O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. NASA aprova projeto de cápsulas impressas em 3D para abrigar astronautas em Marte

NASA aprova projeto de cápsulas impressas em 3D para abrigar astronautas em Marte

NASA aprova projeto de cápsulas impressas em 3D para abrigar astronautas em Marte
NASA aprova projeto de cápsulas impressas em 3D para abrigar astronautas em Marte, Marsha could be grouped into small clusters. Image © Plompmozes
Marsha could be grouped into small clusters. Image © Plompmozes

Dias depois de ser revelado ao mundo informações de que foram encontradas evidências da presença de água na superfície do planeta vermelho, a SpaceFactory apresentou sua proposta de projeto desenvolvido como parte do 3D Printed Habitat Challenge organizado pela NASA. As cápsulas cilíndricas foram concebidas como estruturas habitáveis para humanos na superfície de Marte. O projeto, chamado de MARSHA (Mars Habitat), foi escolhido pela NASA como um dos cinco vencedores do concurso, recebendo um prêmio de mais de US$ 20.000.

O concurso solicitava aos participantes a apresentação de propostas conceituais de estruturas habitáveis para abrigar uma tripulação de quatro astronautas em Marte. Os projetos deveriam utilizar técnicas de construção com impressão 3D, criando estruturas eficientes e originais. As propostas apresentadas foram então julgadas com base em sua inovação, layout arquitetônico e nível de detalhamento na modelagem BIM.

Astronauts observe the construction of a new habitat. Image © Plompmozes Marsha protects humans from the harsh Martian environment, including the frigid temperatures, dust storms and radiation. Image © Plompmozes Marsha’s architectural design is integrated with its lighting design, which automatically changes in sync with the time of day and the color and intensity of light. Image © Plompmozes Marsha’s two- shell structure creates flexible, hybrid spaces which offer a variety of lighting conditions, privacy, noise levels and uses. Image © Plompmozes + 26

Marsha is constructed from local material. Machines would harvest he land for material, leaving patterns in the sand like a rock garden. Image © Plompmozes
Marsha is constructed from local material. Machines would harvest he land for material, leaving patterns in the sand like a rock garden. Image © Plompmozes
Marsha protects humans from the harsh Martian environment, including the frigid temperatures, dust storms and radiation. Image © Plompmozes
Marsha protects humans from the harsh Martian environment, including the frigid temperatures, dust storms and radiation. Image © Plompmozes

De acordo com a empresa de Inteligência Artificial, a SpaceFactory, o projeto MARSHA representa um novo marco para o conceito de estruturas habitáveis extraterrestres, “afastando-se das propostas mais conservadoras, marcadas por estruturas baixas ou semi-enterradas”. Em contraposição, o projeto MARSHA adota uma volumetria vertical de forma cilíndrica, resultado de uma série de estudos técnicos para o desenvolvimento de estruturas espaciais mais eficientes. Segundo estes estudos, a forma das cápsulas provou ser muito efetiva, otimizadas para a pressão atmosférica e as condições estruturais do Planeta Vermelho, fornecendo ainda uma maior proporção entre a área útil e volume.

The primary power source for a Martian settlement will be nuclear. In this image, an array of reactors radiate heat into the Martian morning. Image © Plompmozes
The primary power source for a Martian settlement will be nuclear. In this image, an array of reactors radiate heat into the Martian morning. Image © Plompmozes
The Sun, despite it’s greater distance compared to Earth, is a viable power source on the surface of Mars. Image © Plompmozes
The Sun, despite it’s greater distance compared to Earth, is a viable power source on the surface of Mars. Image © Plompmozes

A construção das cápsulas MARSHA dependerá exclusivamente de materiais disponíveis na superfície de Marte. Através de uma fórmula inovadora utilizando fibra de basalto (extraída da superfície do Planeta) e uma espécie de bioplástico reciclável (produzido à partir de plantas que serão cultivadas em Marte), a proposta desenvolvida pela SpaceFactory elimina qualquer necessidade de transporte de materiais do planeta Terra. O processo de construção também é facilitado pela forma cilíndrica da estrutura, a qual permite a impressão de uma estrutura muito resistente sem a necessidade de deslocamento da impressora.

Dust devils are common on Mars. Due to the low atmospheric pressure, they are not dangerous to humans or structures. Image © Plompmozes
Dust devils are common on Mars. Due to the low atmospheric pressure, they are not dangerous to humans or structures. Image © Plompmozes

Como resposta as drásticas oscilações de temperatura do Planeta, a estrutura deve poder dilatar-se e contrair-se livremente, por isso o projeto MARSHA foi concebido como uma estrutura ancorada à uma superfície de lâminas móveis grampeadas no solo, as quais protegem a estrutura da capsula. No interior, uma envoltória de camada dupla isola o interior pressurizado das condições atmosféricas austeras de Marte, abrigando os espaços de vida para acolher os astronautas.

The zone between the two shells functions as a light well and a space for stairs to gentle spiral from level to level. Image © Plompmozes
The zone between the two shells functions as a light well and a space for stairs to gentle spiral from level to level. Image © Plompmozes
Marsha’s two- shell structure creates flexible, hybrid spaces which offer a variety of lighting conditions, privacy, noise levels and uses. Image © Plompmozes
Marsha’s two- shell structure creates flexible, hybrid spaces which offer a variety of lighting conditions, privacy, noise levels and uses. Image © Plompmozes

No topo da estrutura, uma grande caixa d'água em forma de clarabóia permite que o interior seja banhado pela luz natural, maximizada ainda pela presença de outras aberturas em forma de janelas. A estrutura da envoltória também é capaz de difundir ainda mais essa luz, simulando as condições atmosféricas da Terra no interior da capsula. Esta estrutura dupla ainda abriga uma escada de manutenção e a circulação propriamente dita, criando um espaço arquitetônico muito intrigante.

The ground floor offers a flexible work space geared towards messier activities such as sample processing, repair of equipment and preparation for extra-vehicular activities (EVAs). Image © Plompmozes
The ground floor offers a flexible work space geared towards messier activities such as sample processing, repair of equipment and preparation for extra-vehicular activities (EVAs). Image © Plompmozes
The second floor, acting as the main social hub, features the main laboratory/ dry lab as well as the kitchen. Image © Plompmozes
The second floor, acting as the main social hub, features the main laboratory/ dry lab as well as the kitchen. Image © Plompmozes

A estrutura da capsula está dividida em quatro pavimentos, com uma espécie de "garagem" no térreo, o laboratório seco e a cozinha no segundo pavimento, cabines individuais e lago hidropônico no nível acima, e um espaço de relaxamento junto ao "skyroom" no último pavimento. Cada nível conta com pelo menos uma janela, combinadas elas criam um panorama completo de 360 graus. O layout foi concebido para acomodar o fluxo das tarefas diárias de um astronauta em Marte enquanto também procura construir um ambiente que auxilia a manutenção da saúde mental e física.

The third level features the most private zones including private sleeping pods and bathroom. Semi-closed pods offer a zone to retreat to without promoting total isolation. Image © Plompmozes
The third level features the most private zones including private sleeping pods and bathroom. Semi-closed pods offer a zone to retreat to without promoting total isolation. Image © Plompmozes
The skyroom is the uppermost level. Standing below the large water-filled skylight, this level offers a place for the crew to exercise, relax and socialize without tasks. Image © Plompmozes
The skyroom is the uppermost level. Standing below the large water-filled skylight, this level offers a place for the crew to exercise, relax and socialize without tasks. Image © Plompmozes

A SpaceFactory agora deverá dar sequência as etapas do concurso proposto pela NASA. O projeto MARSHA deverá ser construindo em escala 1: 3 para superar o próximo nível do NASA 3D Printed Habitat Challenge. A divulgação do projeto vem ao encontro de outras muitas iniciativas que apontam para a ocupação humana do Planeta Vermelho, assim como as propostas recentemente apresentadas por Elon Musk e Foster + Partners.

A scale model of Marsha, shows how the inner and outer shell relate to one another. Image Courtesy of AI SpaceFactory
A scale model of Marsha, shows how the inner and outer shell relate to one another. Image Courtesy of AI SpaceFactory
A detail view of the interior of the scale model showing the sleeping pods on the third level. Image Courtesy of AI SpaceFactory
A detail view of the interior of the scale model showing the sleeping pods on the third level. Image Courtesy of AI SpaceFactory

Arquitetos e designers estão cada vez mais envolvidos com projetos que poderiam tornar possível o sonho da vida em Marte. Estas propostas parecem ter ganhado ainda mais força depois de uma das maiores descobertas ter se tornado pública recentemente, a qual anuncia que pesquisadores descobriram evidências da presença de um "lago" de água em estado líquido na superfície de Marte.

Astronauts observe the construction of a new habitat. Image © Plompmozes
Astronauts observe the construction of a new habitat. Image © Plompmozes

Via: AI SpaceFactory

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Niall Patrick Walsh
Autor
Cita: Walsh, Niall. "NASA aprova projeto de cápsulas impressas em 3D para abrigar astronautas em Marte" [NASA Endorses AI SpaceFactory's Vision for 3D Printed Huts on Mars] 05 Ago 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/899043/nasa-aprova-projeto-de-capsulas-impressas-em-3d-para-abrigar-astronautas-em-marte> ISSN 0719-8906