1. ArchDaily
  2. Infância

Infância: O mais recente de arquitetura e notícia

Os espaços livres da cidade e a liberdade das crianças: novos caminhos para a infância ao ar livre

A temática da ausência da criança na cidade contemporânea, e a busca por soluções que permitam sua mobilidade com mais autonomia e divertimento, norteou um estudo com cerca de 130 crianças, de 7 a 12 anos, de diferentes classes sociais, moradoras do distrito da Consolação, na cidade de São Paulo. Depois de caminhar, conversar e desenhar com as crianças um percurso ideal entre a praça e a escola, foi desenvolvida uma proposta de intervenção [2], que costura os bairros de Vila Buarque e Higienópolis e pretende trazer os pequenos para brincarem em grupo, ao ar livre, todos os dias.

Vida e obra de Athos Bulcão viram tema de livro infantil

Personagem indissociável de Brasília, Athos Bulcão é responsável por obras que trazem cor e padrões geométricos à pureza das arquiteturas da capital federal. Com o objetivo de disseminar a produção deste artista, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) lançou o livro Athos, Colorindo Brasília, primeiro volume da coleção Patrimônio para Jovens, uma iniciativa da Superintendência do Iphan no Distrito Federal e da Secretaria de Educação do DF (SEDF).

3 Projetos brasileiros entre os vencedores do Urban95 Challenge, para melhoria das cidades para as crianças (e para todos)

Se você pudesse ver a cidade de uma altura de 95 centímetros – a altura media de uma criança saudável de 3 anos – o que você faria diferente? Como você organizaria os bairros, os espaços públicos, as áreas verdes, a habitação e o transporte? O que mais você mudaria ou melhoraria na cidade? Encontrar respostas para essas perguntas foi o objetivo do Urban95 Challenge, por meio do qual a Fundação Bernard van Leer (FBvL) ofereceu apoios a projetos de pequena escala, de organizações formais e informais, além de universidades, governos e indivíduos de todo o mundo.

Foram recebidas mais de 150 inscrições, e 26 foram selecionadas. Os vencedores vieram de 18 países, representando todos os continentes. América Latina e Ásia foram as regiões com mais projetos, cada uma com oito selecionados. Brasil, Bangladesh e Índia lideram os vencedores com três projetos cada. Os projetos recebem apoios de 560 a 30 mil euros, dependendo de sua complexidade e duração, totalizando 460 mil euros em apoios.

A importância dos deslocamentos ativos na infância e adolescência

A escola faz parte do cotidiano das crianças e adolescentes, mas muito do que acontece além da sala de aula pode influenciá-los. Caminhar até a escola é uma atividade capaz de educar e auxiliar na formação do aluno, despertando novos olhares para os espaços públicos da cidade. Mas como andam as nossas crianças e adolescentes?