Sou Fujimoto projeta "Garden in a Box", novo espaço de exposições de Shenzhen

Sou Fujimoto projeta "Garden in a Box", novo espaço de exposições de Shenzhen

O estúdio japonês Sou Fujimoto Architects, ao lado do escritório chinês Donghua Chen Studio, projetou um complexo de exposições em grande escala no coração do distrito de Futian, na China. O Shenzhen Reform and Opening-up Exhibition Hall adota as características da cidade como um centro empresarial contemporâneo, acolhendo empresas internacionais inovadoras em uma estrutura inspirada em jardins envoltos em fachadas brancas perfuradas. A proposta do projeto foi a vencedora de um concurso internacional em Futian, e fará parte das Dez Instalações Culturais da Nova Era em Shenzhen promovidas pela Prefeitura, assim que concluídas.

Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen StudioCortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen StudioCortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen StudioCortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio+ 7

O projeto de 90.000 m² está localizado no centro urbano de Shenzhen, situado no lado direito de um eixo ecológico e no meio da área de Xiangmihu. O objetivo do projeto é mostrar e divulgar as "conquistas da melhoria e da abertura" por meio de um espaço de boas-vindas. O salão de exposições foi criado para ser uma instituição que coleta evidências e materiais de pesquisa, ao mesmo tempo em que é uma modernização inovadora da cidade, destacando a cultura pública e a civilização urbana de Shenzhen.

Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio
Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio

O conceito do projeto enfatizou a relação entre arquitetura, paisagem e o contexto circundante. O interior representa um ambiente "semelhante a uma aldeia", com vários espaços verdes e plataformas totalmente brancas desobstruídas visualmente e conectadas umas às outras. Embora as plataformas e estruturas no interior sejam bastante geométricas, os caminhos de conexão rompem com a linearidade do espaço por meio de passagens curvilíneas.

Os arquitetos optaram por “jardins dentro de uma caixa” para o conceito do projeto, aproveitando a luz natural do sol e a paisagem circundante. Para animar o interior e criar uma sensação de transparência entre o exterior e o interior, os arquitetos envolveram o espaço interior com uma fachada perfurada em camadas. A abertura e transparência do edifício traduzem também os temas pretendidos pelos arquitetos.

Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio
Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio
Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio
Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio

Vários projetos estão em fase de execução para a equipe do Sou Fujimoto Architects. No início deste ano, eles revelaram seu projeto para a parte superior do arranha-céu mais alto do Japão "Torch Tower" em Tóquio, em colaboração com a Mitsubishi Jisho Sekkei, Inc. O projeto incluirá escritórios, instalações comerciais, hotéis, bem como espaços públicos . Além disso, a cidade de Haikou revelou um pavilhão projetado pelo escritório japonês. O pavilhão branco em forma de fita terá uma cobertura acessível e será uma das primeiras intervenções públicas à beira-mar a ser concluída na primavera de 2021.

Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio
Cortesia de Sou Fujimoto Architects & Donghua Chen Studio

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Stouhi, Dima. "Sou Fujimoto projeta "Garden in a Box", novo espaço de exposições de Shenzhen" [Sou Fujimoto Architects Design "Garden in a Box" as Shenzhen's New Exhibition Hall] 26 Mai 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/961648/sou-fujimoto-projeta-garden-in-a-box-novo-espaco-de-exposicoes-de-shenzhen> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.