O céu é o limite: oito projetos de apartamentos de cobertura

O céu é o limite: oito projetos de apartamentos de cobertura

Os apartamentos de cobertura mostram como a forma segue o poder aquisitivo. Como seu próprio setor do mercado imobiliário de luxo, esses espaços costumam ser reservados aos clientes e investidores mais ricos. Da icônica mansão de 54 quartos, da herdeira Marjorie Merriweather Post, a unidades de cobertura em empreendimentos imobiliários, esse tipo de projeto foi continuamente reinventado  para levar a arquitetura e o design de interiores a novos patamares.

© Piyawut Srisakul© César Béjar© DBOX© Piyawut Srisakul+ 12

© Scott Frances
© Scott Frances

A ideia de um apartamento de cobertura, especialmente no projeto de arranha-céus, remonta à década de 1920. O crescimento econômico alimentou um boom de construção em Nova York, à medida que as pessoas se mudavam para a cidade. Na época, as coberturas dos edifícios eram normalmente reservadas para alojamentos apertados destinados aos empregados, bem como para sistemas de manutenção e utilitários. À medida que os edifícios ficavam mais altos, os residentes desejavam acesso à luz e às vistas e começaram a sublocar ilegalmente esses espaços. Em 1925, a cidade legalizou as moradias nas coberturas, e os apartamentos se tornaram cada vez mais extravagantes desde então. Os projetos a seguir mostram como a arquitetura das coberturas está ligada a vistas, luxo e riqueza.

Edifício Stealth / WORKac

© Bruce Damonte
© Bruce Damonte

Este empreendimento residencial consiste em uma renovação completa do apartamento existente e uma nova construção atrás de uma das fachadas de ferro fundido mais antigas de Nova York. Isso exigu uma abordagem cuidadosa para combinar a arquitetura contemporânea com a preservação histórica. Traçando o cone de visão do ponto mais distante de onde o edifício era visível, o WORKac utilizou três projeções do telhado para ocultar a maior parte da adição.

PANO / Ayutt and Associates design

© Piyawut Srisakul
© Piyawut Srisakul

A PANO está localizada no 53º andar de uma torre residencial de alto padrão em Bangkok, e é o quarto apartamento mais alto da Tailândia. A equipe projetou essa cobertura sob o conceito de “viver entre a cidade e a natureza”, oferecendo um estilo de vida moderno que equilibra tranquilidade com vista panorâmica para o histórico Rio Chao Phraya.

Penthouses and Rooftop Terrace / JDS Architects

© JDS Architects
© JDS Architects

O conceito deste projeto foi criar o 'jardim que faltava' no topo do bloco habitacional existente em associação com três novas coberturas. Dessa forma, todos os residentes têm acesso a um jardim externo. A JDSA se inspirou nos jardins de Copenhague, que caracteristicamente têm uma funcionalidade associada. Por sua vez, o jardim da cobertura é concebido como um espaço de funções específicas com uma materialidade marcante.

Broadway Penthouse / Joel Sanders

© Peter Aaron (OTTO)
© Peter Aaron (OTTO)

Repensando a noção de um jardim urbano, este projeto apresenta uma estratégia dinâmica, composta por um "tapete vegetado" juntamente com o piso de madeira, que conecta verticalmente o loft de cobertura com o terraço e oferece vistas panorâmicas do centro de Manhattan.

Bondi Penthouse / MHN Design Union

© Brett Boardman
© Brett Boardman

A proposta arquitetônica fundamental explorada neste projeto foi como adicionar um elemento a um edifício que tem sua própria história e lugar dentro do ambiente icônico de Campbell Parade. A resposta do projeto foi colocar uma estrutura leve revestida de metal no topo do edifício “art déco” existente.

520 West 28th / Zaha Hadid Architects

© Scott Frances
© Scott Frances

Os níveis deste projeto definem ambientes de estar variados e ecoam as múltiplas camadas de espaço cívico na 28th Street e High Line. Esses níveis são expressos nos limites interligados da fachada de aço feita à mão do 520 West 28th. O projeto de 11 andares abriga 39 residências com pé-direito de 3,35 metros, interiores feito sob medida que incorporam cozinhas Boffi da Zaha Hadid Design e tecnologias integradas, incluindo estacionamento automatizado com manobrista.

Cobertura em Magdalena / Taller David Dana

© César Béjar
© César Béjar

A cobertura em Magdalena surge dentro de um prédio localizado em Colonia del Valle, na Cidade do México. O conceito que gerou o projeto consistiu na integração de elementos da cultura mexicana contrastando com detalhes e toques contemporâneos. O projeto é caracterizado pelo alto grau de detalhamento.

432 Park Avenue / Rafael Viñoly Architects

© DBOX
© DBOX

A nova torre de uso misto de Rafael Viñoly Architects é erguida na interseção da Park Avenue com a East 57th Street. O edifício é um volume estreito que marca o centro geométrico do horizonte. Uma moldura estrutural de concreto aparente é limitada a um núcleo estreito de concreto, criando interiores sem colunas para as 104 residências de luxo do edifício.

Sobre este autor
Cita: Baldwin, Eric. "O céu é o limite: oito projetos de apartamentos de cobertura" [Penthouse Design: Architecture on Top of the World] 20 Ago 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/945887/o-ceu-e-o-limite-oito-projetos-de-apartamentos-de-cobertura> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.