Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Barcelona

Barcelona: O mais recente de arquitetura e notícia

casa jja / TAAB6

© Aitor Estévez © Aitor Estévez © Aitor Estévez © Aitor Estévez + 19

Barcelona, Espanha
  • Arquitetos: TAAB6
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 150.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2017

Laura Martínez de Guereñu obtém a primeira Bolsa Lilly Reich para igualdade na arquitetura

A historiadora e crítica de projetos Laura Martínez de Guereñu foi selecionada na primeira edição da Bolsa Lilly Reich, tal como anunciou a Fundação Mies van der Rohe e a prefeitura de Barcelona nessa terça-feira.

"Queremos contribuir com esse grão de areia para corrigir a desigualdade das mulheres e sua invisibilidade. É uma obrigação e uma dívida de justiça que queremos materializar colocando o nome de Lilly Reich à essa iniciativa", declarou Janet Sanz, presidenta da Fundação Mies van der Rohe, no ato realizado nesta terça-feira com a presença de diretora Anna Ramos e da própria Laura Martínez de Guereñu.

Intervenção no Pavilhão Mies van der Rohe explora a potencialidade reflexiva de seus espaços

Dificilmente poderíamos associar a figura de Mies van der Rohe à filosofia zen, muito menos se tratando do projeto do Pavilhão de Barcelona. Ainda assim, o artista estadounidense Spencer Finch está tentando precisamente estabelecer esta conexão através do seu projeto de intervenção chamado de "Fifteen stones (Ryōan-ji)".

Finch é o mais recente artista convidado pela Fundação Mies van der Rohe a "explorar novos pontos de vista e reflexões através de intervenções no icônico Pavilhão de Barcelona, potencializando-o como um espaço experimental e inspirador para artistas e arquitetos". Assim, Finch será o mais novo artista a integrar um seleto grupo daqueles que já interviram no pavilhão de Mies, somando-se a artistas e arquitetos como SANAA, Jeff Wall, Ai Wei Wei, Enric Miralles, Andrés Jaque e Anna & Eugeni Bach, entre outros.

© Anna Mas © Anna Mas © Anna Mas © Anna Mas + 10

Barça presta homenagem à cidade de Barcelona em seu novo uniforme

A história do Barça está intimamente ligada a Barcelona, a cidade onde 1899 nasceu um dos mais vitoriosos times de futebol de todos os tempos. Na última quarta-feira, o atual campeão espanhol fez uma homenagem mais que merecida à sua cidade natal no evento de lançamento do novo terceiro uniforme para a temporada 2018/2019.

A camiseta do terceiro uniforme é de cor rosa pálido a qual é atravessada por uma linha diagonal que parte do ombro esquerdo até a parte inferior direita. A linha é uma evidente homenagem a famosa Diagonal de Barcelona, uma das avenidas mais importantes da capital da Catalunha, a qual se sobrepõe a uma imagem aérea do bairro Eixample, em todos avermelhados.

Reforma Interior TS01 / Alventosa Morell Arquitectes

© Adrià Goula © Adrià Goula © Adrià Goula © Adrià Goula + 15

Barcelona, Espanha

As 10 cidades mais inspiradoras do design em 2018, segundo a Metropolis Magazine

Na mais recente e última lista da revista Metropolis Magazine feita a partir da análise das cidades do design, o foco não está na produção ou mesmo na cultura, mas nas próprias cidades enquanto focos de inspiração. Para os designers entrevistados, as cidades listadas foram aquelas que fizeram seus corações baterem mais forte.

Cheese Bar Hotel Meliá Sarriá / estudiHac

© Germán Cabo © Germán Cabo © Germán Cabo © Germán Cabo + 22

Barcelona, Espanha
  • Arquitetos: estudiHac
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 300.0

Apartamento Sardenya / Raúl Sánchez

© José Hevia © José Hevia © José Hevia © José Hevia + 30

Barcelona, Espanha
  • Arquitetos: Raúl Sánchez
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 75.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2018

Leku Studio testa estratégias de urbanização reversível em escolas de Barcelona

Apesar de ser uma referência urbanística com reconhecimento internacional, o Eixample de Barcelona enfrenta diversos desafios característicos de uma cidade em constate mudança, um cenário urbano muito diferente do que foi projetado por Ildefons Cerdá.

Nesse cenário, o escritório de Barcelona Leku Studio, desenvolveu um projeto de "agradabilização" de diversos entornos escolares no Eixample, testando, por meio da urbanização reversível, novos usos e distribuições que favorecem espaços mais humanos e agradáveis e que aproximam a escala urbana às crianças. "Devem ser espaços comunitários; como território de extensão da escola; como espaço para a brincadeira, para o verde, para a história e para a vida local dos bairros", explicam Leku Jokin Santiago Elorriaga e Marta Sola Páramo, cofundadores do Leku Studio.

Hotel SBGlow / Batlle i Roig Arquitectura

© Antonio Navarro Wijkmark © Antonio Navarro Wijkmark © Antonio Navarro Wijkmark © Antonio Navarro Wijkmark + 20

Barcelona, Espanha

Buenos Aires vai cobrar de motoristas que quiserem transitar no centro da cidade

Poucas cidades do planeta tiveram a coragem de taxar a circulação de veículos – mesmo que os exemplos existentes tenham sido, até aqui, positivos. Coube a Buenos Aires o papel de lançar a primeira política desse tipo na América Latina. A partir de agora, a prefeitura cobrará pelo ganho de tempo dos que insistem em usar o carro no centro histórico (chamado Microcentro) da capital portenha e no bairro de Retiro entre 11h e 16h. A capital portenha soma-se à lista que tem como principais nomes Cingapura, Londres, Estocolmo e Milão.

Reforma de Loft em Barcelona / Adrian Elizalde Architecture

© Adrià Goula © Adrià Goula © Adrià Goula © Adrià Goula + 18

Barcelona, Espanha

Barcelona aumentará a construção de habitação social para lutar contra a gentrificação

A cidade de Barcelona permanece firme em sua luta contra os processos especulativos e a gentrificação que atualmente estão aumentando a desigualdade de oportunidades que a população encontra para acessar uma moradia digna e economicamente viável.

Neste sentido, a Comissão de Ecologia, Urbanismo e Mobilidade da cidade de Barcelona aprovou inicialmente dois novos instrumentos urbanísticos para abordar o problema do acesso a moradia digna e proteger o equilíbrio social dos bairros, respondendo às demandas promovidas por entidades como a Federação das Associações de Moradores e Vizinhanças de Barcelona (FAVB), Plataforma de Atingidos pela Hipoteca (PAH), Observatório DESC, Assembleia de Bairros de Turismo Sustentável (ABTS) e Sindicato dos Inquilinos.

Residência Pla de Tomet / Sau Taller d’Arquitectura

© Aitor Estévez Olaizola © Aitor Estévez Olaizola © Aitor Estévez Olaizola © Aitor Estévez Olaizola + 16

Barcelona, Espanha

Casa Conxita / ESCOLANO + STEEGMANN

© José Hevia. © José Hevia. © José Hevia. © José Hevia. + 19

Barcelona, Espanha
  • Arquitetos: ESCOLANO + STEEGMANN
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 84.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2017

Reforma Bar El Villa - Vermuteria del Mar / AMOO | Aureli Mora + Omar Ornaque

© José Hevia © José Hevia © José Hevia © José Hevia + 22

Barcelona, Espanha
  • Arquitetos: AMOO
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 87.2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2018

Ironhack 22@ / Mariana de Delás + Meta Studio

© Aitor Estevez
© Aitor Estevez

© Aitor Estevez © Aitor Estevez © Aitor Estevez © Aitor Estevez + 8

Barcelona, Espanha
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 711.0
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2016

Um laboratório de arquitetura: a história das exposições mundiais

Exposição Universal de 1889. Image © wikimedia commons
Exposição Universal de 1889. Image © wikimedia commons

Exposições Mundiais têm sido importantes no avanço da inovação e do discurso arquitetônico. Muitos dos nossos monumentos mais amados foram projetados e construídos especificamente para as feiras mundiais, apenas para permanecerem como objetos icônicos nas cidades que os hospedam. Mas como as Expos já criaram marcos arquitetônicos tão duradouros, e esse ainda é o caso hoje? Ao longo da história, cada nova Expo ofereceu aos arquitetos uma oportunidade de apresentar ideias radicais e usar esses eventos como um laboratório criativo para testar inovações ousadas em tecnologia de projeto e construção. As feiras mundiais inevitavelmente encorajam a concorrência, com todos os países se esforçando para dar o melhor de si a qualquer custo. Essa carta branca permite que os arquitetos evitem muitas das restrições programáticas das comissões diárias e se concentrem em expressar ideias em sua forma mais pura. Muitas obras-primas como o Pavilhão Alemão de Mies van der Rohe (mais conhecido como o Pavilhão de Barcelona), para a Exposição Internacional de Barcelona de 1929 são tão dedicadas à sua abordagem conceitual que só poderiam ser possíveis no contexto de um pavilhão de exposições.

Reunimos algumas das mais importantes Exposições Mundiais da história para observar mais de perto o impacto delas no desenvolvimento arquitetônico.

1964 New York World’s Fair . Image via People for the Pavillion website Domo de Buckminster Fuller. Image © Flickr user abdallahh Pavilhão Barcelona. Image © Gili Merin Kiyonari Kikutake's Landmark Tower + 19