O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. Doze sistemas de transporte público do mundo e como influenciam a mobilidade urbana

Doze sistemas de transporte público do mundo e como influenciam a mobilidade urbana

Doze sistemas de transporte público do mundo e como influenciam a mobilidade urbana
Doze sistemas de transporte público do mundo e como influenciam a mobilidade urbana, Nueva York, Estados Unidos. Image © LSE Cities
Nueva York, Estados Unidos. Image © LSE Cities

Esta série de mapas elaborados pelo Centro de Estudos Urbanos LSE Cities, da Escola de Economia e Ciência Política da Universidade de Londres, apresenta a infraestrutura de transporte público de doze cidades do mundo.

Segundo a instituição, "a infraestrutura de transporte é um fator crítico da forma urbana", uma afirmação que sustenta e que, em grande medida, determina a densidade ou expansão de uma cidade, além da localização das populações e centralização das funções econômicas.

Como resultado, as áreas urbanas onde se localizam os sistemas de ônibus, metrô e trem acabam influenciando na acessibilidade dos habitantes ao transporte público e na ocupação do espaço urbano.

Tomando isso como referência e avaliando a rede de transporte das cidades selecionadas (Berlim, Bombaim, Cidade do México, Déli, Istambul, Hong Kong, Joanesburgo, Londres, Nova Iorque, Rio de Janeiro, São Paulo e Xangai), é possível descobrir o quão eficiente é um determinado sistema de transporte urbano.

Por exemplo, ao observar as redes de ônibus, metrô e trem de Londres e Nova Iorque, que se destacam das demais cidades por sua extensão, a pesquisa aponta que estas cidades apresentam níveis de acessibilidade mais elevados. 

Londres, Reino Unido. Image © LSE Cities
Londres, Reino Unido. Image © LSE Cities

Com efeito, se levarmos em consideração apenas a rede de metrô, é possível reconhecer como estas cidades beneficiam a mobilidade dos cidadãos, já que Londres conta com 11 linhas e 270 estações que oferecem uma cobertura de 402 quilômetros, ao passo que Nova Iorque conta com 24 linhas, 468 estações e 1.062 quilômetros de vias.

Outro ponto ligado à eficiência de um sistema de transporte público, segundo a pesquisa, é se ele estabelece alguma relação com a geografia da cidade. Sobre isso, a instituição aborda o que ocorre em Bombaim, Istambul e Hong Kong, consideradas limitadas por características geográficas mas cujos sistemas de transporte são eficientes e acessíveis.

Hong Kong, China. Image © LSE Cities
Hong Kong, China. Image © LSE Cities

Em contrapartida, o que ocorre na Cidade do México e São Paulo é que, embora seus sistemas de transporte não sejam limitados pela geografia, estes não conseguem atender toda a demanda do público, o que faz com que estas cidades sejam dominadas pelo transporte individual.

Ciudad de México. Image © LSE Cities
Ciudad de México. Image © LSE Cities

A cobertura do sistema de transporte influencia claramente no deslocamento das pessoas na cidade e reflete a oferta pública que existe em relação ao desenvolvimento econômico local e a forma urbana. 

Neste sentido, é possível aformar que as cidades que têm uma maior cobertura de transporte público contam com maiores taxas de mobilidade sustentável. Este é um aspecto que se reflete em Nova Iorque, cidade que tem um dos sistemas de metrô mais extensos do mundo e onde 40% dos percursos casa-trabalho-casa são realizados de metrô (a taxa mais elevada entre as cidades estudadas).

Uma situação semelhante ocorre em Hong Kong e Londres, onde o transporte público é usado em, respectivamente, 40% e 50% dos percursos pendulares.

¿Cómo viajan los ciudadanos?. Image © LSE Cities
¿Cómo viajan los ciudadanos?. Image © LSE Cities

A mobilidade sustentável está também muito presente nas cidades que começaram a expandir a cobertura de seus sistemas de transporte público nas últimas décadas. Isso ocorre, por exemplo, em Bombaim, Istambul e Hong Kong, onde o modo de transporte predominante dos percursos diários é a caminhada. 

Veja, na galeria a seguir, a cobertura dos sistemas de transporte público nas doze cidades analisadas. 

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Gaete, Constanza Martínez. "Doze sistemas de transporte público do mundo e como influenciam a mobilidade urbana" [Mapas: cobertura de 12 sistemas de transporte público del mundo y cómo influyen en la movilidad urbana] 04 Jan 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/802650/doze-sistemas-de-transporte-publico-do-mundo-e-como-influenciam-a-mobilidade-urbana> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.