O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 6 Materiais que "envelhecem bem"

6 Materiais que "envelhecem bem"

6 Materiais que "envelhecem bem"
6 Materiais que "envelhecem bem", © Rory Gardiner
© Rory Gardiner

Muitas vezes, como arquitetos, negligenciamos como os prédios que projetamos irão se desenvolver quando os entregamos às intempéries. Passamos tanto tempo tentando entender como as pessoas usarão o edifício que podemos esquecer como ele será danificado pelo tempo. É um processo inevitável e incerto que levanta a questão de quando um edifício está realmente completo; quando a peça final de mobília é movida para dentro, quando a telha final é colocada ou quando ele já passou anos a céu aberto deixando a natureza seguir seu curso?

Ao invés de piorar o edifício, as forças naturais podem contribuir para a integridade do material, suavizando e melhorando sua aparência inicial. É importante considerar os materiais após o processo de construção, para criar uma estrutura que só aumente em beleza ao longo do tempo. Para ajudá-lo a alcançar um edifício em evolução, reunimos seis materiais diferentes que envelhecem com dignidade.

Pedra/Calcário

© George Messaritakis
© George Messaritakis

Você não pode negar a beleza da pedra envelhecida, que conta a história do que passou e do que tem acontecido. Construções de pedra que sobreviveram décadas ou mesmo séculos apresentam-se magnificamente como estruturas dominantes, suavizadas e desgastadas pela natureza e pelos elementos.

Este material incrivelmente versátil não só pode ser usado como uma construção de alvenaria sólida, mas também em sistemas de fachadas de pedra, ou mesmo em pequenos detalhes em pedra elegantemente localizados.

Teca

© Liao Yusheng
© Liao Yusheng

A madeira de teca, como a maioria das madeiras com alto teor de ácido tânico, torna-se prateada com a idade e requer muito pouca manutenção. Louis Kahn era um grande fã da teca; as icônicas janelas do Instituto Salk são emolduradas por este material orgânico, complementando lindamente o concreto saliente e bruto.

Além de edifícios, a madeira de teca é usada principalmente para mobiliários ao ar livre e para construção de barcos, pois é altamente resistente à podridão e, ao contrário de outras madeiras, tem uma relação de encolhimento relativamente baixa. Embora envelheça lindamente, a madeira de lei tropical deve ser utilizada de forma responsável para garantir que ela não contribua para o esgotamento da espécie ou para o desmatamento das florestas tropicais.

Aço Corten

© Rory Gardiner
© Rory Gardiner

Esta lista não estaria completa sem o aço corten. A camada laranja icônica é formada como um revestimento de óxido passivo na superfície do material que impede a oxidação adicional e protege o aço. Para que a camada externa se estabilize, isso geralmente leva de 4 a 6 meses e, dependendo do clima, pode variar entre laranja, vermelho, marrom, azul ou preto. O aço corten geralmente vem em chapas laminadas a frio ou moldadas a quente para o revestimento. Ao contrário do aspecto enferrujado do material, o aço é resistente a futuras corrosões e possui alta resistência, tornando-se preferível em casos de outras ligas de aço.

Pinho

© Charles Hosea
© Charles Hosea

O pinho é outra madeira que ganha um brilho cinza-azulado ao longo do tempo. Como a superfície não revestida envelhece naturalmente e graciosamente quando exposta a intempéries, você pode controlar aplicando camadas de óleos para tornar a madeira mais resistente aos raios UV. O charme aleatório deste revestimento é amplamente procurado, pois em muitos locais ele forma uma conexão visual com a paisagem natural circundante.

Mármore

© Timothy Hursley
© Timothy Hursley

Há algo sobre mármore envelhecido que é uma reminiscência de antiguidades romanas, dando-lhe uma certa grandeza como material. As telhas de mármore também são uma visão rara, mas extraordinárias - a Knowlton School of Architecture recentemente revestiu seu novo prédio com a pedra para obter uma superfície texturizada espetacular que não se deterioraria tanto quanto se tivesse usado telhas de madeira convencionais.

Cobre e Bronze

© Jeremy San
© Jeremy San

O cobre é um metal que é famoso pela pátina verde desenvolvida em toda a superfície, que leva até 30 anos em um ambiente limpo ou menos de 5 anos perto de zonas industriais. A cor verde clara é causada pela formação de carbonato de cobre e sulfato de cobre em reação ao oxigênio no ar, que então fornece uma camada protetora. O bronze oxida de forma semelhante para formar uma eventual pátina verde com ricos tons de bronze.

Sobre este autor
Ella Thorns
Autor
Cita: Thorns, Ella. "6 Materiais que "envelhecem bem"" [6 Materials That Age Beautifully] 26 Mar 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/891371/6-materiais-que-envelhecem-bem> ISSN 0719-8906