Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Annalise Zorn

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Como o desenho das "células urbanas" afeta a função e o sucesso dos bairros

À medida que as áreas urbanas se desenvolvem, cada cidade forma uma lógica estrutural única. Com esta estrutura geralmente concebida de forma ad hoc, termos políticos como "área metropolitana" e "vizinhança" nem sempre são úteis ao analisar e comparar o desempenho das cidades. Na busca de novas ferramentas analíticas, Robin Renner desenvolveu um sistema de classificação anatômico em seu novo livro Urban Being: Anatomy & Identity of the City. Através de uma investigação reflexiva sobre as áreas urbanas existentes em todo o mundo, usando imagens de satélite e experiências pessoais, o Urban Being oferece uma visão de como as redes de transporte e as paisagens das ruas podem ser melhor organizadas para promover um ambiente metropolitano saudável.

A análise de Renner varia de macro-regiões que podem, até mesmo, cruzar fronteiras do país para os espaços definidos entre as estradas arteriais nas cidades, que ele chama de "células urbanas". Como os bairros e as unidades em que os habitantes residem, as células urbanas são importantes quando se examina a identidade e a eficiência de uma cidade. Elas são definidas tanto por suas propriedades físicas quanto pelas ações que ocorrem dentro delas. Abaixo está uma pequena amostra de como Renner analisa as células urbanas no livro.

Cortesia de Robin Renner Cortesia de Robin Renner Cortesia de Robin Renner Cortesia de Robin Renner + 6

Conheça o brutalismo de Boston com este novo mapa da Blue Crow Media

Em seu nono guia arquitetônico, a editora londrina Blue Crow Media destaca os edifícios brutalistas da cidade de Boston. O mapa foi criado por Chris Grimley e Mark Pasnik, juntamente com Michael Kubo, autores do livro "Heroic: Concrete Architecture and New Boston". O mapa destaca mais de quarenta exemplos de arquitetura brutalista localizados na região de Boston.

Cortesia de Blue Crow Media Cortesia de Chris Grimley, Michael Kubo e Mark Pasnik Cortesia de Chris Grimley, Michael Kubo e Mark Pasnik Cortesia de Blue Crow Media + 8

LAVA inicia a construção de uma torre de energia escultórica na Alemanha

Teve início a construção do projeto de renovação da torre de armazenamento de energia que o escritório LAVA (Laboratório para Arquitetos Visionários) projetou em Stadtwerke Heidelberg (SWH) em Heidelberg, na Alemanha. A nova fachada da torre cilíndrica de 56 metros e o projeto de um parque adjacente fazem parte de uma iniciativa para criar um marco escultural e símbolo de energia sustentável para a cidade.

Para adicionar dinamismo à antiga torre, o LAVA apresenta uma nova fachada em várias camadas com 11 mil placas de aço inoxidável em forma de diamante, as quais estão conectadas a uma rede de cabos de aço que pode girar até 45 graus com o vento. De acordo com os arquitetos, a quantidade de placas corresponde ao número de famílias que serão beneficiadas com a energia produzida. As geometrias da fachada foram inspiradas por formas encontradas na natureza.

Cortesia de LAVA Cortesia de LAVA Cortesia de LAVA Elevações + 18

Anunciados os finalistas para redesenhar a sede do governo norueguês após os ataques de 2011

Duas equipes foram anunciadas como finalistas de um concurso para reconstruir a sede do governo da Noruega depois que foi bombardeado em 2011 no pior ataque terrorista da história do país. A agência de construção estatal, Statsbygg, selecionou a equipe G8+, composta por A-Lab e LPO Architects, e Team Urbis, que inclui as empresas Haptic e Nordic, de um grupo de sete equipes para criar um centro seguro e convidativo de edifícios ministeriais para o centro de Oslo.

© Team Urbis / Statsbygg © Team Urbis / Statsbygg © Team G8+ / Statsbygg © Team G8+ / Statsbygg + 14

Ten Fold divulga estrutura que se desdobra sozinha em poucos minutos

Oito minutos. Esse é o período de tempo em que as estruturas dobráveis do Ten Fold Engineering, do Reino Unido, podem se transformar de um volume retangular portátil em um espaço totalmente habitável que pode ser usado para o setor residencial ou de serviços. Transportado por caminhão, a empresa oferece um abrigo que é eficiente em energia, elimina custos e é altamente personalizável - um esforço para revolucionar as possibilidades de pré-fabricação e construção.

Onde estão os hipsters em sua cidade? Descubra com estes mapas colaborativos

Lançado este mês, o site Hoodmaps é uma plataforma de mapeamento colaborativo que oferece aos usuários a oportunidade de percorrer uma cidade como um habitante local. Ao "pintar" partes da cidade usando uma paleta de seis cores que representam "universitários", "hipsters", "turistas", "ricos", "engravatados" e "normais", o Hoodmaps busca oferecer uma representação visual rápida dos habitantes das cidades.

O site possui milhares das maiores cidades de todo o mundo e está sendo constantemente atualizado e editado com conteúdos novos dos usuários que marcam o Google Maps com informações sobre as diferentes regiões de cada cidade. O criador da plataforma, Pieter Levels, observou a necessidade desse tipo de mapa ao viajar e ficar frustrado com a dificuldade em encontrar as áreas culturais das cidades que visitava.

Diagramas da Casa Schröder relevam sua genialidade geométrica

Um dos exemplos mais proeminentes do movimento De Stijl, a Casa Schröder, projetada por Gerrit Rietveld em 1925, representa um momento radical na arquitetura moderna. Marcada por formas geométricas puras e cores primárias, as características do movimento são evidentes na abordagem do arquiteto a este projeto. Localizada em Utrecht, a casa apresenta elementos modulares e paredes flexíveis que proporcionam um modo de vida em constante mudança, aspectos que ainda hoje influenciam o design e arquitetura.

Por sua importância, a Casa Schröder tem sido objeto de estudo para muitos arquitetos, artistas e historiadores. Inspirado pelo seu projeto revolucionário, o artista Yun Frank Zhang criou uma série de diagramas analíticos e um vídeo para compreender a funcionalidade, as dimensões e os elementos programáticos da casa. Veja, a seguir, as explorações de Zhang.

Cortesia de Yun Frank Zhang Cortesia de Yun Frank Zhang Cortesia de Yun Frank Zhang Cortesia de Yun Frank Zhang + 5

Lagoa urbana do MVRDV começa a ser construída em Taiwan

Esta semana, foi realizada uma cerimônia de início das obras do Tainan Axis - um projeto do escritório MVRDV em colaboração com The Urbanist Collaborative e LLJ Architects - que oferecerá à cidade de Tainan uma praça revitalizada e um corredor verde. William Lai, o prefeito da cidade, se juntou ao Departamento de Desenvolvimento Urbano da cidade e aos arquitetos locais para marcar o início da construção.

Cortesia de MVRDV. Imagem © APLUS CG Cortesia de MVRDV. Imagem © APLUS CG Cortesia de MVRDV. Imagem © APLUS CG Cortesia de MVRDV. Imagem © APLUS CG + 9

14 Edifícios tragicamente demolidos que mostram nossa atitude em relação à arquitetura

Imortalizados em fotografias, desenhos e histórias, edifícios que foram demolidos ou completamente reformados existem no domínio conhecido como "arquitetura perdida". Seja por razões econômicas ou estéticas, o antigo dá lugar ao novo, frequentemente para o desdém dos membros da comunidade e de arquitetos. Mas os edifícios antigos contam uma história sobre as políticas de preservação sempre em constante mudança - e frequentemente a contam muito melhor do que os edifícios ainda preservados poderiam contar. Como a paisagem arquitetônica continua a mudar em nosso redor, é importante reconhecer nosso passado, mesmo se seus traços foram eliminados do mundo físico.

Lendager Group propõe fazenda de permacultura em floresta da Suécia

O Lendager Group divulgou desenhos e imagens do projeto Stedsans in the Woods, um empreendimento agrícola atualmente em andamento, localizado nas florestas da Suécia. Uma colaboração com os proprietários de restaurantes Mette Helbæk e Flemming Hansen, o projeto contará com uma fazenda de permacultura, um restaurante e quartos de hotel. O foco na sustentabilidade e a vivência da paisagem impulsionam a arquitetura e a marca Stedsans, que enfatizam a ideia de "dar mais do que retirar". Localizado em Bohult, na Suécia, o projeto oferece aos visitantes uma fuga da cidade com oportunidades de boa gastronomia e contato com a natureza.

Cortesia de Lendager Group Cortesia de Lendager Group Cortesia de Lendager Group Axonométrica do "terceiro espaço" + 16

Ponte de bambu na Indonésia demonstra alternativas sustentáveis para infraestruturas

Como parte da segunda Bienal de bambu realizada em outubro de 2016, a cidade de Solo em Java Central recebeu uma ponte pública de bambu, cortesia de Indonesian Architects Without Borders (ASF-ID). Conectando o mercado de Pasar Gede e o Forte Colonial holandês Vastenburg, a estrutura de bambu de 18 metros oferece uma revitalização da vida do rio na histórica cidade indonésia. Através do rio Kali Pepe, os residentes de Java podem atravessar a ponte de pedestres em sua trilha que varia em largura de 1,8 a 2,3 metros.

© Andrea Fitrianto © Andrea Fitrianto © Andrea Fitrianto © Andrea Fitrianto + 32

Primeiras plantas do Guggenheim de Frank Lloyd Wright mostram algumas ideias que não se concretizaram

Em um recente post em seu blog, o Museu Solomon R. Guggenheim explora os detalhes de projeto que não foram realizados no icônico edifício de Frank Lloyd Wright em Nova Iorque, com base em uma série de desenhos e croquis do arquivo do museu. De problemas relacionados à forma e escala até a escolhas de materiais, muitas alterações de projeto foram feitas durante os 16 anos entre a contratação do arquiteto e a inauguração do museu. O mais notável são os trajetos circulares desenhados por Wright que, nos desenhos de 1953, incluem uma rampa circular ainda mais íngreme - além da "Grande Rampa" - , que permitiria uma passagem mais rápida por cada pavimento. Embora a proposta tenha sido substituída por escadas, a "Rampa Rápida" demonstra a intenção de Wright de explorar geometrias que se sobrepõem.

Detalhe da planta do Museu Guggenheim de 1953, que mostra a proposta de "rampa rápida". Imagem © 2017 Frank Lloyd Wright Foundation, Scottsdale, AZ.Todos os direitos reservados Detalhe da seção de corte do Museu Guggenheim de 1953 mostrando a proposta de "rampa rápida". imagem © 2017 Frank Lloyd Wright Foundation, Scottsdale, AZ. Todos os direitos reservados Planta do projeto Museu Guggenheim proposto em 1953. Imagem © 2017 Frank Lloyd Wright Foundation, Scottsdale, AZ. Todos os direitos reservados O modelo de1945 do Guggenheim, se estendia até 89 Street. imagem © 2017 Frank Lloyd Wright Foundation, Scottsdale, AZ. Todos os direitos reservados. + 6

As tirinhas do The New Yorker que acompanharam a abertura do Guggenheim de Frank Lloyd Wright

Cortesia de The New Yorker
Cortesia de The New Yorker

Do maravilhamento ao desgosto, a abertura do Museu Solomon R. Guggenheim projetado por Frank Lloyd Wright, em 1959, recebeu uma ampla gama de reações do público. Este momento cultural foi destilado em uma série de tirinhas espirituosas publicadas no The New Yorker que, simultaneamente, satirizaram a arquitetura inovadora e seus críticos. Os desenhos foram recentemente compartilhados num post do blog do Museu Guggenheim. Através de esboços detalhados, o cartunista Alan Dunn representa a experiência do edifício, de olhar para as janelas de vigia exteriores e o caminhar pela grande rampa. Em um desenho, ele retrata a perspectiva do térreo olhando para a cúpula, demonstrando a sensação da curvatura e geometrias do edifício.

As superfícies texturizadas e geométricas do MAAT em Lisboa

Após um estudo da arquitetura exuberantemente geométrica de Madri, o Designer Digital e Diretor Criativo Joel Filipe continua sua exploração formal em uma série de fotos do MAAT, de AL_A, que celebra a delicada impressão de sua fachada de azulejos brancos ondulantes contra o céu brilhante de Lisboa. Situado no rio Tejo, a arquiteta Amanda Levete cria uma reunião entre o rio e a cidade através do terraço caminhável que atrai visitantes das ruas próximas de Belém e com o passeio que desce para encontrar a água. A cobertura oferece um espaço de convívio durante o dia e um lugar para exibir filmes à noite. O arco gentil e baixo do edifício permite um jogo inteligente de sombras e luzes, juntamente com um aceno com a água ondulante.

© Joel Filipe © Joel Filipe © Joel Filipe © Joel Filipe + 19