1. ArchDaily
  2. Eladio Dieste

Eladio Dieste: O mais recente de arquitetura e notícia

18 Projetos de Eladio Dieste no Uruguai

No Uruguai, a extensa obra de Eladio Dieste, criador do sistema de “alvenaria armada” e das abóbadas de dupla curvatura em alvenaria, mostra uma variedade singular, motivo que o consolidaria como uma das figuras mais importantes da arquitetura latino-americana. A seguir, recordamos alguns dos principais projetos do engenheiro uruguaio, que vão desde igrejas até fábricas, silos e ginásios.

Para manter viva a memória do engenheiro, o Serviço de Meios Audiovisuais da Faculdade de Arquitetura, Design e Urbanismo da Universidade da República compartilha as seguintes imagens e apresenta a plataforma web Eladio Dieste, desenvolvida como um espaço de divulgação e intercâmbio do acervo fotográfico sobre suas obras e escritos.

Unesco remove o status de Patrimônio Mundial de Liverpool e tira Veneza da lista de sítios em risco

Neste mês, a Unesco anunciou uma série de decisões sobre importantes patrimônios históricos, gerando discussões em torno da preservação e do desenvolvimento urbano. Na semana passada, o Comitê do Patrimônio Mundial decidiu retirar Liverpool de seu status de patrimônio mundial, já que os novos empreendimentos são considerados prejudiciais à integridade da orla da cidade. Esses projetos colocaram a cidade na Lista do Patrimônio Mundial em Perigo em 2012, uma designação que Veneza conseguiu evitar no início desta semana, devido em grande parte à recente proibição de navios de cruzeiro.

Cortesia de Broadway Malyan, ©Walter Menzies. Imagem Cortesia de Broadway Malyan, © webbaviation.co.uk. Imagem Imagem <a href="https://unsplash.com/@stijntestrake?utm_source=unsplash&utm_medium=referral&utm_content=creditCopyText">Stijn te Strake</a> on <a href="https://unsplash.com/s/photos/venice?utm_source=unsplash&utm_medium=referral&utm_content=creditCopyText">Unsplash</a>   © Shutterstock+ 6

Igreja de Atlántida de Eladio Dieste entra para a lista de Patrimônio Mundial da Unesco

Na última terça-feira, 27 de julho, foi anunciado que a Igreja de Atlántida de Eladio Dieste, uma de suas obras mais reconhecidas no Uruguai, foi incluída na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

Eladio Dieste e a importância da experimentação no canteiro de obras

Nascido em Artigas, no Uruguai, na segunda década do século XX, Eladio Dieste sagrou-se exímio construtor, com a maior parte de sua obra situada na capital de seu país origem, Montevidéu e em cidades adjacentes. No entanto, sua obra acabou obtendo reconhecimento mais amplo depois de sua morte, após o Massachussets Institute of Technology (MIT) reconhecê-la em 2005 por meio do trabalho teórico de Stanford Anderson. Formado em Engenharia, sua relação com o canteiro de obras e experimentações in loco permitiram-no explorar ao limite a materialidade e as possibilidades estruturais.

Com um trabalho intimamente ligado à relação entre materialidade e canteiro, desenvolveu uma rica produção arquitetônica a partir de estudos de finas cascas cerâmicas, batizadas por ele como Cerâmica Armada. Junto a esta técnica construtiva, Dieste encontrou na adoção de tijolos cerâmicos a essência à resolução estrutural requerida, dado que o material apresentava excelentes propriedades estruturais – resistente aos intrínsecos esforços de compressão; rapidez construtiva; facilidade de mão-de-obra; e que junto à inserção do aço, resistia à flexão. A partir disso, encontrou no tijolo a natureza ideal à plasticidade e desenho estrutural buscado, possibilitando vencer grandes vãos com esbeltas estruturas autoportantes, apoiadas somente nas extremidades – livres de apoios centrais, onde parede, piso e teto unificavam-se como um só corpo.

Mas por que Eladio Dieste pode ser considerado um notável construtor?

O aparelhamento de tijolos da Igreja Cristo Obrero de Eladio Dieste, sob as lentes de Gonzalo Viramonte

Gonzalo Viramonte apresenta-nos uma série de fotografias que mostram uma especial atenção aos tijolos da Igreja de Atlántida do Cristo Obrero, no Uruguai, projetada pelo engenheiro Eladio Dieste em 1952.

O arquiteto e fotógrafo argentino nos mostra a essência desta obra, com um registro da genialidade com que o tijolo - e seu potencial - proporciona aos impressionantes espaços exteriores e interiores, com tramas e aberturas variáveis que permitem a entrada da luz natural.

Três obras de Eladio Dieste são tombadas pelo governo do Uruguai

No ano do centenário de seu nascimento, três obras de Eladio Dieste foram declaradas Monumentos Históricos pelo Ministério da Educação e Cultura do Uruguai no último dia 29 de junho. Os projetos se localizam no departamento de Maldonado e contribuirão com o dossiê uruguaio de "Sistema construtivo de cerâmica armada" para a lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

Fotografias da Igreja de Jesús Obrero de Eladio Dieste, por Marcelo Donadussi

Há tempos publicamos no ArchDaily Brasil um artigo em que Carlos Eduardo Dias Comas descreve a Igreja de Jesús Obrero (Atlantica, Uruguai) projetada por Eladio Dieste em 1952. O fotógrafo Marcelo Donadussi visitou a o obra e dividiu o resultado conosco.

Clássicos da Arquitetura: CEASA Porto Alegre/ Carlos Maximiliano Fayet, Cláudio Luiz Araújo e Carlos Eduardo Comas + Eladio Dieste

Cortesia de Acervo João Alberto FAU UniRitter. Cortesia de Sergio MarquesCortesia de Acervo João Alberto FAU UniRitter. Cortesia de Sergio MarquesVia benhuser.wordpress.comVia benhuser.wordpress.com+ 15

O Pavilhão dos Produtores é o maior e principal edifício do conjunto. O edifício é formado por uma repetição contínua de um mesmo elemento: uma abóbada de tijolo armado com dupla curvatura. São quarenta e uma abóbadas intercaladas por aberturas de iluminação.

A fé move tijolos / Carlos Eduardo Dias Comas