O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. 8 Materiais comuns que são sustentáveis (mas você não sabia)

8 Materiais comuns que são sustentáveis (mas você não sabia)

  • 07:00 - 1 Janeiro, 2018
  • por
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
8 Materiais comuns que são sustentáveis (mas você não sabia)
8 Materiais comuns que são sustentáveis (mas você não sabia)

Sustentabilidade. Uma palavra que foi inserida em nossas mentes desde o início de nossas carreiras como arquitetos. Assumimos nossa responsabilidade com o planeta e as gerações futuras quando projetamos edifícios socialmente conscientes. De painéis solares a vidros triplos, tentamos de tudo.

Em última análise, trata-se das decisões iniciais que tomamos para a edificação, nossa escolha de materiais tem um enorme efeito sobre o impacto global. Com as novas tecnologias, novas formas de incorporar materiais abundantemente encontrados na pele do edifício podem reduzir a energia incorporada e melhoram as propriedades das estruturas.

Neste artigo, compilamos uma lista de 8 materiais familiares que você não associaria inicialmente à sustentabilidade.

© Alex Sparrow
© Alex Sparrow

Cânhamo

O cânhamo pode ser usado em um híbrido de concreto conhecido como HempCrete. As fibras de cânhamo são ligadas com cal para criar blocos de concreto que são extremamente leves, reduzindo assim a energia usada para transportar o material ao terreno. O cânhamo em si é um recurso renovável de rápido crescimento que é naturalmente abundante.

<a href='https://www.flickr.com/photos/lipstickproject/6372229591'>Flickr user JMacPherson</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
Flickr user JMacPherson licensed under CC BY 2.0

Plástico reciclado

Muito parecido com o HempCrete, o plástico reciclado pode ser moído no concreto para reduzir o peso total do mesmo mantendo-o tão forte quanto. Usá-lo como agregado no cimento evita o entupimento do aterro sanitário e pode substituir o agregado convencional que precisaria ter sido extraído.

<a href='https://www.flickr.com/photos/38988771@N07/32241826165/'>Flickr user Kevin Casey Fleming</a> licensed under <a href='https://https://creativecommons.org/publicdomain/mark/1.0/ '>Public Domain Mark 1.0</a>
Flickr user Kevin Casey Fleming licensed under Public Domain Mark 1.0

Pó de aço

Dando outra vida útil ao que teria sido desperdiçado, a poeira de aço (ferrock) pode ser usada para criar um concreto que suporta mais compressão e é muito mais flexível do que o cimento padrão, de modo que poderia potencialmente resistir aos movimentos de terra causados por terremotos ou atividades industriais. Outra vantagem adicional do ferrock é a sua capacidade de absorver e capturar dióxido de carbono enquanto seca, resultando em um processo negativo em carbono.

© Wai Ming Ng
© Wai Ming Ng

Cortiça

A cortiça é um material emergente que pode ser a solução da natureza para muitas das nossas preocupações ambientais. É colhida cortando a casca dos carvalhos para serem comprimidos e aquecidos e tornarem-se a rolha que reconhecemos como rolhas de garrafas e agora revestimentos. A casca cria uma elemento de cortiça completamente renovável, impermeável, isolante acústico e resistente ao fogo.

<a href='https://www.flickr.com/photos/76526364@N06/6931150138/'>Flickr user GrahamPics1</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
Flickr user GrahamPics1 licensed under CC BY 2.0

Usado tradicionalmente como isolamento na indústria da construção, a adição de lã e um polímero natural encontrado nas algas marinhas, com a argila do tijolo aumenta a força do bloco em 37%. Esses tijolos secam, então não há necessidade de serem disparados como tijolos tradicionais, reduzindo a energia incorporada. Apesar do que se pode pensar, esses tijolos são mais resistentes aos climas frios e úmidos encontrados frequentemente na Grã-Bretanha.

Cortesia de Martine Berendsen, Bart van Hoek, e Attika Architekten
Cortesia de Martine Berendsen, Bart van Hoek, e Attika Architekten

Palha

Esse é um dos materiais de construção mais antigos conhecidos, no entanto, recentemente houve um reavivamento particular na Escandinávia. Os bolsões de ar dentro da palha são responsáveis por suas qualidades de isolamento, garantindo que o edifício seja quente no inverno e frio no verão, enquanto é um material biodegradável que é facilmente colhido e cresce abundantemente.

<a href='https://www.flickr.com/photos/mrk_photo/348930608/'>Flickr user Monica McGivern</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-nd/2.0/'>CC BY-ND 2.0</a>
Flickr user Monica McGivern licensed under CC BY-ND 2.0

Cinza

Outra alternativa é o concreto que utiliza cinzas volantes (AshCrete), um subproduto da queima de carvão para substituir o cimento tradicional; Isso pode criar um concreto composto por 97% de materiais reciclados o que diminui drasticamente os custos. A adição de cinzas volantes para a mistura melhora a resistência e durabilidade do concreto, diminuindo a permeabilidade, para um material de uso prolongado.

Cortesia de StAndré-Lang Architectes
Cortesia de StAndré-Lang Architectes

Bônus: milho

Usado no Pavilhão Ecológico dos arquitetos de St Andre-Lang, esse vegetal muito conhecido preenche o interior das paredes para atuar como isolante. Pode não ser a solução mais prática, porém demonstra as infinitas possibilidades de materiais alternativos que existem quando é usada a imaginação.

Sobre este autor
Cita: Thorns, Ella. "8 Materiais comuns que são sustentáveis (mas você não sabia)" [8 Common Materials You Wouldn’t Think Were Sustainable (But Really Are)] 01 Jan 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/885942/8-materiais-comuns-que-sao-sustentaveis-mas-voce-nao-sabia> ISSN 0719-8906
Ler comentários

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.