Pedro Campos Costa e Trienal de Lisboa na 14ª Bienal de Arquitetura de Veneza

A Direção-Geral das Artes anunciou o arquiteto Pedro Campos Costa como o curador da representação portuguesa na 14ª Exposição Internacional de Arquitetura, Bienal de Veneza em 2014.

Bienal de Veneza 2014: Israel explora o tema "Urburb", uma paisagem nem urbana nem suburbana

Nem urbano nem suburbano, o Urburb é um mosaico fragmentado de cem anos de planejamento moderno em Israel: cidades jardim do início do século XX, habitação social da metade do século, tipologias residenciais em altura das duas últimas décadas. Estas mutações residenciais dominam a paisagem israelense contemporânea, expandindo e substituindo texturas existentes em um ciclo repetitivo e interminável.

Bienal de Veneza 2014: FAT e Crimson exploram as origens do modernismo britânico

Os curadores FAT Architecture e Crimson Architectural Historians divulgaram mais detalhes do pavilhão britânico para a 14ª Bienal de Arquitetura de Veneza. Respondendo ao tema proposta por Rem Koolhaas: "Absorbing Modernity: 1914-2014", a exposição A Clockwork Jerusalem "explorará as diversas influências culturais que moldaram e foram moldadas pelo modernismo britânico no pós guerra e nos últimos 100 anos."

12 escritórios portugueses exploram o tema “Homeland – News From Portugal” para a Bienal de Veneza

A 14ª edição da Bienal de Arquitetura de Veneza, sob a direção de Rem Koolhaas, contará com a presença de 12 escritórios portugueses que explorarão o tema Homeland – News From Portugal.

Bienal de Veneza 2014: "Laboratorio de Arquitectura Dominicana" fará a curadoria do Pavilhão da República Dominicana

O escritório Laboratorio de Arquitectura Dominicana (LAD) foi selecionado para fazer a curadoria do primeiro pavilhão da República Dominicana na Bienal de Veneza 2014. A exposição explorará atitudes modernas e narrativas locais acerca da Feira da Paz e Fraternidade do Mundo Livre de 1955.

Bienal de Veneza 2014: Pavilhão Nórdico estuda o papel da arquitetura na independência da África Oriental

O Museu Nacional da Noruega foi selecionado para a curadoria do Pavilhão Nórdico na Bienal de Veneza 2014, em colaboração com o Museu da Arquitetura Finlandesa, o Centro Sueco de Arquitetura e Design de Estocolmo e o escritório Space Group. A exposição, "FORMS OF FREEDOM: African Independence and Nordic Models” (Formas de Liberdade: Independência Africana e Modelos Nórdicos) estudará o papel da arquitetura moderna nórdica na libertação da África Oriental durante as décadas de 1960 e 70.

Bienal de Veneza 2014: Turquia trabalhará os "lugares da memória" em Istambul

A Fundação para Cultura e Arte de Istambul (İKSV) anunciou a primeira participação da Turquia na Bienal de Arquitetura de Veneza: "Places of Memory" (Lugares da Memória). Composto pelo trabalho de cinco artistas turcos contemporâneos e com curadoria do arquiteto Murat Tabanlıoğlu, o pavilhão busca ilustrar como uma variedade de estilos arquitetônicos eventualmente evoluiu em um único estilo em praticamente todo o mundo contemporâneo. 

5 coisas que farão desta uma Bienal diferente

A Bienal de Veneza deste ano, sob direção de Rem Koolhaas, é a mais comentada e esperada de todos os tempos. Compilamos abaixo cinco pontos que Oliver Wainwright discorreu sobre a tão aguardada Bienal no jornal The Guardian de ontem.

Anunciados os últimos detalhes dos "Fundamentals" de Koolhaas para a Bienal de Veneza 2014

Em uma coletiva de imprensa hoje, o diretor da Bienal de Veneza Paolo Baratta e o curador Rem Koolhaas expressaram seu compromisso de usar o evento para destacar "as coisas que os arquitetos não podem ignorar." Estes "Fundamentals" são um retorno às invenções básicas da modernidade, e deste modo, as exposições individuais vão olhar para as "partículas elementares da arquitetura". Dando especial atenção para os desenvolvimentos do século passado, Baratta e Koolhaas esperam que o evento venha a servir como "um ponto de referência e fonte de inspiração para a arquitetura."

Bienal de Veneza 2014: Nova Zelândia foca na arquitetura do Pacífico

A Nova Zelândia apontou o arquiteto David Mitchell para o cargo de diretor criativo, liderando a primeira participação do país na Bienal de Veneza. A partir do tema "Fundamentals", proposto por Rem Koolhaas, MItchell planeja expor a tradição neozelandesa da arquitetura do Pacífico - com construções leves de madeira - através de uma série de modelos.

Koolhaas revela o tema para a Bienal de Veneza 2014

Em uma apresentação na Itália nesta manhã, Rem Koolhaas anunciou que o tema para a Bienal de Veneza de 2014 será "Fundamentos" ("Fundamentals"). De acordo com o tweet da revista Domus sobre o evento, Koolhaas deseja que esta Bienal, a qual é de sua curadoria, faça uso da pesquisa histórica para explorar como a Modernidade e a globalização têm formado, desde 1914, a arquitetura que fazemos hoje. Esta Bienal terá foco no desaparecimento das identidades arquitetônicas nacionais e na formação, por mais de 200 anos, de uma arquitetura global que produz, segundo Koolhaas, "a mesma coisa, com os mesmos materiais, nos mesmo estilos. Como isto aconteceu?"