarto particular que se abre para a propriedade vizinha (o Jardim Ortega) fala de seus desejos, de seu amor pelo jardim, de seu passado, de nostalgia e da prevalência da beleza. Aquela janela me tocou desde sempre, para mim este elemento fala profundamente do ser humano que Barragán foi."

Javier Muñoz
Muñoz Arquitectos

"Creio que o trabalho do mestre que mais tenha me influenciado foi sua Casa Estúdio, desde sua discreta resposta à rua que nos mostra um Barragán interessado mais no espaço habitável do que na 'exibição' para o exterior. há alternâncias de compressão e liberação no manejo da escala humana. Suas trajetórias e sequências onde alternâncias de compressão e liberação são alternadas no manejo da escala humana. A cor, que longe de ser um acessório que cobre paredes, torna-se, junto com a Luz, uma ferramenta para 'pintar o espaço' e criar atmosferas que mudam durante o dia. O jardim, que se apresenta como inatingível através da grande janela que não se abre, para posteriormente, encontrar uma maneira de penetrá-lo e habitá-lo como um outro espaço na casa que o convida novamente a entrar no interior de seu ser... E, claro, o telhado onde você pode esquecer o contexto hostil e cuja austeridade e simplicidade permitem que experimente a paz e o silêncio que ele tanto pretendia."

"Acredito que o grande ensinamento de Luis Barragán é conseguir uma arquitetura sem pretensões... Para conseguir uma arquitetura que fala de maneira direta e sem desvios, coisas tão profundas que tocam seu coração. Hoje estamos tão saturados de arquiteturas educadas que gesticulam e exageram, mas não dizem nada... Há muito o que aprender com Luis Barragán!"

Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores
Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores

Héctor Barroso
Estudio Héctor Barroso

"A Casa Barragán é o trabalho mais importante de Luis Barragán. Tento visitá-la periodicamente, para mim é importante continuar refletindo em torno disso, ela me ajuda a fazer uma pausa antes da quantidade de informações e imagens que temos em mãos hoje em dia e realmente viver e desfrutar sua arquitetura".

Augusto Quijano
Augusto Quijano Arquitectos

"Minha obra favorita é definitivamente a casa, sua Casa Atelier ... é o trabalho de Luis Barragán que mais me emocionou porque é uma série de espaços para compressão e tensões difíceis de ler em planta, mas tremendamente potente e espacialmente articulada. A quadra de San Cristóbal é o trabalho que mais me influenciou por sua escala e leitura espacial contundente."

Raúl Medina
DOSA Studio

"A obra de Luis Barragán que mais me emocionou é a sua casa no antigo bairro de Tacubaya, é o trabalho que reúne toda a sua maturidade como arquiteto, é interessante ver e sentir como ele consegue transmitir sua essência espiritual ao espaço. Recordo muito de uma frase que Richard England escreveu a respeito do trabalho de Barragán: 'Raramente na arquitetura conquistou tanto com tão pouco, e raramente a pobreza do material produziu tanta riqueza espiritual.' No final de tudo, acredito que arquitetura não é arquitetura se não emocionar ou transmitir-se para o usuário."

Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores
Casa-Estudio Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores

Salvador Macías
Estudio Macías Peredo

"A Casa-Estudio é, sem dúvidas, o meu trabalho preferido de Luis Barragán, porque entre as suas obras, sendo a sua própria casa, é onde a arquitetura, a paisagem e o mobiliário coexistem em perfeita harmonia."

Javier Sánchez
JSa

"Eu gosto de Barragán por sua coragem e seu compromisso na busca de uma linguagem própria, e é claro que conheço melhor sua casa, que considero um laboratório."

Convento de las Capuchinas

Rodrigo de la Peña
RDLP Arquitectos

"Minha obra favorita é o Convento das Irmãs Clarisas Capuchinas. É uma das obras que mais me impactaram como arquiteto." Em todo o trabalho de Barragán, mas especialmente nesses espaços, manifesta-se a maestria do uso da luz. Como um recurso arquitetônico e como um motivo recorrente em ambientes habitáveis, particularmente no altar, você pode perceber uma sensação marcante que afeta o espectador neste espaço contemplativo, percebendo uma mensagem claramente espiritual. modo de interpretação dos antigos clerestorios das igrejas, provocando a abertura e a contração espacial à medida que se descobrem as diferentes áreas.

A monumentalidade é um tema recorrente nesta obra de Barragán, o peso dos materiais de uma maneira honesta transmite uma mensagem sóbria e direta, uma elegância implícita que é baseada em referências históricas e arquitetura emocional. Em relação ao interior, é acrescentado o pátio central, um detalhe por excelência da arquitetura tradicional mexicana, que neste caso é complementado por um bebedouro que também serve de fonte, utilizando detalhes com dupla intenção e função ".

Ignacio del Río
Estudio MMX

Embora eu desejasse poder escolher um jardim - já que podem fascinar-me tanto quanto muitos -, depois de conhecer a análise das proporções de Axel Araño sobre o trabalho de Barragán, considero que, através da sequência espacial multidimensional (que é alcançada com a sucessão de Padovan), a Capela dos Capuchinhos oferece a possibilidade de se tornar consciente de maneira intuitiva e imediata em um espaço único e pequeno destinado a introspecção e espiritualidade".

Derek Dellekamp
Dellekamp Arquitectos

"O trabalho que mais me marcou com Luis Barragán é o Convento dos Capuchinhos, a integração da luz e do espaço em uma única unidade torna a experiência profundamente espiritual: o espaço perde sua matéria e torna-se metafísico."

Palma

"Para Barragan era essencial que o arquiteto pudesse enxergar além da análise puramente racional. Pedia que o bem-estar e a paz dos claustros e células religiosas fossem reconhecidos em sua obra, mas é evidente ao visitar seus edifícios e jardins que ele entendia perfeitamente o valor espiritual da arquitetura, independente da fé. Um exemplo claro de tudo isso é a Capela dos Capuchinhos, apontando para a serenidade como o grande antídoto contra a angústia e o medo, dois sentimentos que atualmente inundam a consciência coletiva de nossa Ageração. A relevância atual é inegável."

Fernando Romero
FR-EE

"Minha obra favorita é La Capilla, eu costumava frequentá-la quando era estudante e ainda não tinha certeza se me dedicaria à arquitetura."

Torres de Satélite

Torres de Satélite / Luis Barragán + Mathias Goeritz. Image © Rodrigo Flores
Torres de Satélite / Luis Barragán + Mathias Goeritz. Image © Rodrigo Flores

Javier Sordo Madaleno de Haro
SMA

"Meu trabalho favorito do maestro Luis Barragán são as Torres de satélites, principalmente por ser um catalisador para a área e impulsor de uma identidade local para a Cidade Satélite. Esta obra também me permitiu consolidar um dos nossos projetos do século passado (Plaza Satélite ), transformando-o num novo marco urbano. Além disso, tenho grande admiração pela colaboração que fez com Chucho Reyes, grande amigo do meu avô, Juan Sordo Madaleno."

Torres de Satélite / Luis Barragán + Mathias Goeritz. Image © Rodrigo Flores
Torres de Satélite / Luis Barragán + Mathias Goeritz. Image © Rodrigo Flores

LANZA Atelier

"Uma das experiências espaciais mais empolgantes da Cidade do México é a que proporciona a visita às torres de satélites. A evolução de suas formas a partir de um carro que se move a grande velocidade, depois a magnificência da escala de alguns planos coloridos abstratos a partir da perspectiva do pedestre caminhando entre eles através de uma praça inclinada e, para finalmente desvendar o mistério do seu espaço interior, aberto para o céu ".

Cuadra San Cristóbal

Los Clubes - Quadra San Cristóbal e Fonte dos Amantes / Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores
Los Clubes - Quadra San Cristóbal e Fonte dos Amantes / Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores

Carlos Rodríguez Bernal
SPRB arquitectos

"Minha obra preferida é a Quadra San Cristóbal. A gestão da escala e a sequência de espaços é magistral. É uma obra-prima onde a paisagem é construída com arquitetura e, por sua vez, a arquitetura é resolvida como uma paisagem. O que entendemos como arquitetura paisagística não é um complemento à arquitetura, a paisagem é a própria arquitetura. No caso da quadra San Cristóbal, Barragán a resolve com uma economia de recursos e detalhes que a torna ainda mais brilhante. Um gênio"

Casa Gilardi

Casa Gilardi / Luis Barragán. Image © Eduardo Luque
Casa Gilardi / Luis Barragán. Image © Eduardo Luque

Gilberto Rodríguez
GLR Arquitectos

"Minha obra favorita é, sem dúvidas, a Casa Gilardi, conheci as fotos da casa, principalmente as da revista Artes de México, que tinha na capa aquele mítico corredor amarelo inundado de luz, aquela piscina surrealista com sua parede vermelha emergindo da água, daquela casa uma vez eu li que ela havia uma grande sequência de elementos surpresa, que tinha uma teatralidade quase mágica. Tudo o que sei é que as fotografias não se comparam à experiência de visitá-la. Há alguns anos voltei, naquela ocasião acompanhando Alberto Campo Baeza, que quase morreu para conhecer pessoalmente as obras de Barragán. Eu acho que a Casa Gilardi é uma obra-prima que nenhum estudante de arquitetura que viva na cidade do México pode perder."

Casa Gilardi / Luis Barragán. Image © Eduardo Luque
Casa Gilardi / Luis Barragán. Image © Eduardo Luque

Los bebederos

Gabriela Carrillo
Taller de Arquitectura Mauricio Rocha + Gabriela Carrillo

"Eu amo a síntese de Barragán ... Eu amo a síntese de três elementos desmaterializando-se em reflexões, luz e sombra, o mesmo significado e desaparecimento, um profundo silêncio."

Ingrid Moye
Zeller & Moye

"Quando criança, passei muito tempo brincando nos jardins de Los Bebederos de Barragán. Minha avó morava em uma casa colonial muito próxima a esses jardins em Arboledas, e este era o lugar favorito para mim e meus primos, onde também aprendi a andar de bicicleta. Apesar de ser muito pequeno, o parque de Los Bebederos chamou-me muita atenção porque era diferente e um pouco místico. Passei anos a brincar aqui sem haver qualquer 'jogo infantil', passando por ele e descobrindo todos os cantos. Eu tenho em minha memória gravado o cheiro de eucalipto, os reflexos na água da grande pilha, as sombras das árvores nas paredes e imagens de muitas texturas naturais e construídas. O que mais me atraiu foi que era um lugar que não se encaixava em nenhuma outra categoria de espaço. Algo entre arquitetura e natureza, entre íntimo e público, entre controle e liberdade.

Não voltei a este parque desde pequeno e infelizmente sei que não está em boas condições. No entanto, essas memórias sempre estiveram presentes em mim e, com o tempo, pude colocar palavras para descrevê-las. Como adulto, visitei o trabalho de Barragán, mas nunca me senti tão pacífico e intrigado ao mesmo tempo, como lembro que me senti em Los Bebederos."

Christoph Zeller
Zeller & Moye

"Quando ainda morava em Basileia, na Suíça e muito antes de me mudar para o México, um dia mudei de casa e dei meu antigo apartamento para uma pessoa que conheci em algum lugar de que não me lembro. Em conversas com ele, resultou que não só era um arquiteto, mas, para minha surpresa, era um especialista no trabalho de Luis Barragán. De fato, sua tarefa era investigar obras desconhecidas de Barragán para a maior compilação já publicada do trabalho de Barragán na forma de um lançamento de vários livros para a Fundação Barragán. Ao mesmo tempo, era o guardião de todo o arquivo de desenhos, esboços, imagens, livros, etc., de Barragán, que estranhamente encontrou sua casa do outro lado do oceano em um bunker com ar condicionado feito de paredes de concreto de um metro de espessura na Suíça. Um dia ele me mostrou o arquivo que não estava acessível publicamente de outra forma. Ao entrar em uma caverna, eu me vi entre paredes que poderiam resistir a bombas nucleares quando me deparei com uma das obras arquitetônicas mais emocionantes em papel que eu tinha visto até agora. Gavetas por gavetas, observamos os vários projetos, feitos e não feitos, vimos desenhos, esboços e visualizações em cores. O trabalho que foi colocado em detalhe de cada desenho foi impressionante. Foi como uma viagem no tempo até que os desenhos foram cuidadosamente planejados antes de marcar a primeira linha e quando eles eram únicos para sua paleta de traços e cores aplicadas à mão. Foi um momento muito íntimo com o trabalho de Barragán, foi como visitá-lo pessoalmente em seu estúdio.

Anos depois, encontrei meu amigo novamente aleatoriamente em uma rua em Houston, Texas. Ele me disse que estava examinando a área em busca de uma fonte que Barragán projetou para aquele bairro. Aparentemente, ele encontrou um esboço dele na profundidade do arquivo, mas não mais referências. Ninguém sabia se havia sido construído. Como eu não soube dele desde então, não sei se ele encontrou essa fonte mística."

Casa Ortega

Fernanda Canales

"A obra que primeiramente me influenciou de Luis Barragán, sem saber, porque eu tinha cerca de 7 anos, foi a Casa Ortega, onde passei uma manhã e desde então a importância da cor, texturas e presença de materiais ficou marcada em mim. O jardim era um universo infinito e a casa tornou-se um refúgio nesta paisagem cheia de surpresas, depois, na Universidade, uma visita à capela dos Capuchinhos, e muito mais tarde, uma visita à Casa Egerström foi fundamental para para entender do que os espaços são feitos. Barragán é um dos exemplos mais claros para enfatizar que a arquitetura não pode ser entendida sem o corpo".

Casa Pedregal

Michel Rojkind
Rojkind Arquitectos

"A Casa Prieto ou a Casa Pedregal é um dos projetos que mais tive oportunidade de viver em diferentes ocasiões da minha vida e por isso consegui aproveitar mais as experiências dos espaços exteriores e interiores. Desde os jardins de lava até as rochas incorporadas nos espaços, esses elementos fazem dessa obra uma das minhas favoritas e reforçam aqueles conceitos de arquitetura emocional que tanto defendia Barragán "

Talleres de la Glorieta Melchor Ocampo

Melchor Ocampo / VRTICAL. Image © Rafael Gamo
Melchor Ocampo / VRTICAL. Image © Rafael Gamo

Luis Beltrán
VRTICAL

"Sem dúvida, por razões de envolvimento profissional, meu trabalho favorito é o conjunto de Los Talleres de la Glorieta Melchor Ocampo, foi lá que descobrimos uma fase híbrida do professor muito mais apegada ao estilo internacional, e apesar disso, ao trabalhar nas entranhas do projeto, encontramos um Barragán com o ofício no momento da construção, e com ideias de sofisticadas sequências espaciais, provavelmente sementes de seu estágio de amadurecimento".

Juan Carral
JC Arquitectura

"O projeto que mais me marcou foi um edifício em que morei em Cuauhtémoc. Considero um desafio falar sobre a surpresa de Barragan, a luz, o silêncio, o labirinto e o jardim de Barragán. Sempre me interesso muito ao período anterior, onde com uma visão de negócios começou a fazer cidade com prédios muito urbanos onde ainda era um subúrbio, uma lição de otimismo com visão, tão necessária no resgate de nossa cidade contemporânea ".

Cortesía de Juan Carral
Cortesía de Juan Carral

Enrique Norten
TEN Arquitectos

"Minha obra favorita e que mais me interessou em Luis Barragán, são as duas casas no lado leste do Parque México (1928). O rigor moderno não é apenas surpreendente, mas estabelece os parâmetros para seu trabalho posterior, bem mais conhecida. Aliás, uma verdadeira vanguarda!"

Ana Patrón + Carlos Patrón
TACO Taller de Arquitectura Contextual

"Luis Barragán é um arquiteto cuja prática valorizamos de maneira especial na TACO. Em 2014 fizemos uma viagem em equipe para conhecer 3 de suas obras emblemáticas consecutivamente (Convento dos Capuchinhos, Casa Estudio LB e Casa Gilardi), que acabou por ser uma das lições mais completas que tivemos até hoje. Essas obras conseguem introduzir os fatores de "cultura local" e "espiritualidade" (entre outros) no discurso da arquitetura moderna, no qual Luis Barragán abstrai a essência da arquitetura tradicional mexicana e plasma de uma forma simples, mas cheia de emoções agradáveis para o ser humano através de seu uso magistral de espaço, materiais, luz, som, natureza, detalhes construtivos e mobiliário."

Casa Gilardi / Luis Barragán. Image © Eduardo Luque
Casa Gilardi / Luis Barragán. Image © Eduardo Luque

Pavel Escobedo
Escobedo + Soliz

"Não podemos apontar um trabalho de Luis Barragán como unívoco, já que os encontros com eles ocorreram em circunstâncias diferentes e todos eles têm momentos muito significativos. No entanto, poderíamos conversar sobre algumas experiências diante de seu trabalho. A primeira delas foi em frente à capela dos capuchinhos, procurávamos uma experiência arquitetônica concreta que nos guiasse de alguma maneira o início de um projeto, e encontramos o silêncio; o segundo foi na casa antes chamada de Prieto López, foi aqui onde vivenciamos a atmosfera de uma de suas casas em mutação ao pôr do sol".

Carlos Bedoya
PRODUCTORA

"Mais do que uma obra particular, parece-me que o discurso que Luis Barragan quando recebeu o Prémio Pritzker explicando as ideias que sustentam o seu trabalho colocam na mesa novas ideias universais, atemporais e transcendentais em torno do fazer arquitetônico - mito, beleza, silêncio solidão, serenidade, alegria, morte, nostalgia, encantamento, intimidade, assombro, etc. - idéias que nos parecem essenciais em nossa prática e mais ainda hoje, quando parece que a produção arquitetônica é ditada apenas pelos valores de mercado. "

Los Clubes - Quadra San Cristóbal e Fonte dos Amantes / Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores
Los Clubes - Quadra San Cristóbal e Fonte dos Amantes / Luis Barragán. Image © Rodrigo Flores

Manuel Cervantes
CC Arquitectos

"Em uma compilação de textos de Luis Barragán de Fernando Márquez, lê-se sobre suas viagens pelo Marrocos e como ele descobre no vernáculo das medidas, a inspiração de seu trabalho que realizaria em 1948. Seguindo essa trilha a fim de visitar esses sites que ele fala nos textos, é o que mais me impressionou nele, entender que seu modo de abstração e reinterpretação foi realmente incrível. Meu trabalho favorito é sua abstração, do que o fazer arquitetônico ".

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Arellano, Mónica. "30 anos sem Luis Barragán: 30 arquitetos compartilham sua obra favorita do arquiteto mexicano" [30 años sin Luis Barragán: 30 arquitectos nos comparten su obra favorita] 26 Nov 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Pereira, Matheus) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/906496/30-anos-sem-luis-barragan-30-arquitetos-compartilham-sua-obra-favorita-do-arquiteto-mexicano> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.