Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Grasshopper

Grasshopper: O mais recente de arquitetura e notícia

Futuros da BuildTech: inteligência artificial e machine learning

Inteligência artificial (IA), machine learning e design generativo já estão moldando a arquitetura como a conhecemos. Como sistemas e ferramentas para reimaginar o ambiente construído, eles apresentam diversas oportunidades para repensar os fluxos de trabalho tradicionais. No entanto, os arquitetos também temem que eles possam afetar inversamente a prática, limitando os serviços da profissão. Olhando para as tecnologias de construção, novas empresas estão criando softwares e projetos para explorar o futuro dos projetos arquitetônicos.

ArchiCAD ou Revit, qual escolher?

Atualmente, existem vários softwares de diversas empresas que são utilizados ao longo do ciclo de vida de um projeto executado sob metodologias BIM, no entanto, no que diz respeito ao estágio de desenvolvimento de modelos, ArchiCAD e Revit são os mais utilizados a nível mundial. Geralmente, considera-se que o Revit tem a maior parte do mercado, embora o ArchiCAD tenha aproximadamente 18 anos a mais. Na verdade, foi o primeiro software BIM no mercado. No entanto, isso não significa que o Revit seja uma ferramenta melhor que o ArchiCAD. Como vamos explorar abaixo, há muitas considerações a se ter em mente antes de chegar a uma conclusão.

T2.a Architects utiliza algoritmos para que moradores possam participar da concepção de seus próprios apartamentos

Imagine se você pudesse participar do processo de projeto do seu próprio apartamento a ser construído às margens de um dos maiores rios da Europa. O escritório T2.a Architects acaba de apresentar o seu mais recente projeto, o DANUBIO, um novo empreendimento residencial em Budapeste, que propõe exatamente este desafio.

A ideia dos arquitetos por trás do projeto do DANUBIO é devolver a liberdade de criação aos moradores, convidando-os a participar da concepção dos seus próprios apartamentos. Utilizando ferramentas como o Grasshopper e o Rhinoceros, um sistema foi desenvolvido para permitir que cada um dos clientes possa participar de forma criativa no projeto de sua futura moradia. O algoritmo é alterado toda vez que um novo morador entra no processo, permitindo que ele escolha a tipologia, a orientação e a localização de sua futura residência durante o processo de projeto.

Cortesia de DANUBIO/T2.a Architects Cortesia de DANUBIO/T2.a Architects Cortesia de DANUBIO/T2.a Architects Cortesia de DANUBIO/T2.a Architects + 23

AA Summer DLAB aplica o design computacional ao concreto

Este ano o programa Summer DLAB da Architectural Association (AA) culminou no Weave.X, um protótipo final de estruturas de concreto entrelaçadas tridimensionalmente. Projetado e fabricado por 21 participantes de 11 países, entre julho e agosto, o protótipo explora o design computacional, a racionalização da geometria, o comportamento do material e a fabricação robótica aplicada às técnicas de flexão de concreto e robótica. O resultado é uma rede de auto-sustentação de ramos de concreto que envolvem um invólucro amorfo.

© Architectural Association © Architectural Association © Architectural Association © Architectural Association + 12

Os melhores sites de tutoriais de arquitetura (segundo nossos leitores)

Em um mundo onde arquitetos podem usar computadores para produzir representações de projetos com níveis de precisão jamais vistos, fluência em alguns softwares é algo cada vez mais necessário. Com isso em mente, o ArchDaily perguntou aos seus leitores quais são os melhores tutoriais disponíveis online. Após analisar os comentários e procurar por outras fontes, compilamos esta lista que (esperamos) ajudará nossos leitores a descobrirem e aprimorarem suas técnicas de produção de imagens.

É claro que nenhum lista de fontes na internet será completa e definitiva, então, esperamos complementar continuamente esta lista de tutoriais. Se você notar a ausência de alguma plataforma de tutoriais importante, deixe registrado na seção de comentários abaixo.

Por que o design computacional vai mudar o modo como trabalhamos

Este artigo foi originalmente postado em ArchSmarter.

Hoje em dia, quase todo arquiteto usa o computador. Seja para modelagem  3D, documentação ou até mesmo para criar planilhas de programação, computadores são muito frequentes e estão infiltrados na profissão. Arquitetos agora precisam saber o mesmo tanto de software quanto de estruturas, códigos de obras, e projeto.

À medida que ferramentas se tornam mais poderosas e sofisticadas, precisamos evoluir e desenvolver nossos métodos de trabalho para permanecermos competitivos. Escrevi um artigo sobre como arquitetos devem aprender programação. Muitos dos problemas que necessitamos resolver não estão nas capacidades de programas fáceis e rápidos. Precisamos ajustar e personalizar as nossas ferramentas para trabalhar a maneira como trabalhamos. Criar nossas próprias ferramentas e softwares é um jeito de fazer isso.

Dito isto, a realidade é que nem todo mundo tem tempo ou facilidade para aprender a programar. Leva tempo e sempre temos projetos para terminar, desenhos para revisar e edifícios para projetar. Felizmente aqui estão algumas novas ferramentas disponíveis que oferecem o poder da programação sem a necessidade de toda aquela interminável codificação.

Entre no mundo da programação visual e projetos computacionais.

Os melhores tutoriais de softwares para arquitetura

Na prática da arquitetura contemporânea, a proficiência em uma variedade de softwares está se tornando cada vez mais importante. Para quase todos os empregos no campo, já não é suficiente ter uma mente hábil e um lápis; trabalhos diferentes podem requerer diferentes níveis de especialização e diferentes tipos de softwares. Portanto, uma coisa parece universalmente aceita, algum nível de envolvimento com softwares é agora uma exigência.

Embora os softwares tenham aberto uma enorme gama de capacidades para os arquitetos, eles também apresentam um desafio: as universidades têm criado diferentes abordagens para o ensino dos softwares, com algumas aulas e acesso a especialistas enquanto outros preferem ensinar teoria de projeto e esperar que os alunos busquem aperfeiçoar suas habilidades tecnológicas em seu próprio tempo. Recém graduados, portanto, já enfrentam uma de divisão nas habilidades - e isso sem mencionar os muitos, muitos arquitetos que saíram da universidade antes da era AutoCAD, e passaram as últimas décadas acompanhando as novas ferramentas.

A internet tem, portanto, um enorme efeito democratizante nesse sentido, oferecendo tutoriais, muitas vezes gratuitamente, para qualquer pessoa conectada - desde que você saiba onde procurar. É por isso que o ArchDaily Brasil quer a sua ajuda para criar um diretório dos melhores sites de tutoriais de arquitetura. Saiba como ajudar (e veja nossa pequena lista) a seguir.

Do digital ao construído: oficina de experimentação com tijolo em Rosario

Em 2014, os arquitetos do Estudio Arzubialde, de Rosario, Argentina, e a arquiteta Verónica Arcos, de Santiago, Chile, se conhceram em Buenos Aires quando participavam de uma mesa redonda a convite da Universidad Torcuato Di Tella.

A partir deste encontro nasceu a ideia de desenvolver o Taller de Experimentación Material,  um espaço de exploração que reuniu seis grupos de estudantes com o objetivo de projetar e construir propostas com diferentes técnicas envolvendo o uso do tijolo. 

© TEM 2015 © TEM 2015 © TEM 2015 © TEM 2015 + 38

A revolução dos softwares de arquitetura: do padrão único ao DIY

Sempre fomos uma profissão de hackers. Cada edifício é único, feito a partir de inúmeras operações de alteração e modificação que trazem materiais e sistemas díspares em um todo coeso. Mas quando se trata de softwares a maioria de nós têm se contentado com o consumismo entusiasmado, aguardando ansiosamente os próximos lançamentos dos desenvolvedores de software, como Autodesk, McNeel (Rhino) e Bentley (MicroStation).

Faz cinco anos que lançamos oficialmente o nosso programa de pesquisa no Yazdani Studio of Cannon Design, e durante esse período, compreendemos que a evolução do nosso processo reflete no trabalho dos maiores arquitetos, mudando o relacionamento dos profissionais com os meios de produção. Especificamente, temos notado que no final de 2007, algo mudou. McNeel introduziu um plugin na programação visual chamado Grasshopper, e mais e mais arquitetos começaram a hackear suas ferramentas, bem como seus edifícios.

Cortesia de Yazdani Studio of CannonDesign Cortesia de Yazdani Studio of CannonDesign Cortesia de Yazdani Studio of CannonDesign Cortesia de Yazdani Studio of CannonDesign + 7

Pavilhão Paramétrico INCITI / UTC

O ponto de partida para o projeto do Pavilhão Paramétrico foi dado definido evento promovido pela ONU-Habitat, que visava gerar um espaço crítico e aberto onde se discutiu a urbanização como impulso positivo para a transformação e sustentabilidade, a partir de um cenário de soluções para o futuro urbano. Neste sentido, BI/OS, um escritório que tem como meta estabelecer o contato entre pessoas e ambiente natural através da arquitetura e design, apresentou uma proposta inspirada na natureza que visava proporcionar estes impulsos positivos.

Compreendendo que ecossistemas apresentam interação, colaboração e desenvolvimento, o pavilhão INCITI / UTC pretende se tornar um ambiente que promova um ecossistema dentro de um recorte realizado pela temática do evento: Cidades Inclusivas: jovens e tecnologias abertas no espaço urbano.

© André Arruda/INCITI © André Arruda/INCITI © André Arruda/INCITI © André Arruda/INCITI + 8

Qual o papel do desenho à mão na arquitetura de hoje?

Historicamente, a habilidade de desenhar à mão - seja para produzir desenhos técnicos precisos ou perspectivas expressivas - é um ponto central na profissão da arquitetura. Mas, com o lançamento e subsequente popularização de programas CAD desde o início dos anos 1980, o prestígio de desenhar à mão foi ameaçado. Hoje, com softwares de projeto e apresentação cada vez mais sofisticados - do Revit ao Rhinoceros - ganhando popularidade, a importância de desenhar à mão se tornou tema de uma discussão acalorada.

ThinkParametric oferece cursos online gratuitos

Lançada em maio de 2014, ThinkParametric é uma plataforma online para o aprendizado de ferramentas digitais de arquitetura. O acesso aos vídeos tutoriais e à comunidade online geralmente custa US$29 por mês, ou US$ 269 por um ano, no entanto, para celebrar o sucesso do primeiro ano, no início deste mês eles anunciaram uma "temporada de cursos abertos", um mês inteiro para as pessoas aproveitarem seus cursos gratuitamente.

3º Workshop Internacional FAB LAB SP, na FAUUSP

Tem início nesta segunda-feira, 11 de novembro, o 3º Workshop Internacional FAB LAB SP, que acontecerá na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. O evento conta com participação de profissionais e pesquisadores nacionais e internacionais que, além de ministrar palestras e mesas-redondas sobre a contribuição dos processos digitais na arquitetura, farão parte das oficinas de projeto e fabricação.

Iniciados há pouco mais de uma década no MIT, os Fab Labs vêm se tornando mais numerosos e populares em todo o mundo, sendo cada vez maior o número de pessoas envolvidas em investigações sobre o uso de processos de fabricação como etapa de projeto na arquitetura e no design.

Botterfold / Taller Precise Parametrics Permutations

© Cortesia de Carlos Castro

Introdução
Botterfold é uma estrutura portante de componente único que investiga o desenho da materialização arquitetônica utilizando técnicas digitais de modelação tridimensional e fabricação. Sua estrutura é composta por 1200 elementos de alumínio diferenciados gradualmente, os quais são montados e rebitados. A estrutura é desenvolvida por meio de um plug-in de programação visual chamado Grasshopper para o Rhinoceros 3d através de uma definição paramétrica sensível a variáveis externas.

© Cortesia de Carlos Castro

Geometria
Uma série de exercícios formais análogo-digitais converge em um desenho de uma unidade básica dobrada. Esta estrutura determina a geometria do volume e diminui os pontos de junção. A configuração de quatro destas unidades, conectadas por meio de seus vértices, constroem componente portante. Este elemento, que em sua repetição e diferença, cria uma estrutura cuja opacidade e inércia estrutural, variando gradualmente segundo requerimentos locais.

© Cortesia de Carlos Castro

Contexto de Locaçização
O local se situal dentro do campus Casa Central da UTFSM. A situação corresponde ao patamar entre as duas escadas do acesso principal oeste da Universidade, ao alto do morro Los Placeres. Este percurso altamente utilizado conecta uma diferença de altura (aproximadamente 20m) entre uma via urbana e a Universidade. Nos meses de primavera e verão, o percurso é tortuoso, o que cria a ideia conceitual de construir uma superfície que proporciona sombra, incita a pausa, o descanso e a contemplação do Oceano Pacífico.

© Cortesia de Carlos Castro

Fabricação: Análogo-Digital
A totalidade da estrutura se decompõe em 1200 peças laminares dobráveis. Antes do processo de fabricação, é necessário programar três definições no Grasshopper e uma no Visual Basic Script para Rhinoceros, utilizadas para implementar as 1200 peças e incorporar os detalhes construtivos necessários para os processos de montagem, rebitagem e identificação por meio de um único código de classificação gravado em cada peça.

© Cortesia de Carlos Castro