1. ArchDaily
  2. Pesquisa

Pesquisa: O mais recente de arquitetura e notícia

O Cemitério dos Aflitos e outros territórios negros da cidade de São Paulo

A descoberta em 2018 de um conjunto de nove ossadas no atual bairro da Liberdade, em São Paulo, trouxe à luz evidências materiais da existência da primeira necrópole pública de São Paulo, o Cemitério dos Aflitos, também conhecido como Cemitério dos Enforcados. Ao que se sabe por documentos textuais municipais, o cemitério, no período de 1775 a 1858, era destino principalmente dos excluídos: negros e negras escravizados, pessoas pobres, indigentes e condenadas à forca. Se o Cemitério dos Aflitos era um território disperso dos desclassificados da sociedade paulistana, a Irmandade do Rosário, fundada em 1720, constituía-se como um território negro demarcado na cidade, onde escravos, forros e livres conviviam, faziam cerimônias fúnebres, festas e devoções religiosas, “quando essa parcela da população paulistana irrompia em conjunto pelas ruas, com seus trajes, adereços e sonoridade característicos” (WISSENBACH, 1988: 206-7).

Desenho de Luara Macari, produzido a partir de investigação iconográficaAs lavadeiras às margens do Tamanduateí. Em segundo plano, a Ponte do Carmo. Cartão postal de Guilherme Gaensly, entre 1900 e 1905. Acervo do Instituto Moreira SallesCartografia da presença negra na cidade de São Paulo, criada por Victor Pacheco e configurada pelas ocorrências em atas camarárias e levantamento bibliográficoAZEVEDO, Militão Augusto de. Rua Capitão Salomão, 1870. A Rua Capitão Salomão desapareceu com a remodelação do Largo da Sé (1910-1914). Fonte: Arquivo Histórico Municipal de São Paulo. Disponível em: http://www.arquiamigos.org.br/info/info20/img/1841a-download.jpg+ 6

A arquitetura é uma profissão ingrata. O que podemos fazer para melhorar isso?

A arquitetura é uma profissão das mais belas – há inegável romantismo em construir o lugar onde o ser humano habita. É, também, uma das mais antigas: se considerada como atividade que organiza o espaço, identificamos alguma espécie de pensamento arquitetônico desde, pelo menos, centenas de milhares de anos atrás. Sua beleza é, no entanto, parcialmente eclipsada por uma frustração generalizada no campo profissional no Brasil. Pouca consciência da importância à sociedade, dificuldade de fechar contratos, concorrência acirrada, poucas oportunidades em edificações públicas, empregos mal remunerados e disponibilidade de trabalhar sem honorários contribuem para a precarização da arquitetura e do urbanismo.

O que significa construir sem preconceitos: questionando o papel do gênero na arquitetura

O que é mais masculino: um estádio ou uma enfermaria? Hannah Rozenberg, arquiteta recém graduada no Royal College of Art (Londres), afirma ser o primeiro e apresenta um algoritmo para comprovar sua opinião.

© Hannah Rozenberg© Hannah Rozenberg© Hannah Rozenberg© Hannah Rozenberg+ 15

SOM e a Agência Espacial Europeia buscam soluções para habitações na lua

A empresa SOM (Skidmore, Owings & Merrill) assinou um memorando de colaboração com a Agência Espacial Europeia (ESA), de modo a aprofundar suas pesquisas existentes para a Comunidade Lunar. Assinado em Paris, por Colin Koop, parceiro de design da SOM, e Johann-Dietrich Wörner, diretor-geral da ESA, o anúncio foi feito no início deste mês.

© SOM | Slashcube GmbH© SOM | Slashcube GmbH© SOM | Slashcube GmbH© SOM | Slashcube GmbH+ 13

100 Sites de pesquisa acadêmica que você deveria conhecer

A página Canal do Ensino compilou uma importante lista para alunos e pesquisadores com 100 websites de pesquisa acadêmica. As fontes contam com textos, documentos, resenhas, artigos, áudios, vídeos e outros materiais que você pode precisar ao realizar uma pesquisa acadêmica.

Pesquisa do CAU revela dados sobre renda, atividade e uso de novas tecnologias pelos arquitetos brasileiros

Uma pesquisa do CAU/BR realizada em parceria com o Instituto Datafolha trouxe informações inéditas sobre o perfil profissional dos arquitetos e urbanistas do Brasil. Trata-se do maior levantamento já realizado no país desde o Censo do Arquitetos e Urbanistas, realizado em 2012 quando do registro de todos os profissionais no recém-criado Conselho de Arquitetura e Urbanismo. “Necessitamos de informações precisas para trabalharmos as ações do CAU, tanto para o planejamento da entidade, quanto para melhorar a comunicação com os profissionais “, afirmou o presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães.

Ensaio fotográfico sobre a reificação do corpo na ergonomia de Neufert

Human-Reification. Imagem © Paul Gisbrecht
Human-Reification. Imagem © Paul Gisbrecht

Embora inerente à disciplina, a relação do corpo humano com a arquitetura não estabeleceu vínculos precisos e diretos até o desenvolvimento recente da ergonomia. Mas como o corpo era percebido na modernidade? E como esta perspectiva influencia o projeto dos edifícios que habitamos? Frequentemente, separam-se a ênfase no corpo e a ênfase no objeto, no entanto, além de ser o elo de ligação entre ambos, a ergonomia é o roteiro ou coreografia pré-estabelecida que potencializa ou harmoniza a produtividade. Em seu nível mais básico, é um discurso técnico que surgiu de um problema percebido para fazer o ser humano viver em um ambiente cada vez mais mecanizado.

Arquitetos e urbanistas de todo o Brasil avaliam serviços do CAU

Arquitetos e urbanistas avaliaram os serviços oferecidos pelo CAU/BR e pelos CAU/UF. De nove serviços analisados pelos profissionais, sete receberam nota média superior a 7, em uma escala de zero a 10. Essas e outras informações fazem parte da Pesquisa de Avaliação do CAU realizada pelo Instituto Datafolha em maio, com 1.500 arquitetos e urbanistas e 500 empresas de Arquitetura e Urbanismo entrevistados por telefone, para aferir a efetividade dos canais de comunicação do Conselho com os profissionais e sociedade, além levantar informações para subsidiar ações que garantam o acesso às informações da entidade.

Pedras Megalíticas inteligentes que podem ser movidas e montadas facilmente com as mãos

Matter Design Studio fez parceria com a CEMEX Global R&D para desafiar a relação entre a massa de materiais e o esforço físico das práticas de construção contemporâneas, explorando o movimento e a montagem de objetos pesados em escala real, fabricados com computação avançada. O objetivo do Walking Assembly é eliminar o guindaste da equação construtiva, transferindo o esforço de pessoas para objetos, liberando-os para brincar com sua massa.

© Matter Design Studio© Matter Design Studio© Matter Design Studio© Matter Design Studio+ 25

Chamada para a revista Cadernos de Pesquisa da Escola da Cidade #7

Até dia 15.02 a Revista Cadernos de Pesquisa da Escola da Cidade estará recebendo submissões de artigos ou ensaios para publicação no seu sétimo volume.

Parte das atividades desenvolvidas pelo Programa de Iniciação Científica – junto ao Conselho Científico – a Revista Cadernos de Pesquisa da Escola da Cidade é uma publicação periódica criada com o objetivo de divulgar e tornar públicas as ações de Iniciação Científica desenvolvidas por essa instituição. Em 2018, a revista ganhou o Prêmio de 75 anos do IAB-SP na categoria de publicações.

De caráter acadêmico e científico

De perto e de dentro - oficina de mapeamentos da vizinhança

“De perto e de dentro - oficina de mapeamentos da vizinhança” será um grupo de trabalho prático de pesquisa e análise coletivas do território do entorno do IABsp.

A partir de métodos de pesquisa que o coletivo Micrópolis vem desenvolvendo, serão produzidos mapeamentos que desvelam camadas invisíveis e subjetivas do território que se sobrepõem às bases cartográficas formais e oficiais, de modo a viabilizar leituras complexas e plurais do espaço. Para além dos diagnósticos urbanísticos que pretendem detectar problemas urbanos, os mapeamentos que serão desenvolvidos nessa oficina se propõem a identificar potencialidades e redes de colaborações pré-existentes no território como

Vencedores anunciados para o Europa Nostra Awards, prêmio de Patrimônio Cultural

A Comissão Europeia e a Europe Nostra anunciaram os vencedores do Prêmio da UE para o Patrimônio Cultural de 2018 / Prêmio Europa Nostra. Os 29 vencedores de 17 países foram reconhecidos por suas conquistas em quatro categorias: conservação, pesquisa, serviços dedicados e educação, treinamento e conscientização. Os vencedores foram homenageados em uma cerimônia de premiação na primeira Cúpula do Patrimônio Cultural Europeu no dia 22 de junho.

© Realdania By & Byg  Noah Boe-Whitehorn 2017© Gabriel Stabinger© Pauline Dorhout© Norbert Miguletz+ 33

Chamada para Revista Cadernos de Pesquisa da Escola da Cidade #6

Chamada para Revista Cadernos de Pesquisa da Escola da Cidade #6

Até dia 08.06 a Revista Cadernos de Pesquisa da Escola da Cidade estará recebendo submissões de artigos ou ensaios para publicação no seu sexto volume.

Parte das atividades desenvolvidas pelo Programa de Iniciação Científica – junto ao Conselho Científico – a Revista Cadernos de Pesquisa da Escola da Cidade é uma publicação periódica criada com o objetivo de divulgar e tornar públicas as ações de Iniciação Científica desenvolvidas por essa instituição. De caráter acadêmico e científico configura-se como um espaço de discussão e reflexão dedicado às questões afeitas à pesquisa de

Estudantes de arquitetura da Somália preservam digitalmente o patrimônio construído de seu país - antes que seja tarde demais

via Somali Architecture
via Somali Architecture

Desde o início da guerra civil em 1991, as paisagens política e arquitetônica da Somália, no Leste da África, têm sido instáveis. Enquanto os centros urbanos do país, como a capital Mogadíscio, ostentam um tecido diversificado de mesquitas históricas, cidadelas e monumentos ao lado de estruturas cívicas modernistas, as décadas de conflito resultaram na destruição de muitas estruturas importantes. E, embora a luta tenha diminuído substancialmente nos últimos anos, o futuro do patrimônio arquitetônico do país ainda está longe de alguma segurança.

Em resposta a isso, estudantes de arquitetura somali residentes no Reino Unido, Itália e Estados Unidos se uniram para criar o Somali Architecture, um projeto de pesquisa que arquiva e "reconstrói" digitalmente estruturas icônicas por meio de modelos 3D. O objetivo é “preservar a identidade e a autenticidade” da Somália por meio de sua arquitetura - existente e destruída. “Queremos que cada construção icônica do passado seja reinterpretada para um futuro mais coerente”, dizem os estudantes.

Veja a seguir uma seleção das estruturas que a Somali Architecture descobriu e reconstruiu até agora.

XIV ENEPEA - Encontro Nacional de Ensino de Paisagismo em Escolas de Arquitetura e Urbanismo no Brasil

XIV ENEPEA - Encontro Nacional de Ensino de Paisagismo em Escolas de Arquitetura e Urbanismo no Brasil ocorrerá na Universidade Federal de Santa Maria, Campus Central, em Santa Maria, RS, de 02 a 06 de outubro de 2018, agregando como pré-evento o XIII Colóquio Quapá-SEL, nos dias 01 e 02 de outubro de 2018.

A programação compreenderá palestras, mesas redondas, apresentação de comunicações, debates, oficinas, visitas técnicas, atividades culturais e concursos de projeto, fotografia, croquis e pinturas.

O XIV ENEPEA tem como temática central: Escalas da Paisagem: dos Fragmentos à Reconectividade, que consiste em tratar da problemática, desafios e potencialidades contemporâneas

III CICAU 2018: Terceiro Congresso de Iniciação Científica em Arquitetura e Urbanismo

O Congresso de Iniciação Científica em Arquitetura e Urbanismo (CICAU) tem como proposta ser uma instância de reflexão e intercâmbio destinada a estudantes, docentes e formados em Arquitetura e Urbanismo e carreiras afins, onde se busca focalizar, interpretar, analisar e debater os problemas atuais e nossas cidades a partir da iniciação científica e a pesquisa acadêmica - prática essa que carece atenção na formação de um estudante de arquitetura e urbanismo. Por isso, acreditamos que se deve reforçar a importância da pesquisa e do estudante como protagonista para uma melhor formação como arquiteto e urbanista.

O CICAU surge inspirado nos exemplos