O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. As 10 cidades do mundo com o melhor equilíbrio entre vida e trabalho

As 10 cidades do mundo com o melhor equilíbrio entre vida e trabalho

As 10 cidades do mundo com o melhor equilíbrio entre vida e trabalho
As 10 cidades do mundo com o melhor equilíbrio entre vida e trabalho, © Ginebra, Suiza. © United Nations Photo, via Flickr
© Ginebra, Suiza. © United Nations Photo, via Flickr

A habitabilidade é um conceito que vem ganhando força e destaque, sobretudo quando se pensa que em no ano 2050, 75% da população mundial viverá nas cidades.

Um estudo recente publicado na Revista Mundial de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Sustentável (WRSTSD) aborda o tema da habitabilidade mediante a criação de um Índice Global de Cidade Habitáveis (GLCI), que ajuda traçar um panorama das cidades que permitem um melhor equilíbrio entre vida e trabalho. 

A seguir, mais detalhes da avaliação e os resultados da pesquisa.

Em 2014, um estudo da Unidade de Inteligência Econômica (UIE) da revista The Economist apontou Melbourne como a cidade mais habitável do mundo entre 140 casos de estudo. A pesquisa avaliou a qualidade de vida segundo os seguintes tópicos: Cultura e Meio Ambiente, Educação, Estabilidade, Infraestrutura e Saúde.

Nesta mesma linha, a consultora Mercer realizou ano passado uma pesquisa que avaliou 223 cidades segundo suas características ambientais, culturais, econômicas, educacionais, políticas, de saúde etc., classificadas por continentes. Desta vez, Viena, Zurique, Singapura, Vancouver e Abu Dhabi foram as cidades mais bem avaliadas. 

Todavia, em ambas as medições foram analisados indicadores que não abordavam como a habitabilidade se relaciona com o trabalho e a qualidade de vida.

No recente estudo publicado pela WRSTSD e realizado por Tan Khee Giap, Woo Wing Thye e Grace Aw - pesquisadores da Universidade da Califórnia (EUA), Curtin (Austrália) e do Instituto Ásia Competitiva (Singapura), respectivamente - estes e outros fatores foram combinados entre si, dando origem ao Índice Global de Cidades Habitáveis (GLCI)

Os indicadores foram classificados em dois grupos e combinados entre si no momento de avaliar 64 cidades e selecionar quais são as que atendem os critérios.

O primeiro grupo de indicadores corresponde ao dinamismo econômico e a competitividade, a influência para levantar temas na agenda cultural e na política, a segurança nacional e a estabilidade. O segundo grupo, por sua vez, compreendia medições sobre se a cidade apresenta ambientes agradáveis para se viver, o clima, se conta com lugares atrativos, o respeito ao meio-ambiente e as condições sócio-culturais. 

Desse modo, o índice consegue equilibrar a projeção de influência de uma cidade para gerar oportunidades econômicas, oferecer atividades recreativas e qualidades estéticas, segundo apontam os pesquisadores.

Tendo isso em conta, alguém poderia se perguntar como a habitabilidade e o trabalho se relacionam em uma cidade. Segundo os investigadores, podemos analisar isso a partir de uma perspectiva econômica, pois a habitabilidade é um atributo que atrai pessoas talentosas que ajudam no desenvolvimento econômico e na resiliência de uma cidade. Não obstante, os pesquisadores sustentam que as cidades devem proporcionar a seus habitantes as condições para que estes alcancem uma boa qualidade de vida e um crescimento pessoal.

Considerando a metodologia descrita, as 10 cidades que melhor equilibram a vida e o trabalho segundo o Índice Global de Cidades Habitáveis (GLCI) são:

1. Genebra, Suíça

© Ginebra, Suiza © Erik Harström, via Flickr
© Ginebra, Suiza © Erik Harström, via Flickr

2. Zurique, Suíça

© Zúrich, Suiza. © szeke via Flickr
© Zúrich, Suiza. © szeke via Flickr

3. Cidade de Singapura

© usiruk, via Flickr
© usiruk, via Flickr

4. Copenhague, Dinamarca

© Ghita Katz Olsen, via Flickr
© Ghita Katz Olsen, via Flickr

5. Helsinki, Finlândia

© City Clock Magazine, via Flickr
© City Clock Magazine, via Flickr

6. Cidade de Luxemburgo, Luxemburgo

© Tilemahos Efthimiadis, via Flickr
© Tilemahos Efthimiadis, via Flickr

7. Estocolmo, Suécia

© Ulf Bodin, via Flickr
© Ulf Bodin, via Flickr

8. Berlim, Alemanha

©  Miradortigre, via Flickr
© Miradortigre, via Flickr

9. Hong Kong, China

© Herry Lawford, via Flickr
© Herry Lawford, via Flickr

10. Auckland, Nova Zelândia

© Chris Gin, via Flickr
© Chris Gin, via Flickr

Referências: FastCoExistScienceDailyEurekAlert!

Via Plataforma Urbana.

Sobre este autor
Constanza Martínez Gaete
Autor
Cita: Gaete, Constanza Martínez. "As 10 cidades do mundo com o melhor equilíbrio entre vida e trabalho" [Las 10 ciudades del mundo que mejor equilibran la vida y el trabajo] 13 Fev 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/761987/as-10-cidades-do-mundo-com-o-melhor-equilibrio-entre-vida-e-trabalho> ISSN 0719-8906