Pavilhão temporário revestido em porcelanato aborda a noção da ornamentação na arquitetura

Pavilhão temporário revestido em porcelanato aborda a noção da ornamentação na arquitetura
Cortesia de Alexander Wolhoff

O Pavilion d'Eau, projetado pelo estudante de arquitetura da EPFL, Alexander Wolhoff, foi construído no Lago Geneva, na Suíça. O pavilhão é produto de seis meses de pesquisa, prototipagem e coordenação com diferentes organizações locais e acadêmicas, realizadas em conjunto com os laboratórios LHT3. O exterior do pavilhão octogonal tem uma estética estrutural, enquanto o interior - acessado apenas através da água - é ornamentado, revestido com peças artesanais de porcelanato.

O município de Saint-Saphorin en Lavaux, que é Patrimônio Mundial da UNESCO,  permitiu a construção do pavilhão temporário nas águas do Lago de Genebra. O projeto foi desenhado para tocar a paisagem suavemente, não afetando o leito natural do lago. O pavilhão é composto de materiais que incluem pedras de lago, madeira e peças de porcelanato. Para garantir um impacto mínimo e reversível no local, as sapatas do pavilhão são feitas de sete gabiões, gaiolas metálicas preenchidas com pedras coletadas do próprio lago.

+ 20

Cortesia de Alexander Wolhoff
Cortesia de Alexander Wolhoff

A estrutura de madeira foi construída iniciando com uma série de sete espinhas pré-fabricadas inseridas nas gaiolas do gabião, que depois foram preenchidas com 1,5 toneladas de pedras de lago. Em seguida, uma série de membros horizontais foram parafusados para maior estabilidade e para manter a forma octogonal contra cargas laterais. O pavilhão inteiro utilizou 400 metros lineares de madeira.

Corte
Cortesia de Alexander Wolhoff

As 150 peças de porcelanato que adornam o interior da cúpula são penduradas na estrutura da madeira. As peças foram individualmente feitas à mão em parceria com CERCCO lab da HEAD. A textura no porcelanato inspira-se na topografia alpina. A superfície das peças voltadas para o interior da cúpula são esmaltadas em azul, brincando com os reflexos de luz na água do lago. Para a instalação dos azulejos, eles foram pré-montados em membros horizontais e pendurados em conjuntos que se estreitam com a forma do domo conformada pelas espinhas de madeira.

Cortesia de Alexander Wolhoff

Após seis meses de pesquisa, um mês dedicado à produção e apenas dois dias de montagem, o pavilhão foi construído nas águas do Lago Geneva.

Planta
Vista
Diagramas

Arquiteto: Alexander Wolhoff
Equipe: EPFL: ALICE  D. Dietz, Raffel Baur, LHT3 R. Gargiani ; Me R. Fiechter ; HEAD : CERCCO M. Gerber, I.Schnederle, J-P. Greff
Materiais: Cerâmica, madeira, metal, pedras
Ferramentas: Serra, broca e estufa de secagem
Dimensões: 5,40 m diâmetro exterior, 3m diâmetro interior, 3,98 m altura
Peso: 500 kg
Localização: Lake Geneva (lac Léman), Plage des Bains Reymon, Saint-Saphorin, Suíça
Ano: 2017
Cronograma: Seis meses de pesquisa, um mês de produção, dois dias de montagem, 400 metros lineares de madeira, 600 parafusos e porcas, 150 peças de porcelana feitas individualmente, 7 gabiões, 1.5 toneladas de pedras

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: AD Editorial Team. "Pavilhão temporário revestido em porcelanato aborda a noção da ornamentação na arquitetura" [Temporary Porcelain Clad Pavilion Addresses The Notion of Ornamentation in Architecture] 25 Out 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/882314/pavilhao-temporario-revestido-em-porcelanato-aborda-a-nocao-da-ornamentacao-na-arquitetura> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.