1. ArchDaily
  2. Public Spaces

Public Spaces: O mais recente de arquitetura e notícia

International Conference and Summer School’2019 Technopolitics in Urban Regeneration: Co-creating Public Spaces

A International Conference and Summer School’2019 Technopolitics in Urban Regeneration: Co-creating Public Spaces vai explorar diferentes formas de cocriação, sob o argumento de que as cidades são uma mistura de novas formas de sociabilidade e ação coletiva, baseadas na associação entre humanos e tecnologias digitais. Assim, discutirá maneiras de desenvolver soluções urbanas baseadas em processos de cocriação, dando voz a diferentes partes interessadas que podem desempenhar um papel importante na reconstrução do espaço público em escala local. A cocriação, para ser bem-sucedida, deve identificar redes e envolver diferentes tipos de participantes que podem tirar proveito de uma colaboração eficaz. Este

Como seria o Central Park se outro projeto tivesse sido escolhido há 160 anos

O icônico Central Park de Nova Iorque foi projetado em 1858 por F.L Olmsted e C. Vaux, tendo sido escolhido em um concurso que contou com outras 32 inscrições. O edital desafiava os participantes a desenhar um parque que incluísse uma fonte, uma torre de vigia, uma arena de patinação, uma esplanada, quatro ruas transversais e um espaço de exposições.

Das 32 propostas alternativas, há registros de apenas uma ainda hoje. A única sobrevivente é a proposta do engenheiro John J. Rink. Para ter uma ideia de como o projeto de Rink seria contextualizado, as empresas NeoMam Studios e Budget Direct publicaram uma série de renderizações da proposta. Veja, a seguir, como seria um dos espaços verdes mais emblemáticos do mundo se a decisão tomada há 160 anos tivesse sido diferente.

Como seria o Central Park se outro projeto tivesse sido escolhido há 160 anosComo seria o Central Park se outro projeto tivesse sido escolhido há 160 anosComo seria o Central Park se outro projeto tivesse sido escolhido há 160 anosComo seria o Central Park se outro projeto tivesse sido escolhido há 160 anos+ 6

Piscinas públicas ou residências particulares: Como Estocolmo deveria usar seus penhascos?

Cortesia de UMA / Manofactory. Image Infinity Pool vs Nestinbox
Cortesia de UMA / Manofactory. Image Infinity Pool vs Nestinbox

Uma das coisas mais deliciosas da arquitetura é a diversidade de soluções que qualquer terreno pode proporcionar. Desde projetos hipotéticos estudantis até propostas profissionais, as diferentes perspectivas, posições e experiências trazidas para um determinado terreno podem ser muito abrangentes e contrastantes. 

Recentemente, publicamos uma matéria sobre a Nestinbox, uma proposta do escritório de arquitetura sueco Manofactory de anexar uma série de casas simples e funcionais a um penhasco em Estocolmo, atendendo as demandas de aumento de populações e preços da terra em cidades de todo o mundo. Agora, as falésias de Estocolmo foram objeto de um projeto completamente diferente, embora tão interessante quanto, da empresa sueca UMA. Em vez de residências particulares, a UMA propõe a Stockholm Infinity Pool, uma piscina pública a 1 km ao longo das falésias de Sodermalm, da capital da Suécia.

Piscinas públicas ou residências particulares: Como Estocolmo deveria usar seus penhascos?Piscinas públicas ou residências particulares: Como Estocolmo deveria usar seus penhascos?Piscinas públicas ou residências particulares: Como Estocolmo deveria usar seus penhascos?Piscinas públicas ou residências particulares: Como Estocolmo deveria usar seus penhascos?+ 13