1. ArchDaily
  2. Terra

Terra: O mais recente de arquitetura e notícia

Para além da terra e do bambu: tecnologias locais e as grandes cidades

As técnicas vernaculares e os materiais locais têm ganhado protagonismo no debate da arquitetura, mas, é possível trazer esses conceitos para os grandes centros urbanos?

O arquiteto amazonense Severiano Porto já apontava em 1984 a necessidade de se pensar em uma arquitetura mais conectada com o lugar onde está implantada. A lógica do uso de materiais e técnicas locais cada dia mais se mostra necessária quando pensamos no impacto que a cadeia produtiva da construção civil têm no planeta. Não à toa, cada dia está mais comum o número de projetos que partem do princípio das técnicas vernaculares e do uso de materiais locais, assim como a produção de Severiano já anunciava desde a década de 1980.

Himalesque / ARCHIUM. Image © Jun Myung-jinEscola em Gana / Alberto Figueroa. Image Cortesia de Alberto FigueroaCortesia de Warka WaterVila Residencial Grotto Retreat Xiyaotou / A( )VOID. Image © Guo Zhe+ 16

Exposição “Futuro Agora – Revisitando a Arquitetura em Terra” traz novo olhar sobre materiais primários da construção

Um pavilhão de madeira sustentável de reflorestamento formado por 24 painéis fotográficos e tipográficos, em plena Praça Mauá, irá receber, de 8 de setembro a 17 de outubro, a exposição Futuro Agora – Revisitando a Arquitetura em Terra, contribuindo com novas formas de pensar e entender os desafios da arquitetura contemporânea, com questões urgentes. A mostra proporciona uma experiência arquitetônica unindo o conhecimento do que se tem de mais novo na alta tecnologia a um dos primeiros materiais usados na construção, a terra (como a argila e o barro), e suas aplicações contemporâneas.

Chamada de inscrições ao Prémio Début da Trienal de Arquitectura de Lisboa

Pela quarta vez, a Trienal de Arquitectura de Lisboa apresenta o Prémio Début direccionado a uma pessoa ou atelier a exercer arquitectura em início de carreira, de forma a celebrar o seu trabalho e impulsionar a sua carreira.

As candidaturas, em nome individual ou colectivo, serão avaliadas por um júri internacional. Um grupo de nomeação, constituído por pessoas influentes de Portugal e de outras partes do mundo, irá também sugerir outros ateliers que serão convidados a apresentar candidaturas, para além das submissões por iniciativa própria.

Com esta edição do Prémio Début contamos apoiar novas vozes e formas de prática da arquitectura. Também

Concurso Prémio Universidades Trienal de Lisboa Millennium bcp

As Universidades são centros críticos de produção de conhecimento e de inovação, e desde a criação da Trienal envolvemos estas instituições no programa das edições do seu evento mais emblemático. Convocam-se assim a participar, escolas de todo o mundo a fazer parte do programa central da 6.ª edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa para 2022.
O concurso está aberto directamente à área da arquitectura e também a disciplinas conexas, sejam estas das vertentes do projecto - como o urbanismo ou a arquitectura paisagista - de vertente técnica - como as tecnologias de construção ou de materiais - ou as

Chamada de projectos independentes para a Trienal de Arquitectura de Lisboa 2022

A Trienal procura propostas de projectos auto-financiados que se relacionem com a programação central da sua 6.ª edição a realizar em 2022, e que revelem uma produção independente e diversificada, essencial para os mecanismos culturais vivos da cidade e interessada na efervescência do debate em torno da arquitectura.

Procuramos projectos que enriqueçam a reflexão acerca da temática da 6ª edição que tem por título Terra. As propostas escolhidas integrarão o programa oficial da Trienal 2022, partilhando o palco internacional que o evento proporciona.

Terra explora como os paradigmas recentes estão a mudar a nossa forma de criação de lugares num planeta

Casa é construída com impressão 3D e argila na Itália

O aumento exponencial da população versus a falta de acomodações acessíveis é um problema que afeta áreas urbanas de todo o mundo. Para auxiliar nesta questão, a empresa italiana Mario Cucinella Architects propõe um novo modelo de habitação circular. Trata-se de uma casa impressa em 3D com materiais orgânicos.

O protótipo usa recursos encontrados regionalmente, como é o caso da argila de origem local – sendo a primeira casa impressa do tipo. Isso reduz as emissões de transporte de materiais e também garante que o edifício seja zero desperdício.

Cortesia de WASPCortesia de WASPCortesia de WASPCortesia de WASP+ 10

De paredes de terra a coberturas em palha: 10 técnicas de bioconstrução

A bioconstrução consiste no processo construtivo através de materiais e técnicas de baixo impacto ambiental, além da adequação da arquitetura às condições locais e tratamento de resíduos durante a ocupação do edifício. Portanto, construir com base nesses princípios não significa necessariamente utilizar materiais ditos sustentáveis, que frequentemente precisam ser transportados por longas distâncias ou passar por algum processo de pré-fabricação antes de serem empregados, mas utilizar materiais, técnicas e mão-de-obra locais, tendo como base estratégias vernaculares que levam em consideração estes fatores.

Parede construída a partir da técnica de taipa de pilão. Cortesia de Hive Earth© Trajinus, via Wikimedia Commons; sob licença Creative CommonsMasoro Village Project / GA Collaborative. Imagem © Riaan HoughCatenarius / Ramiro Meyer. Imagem © Federico Cairoli+ 12

Aprenda a fazer revestimento de terra para paredes

A aplicação do reboco natural feito a base de terra é uma técnica bastante utilizada na bioconstrução. É a mesma mistura utilizada para os tijolos de adobe. Apesar de simples, seu uso ainda é pouco disseminado. Rafael Loschiavo, do escritório de arquitetura Ecoeficientes, ensina o passo a passo que pode dar vida nova a uma parede que estava “caidinha” sem precisar de grandes reformas.

Aula inaugural com Terra e Tuma no IESP de João Pessoa

No próximo dia 19 de agosto o Terra e Tuma Arquitetos Associados fará a abertura do semestre letivo dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e de Design de Interiores do Instituto de Educação Superior da Paraíba, IESP, em João Pessoa.

A aula inaugural de 2016.2 será conduzida pelo arquiteto e urbanista Pedro Tuma. A palestra tem terá como objetivo levar ao universo acadêmico dos estudantes de arquitetura e de design um pouco da experiência profissional do escritório paulista e fomentar o debate sobre a produção arquitetônica contemporânea.

Claraboias de barro: iluminação natural a partir de materiais reutilizados

Através da inovação técnica desenvolvida pelos arquitetos do escritório Kere Architecture, essa biblioteca aproveita a madeira de eucalipto - pouco utilizada na região - para criar um fechamento perimetral permeável e constrói uma série de claraboias a partir de potes de barro tradicionais na região, deixando entrar a luz natural e potencializando a circulação do ar nos ambientes internos.

Mais imagens e desenhos a seguir.

Cortesia de Kere ArchitectureCortesia de Kere ArchitectureCortesia de Kere ArchitectureCortesia de Kere Architecture+ 17

As catedrais subterrâneas esculpidas por um só homem no Novo México

Há algumas semanas mostramos a história do espanhol que vem construindo uma catedral com suas próprias mãos nos arredores de Madri. Hoje apresentaremos um caso semelhante: uma série de "catedrais" subterrâneas que foram escavadas por um só homem no norte do Novo México.

Ra Paulette, estadunidense de 67 anos - egresso da Marinha Americana, esculpiu espaços subterrâneos usando apenas ferramentas manuais... e sua obra tem sido comparada ao trabalhos de grandes artistas como Goldsworthy, Heiser e Smithson.

Mais informações, imagens e o trailer do documentário nomeado ao Oscar deste ano, a seguir.

© Vía Racavedigger.com© Vía Racavedigger.com© Vía Racavedigger.com© Vía Racavedigger.com+ 18

Living Tebogo / BASEhabitat

Vídeo: Uma Viagem de Alta Velocidade à Volta da Terra em Miniatura

Casa Entre Muros / al bordE

© Pascual Gangotena