Olson Kundig projeta uma Arca de Noé para o Museu Judaico em Berlim

Olson Kundig projeta uma Arca de Noé para o Museu Judaico em Berlim

Concluído em 2020, em meio à pandemia, ANOHA- The Children’s World, projetado por Olson Kundig para o Museu Judaico de Berlim, está finalmente abrindo suas portas para o público. O projeto reinterpreta o mito da Arca de Noé e promove o conceito e as ideias de uma instalação semelhante construída no Skirball Cultural Center em Los Angeles, desenvolvida pelo escritório então chamado Olson Sundberg Kundig Allen. Mais do que uma experiência espacial, o projeto é um lugar de imaginação e brincadeira que materializa uma fábula universal, oferecendo um ambiente inclusivo para crianças.

© Hufton & Crow© Yves Sucksdorff, Jüdisches Museum Berlin© Hufton & Crow© Yves Sucksdorff, Jüdisches Museum Berlin+ 45

© Hufton & Crow
© Hufton & Crow

Apesar de sua carga emocional, havia o desejo de se criar um programa voltado para as crianças, para o qual o Museu Judaico de Berlim organizou um concurso de projeto em 2016. O projeto vencedor, assinado por Olson Kundig, promove um ambiente inclusivo para crianças de todas as origens religiosas e étnicas, buscando criar conexões por meio da imaginação e da brincadeira. O projeto reitera o mito do dilúvio e reimagina a arca com seus animais, abrindo o debate para questões atuais como mudanças climáticas, reciclagem e reuso adaptativo.

© Hufton & Crow
© Hufton & Crow

Existem centenas de mitos sobre o dilúvio em culturas de todo o mundo, e a maioria é muito anterior ao Velho Testamento. Esta história de destruição e criação - de adaptação a uma situação climática em rápida mudança - é universal. Todos, em todos os lugares, podem se identificar com essas preocupações, assim como todos podem se inspirar a fazer parte da solução. – Alan Maskin, Diretor de Design

Localizado em um antigo salão de mercado de flores em frente ao Museu Judaico de Libeskind, o projeto apresenta uma arca circular de madeira de 7 metros de altura e 28 metros de diâmetro, cuja forma é inspirada em antigos textos sumérios que descrevem uma arca circular, influenciada pela visão de Stanley Kubrick para a estação espacial do filme 2001: Odisseia no Espaço. O desenho e sua materialidade estabelecem um diálogo com a estrutura de concreto brutalista existente.

© Yves Sucksdorff, Jüdisches Museum Berlin
© Yves Sucksdorff, Jüdisches Museum Berlin
© Yves Sucksdorff, Jüdisches Museum Berlin
© Yves Sucksdorff, Jüdisches Museum Berlin

Uma arca tradicional é direcional, com frente e fundos distintas e um leme para orientar a viagem. A arca circular moderna não tem frente ou fundo; em vez disso, é democrática e imparcial. – Alan Maskin, Diretor de Design

O espaço expõe 150 animais culturais, criados a partir de objetos encontrados por 18 artistas alemães. As esculturas táteis ensinam as crianças sobre a importância da reciclagem de materiais, ao mesmo tempo que nutrem um senso de descoberta à medida que os visitantes reconhecem materiais familiares. O projeto incorpora várias estratégias sustentáveis, como ventilação natural e uma abordagem passiva de iluminação. 

© kubix Berlin
© kubix Berlin
© Hufton & Crow
© Hufton & Crow

  • Dimensões: a arca tem 585 metros quadrados, quase 7 metros de altura e 28 metros de diâmetro
  • Equipe de Olson Kundig: Alan Maskin, Diretor de Projeto; Stephen Yamada-Heidner, AIA, LEED® AP, Gerente de Projeto; Martina Bendel, Arquiteta do projeto; Jerome Tryon e Ryan Botts, Equipe de arquitetura
  • Consultores: Labs von Helmolt, Gerente Da Construção; Architekturbüro Engelbrecht, Arquiteto Local; IGLHAUT + von GROTE, Expografia; IBPM GmbH - Projektsteuerung, Representante do Proprietário; EiSat GmbH, Engenheiro Estrutural; Rentschler und Riedesser GmbH, Engenheiro Mecânico e Hidráulico; Ingenieurbüro für Elektrotechnik (IfE) Grothe GmbH, Engenheiro Elétrico; Blieske Architects Designers de iluminação; Transsolar KlimaEngineering, Conceito de Ventilação Natural / Engenheiro Climático; Kubix GmbH, Responsável pela Construção dos Animais
  • Artistas: Arie van Riet (imagens artísticas de raios-x de vários animais na área de segurança), Dieter Braun (grandes ilustrações em todo o museu), Andrea Übelacker (projeto de arte “quebra-cabeça mundial”, produzido em colaboração com crianças do ensino fundamental 1ª série 3), Gunilla Jähnichen e Tine Steen (projeto colaborativo do filme Noah's Ark no foyer), Wolfram Spyra (artista sonoro para instalações no foyer e Rain Room, artista sonoro e desenvolvedor das ilhas sonoras na Flood Room), Martin Böttger ( animação de água na sala de inundação), Anne Metzen, Annika Statkowski, Armin Benz, Beate Kelm, Conny Helm, Falk Starke, Frants Rodvalt, Gisbert Barmann, Gunnar Zimmer, Heiko Helm, Jan Schroeder, Jens Prockat, Jochen Müller, Jörg Hilbert, Maria Bahra, Matthias Garff, Myriell Kohrs, Nina Schrader e Thomas Raditschnig (concepção dos animais)

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Cutieru, Andreea. "Olson Kundig projeta uma Arca de Noé para o Museu Judaico em Berlim" [Olson Kundig Reinterprets Noah's Ark for Children's Experience at the Jewish Museum in Berlin] 28 Jun 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/964077/olson-kundig-projeta-uma-arca-de-noe-para-o-museu-judaico-em-berlim> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.