O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Arquitetura que transcende barreiras de linguagem: Casas de Parto no México

Arquitetura que transcende barreiras de linguagem: Casas de Parto no México

Arquitetura que transcende barreiras de linguagem: Casas de Parto no México
Arquitetura que transcende barreiras de linguagem: Casas de Parto no México, Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura
Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura

Até alguns anos atrás, a maior causa de mortes no município de Tenejapa, localizado na região de Los Altos de Chiapas, era por problemas relacionados ao trabalho de parto. Ante esse panorama, e aliado à falta de serviços médicos na região, as parteiras tradicionais de 22 comunidades agruparam-se para combater o problema e formaram a Rede de Parteiras “Un solo corazón A.C.”, organização que conseguiu reduzir a zero a taxa de mortalidade materna e infantil atendendo 98% dos partos na área.

Apesar de ter conseguido seu primeiro objetivo, a Red de Parteras ainda carecia de espaços apropriados e dignos para dar consultas, já que atualmente elas são realizadas nas casas. Por conta desta situação, a Fundação Mesoamérica Profunda vem trabalhando com a Rede há alguns anos para a construção dos espaços necessários para as parteiras realizarem seu trabalho sem complicações e em condições saudáveis através da iniciativa “Casa de la partera”. É neste contexto que o Comunal Taller de Arquitectura somou ao projeto de assistência às mulheres na comunidade de Bajchen.

O projeto teve que ser desenhado em conjunto com as parteiras sob os princípios participativos de projeto, desenvolvido em três fases.

Descrição da equipe de projeto:

Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura
Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura

I. Pesquisa tipológica

Para projetar na comunidade de forma contextualizada, foi muito necessário iniciar o projeto com pesquisa, o que nos permitiu compreender a tipologia habitacional vernacular na região, os sistemas construtivos tradicionais, os materiais locais, a conformação dos solares tzeltales e os núcleos familiares, bem como as formas de ocupar o território. Para este processo, contamos com a colaboração da comunidade, que nos relataram através de entrevistas os usos e costumes relacionados ao habitar Tzeltal, enquanto o fotógrafo Onnis Luque registrou mais de 50 solares tradicionais no município.

Em paralelo à pesquisa tipológica, realizamos entrevistas com as parteiras e acompanhamos elas durante as consultas de acompanhamento que realizavam a seus pacientes, onde compreendemos o trabalho que realizam e as necessidades espaciais que envolvem o trabalho, tais como área de consulta, área de parto, fogão para esterilizar suas ferramentas, pórtico para espera da família, bem como complementos utilitários, como cordas e colchonetes para os partos verticais.

II. Ferramenta de trabalho e sessões de projeto.

A realização de sessões participativas representou um grande desafio, uma vez que havia uma barreira linguística entre o Tzeltal e o espanhol. Para poder projetar junto com as parteiras, foi necessário construir uma ferramenta de trabalho que nos permitisse comunicar de maneira simples, lúdica e ilustrativa.

Para esse processo, colaboramos com o arquiteto Roberto Rodríguez (Armando Casas), com quem realizamos cinco sessões de trabalho para projetar o modelo / brinquedo com base nos sistemas de construção tradicionais anteriormente analisados, o programa arquitetônico necessário descrito pelas parteiras e o correto funcionamento do mesmo. O resultado é um modelo composto de peças de diferentes tamanhos e formas que começam a partir dos sistemas construtivos tradicionais e que, ao se juntar passo a passo, podem gerar diversas possibilidades funcionais, formais e construtivas.

Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura
Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura
Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura
Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura

Durante as sessões, que foram conduzidas com orientação de Manuel Gómez - presidente da Rede -, observamos que as mulheres consideravam extremamente fácil conceber o espaço de uso prático, programa de arquitetura e o funcionamento. No entanto, devido ao fato de não terem capacitação técnica, era difícil entenderem o sistema construtivo. Pelo contrário, quando os homens da família participaram, foi difícil para eles iniciarem o processo de projeto a partir do funcionamento, argumentando que era muito mais fácil resolver o projeto, começando com a forma e o sistema construtivo.

O anterior se deve ao fato de que os homens são os que constróem as terras e conhecem técnicas de construção vernáculas desde crianças, enquanto as parteiras concebem espaço com base no seu ofício e suas necessidades. Isso evidenciou que a maneira de entender e gerar arquitetura está diretamente ligada à experiência pessoal e ao modo como a habitamos.

Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura
Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura

III. Projeto Arquitetônico

Uma vez que as sessões de trabalho com as parteiras foram concluídas, foram definidas questões técnicas para a melhoria dos sistemas de construção tradicionais e, deste modo, aumentar a vida útil dos materiais locais. Isso é importante, uma vez que incentiva a autonomia da Rede a autoconstruir seus espaços de saúde e promove a cooperação da comunidade durante o processo de construção.

Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura
Cortesía de Comunal Taller de Arquitectura

O projeto foi realizado com o apoio da bolsa dos Jovens Criadores do Fundo Nacional para a Cultura e as Artes, período 2016-2017, com o objetivo de socializar o trabalho das parteiras tradicionais e a metodologia de trabalho desenvolvida de forma participativa. através da troca de conhecimento.

Atualmente, tanto a rede de parteiras como a Fundação Mesoamérica Profunda estão trabalhando no gerenciamento social e de fundos para atingir o objetivo declarado e continuar a construir espaços apropriados que dignifiquem e revalorizem o trabalho das parteiras, bem como a riqueza cultural dos povos originários.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Karina Zatarain
Autor
Cita: Zatarain, Karina. "Arquitetura que transcende barreiras de linguagem: Casas de Parto no México" [Arquitectura participativa que trasciende barreras de lenguaje: Casas de Parto en Los Altos de Chiapas, México] 24 Jan 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/887681/arquitetura-que-transcende-barreiras-de-linguagem-casas-de-parto-no-mexico> ISSN 0719-8906