1. ArchDaily
  2. Moscow

Moscow: O mais recente de arquitetura e notícia

Centro de Artes Contemporâneas de Moscou de Heneghan Peng é abandonado por falta de recursos

A proposta de Heneghan Peng para o novo Centro Nacional de Artes Contemporâneas (NCCA) em Moscou foi abandonada. Conforme relatado pelo Calvert Journal, o governo não estava disposto a arcar com a conta de US$ 240 milhões para o projeto - selecionado através de concurso em 2013.

Segundo o Art Newspaper Russia, o responsável pelo NCCA, Sergey Perov, confirmou que o projeto foi oficialmente descartado devido à falta de financiamento.

Centro de Artes Contemporâneas de Moscou de Heneghan Peng é abandonado por falta de recursosCentro de Artes Contemporâneas de Moscou de Heneghan Peng é abandonado por falta de recursosCentro de Artes Contemporâneas de Moscou de Heneghan Peng é abandonado por falta de recursosCentro de Artes Contemporâneas de Moscou de Heneghan Peng é abandonado por falta de recursos+ 5

Parque Zaryadye / Diller Scofidio + Renfro

Parque Zaryadye / Diller Scofidio + RenfroParque Zaryadye / Diller Scofidio + RenfroParque Zaryadye / Diller Scofidio + RenfroParque Zaryadye / Diller Scofidio + Renfro+ 27

  • Arquitetos: Diller Scofidio + Renfro; Diller Scofidio + Renfro
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  102
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2017

Groundlab + WOWHAUS + Urbanica vencem concurso para redesenhar o maior parque de Moscou

Os escritórios Groundlab, WOWHAUS e Urbanica foram os vencedores do concurso internacional para redesenhar o Sokolniki Park, o maior parque de Moscou. Durante os próximos 15 anos seu masterplan - Sokolniki. Nature's embassy in Moscow [Sokolniki. A embaixada da natureza em Moscou] - focará em preservar a paisagem natural única do parque do século XIX e criar uma extensão - o parque natural Losiny Ostrov - dividida em três zonas: floresta, parque florestal e parque regular.

Imagens da proposta vencedora, a seguir.

Anunciados os finalistas do concurso para as estações de metrô de Moscou

Proposta para Novoperedelkino por U-R-A | United Riga Architects. Imagem © Evgeni Leonov
Proposta para Novoperedelkino por U-R-A | United Riga Architects. Imagem © Evgeni Leonov

Foram anunciados os resultados da primeira etapa do concurso de projeto para as estações Solntsevo e Novoperedelkino do metrô de Moscou. Buscando reviver a tradição de projetos singulares das estações da década de 1930-50, esta é a primeira vez na história recente da expansão da rede de metrô da capital russa que as autoridades organizam um concurso de projeto para selecionar os arquitetos.

O júri escolheu 10 finalistas - de aproximadamente 100 propostas avaliadas - que continuarão a desenvolver os projetos das estações até novembro. Veja algumas imagens das dez propostas, a seguir.

"Moskva: Urban Space" investiga o futuro dos espaços públicos de Moscou na Bienal de Veneza 2014

Na estréia do pavilhão de Moscou na Bienal de Veneza, a exposição "Moskva: urban space" explora o desenvolvimento histórico dos espaços públicos e examina o progresso da cidade no contexto da proposta vencedora de Diller Scofidio + Renfro para o Zaryadye Park. Com curadoria de Sergey Kuznetsov, Arquiteto Chefe de Moscou, juntamente com Kristin Feireiss do AEDES, e organizado pelo MCA - Comitê de Arquitetura e Desenvolvimento Urbano de Moscou, a exposição acontece num momento crucial na definição do futuro do desenvolvimento urbano em Moscou. Segundo Kuznetsov, "Ao passo que a aparência de Moscou nos últimos 100 anos foi bastante determinada pela arquitetura de seus edifícios que representavam o desenvolvimento político e econômico, a singularidade urbana de hoje é baseada no "tecido conectivo" de seus espaços públicos que se tornaram criadores de identidade igualmente importantes e contribuem significativamente para melhorar a qualidade de vida urbana de seus cidadãos." A seguir mais informações sobre a exposição e algumas fotografias de Patricia Parinejad.

Moskva: Urban Space investiga o futuro dos espaços públicos de Moscou na Bienal de Veneza 2014Moskva: Urban Space investiga o futuro dos espaços públicos de Moscou na Bienal de Veneza 2014Moskva: Urban Space investiga o futuro dos espaços públicos de Moscou na Bienal de Veneza 2014Moskva: Urban Space investiga o futuro dos espaços públicos de Moscou na Bienal de Veneza 2014+ 13

Moscou lança competição de projeto para duas novas estações de metrô

Moscow Metropolitan é a segunda linha de metrô mais usada do mundo, transportando 2,4 bilhões de passageiros por ano. Apesar disso, ela está longe de ser a mais extensa, com Pequim, Xangai, Londres, Nova Iorque, Tóquio e Madri ultrapassando-a em termos de distância total.

Visando melhorar neste aspecto, a cidade lançou em 2012 um ambicioso plano de expansão que pretendia criar outros 150km de trilhos e 70 novas estações até 2020. Dentro dessa iniciativa, foi elaborada uma competição para o projeto de duas dessas novas estações, localizadas na região sudoeste da cidade, no distritos de Solntsevo e Novo-Peredelkino.

Saiba mais sobre a competição para as estações de metrô em Moscou, a seguir.

Destino da Torre Shukhov será decidido em votação

Apesar das severas corrosões - com uma de suas seis partes quase "completamente corroída" segundo laudos oficiais - a torre de rádio Vladimir Shukhov, de 1922, nunca passou por reformas. No início deste ano um grande grupo formado por arquitetos de diversas nacionalidades lançou uma petição para que o governo russo salvasse a torre, uma das últimas torres Shukhov ainda de pé (foram construídas 200 e restam cerca de 20). Recentemente o governo russo colocou o destino da icônica torre em votação pública.

Hoje, 6 de julho, é a data limite para que os habitantes de Moscou se manifestem através do aplicativo “Engaged Citizen”, apoiando uma das quatro ações: organizar uma competição para restaurar a torre; mover a torre para um novo local, movê-la para seu local original na rua Shabolovka; ou elaborar uma nova solução.

Os 10 maiores edifícios em construção na Europa

Um estudo conduzido pela Emporis mostra que Moscou poderá receber o título de capital europeia dos arranha-céus. A capital russa já conta com 4 dos 5 mais altos edifícios do continente europeu - incluindo o Mercury City Tower, atualmente a construção mais alta, com 338 metros - e dos 10 mais altos em construção, 6 também ficam em Moscou. Destes, três ultrapassarão a altura do Mercury City Tower.

Contudo, apesar da grande concentração de edifícios em altura, Moscou perderá a coroa da cidade com o mais alto arranha-céu europeu, que passará a ser de São Petersburgo, com o Lakhta Center, que terá 463 metros e deve ser concluído em 2018. Completando a lista há 3 torres de mais de 250 metros sendo construídas em Istambul, Turquia. Veja o top 10 a seguir.

Os 10 maiores edifícios em construção na EuropaOs 10 maiores edifícios em construção na EuropaOs 10 maiores edifícios em construção na EuropaOs 10 maiores edifícios em construção na Europa+ 9

MVRDV vence competição Serp & Molot, em Moscou

O escritório holandês MVRDV foi anunciado como vencedor da competição para a renovação da fábrica Serp & Molot (Martelo & Foice), localizada na região leste de Moscou. O projeto vencedor respeita a história da antiga fábrica do século XIX e reinterpreta o tecido existente em um espaço de 1,8 milhões de m² destinado a programas mistos que incluem habitações, escritórios, comércios, escolas e um hospital.

Saiba mais sobre o projeto a seguir.

Clássicos da Arquitetura: Casa Melnikov / Konstantin Melnikov

Clássicos da Arquitetura: Casa Melnikov / Konstantin MelnikovClássicos da Arquitetura: Casa Melnikov / Konstantin MelnikovClássicos da Arquitetura: Casa Melnikov / Konstantin MelnikovClássicos da Arquitetura: Casa Melnikov / Konstantin Melnikov+ 21

Moscow, Rússia
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  1929

Dois cilindros interseccionados abrigam uma residência e um estúdio de arquitetura. O primeiro, ligeiramente mais baixo que o outro, recebe a fachada de entrada: um grande pano de vidro que corta o volume cilíndrico. O segundo, posterior ao primeiro, cria a fachada emblemática da casa: uma composição de janelas hexagonais na parede curva de tijolos.