O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. A arquitetura de algumas das cidades mais antigas do mundo ainda habitadas

A arquitetura de algumas das cidades mais antigas do mundo ainda habitadas

A arquitetura de algumas das cidades mais antigas do mundo ainda habitadas
A arquitetura de algumas das cidades mais antigas do mundo ainda habitadas

O que há de tão impressionante nas cidades mais antigas e ainda habitadas do mundo? Provavelmente o fato de que suas sociedades têm evoluído em uma série ininterrupta de eras, com valores em constante mudança e estilos que, entre outras coisas, deram origem a memórias arquitetônicas de suas longas histórias. Estas cidades não são como os sítios arqueológicos que visitamos para ver como as pessoas viveram milhares de anos atrás; elas são os lugares exatos onde as pessoas viveram milhares de anos atrás e os lugares onde as pessoas ainda estão vivendo hoje, com suas ricas histórias enterradas sob camadas de tinta e concreto em vez de terra.

Com várias cidades antigas espalhadas ao redor do mundo, a variedade de tesouros arquitetônicos encontrados nelas é muito vasta. Para dar apenas uma amostra da sua diversidade, apresentamos aqui uma seleção de 18 das mais antigas cidades ainda habitadas em várias regiões do mundo, que vão desde as mais novas até as mais antigas, com um pequeno fragmento de seus vários enigmas arquitetônicos.

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Berat.jpg'>Wikimedia user Joonas Lytinen</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/deed.en'>CC BY 2.0</a> © <a href='https://www.flickr.com/photos/dziecienocy/5039948774'>Flickr user dziecienocy</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a> © <a href='https://www.flickr.com/photos/worak/907175079'>Flickr user worak</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a> © <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Gopuram-madurai.jpg'>Wikimedia user Nataraja</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/1.0/deed.en'>CC BY-SA 1.0</a> + 20

Acoma Pueblo, Novo México, EUA (habitada desde 1200 d.C.)

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Aerial_View_of_Acoma_Sky_City.jpg'>Wikimedia user Marshall Henrie</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© Wikimedia user Marshall Henrie licensed under CC BY-SA 3.0

Situada na borda de um planalto de arenito ao lado de uma queda de 112 metros, Acoma Pueblo está estrategicamente posicionada e bem camuflada, composta por pouco mais de 250 casas de tijolo de adobe. Escadas de madeira tradicionais adornam os edifícios de três pavimentos, sendo a única maneira de entrar nos níveis superiores das residências.

Poznań, Polônia (habitada desde 900 d.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/dziecienocy/5039948774'>Flickr user dziecienocy</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a>
© Flickr user dziecienocy licensed under CC BY-SA 2.0

Uma característica especial dos edifícios históricos de Poznań é sua decoração de fachada pintada atipicamente, existindo uma grande variedade de padrões e cores.

Bagan, Myanmar (habitada desde 849 d.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/worak/907175079'>Flickr user worak</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user worak licensed under CC BY 2.0

Conhecida por sua arquitetura religiosa, mais de 2.200 templos birmaneses são encontrados em Bagan hoje - apenas uma parte dos mais de 10.000 edifícios religiosos construídos na cidade entre os séculos XII e XIII. [2]

Tiruvannamalai, Índia (habitada desde 800 d.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/adam_jones/3774456620'>Flickr user adam_jones</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a>
© Flickr user adam_jones licensed under CC BY-SA 2.0

A história e organização urbana desta cidade giram em torno do Templo Annamalaiyar, que data os primórdios de Tiruvannamalai. Localizada nas colinas sagradas Annamalai, esta cidade é um local de peregrinação para milhões de pessoas a cada ano, possivelmente explicando a expansão da cidade para além das paredes do Templo.

Quioto, Japão (habitada desde 794 d.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/pedrosz/32055172965'>Flickr user pedrosz</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a>
© Flickr user pedrosz licensed under CC BY-SA 2.0

Quioto é uma das cidades mais ricas do Japão quando se trata de arquitetura japonesa tradicional. Os grandes beirais que se estendem para fora dos telhados curvados, caraterísticas da arquitetura japonesa, ainda existem em toda a cidade, assim como as tradicionais residências machiya.[4]

Luang Prabang, Laos (habitada desde 694 d.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/7827294@N04/8094253448/'>Flickr user jayarc</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user jayarc licensed under CC BY 2.0

Junto com os 33 templos Wat e a arquitetura colonial sobrevivente, Luang Prabang também apresenta vestígios do reino Lan Xang dos séculos XVI-XVIII. Baixos tetos de madeira, que são uma reminiscência dos estilos de construção tailandesa, podem ser encontrados na cidade. Hoje em dia os moradores muitas vezes constroem suas casas em palafitas, com espaço para os animais na parte de baixo. [5]

Hanoi, Vietnã (habitada desde 454 d.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/joergreschke/3296370587'>Flickr user joergreschke</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user joergreschke licensed under CC BY 2.0

Devido às taxas de construção em Hanói, com base na largura da fachada do edifício, muitas edificações na cidade são altas e estreitas. Daí o seu apelido: casas tubo. O térreo é frequentemente utilizado como o espaço comercial para os habitantes do edifício e os pátios são adicionados para melhorar o fluxo de ar dentro das casas firmemente embaladas.[6]

Zanzibar, Tanzânia (habitada desde 100-300 d.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/joshkehn/9371214116'>Flickr user joshkehn</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user joshkehn licensed under CC BY 2.0

Com influências históricas da arquitetura árabe, persa, indiana e europeia, pode-se encontrar mansões árabes monolíticas ao lado de casas com varandas de madeira, delicadamente entalhada, originárias da Índia. [7]

Cholula, México (habitada desde 200 a.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/tlacomiztli/13372496095'>Flickr user tlacomiztli</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a>
© Flickr user tlacomiztli licensed under CC BY-SA 2.0

Desconhecida para muitos, Cholula é o lar da maior pirâmide do mundo, construída com tijolos de adobe. Seu estilo de construção arquitetônica está intimamente ligado ao de Teotihuacan, a antiga cidade no Vale do México. [8]

Madurai, Índia (habitada desde 300 a.C.)

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Gopuram-madurai.jpg'>Wikimedia user Nataraja</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/1.0/deed.en'>CC BY-SA 1.0</a>
© Wikimedia user Nataraja licensed under CC BY-SA 1.0

De cima, pode-se ver o plano urbano de Madurai como uma série de ruas quadráticas cercando o Templo Meenakshi Aman no centro da cidade. Seu desenho origina-se no século XVI, quando o rei de Maduari reordenou a cidade de acordo com Shilpa Shastras, ou "as regras da arquitetura". [9]

Berat, Albânia (habitada desde 314 a.C.)

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Berat.jpg'>Wikimedia user Joonas Lytinen</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/deed.en'>CC BY 2.0</a>
© Wikimedia user Joonas Lytinen licensed under CC BY 2.0

Conhecida como a "Cidade das Mil Janelas", as casas ao longo do rio Osum apresentam uma emaranhado de quadrantes escuros contra paredes brancas.

Suzhou, China (habitada desde 514 a.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/brianharringtonspier/5786778062'>Flickr user brianharringtonspier</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a>
© Flickr user brianharringtonspier licensed under CC BY-SA 2.0

As residências são alinhadas aos canais de Suzhou, muito similar ao que é feito em Veneza, conduzindo diretamente na água as fundações de pedra. Telhados com longos beirais e intrincados padrões de madeira enquadram as janelas e varandas.

Constantina, Algéria (habitada desde 600 a.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/78639950@N03/15677767044'>Flickr user Hichem Merouche</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user Hichem Merouche licensed under CC BY 2.0

Construídos sobre a borda de um desfiladeiro, os edifícios de Constantina parecem derreter na montanha.

Cartago, Tunísia (habitada desde 814 a.C.)

Image <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Carthage-1958-PortsPuniques.jpg'>via Wikimedia</a> (public domain)
Image via Wikimedia (public domain)

Cartago já foi lar de um poderoso porto, fortemente protegido por paredes e portões. Os remanescentes desta proeza estrutural são deixados na forma de um canal circular pela costa onde os navios permaneciam.

Flores, Guatemala (habitada desde 900 a.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/graeme/5974849423'>Flickr user graeme</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user graeme licensed under CC BY 2.0

Na ilha de Flores, que agora é apenas uma pequena parte da cidade de Flores, o último Estado Maia independente sobreviveu aos conquistadores espanhóis até 1697. Todo o existente antes desta época foi destruído e substituído pela arquitetura atual encontrada na cidade, incluindo edifícios feitos em tijolos pintados em cores vivas. [10]

Cádiz, Espanha (habitada desde 1100 a.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/xiquinho/28289458206'>Flickr user xiquinho</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user xiquinho licensed under CC BY 2.0

As ruas densamente povoadas e estreitas de Cádiz seguem em direção ao oceano numa estreita península. Ela abriga catedrais e teatros neo-clássicos ornamentados, assim como volumes mais minimalistas, frequentemente brancos - uma marca registrada da arquitetura andaluz. 

Varanasi, Índia (habitada desde 1800 a.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/jafsegal/23166750299'>Flickr user jafsegal</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user jafsegal licensed under CC BY 2.0

As lendas dizem que Varanasi foi fundada pelo deus Hindu Shiva. A cidade é conhecida por seus ghats, ou escadarias na margem do rio Ganges; Há mais de 80 ghats em Varanasi, a maioria deles construída após 1700. Alguns são usados exclusivamente para cerimônias de cremação mas eles são usados, principalmente, para tomar banho no rio e em cerimônias de oração puja. [12]

Atenas, Grécia (habitada desde 5000 a.C.)

© <a href='https://www.flickr.com/photos/carolemage/14220991245/'>Flickr user carolemage</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>CC BY-SA 2.0</a>
© Flickr user carolemage licensed under CC BY-SA 2.0

Quando se trata da mais antiga cidade habitada do mundo, as coisas ficam um pouco complicadas: várias cidades, incluindo Damasco e Jericó, têm evidências arqueológicas que remontam o início do período neolítico, mas a prova de uma colonização contínua anterior a 3.000 a.C. é um desafio. Para completar esta lista, selecionamos uma cidade cuja Acrópole mundialmente famosa foi construída há quase dois terços de sua vida e agora está cercada por edifícios ainda mais jovens como parte de uma movimentada metrópole global.

Referências:

  1. Acoma Pueblo. Acesso Abril 11, 2017.
  2. Bagan. Acesso Abril 20, 2017.
  3. Tiruvannamalai. Acesso Abril 17, 2017.
  4. Kyoto. Acesso Abril 21, 2017.
  5. Luang Prabang: Architecture - TripAdvisor. Acesso Abril 25, 2017.
  6. Hanoi: Architecture - TripAdvisor. Acesso Abril 25, 2017.
  7. Stone Town Architecture | Zanzibar History. Acesso Abril 25, 2017.
  8. Great Pyramid of Cholula. Acesso Abril 2, 2017.
  9. Madurai. Acesso Abril 25, 2017.
  10. Flores, El Petén. Acesso Maio 1, 2017.
  11. Cádiz. Acesso Abril 20, 2017.
  12. Varanasi: Architecture - TripAdvisor. Acesso Abril 25, 2017.

Sobre este autor
Ariana Zilliacus
Autor
Cita: Zilliacus, Ariana. "A arquitetura de algumas das cidades mais antigas do mundo ainda habitadas" [The Architecture of Some of the World's Oldest Continuously Inhabited Cities] 10 Mai 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/870721/a-arquitetura-de-algumas-das-cidades-mais-antigas-do-mundo-ainda-habitadas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.