Casas brasileiras: concreto aparente em diferentes texturas

Casas brasileiras: concreto aparente em diferentes texturas

O concreto lidera a construção civil no Brasil estando presente em quase 90% das obras. Essa predominância se deve às suas características específicas como o baixo custo, se comparado com outros materiais, durabilidade, alta resistência às intempéries e versatilidade que facilita a sua produção e manejo por ser uma substância plástica que permite ser moldada.

A fim de tirar vantagem dessa última característica, surgem nos projetos diferentes texturas feitas a partir do concreto, seja por sua maneira de aplicação ou tipo de fôrma utilizada. Quando se trata das fôrmas, é importante perceber que, apesar de serem um elemento provisório na obra, podem custar cerca de 10% do total da construção, sendo feitas em diversos materiais como madeira, metal, plástico ou até mesmo papelão.

Casa dos Pórticos / BLOCO Arquitetos. © Haruo MikamiResidence ML / Anastasia Arquitetos. © Jomar BragançaCasa na Aldeia da Serra / MMBB Arquitetos + SPBR Arquitetos. © Nelson KonResidencial Quinta do Golfe 2 / Solange Cálio Arquitetos. © Denilson Machado – MCA Estúdio+ 13

As fôrmas em madeira ainda são as predominantes na construção civil brasileira, apesar da sua baixa durabilidade, principalmente em se tratando de um recurso natural. Hoje em dia, a grande maioria das construções utilizam chapas de madeira revestidas, aumentando seu reuso, como a Casa dos Pórticos, que fez uso de fôrmas longitudinais feitas em chapas de compensado de madeira conferindo uma aparência mais homogênea e menos rugosa ao concreto.

Casa dos Pórticos / BLOCO Arquitetos. © Haruo Mikami
Casa dos Pórticos / BLOCO Arquitetos. © Haruo Mikami

Entretanto, quando se deseja manter aparentes as marcas da madeira na superfície do concreto, tende-se a usar as ripas cerradas, como é o caso da casa Quinta do Golfe 2 ou Casa Elache onde suas paredes e forro recebem uma textura ritmada e marcante, criando uma obra de arte no momento da cofragem. Nelas é possível perceber uma variação entre dimensões das ripas e paginações que permite a criação de diversos padrões, assim como a espécie de madeira com mais ou menos veios ou nós, detalhes que são importantes pois implicam diretamente na estética escolhida para a obra.

Residencial Quinta do Golfe 2 / Solange Cálio Arquitetos. © Denilson Machado – MCA Estúdio
Residencial Quinta do Golfe 2 / Solange Cálio Arquitetos. © Denilson Machado – MCA Estúdio
Residência Elache / Elmor Arquitetura. © Fernando Zequinão
Residência Elache / Elmor Arquitetura. © Fernando Zequinão

Aliando a solução técnica e a beleza estética das suas marcas, na Casa Piemonte, ainda foi projetado um depósito feito exclusivamente para armazenar as fôrmas utilizadas na construção e permitir seu uso na lareira da residência.

Casa Piemonte / Íntegra Studio Arquitetura. © Marcelo Donadussi
Casa Piemonte / Íntegra Studio Arquitetura. © Marcelo Donadussi

Vale ressaltar que além da textura, o concreto pode receber diferentes pigmentações como o caso da Casa Terra ou a Casa Boaçava com sua coloração avermelhada.

Casa Boaçava / Una Arquitetos. © Leonardo Finotti
Casa Boaçava / Una Arquitetos. © Leonardo Finotti

Para a criação de outros padrões impressos na estrutura de concreto, as fôrmas metálicas são uma opção interessante, como pode ser visto nas paredes externas da Casa ML, as quais apresentam uma paginação retangular que confere uma textura única, humanizando, de certa forma, o processo de construção em concreto ao eternizar a marca do trabalho de cofragem.

Residence ML / Anastasia Arquitetos. © Jomar Bragança
Residence ML / Anastasia Arquitetos. © Jomar Bragança

Além desse padrão, outro muito usual e com um grande apelo estético produzido por meio das chapas metálicas são os furos organizados em espaçamentos regulares e previamente definidos como na Casa no Jardim Paulistano, que eternizam a fixação das fôrmas metálicas aos seus escoramentos.

Casa no Jardim Paulistano / GrupoSP. © Nelson Kon
Casa no Jardim Paulistano / GrupoSP. © Nelson Kon

Ainda sobre as texturas definidas pelo material das fôrmas, há aqueles projetos que optam por uma aparência mais lisa e homogênea, para isso, são preferíveis as fôrmas plásticas que permitem uma certa perfeição geométrica. A Casa Aldeia na Serra é um bom exemplo disso, na qual sua laje nervurada é moldada com fôrmas plásticas em módulos de 90x90cm.

Casa na Aldeia da Serra / MMBB Arquitetos + SPBR Arquitetos. © Nelson Kon
Casa na Aldeia da Serra / MMBB Arquitetos + SPBR Arquitetos. © Nelson Kon

Quando se trata das peças de concreto pré-moldado, apesar da textura da superfície ser menos rugosa, elas são marcadas pela junção entre as diferentes formas que imprimem os encaixes estruturais, como a Casa Gerassi, um clássico da arquitetura brasileira feito por Paulo Mendes da Rocha. Nela ainda é possível perceber as marcas do tempo na estrutura de concreto, seja a chuva que lava ou o limo que cresce, e que não deixam de ter a sua beleza e poesia também.

Clássicos da Arquitetura: Casa Gerassi / Paulo Mendes da Rocha. © Fernando Stankuns
Clássicos da Arquitetura: Casa Gerassi / Paulo Mendes da Rocha. © Fernando Stankuns

Por fim, quando se fala sobre as diferentes texturas aplicadas ao concreto, é importante comentar sobre o concreto polido, uma estratégia bastante utilizada principalmente nas superfícies dos pisos. Antes destinado exclusivamente aos edifícios industriais com tráfego intenso de veículo, ao longo dos últimos anos, vem sendo muito utilizado em espaços residenciais como na Casa Sapucaí-Mirim ou na Casa Angatuba.

Residência Sapucaí-Mirim / APBA – Arquiteto Paulo Bastos e Associados. © Daniel Ducci
Residência Sapucaí-Mirim / APBA – Arquiteto Paulo Bastos e Associados. © Daniel Ducci
 Casa Angatuba / messina | rivas. © André Scarpa
Casa Angatuba / messina | rivas. © André Scarpa

Por meio desses exemplos, é possível compreender que a escolha pela utilização do concreto implica em uma série de outras decisões que estão diretamente relacionadas à técnica construtiva utilizada e a infinidade de aplicações que este material permite, tornando-o responsável pelo enriquecimento da experiência na arquitetura, passando dos olhos até a pele.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Camilla Ghisleni. "Casas brasileiras: concreto aparente em diferentes texturas" 15 Jun 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/962107/casas-brasileiras-concreto-aparente-em-diferentes-texturas> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.