i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

7 Grandes obras da arquitetura latino-americana em estado de deterioração e abandono

16:00 - 25 Maio, 2017
Los Manantiales. Imagem © Erik Eugenio Martínez Parachini
Los Manantiales. Imagem © Erik Eugenio Martínez Parachini

Quantas vidas tem uma grande obra de arquitetura? A primeira começa quando é construída e habitada, e é julgada pelo impacto que tem sobre a qualidade de vida dos seus habitantes. A segunda chega gerações depois quando sua relevância se torna histórica e talvez sua função inicial já não se adapta a sociedade que a cerca. O valor deste tipo de edifício reside no fato de que eles nos comunicam o passado e, por isso, sua conservação é necessária. 

Entretanto, na América Latina, existem incontáveis casos de edifícios com grande valor arquitetônico que se encontram em estados lamentáveis de descuido e deterioração. Apresentamos sete exemplos a seguir:

Clássicos da Arquitetura: Centro Cultural Jabaquara / Shieh Arquitetos Associados

12:00 - 1 Maio, 2017
Clássicos da Arquitetura: Centro Cultural Jabaquara / Shieh Arquitetos Associados, © Fernando Stankuns
© Fernando Stankuns

© Fernando Stankuns © Fernando Stankuns Cortesia de Shieh Arquitetos Associados Cortesia de Shieh Arquitetos Associados +60

Por Shieh Shueh Yau e Gustavo Neves da Rocha Filho

O objetivo do projeto era valorizar a Casa-Sede do Sítio da Ressaca. Assim, restaurado o edifício histórico e recomposta a micro-paisagem, o novo espaço é constituído por um edifício cuja implantação se fez conforme princípios de visibilidade e de valorização do monumento.

A locação do novo edifício proporcionou uma diferenciação fácil de acessos e tratamentos das áreas em relação à Casa-Sede, deixando esta numa posição de relativo isolamento, proporcionado pelo afastamento, pela pequena e artificial movimentação do terreno e pela maior naturalidade de tratamento dos pisos e da vegetação no seu entorno.

Clássicos da Arquitetura: Everson Museum / I.M. Pei

12:00 - 26 Abril, 2017
Clássicos da Arquitetura: Everson Museum / I.M. Pei, © Jesse Ganes
© Jesse Ganes

Do arquiteto. Com uma coleção centrada na arte americana e cerâmica, o Everson Museum existe como uma estrutura que é mais do que apenas um depósito para a arte. Projetado em 1968 por I.M. Pei, o edifício procurou desafiar a tipologia tradicional do museu através de sua forma inovadora, enquanto também existir como um objeto de arte moderna por si só. Pei concebeu o Everson como uma estrutura completamente aberta com acessos a seu interior a partir de todos os seus lados expostos.

© Jesse Ganes © Jesse Ganes © Jesse Ganes © Jesse Ganes +15

Clássicos da Arquitetura: Restaurante Los Manantiales / Félix Candela

12:00 - 17 Abril, 2017
Clássicos da Arquitetura: Restaurante Los Manantiales / Félix Candela, © Erik Eugenio Martínez Parachini
© Erik Eugenio Martínez Parachini

© Erik Eugenio Martínez Parachini © Erik Eugenio Martínez Parachini © Usuario de Flickr: wework4her. (CC BY-SA 2.0) © Usuario de Flickr: wework4her. (CC BY-SA 2.0) +24

Este projeto do arquiteto espanhol Félix Candela localiza-se em Xochimilco, local de enorme significado pelas origens pré-hispânicas, hoje Cidade do México, em uma área conhecida por ter tido uma das fontes mais importantes de água doce para a cidade de então. O edifício do restaurante "Los Manantiales" construído no ano de 1957, possui uma grande sala com capacidade para cerca de 1000 pessoas, formada pela intersecção de 4 paraboloides hiperbólicos, constituindo um destacável exemplo desse ramo de projeto estrutural.

Clássicos da Arquitetura: Fábrica Renault / Ricardo Legorreta

12:00 - 12 Abril, 2017
Clássicos da Arquitetura: Fábrica Renault / Ricardo Legorreta , via Legorreta+Legorreta
via Legorreta+Legorreta

via Legorreta+Legorreta via Legorreta+Legorreta via Legorreta+Legorreta via Legorreta+Legorreta +10

Por Legorreta+Legorreta

A Fábrica Renaul implanta-se no deserto. Legorreta respondeu ante o respeito e a magia do deserto que absorve os seres humanos: "O deserto é mágico, é impossível descrevê-lo, ele somente te absorve. Encontrei-me com um deserto e um muro que nunca terminam. Não quis suavizar esta emoção, assim que no lugar de inserir plantas ornamentais em áreas abertas, cobrimos o terreno com pedra de rio e, no lugar de uma cor tênue, usamos o roxo. No lugar de disputar com o deserto, o complementamos."

Clássicos da Arquitetura: Maison de Verre / Pierre Chareau e Bernard Bijvoet

12:00 - 27 Março, 2017
Clássicos da Arquitetura: Maison de Verre / Pierre Chareau e Bernard Bijvoet, © Wikimedia user: Subrealistsandu
© Wikimedia user: Subrealistsandu

© Wikimedia user: Subrealistsandu © Wikimedia user: Subrealistsandu © Wikimedia user: Subrealistsandu Perspectivas Axonométricas +11

Do arquiteto. Projetada por Pierre Chareau e Bernard Bijvoet, a Maison de Verre (em português "Casa de Vidro"), é um marco no início da arquitetura moderna.

Clássicos da Arquitetura: Casa e escritório do arquiteto / Hans Broos

12:00 - 20 Março, 2017
Clássicos da Arquitetura: Casa e escritório do arquiteto / Hans Broos, © Orlando Maretti
© Orlando Maretti

©  Karine Daufenbach. Via Arquivo Arq ©  Karine Daufenbach. Via Arquivo Arq © Acervo Hans Broos. Via Arquivo Arq ©  Karine Daufenbach. Via Arquivo Arq +16

Por Bernardo Brasil Bielschowsky e João Serraglio

Em meio a grandes muros, que mais parecem barragens de rios, surge um muro de tijolos estruturais, mais baixo, aproximando-se da escala humana.

O muro deixa aparecer um volume circular, de concreto aparente moldado in loco. É uma caixa d'água, um indício de que atrás do muro existe uma casa.

Clássicos da Arquitetura: Casa Prairie Chicken / Herb Greene

12:00 - 15 Março, 2017
Clássicos da Arquitetura: Casa Prairie Chicken / Herb Greene, © Julius Shulman
© Julius Shulman

Do arquiteto. A Residência Greene, apelidada pela Life Magazine como "Prairie Chicken House (algo como Casa Frango da Pradaria)", foi construída nas pradarias de Norman, Oklahoma em 1961 e rapidamente tornou-se um símbolo do modernismo orgânico. O arquiteto Herb Greene levou o movimento orgânico de Frank Lloyd Wright e Bruce Goff para um novo nível livre no projeto da casa para ele e sua família, transmitindo um sentido de pertencimento e propósito.

© Bob Bowlby © "Look" Magazine © Bob Bowlby © "Look" Magazine +19

Clássicos da Arquitetura: Acrópole de Atenas / Ictinus, Callicrates, Mnesikles e Phidias

12:00 - 8 Março, 2017
Clássicos da Arquitetura: Acrópole de Atenas / Ictinus, Callicrates, Mnesikles e Phidias, Uma elevação de toda a Acrópole vista do oeste; enquanto o Parthenon domina a cena, é no entanto apenas parte de uma composição maior. ImageCourtesy of Wikimedia user Quibik (Public Domain)
Uma elevação de toda a Acrópole vista do oeste; enquanto o Parthenon domina a cena, é no entanto apenas parte de uma composição maior. ImageCourtesy of Wikimedia user Quibik (Public Domain)

O Partenon, talvez o exemplo mais célebre da arquitetura grega clássica, foi apenas o primeiro de uma série de edifícios notáveis construídos sobre a Acrópole Ateniense na sequência das Guerras Persas. Liderado pelo famoso estadista Pericles, a Cidade-Estado embarcou em um ambicioso programa de reconstrução que substituiu tudo o que havia sido arrasado pelos persas. O novo complexo, embora dedicado aos Deuses e às lendas que cercavam a Acrópole, era tanto uma declaração da glória de Atenas como um lugar de culto -monumentos de um povo que tinha erigido das cinzas de uma guerra para tornar-se o mais poderoso e próspero no mundo antigo.

Embora a fachada ocidental do Propileu não tenha sobrevivido a passagem do tempo, suas colunas ainda guardam a entrada da Acrópole. ImageCourtesy of Flickr user Thomas Hackl (licensed under CC BY-NC 2.0) Cortesia de Flickr user Aleksandr Zykov (CC BY-SA 2.0) Multidões fazem o seu caminho até a calçada da Acrópole nesta imagem artística da Procissão Panatenaica. ImageCourtesy of Yale University Press Cortesia de Wikimedia user Steinsplitterbot (Domínio Público) +14

Clássicos da Arquitetura: Casa Eames / Charles e Ray Eames

12:00 - 22 Fevereiro, 2017
© Stephen Canon
© Stephen Canon

Do arquiteto. Originalmente conhecida como a Case Study House No. 8, a Casa Eames era uma residência moderna tão agradável espacialmente que se tornou a casa dos próprios arquitetos. Charles e Ray Eames começaram a projetar a casa em 1945 para o Programa Case Study Houses, da Revista Arts and Architecture de Los Angeles, em que foram publicadas e construídas residências de estudo de caso que focassem na utilização de novos materiais e tecnologias desenvolvidas durante a Segunda Guerra Mundial. A intenção era que a casa fosse feita de materiais pré-fabricados que não interrompessem o terreno, fossem fáceis de construir e exibissem um estilo moderno.

© Flickr – Stephen Canon. Used under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/2.0/'>Creative Commons</a> Cortesia de Library of Congress Cortesia de Library of Congress © Flickr - User: An Amateur +20

Clássicos da Arquitetura: Casa sobre o arroio / Amancio Williams

12:00 - 20 Fevereiro, 2017
Clássicos da Arquitetura: Casa sobre o arroio / Amancio Williams , via © Wikipedia User: Magnus Manske Licensed under public domain
via © Wikipedia User: Magnus Manske Licensed under public domain

Localizada em um cenário natural particular da cidade de Mar del Plata, a Casa sobre o arroio –também conhecida com a Casa da Ponte– é considerada um componente paradigmático da arquitetura do século XX e uma referência obrigatória do Movimento Moderno na Argentina e na América Latina.

A projeto da residência é de autoria do arquiteto argentino Amancio Williams a partir do encargo de seu pai, o músico Alberto Williams, e é uma evidência construída da capacidade de estabelecer um vínculo entre a racionalidade moderna do ser humano com a natureza e sua topografia.

Clássicos da Arquitetura: Maison Louis Carré / Alvar Aalto

12:00 - 3 Fevereiro, 2017
Clássicos da Arquitetura: Maison Louis Carré  / Alvar Aalto, © Samuel Ludwig
© Samuel Ludwig

No município de Bazoches-sur-Guyonnes, a cerca de 40 quilômetros a sudoeste de Paris, encontra-se uma das mais importantes casas particulares desenhadas por Alvar Aalto: a Maison Louis Carré. O cliente, Louis Carré, era um negociante de arte francês proeminente que também tinha muito interesse em arquitetura. Ele desejava uma casa que fosse capaz de acomodar muitos convidados para exibições de arte, mas que também incorporasse um componente privado. Encomendou a Aalto para projetar sua casa em 1956, e Louis Carré e sua esposa, Olga, mudaram-se para sua nova casa três anos mais tarde.

© Samuel Ludwig © Samuel Ludwig © Samuel Ludwig © Samuel Ludwig +16

Os Clássicos de Lina

18:00 - 5 Dezembro, 2016

Continuando as comemorações do aniversário de Lina Bo Bardi, que completaria 102 anos hoje, reunimos alguns dos seus projetos já publicados em nossa seção Clássicos da Arquitetura. Apesar de sua atuação profissional extrapolar o campo da arquitetura, com incursões na cenografia, design, ilustrações, entre outros, suas obras arquitetônicas têm importância ímpar para a Arquitetura Brasileira. Entre projetos residenciais, de restauro e culturais, vemos parte do legado para nossas cidades deixado pela arquiteta ítalo-brasileira. 

Clássicos da Arquitetura: Casa Valéria Cirell / Lina Bo Bardi

12:00 - 5 Dezembro, 2016
Clássicos da Arquitetura: Casa Valéria Cirell / Lina Bo Bardi, (2010). Image © Pedro Vannucchi
(2010). Image © Pedro Vannucchi

(2010). Image © Pedro Vannucchi Marcelo Ferraz (1993). Image Cortesia de Instituto Lina Bo e P.M. Bardi (2010). Image © Pedro Vannucchi (2010). Image © Pedro Vannucchi +24

Por Marcelo Ferraz

O conjunto Cirell – casa e pavilhão – projetado por LBB em 1964 é um experimento arquitetônico purista, mascarado organicamente pelos vários materiais utilizados, incluindo aí a vegetação. Sim, a vegetação de bromélias, musgos e parasitas se funde com as argamassas de muitas pedras, conchas e nichos de terra. O purismo do projeto está justamente na geometria das formas, nas plantas e nos volumes dos dois corpos principais.

Clássicos da Arquitetura: Casa Malaparte / Adalberto Libera

12:00 - 14 Novembro, 2016
Clássicos da Arquitetura: Casa Malaparte / Adalberto Libera, © Flickr User: Sean Munson
© Flickr User: Sean Munson

A Casa Malaparte, construída em 1938 pelo arquiteto racionalista Adalberto Libera, em Punta Massullo na Ilha de Capri, Itália, é considerada como um dos melhores exemplos da arquitetura moderna italiana. A casa, um paralelepípedo vermelho com escadas piramidais inversas, implanta-se a 32 metros sobre um penhasco no Golfo de Salerno. Encontra-se completamente isolada da civilização, somente acessível a pé ou de barco.

A casa foi encomendada por Cruzio Malaparte, célebre escritor italiano, cujo caráter excêntrico o levou a apropriar-se completamente do processo criativo de projeto, causando sérios conflitos com Libera. Para Malaparte, a casa deveria refletir seu caráter, um lugar para a escrita solitária e a contemplação; ele descrevia como, "agora vivo em uma ilha, em uma casa austera e melancólica, que foi construída em um penhasco solitário sobre o mar. A imagem do meu anseio".

© Gloria Saravia Ortiz. PhD Arquiteta UPC Barcelona Espanha.  Acadêmica Escola de Arquitetura Pontíficia Universidade Católica do Chile. Levantamento realizado em 2009 baseado na planimetria de Joel Bostick  (Lotus International 1989) e Angelo Broggi (Planimetria 1993-96 Casabella) © Gloria Saravia Ortiz. PhD Arquiteta UPC Barcelona Espanha.  Acadêmica Escola de Arquitetura Pontíficia Universidade Católica do Chile. Levantamento realizado em 2009 baseado na planimetria de Joel Bostick  (Lotus International 1989) e Angelo Broggi (Planimetria 1993-96 Casabella) © Karl Lagerfeld © Flickr User: John Athayde +15

Clássicos da Arquitetura: Memorial Maria Aragão / Oscar Niemeyer

12:00 - 2 Novembro, 2016
Clássicos da Arquitetura: Memorial Maria Aragão / Oscar Niemeyer, © Rômulo Marques
© Rômulo Marques

Por Rômulo Marques (Graduando em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Piauí), Rafael Alencar (Graduando em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal do Piauí) e Grete Pflueger (Professora Doutora Adjunta do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual do Maranhão)

O Memorial Maria Aragão é um projeto de uma praça pública, de autoria do arquiteto Oscar Niemeyer, datado de 1998, localizado em São Luís, capital do Maranhão. O espaço foi construído para homenagear uma personagem de relevância para história do estado, a ativista política Maria José Aragão. Situa-se no centro da capital ludovicense, às margens do rio Anil, em uma área conhecida como Beira Mar, cujo entorno é constituído pela Praça Gonçalves Dias e o conjunto arquitetônico e paisagístico do da igreja e Largo de Nossa Senhora dos Remédios, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1955. Esta área, pela sua relevância, compreende vários níveis de tombamento federal, estadual e municipal.

© Rômulo Marques © Rômulo Marques © Rômulo Marques © Rômulo Marques +38

Clássicos da Arquitetura: Residência Van Damme / Humberto Serpa

12:00 - 26 Outubro, 2016
Clássicos da Arquitetura: Residência Van Damme  / Humberto Serpa, © Acervo Humberto Serpa
© Acervo Humberto Serpa

Por Nara Grossi

Em 1983, o proprietário da livraria Van Damme, de Belo Horizonte, contratou Serpa para o projeto de sua residência. A casa, localizada no bairro das Mangabeiras, foi uma das primeiras da rua, em lote que, na época, não tinha vizinhos construídos.

© Acervo Humberto Serpa © Acervo Humberto Serpa © Acervo Humberto Serpa © Acervo Humberto Serpa +21

Clássicos da Arquitetura: Residência Recife / Severiano Porto

12:00 - 19 Outubro, 2016
Clássicos da Arquitetura: Residência Recife / Severiano Porto, © Humberto Barata Neto
© Humberto Barata Neto

© NPD-Núcleo de Pesquisa e Documentação da UFRJ © Humberto Barata Neto © Humberto Barata Neto © Humberto Barata Neto +18

Por Marcos Cereto

O lote em esquina obtusa localiza-se na Avenida Mário Ypiranga (antiga rua Recife, 1762) com a Alameda Luis Mendes em Manaus. Com poligonal irregular, o terreno deriva da união de um leque com dois retângulos com área aproximada de 650 m2. O edifício estava locado na orientação norte-sul na porção ortogonal junto ao limite Oeste. Na porção irregular do lote ao Leste, vegetação. O volume estava organizado em três partes: um paralelepípedo com dois pavimentos no Leste, outro térreo no Oeste e um Átrio que articulava a composição. No volume ao Leste do terreno, dez colunas colossais em itaúba com 0,40m de diâmetro distantes 4,20m no sentido norte-sul por 5,20m sustentavam a coberta em uma água com telhas Brasilit. Na fachada Leste, um beiral de 2,50m protegia as réguas horizontais em cedro que uniam as colunas. No volume térreo ao Oeste, o bloco de serviços em alvenaria de tijolos cerâmicos com cobertura em uma água e beiral de 1,20m.