O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Como projetar e calcular uma rampa?

Como projetar e calcular uma rampa?

Como projetar e calcular uma rampa?
Como projetar e calcular uma rampa?, © Fabián Dejtiar
© Fabián Dejtiar

Já sabemos que, a partir de suas diferentes possibilidades de projeto, uma rampa permite superar as barreiras físicas nas áreas urbanas e arquitetônicas.

Apesar de consistir basicamente de uma superfície contínua que vence uma diferença de altura, com um determinada inclinação, é necessário destacar uma série de especificações construtivas e, como sabemos, as normativas mínimas relativas ao desenho das rampas variam em cada local. Os seguintes esclarecimentos pretendem auxiliar e determinar as dimensões apropriadas para rampas gerais confortáveis e eficientes para todos, a partir de considerações de acessibilidade universal.

Até que ponto a inclinação de uma rampa pode variar? Como determinar sua largura e espaços de manobra? Quais considerações existem para os corrimãos? Revise alguns exemplos de cálculo e desenho para diferentes rampas, abaixo.

Como calcular a inclinação de uma rampa?

A inclinação pode ser expressa como uma porcentagem, como resultado da relação entre a altura a vencer (h) e a distância da seção no plano horizontal (d) multiplicada por 100.

© Fabián Dejtiar
© Fabián Dejtiar

Inclinação em porcentagem = (h/d) x 100

A partir dessa expressão, podemos conhecer os valores de cada termo. Uma rampa existente de 1 metro de altura com uma distância horizontal de 10 metros, terá uma inclinação de 10%.

© Fabián Dejtiar
© Fabián Dejtiar

Nesse sentido, conhecendo a altura a ser vencida em nosso projeto, podemos revisar as recomendações para um declive de acordo com as necessidades requeridas.

Como projetar e calcular uma escada?

Exemplo esquemático para rampas externas

A inclinação máxima recomendada para rampas externas pode ser estabelecida em relação à altura a ser vencida e em função do comprimento das seções. Com base em médias e considerações de diferentes países - tanto normativas quanto manuais da América Latina - uma inclinação entre 12-10% (no Brasil, uma inclinação entre 10-8,33%) pode, por exemplo, ser usada apenas para alturas muito pequenas, como um degrau de até 20 centímetros. À medida que mais alturas requerem maiores esforços, as inclinações começam a reduzir para atingir valores recomendáveis de 8% até alturas de 50 centímetros; 6% (6,25-5%, segundo norma brasileira) até 100 centímetros; 5% até 150 centímetros; e 4% para maiores.

Em relação ao comprimento da rampa, para rotas curtas - até 1,5 metros - a inclinação deve ser inferior a 12%. Para rotas de até 3 metros deve ser menor que 10%, e em seções de até 9 metros menores que 8%, sempre levando em consideração as alturas acima.

As rampas não devem ter um comprimento excessivo sem descansos - um comprimento máximo de 9 metros - devido aos esforços necessários para subir sem ajuda em cadeira de rodas ou para transportar um peso.

© Fabián Dejtiar
© Fabián Dejtiar

Exemplo de cálculo para distância necessária (d)

Como exemplo, para vencer uma altura de 54 centímetros, usaremos, neste caso, uma inclinação de 6%, resultando em um desenvolvimento no plano horizontal necessário de 9 metros.

6 = (0,54m / d) x 100
d = 0,54m / 0,06

d = 9 metros

Exemplo esquemático para rampas internas

Da mesma forma, as percentagens para as inclinações das rampas interiores propõem 10% para vencer alturas muito pequenas, como um degrau de até 30 centímetros. Novamente, como as alturas exigem maiores esforços, as inclinações são reduzidas para atingir, por exemplo, 8% (6,25-8,33 - norma brasileira) para alturas que vão até 75 centímetros; 6% (5% na norma brasileira) para até 150 centímetros; e 5% para os idosos.

Quanto ao comprimento das rampas, para percursos curtos - até 3 metros - a inclinação deve ser inferior a 10%. Para rotas intermediárias - entre 3 e 6 metros - a inclinação menor que 8%, e para rotas entre 6 e 9 metros a inclinação deve ser menor que 6%. Sempre considerando as recomendações anteriores em relação à altura.

© Fabián Dejtiar
© Fabián Dejtiar

Exemplo de cálculo de distância necessária (d)

Para economizar uma altura de 90 centímetros, usaremos uma inclinação de 6%, resultando em 15 metros de trecho horizontal.

6 = (0,9m / d) x 100
d = 0,9m / 0,06 

d = 15 metros

Perguntas frequentes

Que forma deve ter a rampa?

As seções das rampas devem sempre ser retas, as rampas curvas complicam o movimento de uma pessoa em uma cadeira de rodas; Referindo-se a isso, a inclinação transversal de uma rampa também não deve exceder 2%, evitando assim qualquer deslizamento lateral. Além disso, deve-se levar em conta que, a cada mudança de direção, deve haver um plano horizontal de pelo menos 150 cm de diâmetro - uma medida que permite a rotação de 360º de uma cadeira de rodas.

As rampas devem ter suas extremidades, outro plano horizontal de no mínimo 150 cm de diâmetro, que não apresente nenhum obstáculo ou seja invadido pela varredura das portas; uma pessoa em uma cadeira de rodas não pode executar as manobras de abertura enquanto estiver na inclinação da rampa.

© Fabián Dejtiar
© Fabián Dejtiar

Quais considerações para os corrimãos?

As rampas devem ter corrimãos contínuos - sem interrupções - ao longo de todo o seu comprimento, em ambos os lados, e com diferentes alturas, idealmente entre 65-75 cm e outro entre 90-100 cm (70 cm o mais baixo e outro com 92 cm de altura, de acordo com a norma brasileira). Além disso, é necessário que os corrimãos ultrapassem as suas extremidades em mais de 30 centímetros para que qualquer um possa alcançá-lo a partir da seção do plano horizontal. Devem ser construídos fixos e com material liso que não admita uma variação de temperatura importante (imagine um corrimão exposto ao sol ao longo do dia ou em áreas congeladas).

Deixando de lado o corrimão, não se pode esquecer também de um elemento de proteção no perímetro da rampa para evitar qualquer acidente nas bordas livres, tanto pelo deslizamento de cadeiras de rodas, carrinhos de bebê, bengalas ou para avisar as pessoas com capacidade visual reduzida.

Como determinar a largura de uma rampa?

Dependendo das regulamentações locais, encontramos recomendações que variam de uma largura livre entre corrimãos de pelo menos 120 centímetros, pois permite confortavelmente a passagem de uma cadeira de rodas e que qualquer um segure em ambos os lados e uma largura livre mínima de 180 centímetros para espaços públicos. Nos casos em que é necessária uma largura de rampa superior a 180 centímetros, seria apropriado colocar um corrimão intermediário que atenda aos requisitos acima.

É importante considerar na determinação da largura de uma rampa, os espaços de manobra de uma pessoa com cadeira de rodas e com carrinhos de bebê, dependendo principalmente dos patamares intermediários.

Quais materiais posso usar para construir uma rampa?

Com qualquer material de estrutura, o revestimento da rampa deve se materializar com uma superfície dura antiderrapante, tanto seca como molhada.

Além disso, no início e no final da rampa deve ser colocado um pavimento podotátil horizontal, com cor diferente - e em toda a largura da rampa - para servir como um aviso para pessoas com capacidade visual reduzida. Este mesmo tipo de prevenção deve alertar o perímetro das rampas baixas abertas, até uma altura de pelo menos dois metros livres de passagem.

Esclarecemos que o que é apresentado neste artigo é uma informação auxiliar para o projeto de uma rampa. Todas as considerações para a construção de uma rampa devem sempre considerar as características específicas de cada projeto e devem ser elaboradas após a avaliação das normas locais e de acordo com as decisões tomadas pelos arquitetos e / ou profissionais da área.

Sobre este autor
Fabian Dejtiar
Autor
Cita: Dejtiar, Fabian. "Como projetar e calcular uma rampa?" [¿Cómo diseñar y calcular una rampa?] 18 Mai 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/894740/como-projetar-e-calcular-uma-rampa> ISSN 0719-8906
Ler comentários