Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. This Week

This Week: O mais recente de arquitetura e notícia

Destaques da semana: o que os olhos não veem

Arquitetura é uma prática profundamente dependente do visual. É concebida, comercializada, criticada e consumida quase que inteiramente através daquilo que é capaz (ou não é capaz) de comunicar visualmente. Selecionamos e produzimos imagens o tempo todo, ângulos impossíveis e perspectivas inexistentes somente para admirar as qualidades arquitetônicas de objetos que nunca verão a luz do dia.

Destaques da semana: temporada de prêmios

As grandes novidades desta semana foram as publicações dos vencedores do Prêmio Stirling e do Mies Crown Hall Americas Prize pelo RIBA e pelo IIT respectivamente. Foster + Partners recebeu o Prêmio Stirling de melhor edifício do Reino Unido pela sede da Bloomberg em Londres. Como disse um dos membros do júri, Sir David Adjaye, "o Bloomberg é um projeto único, resultado das mais recentes pesquisas e inovações na disciplina da arquitetura." A escolha do projeto como o grande vencedor de um dos prêmios mais importantes do mundo da arquitetura não se deu sem certas controvérsias, quando ainda muito se discute à respeito do custo total da obra em meio a atual crise imobiliária do Reino Unido.

Destaques da semana: o que define um lugar?

Todos nós sabemos que o conceito de lugar é um valor essencial para todas as pessoas, assim como para os arquitetos e as cidades que eles projetam. Arquitetos,  urbanistas e até mesmo os administradores públicos costumam profetizar que "lugares" podem transformar uma cidade para melhor - mas o que nem todos sabem ao certo é, o verdadeiro significado deste conceito.

Destaques da semana: complexidade e contradição

A obra de Robert Venturi - e o movimento pós-modernista que se desenvolveu paralelamente a sua carreira - foram momentos que frequentemente causam discórdia dentro da história da arquitetura. Para os modernistas mais ferrenhos, sua apropriação de estilos históricos era uma afronta à arquitetura da contemporaneidade. Para os mais tradicionalistas, o classicismo transformado em cafonice foi um insulto imperdoável à elegância do passado.

Destaques da semana: reconhecimento no mundo da arquitetura

Por mais que tentemos não nos abalar com a opinião dos outros, receber um reconhecimento é algo muito poderoso. Reconhecimento carrega consigo uma audiência cativa (e muita expectativa), não apenas admiradores, mas também "caçadores de recompensa" - ou, cinicamente, aqueles que sempre estão prontos para capitalizar algo para si com o trabalho dos outros. Para os arquitetos, reconhecimento pode ser tanto uma bênção quanto uma maldição. Muitos escritórios se mantém fiéis a uma ideia ou conceito; Porém, à medida que o reconhecimento vai chegando, diluído em forma de rótulos, torna-se cada dia mais difícil entender o que está sendo reconhecido. Esta semana, divulgamos uma série de premiações significativas no campo da arquitetura - além de uma entrevista estrondosa com dois arquitetos determinados a questionar os rótulos que acompanham os galardões. Leia a nossa revisão da semana.

Destaques da semana: trabalho com amor, do hedonismo ao familiar

A vida profissional de um arquiteto é notoriamente difícil. Exigências pouco razoáveis dos clientes, sejam elas sobre orçamento, prazos ou projeto (para não mencionar padrões pessoais inflexíveis) tornam o trabalho difícil, particularmente porque a arquitetura continua a ser vista como um produto. E embora não seja uma razão para aceitar pagamentos baixos (ou desiguais), problemas de saúde mental, ou qualquer um dos problemas de que a arquitetura parece estar cercada, arquitetos em qualquer lugar dirão: você faz porque ama.

Nossa fé no projeto: dos arcos dourados do McDonalds às igrejas em Kerala

Quando agosto chega ao fim e nossas férias - seja do trabalho ou da escola - já começam a parecer lembranças distantes, talvez seja um bom momento para refletir sobre nossa fé no que fazemos. Às vezes, a arquitetura nos proporciona a possibilidade de supervisionar mudanças maciças e empolgantes. Às vezes os projetos não funcionam, apesar dos nossos melhores esforços. E às vezes, eles não são tão capazes de gerar mudanças quanto acreditamos que sejam. As histórias desta semana tocaram em nossa fé na arquitetura de várias formas, desde as literais (como as igrejas brilhantes de Kerala) até as mais abstratas (como quanto o bom gosto num projeto de fast-food pode resultar em verdadeiros bons sabores). Leia a seguir a revisão desta semana.

Cortesia de Foster + Partners © Jeroen Musch, Mei Architects and Planners Cortesia de Ennead Architects © DBOX for Foster + Partners + 9