O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Resultados da pesquisa “Megacidades e Infraestrutura na América Latina: o que pensam as pessoas”

Resultados da pesquisa “Megacidades e Infraestrutura na América Latina: o que pensam as pessoas”

Resultados da pesquisa “Megacidades e Infraestrutura na América Latina: o que pensam as pessoas”
Resultados da pesquisa “Megacidades e Infraestrutura na América Latina: o que pensam as pessoas”, Buenos Aires. Image © benontherun.com, Flickr
Buenos Aires. Image © benontherun.com, Flickr

“Os espaços públicos de sua cidade são suficientes? Como avalia a qualidade do serviço de água? Qual é o seu tempo médio de deslocamento? Estas foram algumas perguntas feitas a 5.000 habitantes da América Latina como parte da pesquisa “Megacidades e Infraestrutura na América Latina: o que pensam as pessoas”

A pesquisa foi realizada no final de 2013 pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em cinco cidades da região: Buenos Aires, Cidade do México, São Paulo, Bogotá e Lima. As três primeiras foram escolhidas pelo BID por considera-las megacidades, o que as duas últimas serão em breve.

As perguntas foram feitas a 1.000 habitantes de cada cidade e buscavam entender o que pensam sobre a qualidade de vida na cidade em que vivem, as necessidades de infraestrutura urbana e os padrões dos serviços públicos, entre outras questões.

Os resultados com infográficos a seguir

Um dos grandes temas que a pesquisa incluiu foi o transporte, com o objetivo de conhecer os tempos de deslocamento, de ida e volta, do percurso mais comum feito pelos habitantes de uma cidade. Em relação a isso, obteve-se que nas cinco cidades os habitantes demoram em média 1 hora e 28 minutos, sendo em São Paulo o maior tempo e em Lima o menor.

Tempo de trajeto estimado (ida e volta). Fonte: BID
Tempo de trajeto estimado (ida e volta). Fonte: BID

Com o objetivo de não deixar de fora dos resultados aqueles que levam mais de 1 hora e 30 minutos em seu percurso mais frequente, determinou-se em que cidades esta situação é mais comum. Dessa forma obteve-se que são no total 28,1 milhões de pessoas que demoram mais do que este tempo médio, sendo que 50% destes estão em Bogotá.

Habitantes que passam mais de 1h30min no trânsito. Fonte: BID
Habitantes que passam mais de 1h30min no trânsito. Fonte: BID

Os habitantes que viajam mais de 1 hora e meia e que pertencem à classe média consideram o transporte sua segunda prioridade. Em contraponto, para as classes mais altas e baixas este tema não tem a mesma importância.

Um segundo tema presente foi a água, com a finalidade de entender a opinião das pessoas sobre a qualidade, o consumo e o custo, entre outros fatores.

Sobre isso, o estudo concluiu que 76% dos entrevistados nas 5 cidades estão satisfeitos com a qualidade do serviço de água. Entretanto, ao ver os casos por cidade, obteve-se que os mais conformados estão em Bogotá, em contraste com os habitantes da Cidade do México, onde 28% avaliam a qualidade do serviço como “ruim” ou “muito ruim”.

Qualidade do serviço da água. Fonte: BID
Qualidade do serviço da água. Fonte: BID

Ao conhecer a opinião sobre a percepção do custo da água, 90% dos habitantes de Buenos Aires acreditam que não seja um recurso caro, enquanto em Bogotá 34% o consideram caro.

Percepção do custo da água. Fonte: BID
Percepção do custo da água. Fonte: BID

Se relacionarmos os resultados do custo da água com a opinião sobre o consumo realizado nas residências, os habitantes de Bogotá são os que mais acreditam precisar diminuir o consumo, em oposição ao que pensam os cidadãos de Lima.

Diminuição do consumo de água. Fonte: BID
Diminuição do consumo de água. Fonte: BID

A qualidade dos espaços públicos e a segurança neles foi outro assunto avaliado na pesquisa. Os melhores resultados nestes indicadores estão em Buenos Aires, onde 44% consideram os espaços públicos da cidade suficientes e 32% acreditam que sejam seguros. Em contrapartida, as menores porcentagens nos dois fatores estão em São Paulo.

Sobre este mesmo assunto, mas ao analisar os resultados das cinco cidades pelas prioridades de seus moradores, o BID concluiu que 1 em cada 6 habitantes considera que os espaços públicos estejam entre as quatro principais prioridades urbanas.

Resultado dos espaços públicos. Fonte: BID
Resultado dos espaços públicos. Fonte: BID

Segundo as respostas as 190 perguntas, os resultados foram classificados na seguinte ordem:

Assuntos prioritários por cidade. Fonte: BID
Assuntos prioritários por cidade. Fonte: BID

Via Plataforma Urbana. Tradução Camilla Ghisleni, ArchDaily Brasil.

Ver a galeria completa

Cita: Constanza Martínez Gaete. "Resultados da pesquisa “Megacidades e Infraestrutura na América Latina: o que pensam as pessoas”" 17 Abr 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/189192/resultados-da-pesquisa-megacidades-e-infraestrutura-na-america-latina-o-que-pensam-as-pessoas> ISSN 0719-8906