Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Héctor Vigliecca

Héctor Vigliecca: O mais recente de arquitetura e notícia

A diferença entre o ocupar e o habitar

Os projetos públicos de habitação social costumam ser frustrantes mais por uma questão filosófica do que política. Como princípio piramidal: o espaço, quando é matematicamente considerado, não tem sítios nem lugares. Ou seja, quando o objetivo é construir apenas as urgências através do máximo possível de moradias, em detrimento da qualidade de vida, não se cria condições de habitabilidade.

O filósofo alemão Martin Heidegger tratou de pensar a questão da construção em relação ao habitar em um congresso de arquitetura, em 1951, no qual se discutia a reconstrução da Alemanha no pós-guerra. Ele pretendia discutir o sentido do habitar antes de pensar na reconstrução; isso era o fundamental para ele. Não se tratava de resolver problemas técnicos, econômicos e políticos relativos à construção, mas sim de pensar sobre a relação entre o habitar e o construir e talvez essa indagação nos ajude a encontrar a “alma” que falta nas áreas de “não-cidade”.

Qual o problema dos concursos nacionais de arquitetura?

Esta semana, publicamos o artigo Sobre os concursos de arquitetura no Brasil e a deprimente ausência de inovação, escrito pelo arquiteto Héctor Vigliecca, que aborda em poucas mas potentes linhas o estado da arte dos concursos de arquitetura no Brasil. "Deprimente" é uma palavra bastante forte que, proferida por Vigliecca - arquiteto habituado a participar de concorrências e concursos públicos no Brasil, inclusive, frequentemente recebendo prêmios e menções - adquire um caráter ainda mais grave.

Sobre os concursos de arquitetura no Brasil e a deprimente ausência de inovação / Héctor Vigliecca

Temos um histórico reconhecido de participações em concursos, mais de 100! Em 40 anos de atuação profissional foram 53 prêmios, que prefiro não recontar, e apenas dois projetos construídos...

Nós nunca comentamos os resultados, nem fazemos críticas sobre os resultados, mas hoje decidi romper este silêncio, possivelmente alentado pelos últimos artigos publicados sobre o assunto.

Nunca comentamos os resultados porque entendemos que os concursos são uma atividade humana de confrontação intelectual, portanto susceptível a erros, incompreensões, disputas e, às vezes, até à ignorância.

Mas é preciso reconhecer que resultados inovadores precisam de participantes inovadores, júris com mentalidade inovadora e, principalmente, precisamos de um âmbito cultural inovador, isso implica universidades, escolas, empreendedores, políticos e políticas inovadoras.

Casa: a razão de ser de uma cidade / Héctor Vigliecca

Projetar habitação é uma problemática aparentemente simples, mas é a mais difícil da arquitetura. A habitação é o tema mais antigo da formação do homem. É possível escrever a história da civilização, desde os primórdios do homem primitivo até hoje, analisando apenas a evolução dos modos de viver.

Cinco mantras do desenho urbano por Héctor Vigliecca

Costumo dizer aos arquitetos com os quais trabalho que pratiquem esse “mantra” todos os dias, pois sintetizam para mim os critérios básicos para o raciocínio do desenho urbano:

A ilusão da ordem / Héctor Vigliecca

Ordem e desejo de eternidade são as matérias-primas de nossos pensamentos, seria impossível pensar fora deste universo.

Toda a história da urbanidade é o teatro de um drama difícil de descrever. É difícil de compreender as causas dos múltiplos e diferentes condicionantes que determinam os resultados que às vezes admiramos e às vezes detestamos.

No entanto, esse teatro é a expressão mais autêntica e cruel, espelho da nossa civilização e, como tal, as áreas urbanas e as habitações são um reflexo indissolúvel desta complexidade.

AD Brasil Entrevista: Héctor Vigliecca e Ronald Werner

Em meio às celebrações do Jogos Olímpicos Rio 2016, o ArchDaily Brasil realizou uma entrevista com os arquitetos Héctor Vigliecca e Ronald Werner sobre o Parque Olímpico de Deodoro Rio 2016, projeto de Vigliecca & Associados para o evento esportivo (e além dele).

Resultado de um processo de licitação organizado pelo IAB-RJ e fruto de um complexo jogo de variáveis que levou em consideração as exigências do Comitê Olímpico Internacional e Brasileiro, a inserção e escala do projeto num terreno de propriedade do Exército Brasileiro e o legado do projeto para a cidade do Rio de Janeiro, o Parque Olímpico Deodoro recebe os equipamentos para diversas modalidades esportivas dos Jogos Olímpicos, entre elas o tiro e o hóquei sobre a grama.

Clássicos da Arquitetura: SESC Nova Iguaçu / Hector Vigliecca e Bruno Padovano

© Arquivo Vigliecca&Associados © Celso Brando. Cortesia de Jaime Solares © Celso Brando. Cortesia de Jaime Solares © Celso Brando. Cortesia de Jaime Solares + 20

Por Jaime Solares

Quatro volumes de tijolo aparente implantados a partir de duas relações causais: a primeira, imediata, dos objetos organizados ora paralela ora perpendicularmente aos limites do terreno; e a segunda, deles entre si, construindouma praça que orienta os vazios entre os edifícios e indica percursos a partir de um encontro axial quase concêntrico. No vazio principal, desembocadura das entradas do complexo, uma torre de água de composição tripartida: a base prismática de base quadrada, o fuste cilíndrico – ambos em alvenaria aparente–, e o capitel também cilíndrico, porém já não como um volume cheio mas como uma superfície translúcida, coroando a escada metálica azul que serpenteia a torre.

Lançamento do livro "O terceiro Território" de Héctor Vigliecca em São Paulo e no Rio de Janeiro

O arquiteto e urbanista Héctor Vigliecca apresenta seu livro de habitação social “O Terceiro Território – Habitação Coletiva e Cidade” no dia 23 de abril no Museu da Casa Brasileira, e no dia 28 de abril, na sede do IAB-RJ, no Rio de Janeiro, ambos a partir das 19h. Os eventos de lançamento incluem debate gratuito e aberto ao público com Héctor Vigliecca, Lizete Rubano e Luiz Recamán. Na ocasião, os livros serão vendidos com preço especial – com 30% e 20% de desconto, respectivamente.

Livro de Héctor Vigliecca sobre habitação social terá lançamento no Brasil e nos EUA

O arquiteto e urbanista Héctor Vigliecca lançará “O Terceiro Território – Habitação Coletiva e Cidade”, primeiro livro sobre seus principais projetos de habitação social, no dia 26 de março, em Orlando, EUA, a convite do American Institute of Architects e da Universidade da Flórida.

Primeiro Lugar no Concurso Anexo da Biblioteca Nacional / Vigliecca & Associados

Apresentamos a seguir o projeto de Vigliecca & Associados vencedor do concurso Anexo da Biblioteca Nacional, promovido pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e pela Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (CDURP), e organizado pelo Departamento Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ).

Dia Mundial da Fotografia: Leonardo Finotti por Héctor Vigliecca

Leonardo Finotti é arquiteto e fotógrafo brasileiro. Já documentou várias obras importantes projetadas no Brasil, Portugal e América Latina, as quais aparecem vinculadas constantemente em vários meios da arquitetura.

Casa no Guarujá / Bernardes Jacobsen. Image © Leonardo Finotti Residencial Parque Novo Santo Amaro V / Vigliecca&Associados. Image © Leonardo Finotti Museu da Nestlé / Metro Arquitetos Associados. Image © Leonardo Finotti Casa JH / Bernardes + Jacobsen Arquitetura. Image © Leonardo Finotti + 5

AD Brasil Entrevista: Héctor Vigliecca / Vigliecca & Associados

Hector Vigliecca, arquiteto uruguaio radicado no Brasil há quarenta anos, é sócio-fundador do escritório Vigliecca & Associados, tendo participado de mais de uma centena de concursos nacionais. Em abril, Hector esteve presente ao XX Congresso Brasileiro de Arquitetos, em Fortaleza, e conversou com a equipe do Archdaily Brasil à beira de uma praia da capital cearense.

MCHAP divulga lista com os 36 "projetos mais impressionantes" nas Américas

Wiel Arets, Decano da Universidade de Arquitetura no Instituto Tecnológico de Illinois (IIT) e Dirk Denison, diretor do prêmio Mies Crown Hall Americas (MCHAP), anunciaram a listagem inaugural do MCHAP – 36 “Projetos Impressionantes” selecionados entre os 255 nomeados do MCHAP.

“A rica diversidade destes trabalhos construídos é um testamento para a energia criativa sendo trabalhada nas Américas hoje em dia", disse Arets. "Quando vista em conjunto com o trabalho inovador dos finalistas do MCHAP emergente e do vencedor, a Poli House por Mauricio Pezo e Sofia von Ellrichshausen, que nós homenageamos em maio, nós vemos a evolução de uma distinta conversação americana sobre a criação de um espaço habitável." Veja todos os 36 vencedores a seguir.

Projeto da Arena Castelão rende a Héctor Vigliecca reconhecimento especial do Uruguai

O arquiteto e urbanista Héctor Vigliecca receberá nesta quinta-feira um reconhecimento especial pelo projeto de modernização da Arena Castelão, um dos 12 estádios da Copa, durante o evento “Participação do Uruguay em Torneios de Futebol Internacionais” organizado pelo Ministério de Turismo e Esporte do Uruguai, Embaixada do Uruguai em Brasília e Consulado Geral do Uruguai em São Paulo.

A cerimônia acontece nesta quinta-feira, 19 de junho, às 10h, no lounge “100 Anos de Seleção Brasileira”, no Museu do Futebol, em São Paulo, e contará com a presença dos palestrantes Dr. Alfredo Etchandy e do professor Ricardo Piñeyrúa, renomados jornalistas esportivos do Uruguai. No dia do evento, a visitação ao museu é gratuita.

Livro “Arena Castelão – Governador Plácido Aderaldo Castelo”

Mais que um livro sobre o principal estádio de Fortaleza, terceiro maior da Copa do Mundo 2014, “Arena Castelão – Governador Plácido Aderaldo Castelo”é um livro de arquitetura, engenharia e história. Reúne, em uma única obra, a experiência de quatro profissionais – o arquiteto Héctor Vigliecca, os engenheiros Sérgio Stolovas e Flávio D´Alambert e o jornalista Ciro Câmara –, ligados ao projeto de modernização da arena, que abordam diferentes aspectos de sua transformação.

Palestra de Héctor Vigliecca sobre habitação de interesse social no 3° CHIS 2014

Reconhecido pelos projetos de habitação de interesse social e de reurbanização de favelas, o arquiteto e urbanista Héctor Vigliecca dará uma palestra na próxima quarta-feira, 30 de abril, às 10h30, no 3° Congresso Internacional de Sustentabilidade e Habitação de Interesse Social, realizado pela PUCRS em Porto Alegre.

Vigliecca integra o bloco temático “Projetos Arquitetônicos, Urbanísticos e Tecnologias” do qual também participam a arquiteta holandesa Ineke Hulshof e o arquiteto brasileiro Claudio Acioly, da ONU-HABITAT do Quênia. Após as apresentações individuais, está previsto um debate, a partir das 11h30, com os participantes.

Aula Inaugural na PUC-Rio com Héctor Vigliecca

A Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) receberá, no dia 28 de março (sexta-feira) às 18h, o arquiteto e urbanista Héctor Vigliecca para a “Aula Inaugural” do curso de Arquitetura e Urbanismo e do programa de pós-graduação em Arquitetura. A aula será conjunta para alunos e professores e aberta a todos.