i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 'Personal Rapid Transit', o transporte público que é realidade em Abu Dhabi

'Personal Rapid Transit', o transporte público que é realidade em Abu Dhabi

'Personal Rapid Transit', o transporte público que é realidade em Abu Dhabi
'Personal Rapid Transit', o transporte público que é realidade em Abu Dhabi, © Masdar City
© Masdar City

A busca por um transporte público eficiente, sustentável e que propicie uma melhor qualidade de vida para seus usuários, tem sido uma constante em diferentes cidades do mundo. Desta busca nasce o Personal Rapid Transit (PRT), um tipo de transporte público e elétrico que está tomando forma como um dos mais eficientes, mais agradável ao entorno e menos poluente.

Atualmente, Masdar City, em Abu Dhabi, é a cidade que pretende ser a primeira cidade do mundo 100% ecológica, e tem em funcionamento o sistema PRT como parte de um projeto que pretende eliminar a necessidade do uso de automóveis. Mas é importante considerar, que esta é uma alternativa que, pouco a pouco, distintas cidades se atrevem a implementar, há quem ainda não esteja convencido de sua viabilidade em grande escala.

  PRT e sua experiência em Masdar City 

Personal Rapid Transit consiste em uma frota de veículos elétricos que se alimentam de energia na via, e por isso não necessitam de bateria, e cada auto tem a capacidade máxima para três pessoas. Estes pequenos e ligeiros carros percorrem trilhos controlados por um monitor onde o passageiro somente tem que indicar o destino no mapa. Os computadores que controlam o movimento dos automóveis buscam o caminho mais eficiente para chegar ao destino e evitam a colisão entre os carros. O tamanho reduzido da infraestrutura necessária – trilhos e estações-, permite que esta seja construída no subsolo, nas ruas ou por sobre as casa, em grande altura.

Atualmente, no mundo existem duas redes de PRT em completa operação. A primeira a ser instalada no mundo (em 1975) está em Morgantown, EUA, sendo que esta não é totalmente fiel ao sistema PRT – já que, por exemplo, tem a capacidade para oito pessoas sentadas, e o PRT é desenhado para transportar, no máximo, 3 pessoas – , mas que segue importantes características deste sistema. Atualmente, Morgantown tem a  rede mais extensa, com 13,2km, e conta com cinco estações e 73 veículos. O sistema serve para transportar os estudantes e professores da West Virginia University, os quais pagam semestralmente, ou uma tarifa de US$0.50 por viagem.

Outro sistema que opera completamente com os princípios do PRT foi instalado em 2011 no aeroporto de Heathrow, em Londres, e funciona como piloto, promovido pela empresa Ultra PRT. Tem uma longitude de 3,8 km, três estações e 21 veículos. O sistema transporta os passageiros do Terminal 5 a um estacionamento.

O seguinte vídeo mostra como o sistema consegue transportar 48 pessoas em menos de cinco minutos.

Entretanto, além destas experiências, Masdar City, Abu Dhabi (Emirados Árabes), é a que tem o projeto mais ambicioso para o Personal Rapid Transit. Desde 2010, está em operação um sistema de 1,5km, com cinco estações e 13 veiculos,os quais transportam os visitantes do aeroporto internacional de Abu Dhabi até a parte mais avançada do planejamento urbano da cidade, que pretende  ser a primeira do planeta 100% ecológica. O objetivo final de Masdar City, é que o PRT anule a necessidade dos automóveis convencionais.

Na continuação, um vídeo gráfico do projeto do PRT em Masdar Ciry, e que também, mostra a atual construção.

Algumas características que defende o PRT em comparação com outros tipos de transportes:

- quatro vezes menor o uso de energia que o automóvel;

- não contamina de forma direta;

- 3 a 5 vezes mais rápido que os ônibus, 2 a 3 vezes mais rápido que o automóvel;

- extremamente seguro, devido à automatização e velocidade constante;

- cada veículo custa 10 mil euros: no entanto, como tempo seu preço reduzirá de 3 a 4 vezes, e sua vida útil é muito maior que a de um automóvel, dado que apenas tem partes móveis;

- cada km de trilho custo dois milhões de euros, similar ao que custa uma pista de uma rodovia;

-  ocupa 0,02% de terreno urbano, enquanto que os automóveis ocupam 30% deste;

-é cômodo para todos os passageiros, já que ninguém tem que dirigir;

-seu fácil uso permite que até crianças de 10 anos o usem, sem um acompanhamento de um adulto. Os idosos e descapacitados também têm menos dificuldades para entrar.


Desvantagens:

-a velocidade máxima é de 60km/h, aproximadamente;

-a construção da primeira rede de transporte público baseada no sistema PRT, terá um alto custo;

-privatizar a exploração de uma de PRT significaria dar o monopólio desta a uma empresa;

-as simulações demonstram que 30% dos veículos viaja vazio;

-risco de vandalismo dentro dos veículos.

A discussão entorno da viabilidade do PRT é uma das principais razões do porque não se começaram mais aplicações,  pois se coloca em duvida a viabilidade do sistema em grande escala. Entretanto,  existem organizações como Citizens for Personal Rapid Transit que defendem este projeto como o “transporte que funciona para a gente, a economia e o meio ambiente.”

Atualmente, mais projetos de PRT estão em construção. Um destes está em Suncheon, na Republica da Coreia, e espera-se a sua finalização em 2013. A construção consiste em 9,8km de trilhos, duas estações e 40 veículos para conectar a cidade com o futuro lugar onde se realizará o Festival Internacional de Jardinagem.

Outro projeto é em Punjab, na Índia, que com 7 km de via, 7 estações e 200 veículos pretende ser nada menos que o primeiro sistema urbano de PRT, quando esteja terminado em 2014.

Cita: Marina de Holanda. "'Personal Rapid Transit', o transporte público que é realidade em Abu Dhabi" 29 Fev 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <http://www.archdaily.com.br/35641/personal-rapid-transit-o-transporte-publico-que-e-realidade-em-abu-dhabi>