O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

AD Editorial Team

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Pavilhão do Canadá na Bienal de Veneza 2018 explora sua própria arquitetura e restauro

15:00 - 21 Maio, 2018
Pavilhão do Canadá na Bienal de Veneza 2018 explora sua própria arquitetura e restauro, Pavilhão do Canadá, 1957 ou 1958. Photo: NGC
Pavilhão do Canadá, 1957 ou 1958. Photo: NGC

Como parte da cobertura da Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018, apresentamos a proposta para o Pavilhão Canadense. Abaixo, os participantes descrevem sua contribuição com suas próprias palavras.

Quase sessenta anos depois de sua inauguração, tendo recebido inúmeras exposições com o trabalho de alguns dos artistas e arquitetos mais importantes do país, o Pavilhão do Canadá em Veneza está passando por uma grande reforma. O histórico edifício é um dos marcos arquitetônicos dos Jardins da Bienal, o tradicional espaço expositivo das Bienais de Arte e Arquitetura de Veneza.

Pavilhão da China na Bienal de Veneza 2018 investiga possibilidades para um futuro rural

16:00 - 18 Maio, 2018
Pavilhão da China na Bienal de Veneza 2018 investiga possibilidades para um futuro rural, Biblioteca Rural de Shenaoli / Zhang Lei. Imagem © Yao Li, Cortesia Pavilhão da China na 16ª Exposição de Arquitetura de Veneza, La Biennale di Venezia
Biblioteca Rural de Shenaoli / Zhang Lei. Imagem © Yao Li, Cortesia Pavilhão da China na 16ª Exposição de Arquitetura de Veneza, La Biennale di Venezia

Como parte de nossa cobertura da Bienal de Arquitetura de Veneza 2018, apresentamos a proposta para o Pavilhão Chinês. Abaixo, os participantes descrevem sua contribuição em suas próprias palavras.

A motivação para esta exposição é mais do que apenas xiangchou, termo chinês que se refere à nostalgia das terras rurais. Voltamos ao campo onde a cultura chinesa surgiu para recuperar valores e possibilidades esquecidos; a partir daí, construiremos um futuro rural.
– Li Xiangning (Curador)

Um dos principais desafios enfrentados pelas cidades contemporâneas é o futuro do desenvolvimento rural. Na China, o campo se tornou uma nova fronteira para experimentos nessa área, e o país está desenvolvendo uma zona rural a uma velocidade e escala inéditas. Atraídos pela promessa de oportunidades ilimitadas, arquitetos, artistas, empreendedores - bem como fluxo de capital - estão convergindo para áreas rurais em todo o país.

Uma antiga casa nova reciclando o rural durante a celebração / estrutura urbana rural. Imagem © John Lin, Cortesia Pavilhão da China na 16ª Exposição de Arquitetura de Veneza, La Biennale di Venezia Museu Xiaozuo / Dong Yugan. Imagem © Dong Yugan, Cortesia Pavilhão da China na 16ª Exposição de Arquitetura de Veneza, La Biennale di Venezia Fábrica de Jangada de Bambu Wuyishan / Hua Li. Imagem © Su Shengliang, Cortesia Pavilhão da China na 16ª Exposição de Arquitetura de Veneza, La Biennale di Venezia Beijing Cidi Memo iTown / Liu Yuyang. Imagem © Xiazhi, Cortesia Pavilhão da China na 16ª Exposição de Arquitetura de Veneza, La Biennale di Venezia + 11

Pavilhão do Egito na Bienal de Veneza 2018 explora tema dos mercados urbanos

15:00 - 18 Maio, 2018
Pavilhão do Egito na Bienal de Veneza 2018 explora tema dos mercados urbanos, Souq Aljuma, pelos autores
Souq Aljuma, pelos autores

Como parte de nossa cobertura da Bienal de Arquitetura de Veneza 2018, apresentamos a proposta para o Pavilhão do Egito. A seguir, os participantes descrevem sua contribuição.

O pavilhão egípcio, com curadoria dos arquitetos Islam El Mashtooly e Mouaz Abouzaid, e do professor de arquitetura Cristiano Luchetti, propõe o tema do redesenvolvimento e estratégias de requalificação de espaços comerciais espontâneos em todo o país. O fenômeno do comércio "livre", não estruturado, muitas vezes abusivo e ilegal é predominante em muitas áreas urbanas e suburbanas. O souk tradicional não está mais confinado a ruas estreitas e espaços intersticiais do tecido histórico. De fato, o espaço do comércio estende seus tentáculos sem problemas ao longo das linhas de fluxos urbanos sem qualquer regra aparente. O projeto para o pavilhão se concentra nessas espacialidades estratégicas, mas também em seu conteúdo. O comércio de Roba Becciah é uma grande parte de todas as atividades do mercado. Os itens em desuso produzidos e descartados pelas sociedades consumistas são primeiro coletados e depois empilhados em grandes áreas para criar enclaves monofuncionais para fins comerciais futuros. Roba Becciah representa para os curadores uma importante metáfora da condição antropológico-urbana do mundo contemporâneo.

Bjarke Ingels assume cargo de arquiteto-chefe na WeWork

15:00 - 9 Maio, 2018
Bjarke Ingels assume cargo de arquiteto-chefe na WeWork, CEO da WeWork Adam Neumann com Bjarke Ingels. Image. © Alexei Hay
CEO da WeWork Adam Neumann com Bjarke Ingels. Image. © Alexei Hay

A WeWork anunciou que Bjarke Ingels será seu novo arquiteto-chefe. Ingels, que se impôs no mundo da arquitetura com a criação de seu escritório BIG em 2005, continuará atuando como sócio fundador e diretor de criação de sua empresa, no entanto, em sua nova função na WeWork, "oferecerá suas ideias e visões para nos ajudar a ampliar e ultrapassar os limites da arquitetura, do imobiliário, da tecnologia e do design", explicou a WeWork em comunicado à imprensa. 

gmp vence concurso para complexo de ciências em Suzhou, China

19:00 - 6 Maio, 2018
gmp vence concurso para complexo de ciências em Suzhou, China, Cortesia de gmp Atchain
Cortesia de gmp Atchain

Até 2020, um campus de inovação com escritórios e laboratórios para jovens empresas no campo da alta tecnologia será desenvolvido em Suzhou, a metrópole do leste da China. 330.000 metros quadrados de área bruta distribuem-se em cinco conjuntos de edifícios de tamanhos diferentes, dispostos de forma deslocada em torno de uma paisagem de parque e lago. Na primavera de 2018, o projeto dos arquitetos paisagistas  Architects von Gerkan, Marg and Partners (gmp) e WES landscape architects ganhou o primeiro prêmio no concurso para o projeto.

Saguão de esposição, planta nível 1 Implantação Cortesia de gmp Atchain Cortesia de gmp Atchain + 15

Aprenda princípios do Feng Shui através destes sete projetos

14:00 - 17 Abril, 2018
Aprenda princípios do Feng Shui através destes sete projetos

O Feng Shui é uma corrente de pensamento chinesa que representa o conhecimento das forças necessárias para conservar as influências positivas de um ambiente e redirecionar as negativas, ou seja, é o modo como realçamos a energia que se move por nossas casas. 

Arquitetura e estresse devem ser sinônimos?

10:00 - 17 Abril, 2018
Arquitetura e estresse devem ser sinônimos?, © Filipe Vasconcelos
© Filipe Vasconcelos

Tornar-se arquiteto e trabalhar na área não parece ser das tarefas mais saudáveis. Longas jornadas, cobrança intensa e a necessidade de tomar decisões rapidamente, aliado com perspectivas de salários baixos e frequentes relatos de precarização das relações trabalhistas, tornam a arquitetura uma das profissões mais estressantes.

Uma pesquisa realizada pelo Architect’s Journal em 2016, constatou que 25% dos estudantes de arquitetura do Reino Unido buscam tratamentos relacionados a saúde mental. Em um artigo publicado em maio de 2014 sobre a saúde mental de estudantes de arquitetura, Jennifer Whelan debate resultados de uma pesquisa desenvolvida pela União do Estudante de Pós Graduação de Arquitetura, Paisagem e Design (GALDSU) da Universidade de Toronto, onde muitos alunos admitiram que regularmente viravam noites, pulando refeições, abandonando atividades sociais extracurriculares e raramente se exercitando para conseguir terminar os projetos no prazo.

Pavilhão da Holanda na Bienal de Veneza 2018 aborda as implicações das novas tecnologias no espaço construído

16:00 - 9 Abril, 2018
Pavilhão da Holanda na Bienal de Veneza 2018 aborda as implicações das novas tecnologias no espaço construído, Dado antropométrico - Operador de cabine do guindaste vs operador de controle remoto. Desenho de Het Nieuwe Instituut 2017. Cortesia de Het Nieuwe Instituut
Dado antropométrico - Operador de cabine do guindaste vs operador de controle remoto. Desenho de Het Nieuwe Instituut 2017. Cortesia de Het Nieuwe Instituut

Como parte da cobertura da Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018, apresentamos a proposta para o Pavilhão Holandês. Abaixo, os participantes descrevem sua contribuição com suas próprias palavras.

O Museu Het Nieuwe Instituut, uma das principais instituições acadêmicas da Holanda focada em arquitetura, design e cultura digital, apresentará "TRABALHO, CORPO, LAZER", a proposta holandesa para 16ª Bienal Internacional de Arquitetura de Veneza. Intitulada de "FREESPACE", a exposição curada pela arquiteta e pesquisadora Marina Otero Verzier foi encomendada pelo Het Nieuwe Instituut. O projeto expositivo para o Pavilhão holandês de 2018 aborda as configurações espaciais, as condições de vida humana e o sentido háptico, provocado pelas configurações espaciais correlatas às condições de trabalho no mundo contemporâneo. O projeto busca fomentar o desenvolvimento de novas experiências criativas no campo da arquitetura em resposta às novas tecnologias.

Geodésica de madeira abriga o maior planetário do mundo

12:00 - 6 Abril, 2018
Geodésica de madeira abriga o maior planetário do mundo, © Anastasia Ra, Daria Priroda, Olga Romanenko
© Anastasia Ra, Daria Priroda, Olga Romanenko

O projeto, inscrito em um gasômetro em São Petersburgo, visa transformar uma área industrial em um centro educacional e científico, com uma grande tela de projeção localizada em uma cúpula geodésica de 37 metros de diâmetro.

Materializado principalmente com madeira e ligações metálicas, baseia-se num modelo geométrico estrutural ideal para criar um grande impacto com uma construção leve e resistente.

© Anastasia Ra, Daria Priroda, Olga Romanenko © Anastasia Ra, Daria Priroda, Olga Romanenko © Anastasia Ra, Daria Priroda, Olga Romanenko © Anastasia Ra, Daria Priroda, Olga Romanenko + 33

Equipamentos urbanos para espaços públicos ajudam a construir uma cidade ciclável

19:00 - 30 Março, 2018
Equipamentos urbanos para espaços públicos ajudam a construir uma cidade ciclável, Bike Lockers | Reliance Foundry
Bike Lockers | Reliance Foundry

Projetar espaços públicos sem considerar a circulação e o estacionamento de bicicletas não é mais uma opção no mundo de hoje. A acessibilidade para o tráfego livre de ciclistas também deve ser acompanhada de condições de segurança adequadas, incorporando esses dispositivos da melhor maneira possível a parques, calçadas, estacionamentos e a paisagem urbana como um todo.

Você está projetando um espaço urbano, ou os exteriores do seu projeto exigem uma conexão correta com a circulação de bicicletas? Verifique esses elementos de suporte que podem ajudar você a criar uma cidade melhor para os ciclistas.

Pavilhão Nórdico na Bienal de Veneza de 2018 explorará a relação entre o ambiente construído e a paisagem natural

15:00 - 25 Março, 2018
Pavilhão Nórdico na Bienal de Veneza de 2018 explorará a relação entre o ambiente construído e a paisagem natural, Courtesy of Maurizio Mucciola
Courtesy of Maurizio Mucciola

Como parte da cobertura do Archdaily para a Pavilhão Nórdico. Abaixo, os participantes descrevem o projeto com suas próprias palavras.

O escritório de arquitetura finlandês Lundén Architecture Company foi escolhido para projetar a intervenção no pavilhão nórdico da Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018. A proposta de Eero Lundén, intitulada Another Generosity, explora a relação entre a natureza e o ambiente construído.

O objetivo é explorar novas maneiras de projetar edifícios, enfatizando esta delicada, e muitas vezes invisível, interação entre o espaço construído e o natural.

Pavilhão da Turquia na Bienal de Veneza 2018 oferece espaços para encontros criativos

15:00 - 18 Março, 2018
Pavilhão da Turquia na Bienal de Veneza 2018 oferece espaços para encontros criativos, Cortesia de İKSV
Cortesia de İKSV

Como parte da cobertura da Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018, apresentamos a proposta para o Pavilhão da Turquia. Abaixo, os participantes descrevem sua contribuição em suas próprias palavras.

Com curadoria feita por Kerem Piker e coordenação pela Fundação de Istambul para Cultura e Artes (İKSV), o Pavilhão da Turquia apresentará a Vardiya (the Shift) na 16ª Exposição Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza, que acontecerá entre os dias 26 de maio e 25 de novembro de 2018. Co-patrocinado por Schüco Turkey e VitrA, o Pavilhão da Turquia está localizado na Sale d'Armi, Arsenale, um dos principais locais da Bienal.

Concebido em resposta ao tema Freespace, título da Bienal de Arquitetura 2018,  Vardiya oferece um programa de eventos públicos com o Pavilhão da Turquia oferecendo espaço aberto para encontro, exposição e produção.

Pavilhão da Grécia na Bienal de Veneza 2018 explora visões utópicas de aprendizagem

16:00 - 17 Março, 2018
Pavilhão da Grécia na Bienal de Veneza 2018 explora visões utópicas de aprendizagem, Cortesia de Neiheiser Argyros
Cortesia de Neiheiser Argyros

Como parte da nossa cobertura da Bienal de Arquitetura de Veneza, apresentamos a proposta do Pavilhão da Grécia, segundo a descrição feita pelos próprios autores do projeto.

Xristina Argyros e Ryan Neiheiser foram os arquitetos escolhidos para a curadoria da exposição do Pavilhão Grego na 16ª Bienal Internacional de Arquitetura - La Biennale di Venezia - segundo o tema geral "Freespace", proposto por Yvonne Farrell e Shelley McNamara. Intitulado "A Escola de Atenas", o projeto fará uma análise da arquitetura dos espaços de ensino - desde a Academia de Platão até projetos contemporâneos. A escolha da curadoria foi realizada pelo Ministério do Meio Ambiente e Energia da Grécia e pelo Secretário Geral de Planejamento Urbano, Eirini Klampatsea.

Richard Meier é acusado de assédio sexual por 5 mulheres e afasta-se temporariamente de seu escritório

15:45 - 13 Março, 2018
Richard Meier é acusado de assédio sexual por 5 mulheres e afasta-se temporariamente de seu escritório, By <a rel="nofollow" href="http://blog.shankbone.org">David Shankbone</a> - <a rel="nofollow" href="http://blog.shankbone.org">David Shankbone</a>, <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/3.0">CC BY 3.0</a>, <a href="https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=6792098">Link</a>
By David Shankbone - David Shankbone, CC BY 3.0, Link

O jornal New York Times detalhou as acusações de assédio sexual de cinco mulheres contra Richard Meier. As denúncias foram feitas por quatro mulheres que trabalharam com o arquiteto, incluindo duas mulheres que descrevem assédios  ocorridos nos últimos dez anos. Uma quinta mulher, que não trabalhou na empresa, detalha um assédio com ele na década de 1980.

Em resposta às denúncias feitas pelo New York Times, o arquiteto de 83 anos disse que se ausentará por seis meses de sua empresa e emitiu a seguinte declaração: "Estou profundamente incomodado e envergonhado pelos relatos de várias mulheres que se ofenderam com minhas palavras e ações. Embora nossas lembranças possam diferir, peço sinceras desculpas por qualquer pessoa que tenha se ofendido pelo meu comportamento".

Votações abertas para o Prêmio Obra do Ano 2018

11:45 - 12 Março, 2018
Votações abertas para o Prêmio Obra do Ano 2018

Pela segunda vez, estamos atribuindo aos nossos leitores a responsabilidade de reconhecer e premiar os projetos que causaram o maior impacto na profissão através do Prêmio ArchDaily Brasil Obra do Ano 2018Ao votar, você passa a fazer parte de uma rede imparcial de jurados reconhecendo os projetos mais relevantes do último ano.

Nas próximas duas semanas, a inteligência coletiva de nossos leitores filtrará centenas de projetos de países lusófonos - Brasil, Portugal, Moçambique, Angola, Guiné-Bissau, Timor-Leste, Guiné Equatorial, Macau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe - publicados em 2017, selecionando as melhores obras construídas em território de língua portuguesa.

De um universo de centenas de obras publicadas em 2017, os leitores escolherão seus favoritos, dos quais os 15 mais votados passarão à segunda fase de votação do Prêmio.

Escolha e vote em seus projetos favoritos!

Quem é Balkrishna (B.V.) Doshi? 12 coisas para saber sobre o ganhador do Pritzker de 2018

13:01 - 7 Março, 2018
Quem é Balkrishna (B.V.) Doshi? 12 coisas para saber sobre o ganhador do Pritzker de 2018, Le Corbusier e Balkrishna Doshi. Cortesia de Balkrishna Doshi.
Le Corbusier e Balkrishna Doshi. Cortesia de Balkrishna Doshi.

B.V. Doshi, um dos praticantes mais célebres da arquitetura indiana moderna, nasceu em Pune, na Índia, em 1927. Quase 90 anos depois, o júri do Prêmio Pritzker escolheu-o como o laureado de 2018. Conheça a história de Doshi - incluindo seu relacionamento íntimo com o lendário Le Corbusier - nesta lista de fatos interessantes.

Balkrishna Doshi vence o Prêmio Pritzker 2018

11:56 - 7 Março, 2018
Balkrishna Doshi vence o Prêmio Pritzker 2018

O júri do Pritzkter deste ano escolheu o arquiteto indiano Balkrishna Doshi, conhecido como B.V. Doshi ou Doshi, como vencedor do Prêmio Pritzker 2018. Estudante e colaborador de Le Corbusier e Louis Kahn e em atividade há mais de 70 anos, a arquitetura poética de Doshi se baseia em influências das culturas orientais, resultando em uma obra que "tocou vidas de todas as classes socioeconômicas em um amplo espectro de programas desde a década de 1950 ", disse o júri. Doshi é o primeiro arquiteto indiano a receber a maior honra da arquitetura.

"Doshi": Conheça o Pritzker 2018 em um documentário de 8 capítulos

11:55 - 7 Março, 2018
"Doshi": Conheça o Pritzker 2018 em um documentário de 8 capítulos, Cenas do documentário "Doshi"
Cenas do documentário "Doshi"

Balkrishna Doshi, vencedor do Prêmio Pritzker 2018, apesar de ter uma produção extensa, é um nome pouco conhecido no mundo ocidental. Dirigido por Premjit Ramachandran, o documentário "Doshi" permite que o espectador se aproxime da visão deste importante arquiteto indiano através de seus pensamentos, conhecendo parte do seu conjunto de obras. O filme, em inglês, foi filmado num estilo franco de conversação, revelando um ser humano original e criativo que, mesmo com idade avançada, segue apaixonado tanto pela arquitetura, como pela vida e a aprendizagem. 

O filme torna-se uma mesa redonda com Doshi, seus ex-alunos, seus contemporâneos e até mesmo membros de sua família, tudo dentro do contexto de sua arquitetura. A câmera segue seu protagonista através de espaços desenhados por ele, enquanto ele narra, relembra e explica seus processos de criação. Também revela como faz de sua filosofia parte intrínseca de sua própria vida.